História Meu melhor amigo || Jikook || Bangtan Boys (BTS). - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 143
Palavras 4.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Ex-paixão!


A mãe dele atendeu. Não sou convencido e odeio me gabar, mas isso não dá pra passar despercebido: a mãe do Kook me adora! Foi só ouvir minha voz quer ela começou o falatório, sem nem me dar tempo de responder.

- Jimin, fofinho! Você sumiu! Está tudo bem por aí? Sua mãe está boa? Nem sabe, outro dia eu fiz aquela torta de morangos com chantilly que você e o Jungkook adoram, eu crente de que ele ia te trazer pra lanchar aqui e de repente chegou com um outro menino, muito mal-educado por sinal! Não quis nem provar da torta porque eu disse que não sabia quantas calorias tinham nela! E ainda, quando foi olhar filme na sala, simplismente tirou os tênis e colocou os pés em cima da mezinha!

Aí não, né? O Kook namorar o Bambam "TUDO BEM". Mas levar ele para comer a minha torta preferida na casa dele? E o Bambam ainda fazer desfeita pra mãe do Jungkook? Senti de novo aquele sentimento de quando fiquei sabendo que eles estavam juntos. Como se estivessem mexendo nas minhas gavetas e revirando tudo... como estivessem usando os MEUS pertences sem a minha autorização.

Eu fiquei calado, sem achar o que dizer, e ela, então, perguntou:

- Você queria falar com o Kook, não é? Ele não está em casa agora, querido. Parece que foi comprar um presente pra esse menino de quem eu te falei. Acho que é aniversário dele no fim de semana, ou alguma coisa assim...

De novo meu estômago retirou. Fiquei lembrando do meu aniversário, quando o Kook me deu um presente super original. Um CD que ele mesmo tinha gravado e mixado, com músicas de que ele gostava e queria que eu gostasse também.

O Kookie tem essa mania de gravar CDs. Ele diz que não tem a mínima graça dar de presente CDs comprados em lojas, que isso qualquer um faz. Que muito mais importante é o tempo gasto escolhendo o repertório, imaginando o que a outra pessoa vai gostar de ouvir, fazer uma boa ordem das músicas, mixar para dar um toque pessoal, embrulhar, entregar e - o mais importante segundo ele - saber o que a pessoa achou depois de escutar.

Fiquei imaginando se o Kook ia fazer isso pro Bambam também, e desta vez - confesso - senti uma pontinha de ciúmes. Não dele, mas de não ser mais o único da sala a ganhar um CD gravado com tanto carinho. Mas aí lembrei que a mãe dele tinha dito que ele tinha saído para COMPRAR um presente, mas mesmo assim a sensação ruim não foi embora.

Liguei o computador para ver se o Yoongi estava online. Estava.

--------------------------

Park Jimin está online

Min Yoongi: Ué, que milagre, você na internet no meio da semana?

Park Jimin: É, deu vontade.

Min Yoongi: Sua mãe está sabendo dessa sua vontade? Deixa ela te pegar no notebook por algum motivo sem ser trabalho escolar, ainda mais uma semana antes das provas.

Park Jimin: Ela está super boazinha comigo por causa do intercâmbio. Incrível como um simples acontecimento pode mudar tanto uma pessoa...

Min Yoongi: ...reticências...

Park Jimin: Reticências? O que você quer dizer com isso?

Min Yoongi: Quero dizer que reticências sempre querem dizer uma coisa a mais do que a escrita. Essa frase que você terminou com reticências fala muito mais do que você imagina...

Park Jimin: Aí, Suga, lá vem você com isso. Será que a gente não pode conversar um segundo sem você ficar analisando tudo o que eu faço, falo ou escrevo?

Min Yoongi: Claro que podemos. Mas acho que quem devia estar analisando sentimentos e atitudes atualmente não era eu...

Park Jimin: Ah, tá. E o que - segundo a sua teoria - essas suas reticências aí querem dizer?

Min Yoongi: Nada...

Park Jimin: Yoongi!!! Para com isso! Que merda! Chega de fazer cú doce pra responder, não acha?!

Min Yoongi: Credo, garoto! Que stress é esse? Relaxa! Tá de TPM, Jimin?

Park Jimin: Isso é outra coisa que eu não suporto! Qualquer coisa que eu diga que não agrade, fique bravo, irritado ou emotivo, alguém vem me perguntar se estou de TPM! Por acaso eu tenho cara de menina??? Você acha que eu não tenho pau, é isso?!

Min Yoongi: Eu hein... Claro que não, de maneira alguma. Mas você pode falar o motivo?

Park Jimin: Que motivo?

Min Yoongi: Da raiva! Não vai dizer que é o Jackson ainda?

Park Jimin: Nem fale/escreva esse nome. Estou com antipatia!

Min Yoongi: Você não gostava dele. Era só obsessão, ideia fixa.

Park Jimin: E como você tem tanta certeza disso?

Min Yoongi: Com três dias você já está com antipatia... Se gostasse dele mesmo, ia estar muito triste ainda. Ou decidido a foder com o casamento dele, em uma hipótese mais drástica.

Park Jimin: Eu nunca pensaria em atrapalhar o casamento de uma pessoa!

Min Yoongi: Porque você não gostava mesmo dele. E quando eu digo "foder com o casamento", não digo que você iria conseguir, mas que sim, se realmente gostasse dele, a mulher não seria empecilho, você continuaria a dar em cima dele, pra ver até onde ele iria chegar, pra provar pra você mesmo que ele pode se interessar mais por você do que por ela...

Park Jimin: Acho que você está vendo muita novela. Eu nunca ia foder com o relacionamento de ninguém.

Min Yoongi: Nem o do Kook e do Bambam?

Park Jimin: Tava demorando...

Min Yoongi: Responde...

Park Jimin: Por que eu faria uma coisa dessas?

Min Yoongi: Hum. Talvez pra ter seu amigo de volta? Ou talvez, quem sabe, mais que um amigo...

Park Jimin: Para, Yoongi!!!! Já te falei que não gosto desse assunto!

Min Yoongi: Finalmente acabei de descobrir o motivo da sua raiva! Realmente não é TPM...

Park Jimin: Min Yoongi, eu vou desligar se você continuar com esse papo!

Min Yoongi: Pode desligar, você pode fugir de mim, mas acho que já passou da hora de você parar de fugir dos seus próprios sentimentos... admita de uma vez que está com ciúmes do Jungkook!

Park Jimin: Não estou com ciúmes do Jungkook! Aliás, posso até estar um pouquinho, sim... mas é ciúmes de amigo...

Min Yoongi: Então você admite que não quer que o Kook se afaste de você, que você sente falta da companhia constante dele?

Park Jimin: Claro que admito! Eu nunca escondi isso!

Min Yoongi: E admite também que gostaria que ele não estivesse namorando, para continuar compartilhando com você os bilhetinhos, os intervalos, os fins de semana...

Park Jimin: ...

Min Yoongi: E o que essas reticências querem dizer agora?

Park Jimin:: Não sei se admito que eu gostaria que ele não estivesse namorando! Certamente eu não queria que ele estivesse com o Bambam!

Min Yoongi: Jimin, o que você não entendeu ainda é que o Bambam é o de menos. Coincidentemente o Kook foi ficar com alguém de quem você já não gostava, mas você ia ficar com raivinha de qualquer garoto que roubasse o seu posto, que tirasse aquela disponibilidade que o Jungkook tinha de ficar ao seu lado.

Park Jimin: Mas ele tinha que escolher justamente o Bambam?

Min Yoongi: Acho que não foi bem ele que escolheu, o Bambam deve ter dado corda e o Kook se enrolou todinho. Mas acho que ainda não é tarde para você ir lá desenrolá-lo...

Park Jimin: O que faz você pensar que eu conseguiria fazer isso?

Min Yoongi: Muito simples. Já que falamos de escolhas, eu acho que, se você tivesse dado a ele a possibilidade de escolher, ele teria outro namorado agora... (Você!). Olha só, minha mãe tá me chamando, tenho que desligar. Nos vemos no colégio amanhã, tchau!

Min Yoongi está Offline

Park Jimin está Offline

{...}

O resto da semana passou muito devagar e o fim de semana mais ainda. O pior foi ter que estudar para as provas sozinho. O Yoongi não gosta de estudar em dupla, e eu tenho que admitir que realmente senti falta do Kook naquele momento. Eu sempre estudava com ele. O Kookie é ótimo em Física, exatamente a matéria que eu mais detesto! E ele tem um jeito de explicar melhor que qualquer professora particular...

Fiquei pensando se ele não iria aparecer, como sempre aparecia quando tínhamos provas, cheio de cadernos e doces (como recompensa pelo nosso esforço, segundo ele), mas o interfone ficou mudo o fim de semana inteiro.

Fiquei estudando sozinho o tempo todo, trancado no quarto, não fui ao cinema, não vi filmes, não tomei sorvete, não fiz nada. Conversei com o Yoongi algumas vezes pelo telefone, mas ele estava todo preocupado, morrendo de medo de afundar em Química; ele precisava tirar 8 em 10 na prova, senão, com certeza, ficaria de recuperação.

Então, só parei de estudar para comer alguma coisa, ir ao banheiro e rezar para a semana passar bem rápido e as férias começarem logo para acontecer algum movimento na minha vida. Eu nem imaginava como as coisas iam ficar movimentadas já na segunda-feira...

Eu entreguei a prova de inglês para a professora e fui indo para a biblioteca estudar mais um pouco para a prova de Química, que ia ser depois do intervalo. Pelo menos disso eu gosto nesse colégio, nas semanas de provas eles tiram as aulas e dão apenas as provas, quem terminar pode sair da sala, por que eles deixam várias horários vagos pra gente ficar estudando.

Resolvi passa na cantina só pra comprar um refrigerante e vi que o Bambam estava lá, com dois "amigos-clones" dele. Eles estavam de costas, não me viram chegar.

Eu estava torcendo para que eles não me notassem, pra eu não ter que ouvir uma alfinetada qualquer, e passei bem devagarzinho por trás deles. Foi aí que, sem querer, eu ouvi uma parte da conversa.

O Bambam estava com um CD na mão, com uma cara de desprezo e rindo muito. Quando eu olhei para o CD, reparei que era do Kook, com a típica capa azul que ele coloca em todos os CDs que grava. Então eu parei pra escutar o que ele estava dizendo.

- ... você imagina que ele me deu esse CD de aniversário, falou que gravou pra mim e que depois queria saber o que eu tinha achado? Será que esse garoto não se enxerga? FAZER um presente em vez de comprar? Quem ele está achando que eu sou? Caralho, e com o dinheiro que a família dele tem, ele poderia ter me comprado vários CDs DE VERDADE, ou uma roupa, ou até uma jóia! Ainda bem que eu ganhei também flores e doces anônimos vindos do Scott, aquele filho do amigo do meu pai, que eu contei pra vocês que fica me cantando e pediu pra ficar comigo... da próxima vez, vou aceitar! Só vou continuar com esse pirralho do Jungkook porque é bom pro ego ser bajulado, mas só enquanto eu não encontro outro namorado a minha altura.

Eu não quis ouvir mais nada. Me subiu uma raiva e, quando eu vi, já tinha arrancado o CD da mão dele e falado bem alto, para não deixar dúvidas:

- Escuta aqui, se você está pensando que vai fazer o meu amigo de trouxa, está muito enganado! Eu te PROÍBO de fazer isso! O Kook é muito ingênuo e acredita demais nas pessoas, mas eu NÃO VOU deixar você pisar nele!

Ele puxou o CD de volta e falou no mesmo tom que eu:

- Você teve a sua chance... se alguém fez o garoto de trouxa, esse alguém foi você, que ficou com ele esse tempo todo ao seu lado só faltando implorar pra ser notado e você o tratando como amiguinho, perdendo seu tempo olhando para aquele professor de Biologia ridículo! Agora é minha vez e você NÃO VAI atrapalhar!

Como eu perco a voz em todas as situações importantes em que eu preciso dar uma resposta imediata, claro que dessa vez não seria diferente. Fiquei completamente sem palavras.

Murmurei um "Vai se foder", ele só guardou o CD na mochila e saiu da cantina, rindo com os amigos como sempre.

Fui para a biblioteca morrendo de vergonha, mas não deu mais pra estudar, não consegui pensar em outras coisas além das palavras do Bambam. Além de ter falado exatamente o que o Yoongi sempre fala a respeito do Kook gostar (ter gostado?) de mim, ainda mostrou que sabia perfeitamente do meu interesse pelo Jackson! E eu pensei que ninguém além do Suga soubesse disso! Será que o Yoongi espalhou pra todo mundo?

Eu queria faar com ele imediatamente, mas não consegui descobrir onde ele estava. No fim do horário vago, quando bateu o sinal para começar a prova, vi que ele saiu de dentro do banheiro, com uma cara muito preocupada. Eu cheguei perto, mas antes que eu pudesse falar qualquer coisa, ele disse:

- Agora não, Jimin. Não fale nada, por favor. Se alguém falar qualquer coisa, a matéria que eu decorei vai sumir toda da minha cabeça! - e saiu correndo pra sala antes que eu tivesse chance de responder.

Por sorte, eu já passei em Química. Não consegui me concentrar em pergunta nenhuma, então resolvi responder qualquer coisa nas questões abertas e chutar qualquer letra nas de múltipla escolha. Fui a primeira a sair da sala. Fiquei lá em baixo, na porta do colégio, ansioso pela saída do Yoongi, mas, pelo que eu conheço ele, com certeza ele seria o último a sair, porque ia ficar conferindo cada detalhezinho das respostas até o final do horário!

Eu estava andando de um lado pro outro quando o Hoseok saiu, me viu e veio falando em minha direção:

- Nossa, que cara de preocupação! Você precisava de muito ponto?

Eu falei pra ele que já tinha passado, mas acho que não consegui desfranzir a testa, porque ele perguntou se eu estava preocupado então com as próximas provas.

- A semana de provas é o menor dos meus problemas... - Eu falei, meio que pensando alto.

Ele perguntou se então era ansiedade pelo intercâmbio chegando e, de repente, me peguei contando pra ele o que eu tinha ouvido na cantina mais cedo, tomando o cuidado de omitir a parte que o Bambam tinha falado que eu estava a fim do Jackson. E que o Kook estava a fim de mim.

- Jimin! Você PRECISA contar isso pro Jungkook! Ele é seu amigo! Você gostaria que ele visse alguém fazendo você de idiota e não te contasse?

Eu dei um grande suspiro e falei que o caso era MUITO mais complicado.

Tem muito tempo que eu e o Hoseok não conversamos, o que é um pouco estranho, porque quando éramos crianças costumávamos ser melhores amigos, a gente sempre morou perto, dormíamos um na casa do outro todo fim de semana, aonde um ia, o outro ia junto. Mas aí a gente cresceu, começamos a estudar em horários diferentes, ele fez outros amigos, eu também comecei a andar com outras pessoas e naturalmente nos distanciamos, apesar de nunca termos perdido o contato.

Mesmo depois que eu fui pro colégio dele, nunca mais voltamos a ser como antigamente... mudamos bastante, ele se tornou mais extrovertido, eu mais introvertido, ele só pensa em pegar menino e eu acho que pegar qualquer um só dá dor de cabeça, ele tem os amigos da sala dele, eu tenho o Yoongi e o Kook... mas de vez em quando eu sinto falta de uma característica que só o Hope tem... ele é (quase) tão sonhador quanto eu. E acho que, por isso, ou talvez por ele me conhecer tanto, por tantos anos, ele sempre capta pela minha expressão o que se passa dentro de mim, mas nunca me recrimina ou ri da minha cara... muito pelo contrário, ele sempre acaba falando aquilo que eu quero escutar, que é inevitavelmente uma extensão do meu sonho com desfechos ainda mais inesperados que os que eu sonharia por mim mesmo.

- Jimin, nós precisamos conversar!

Ele foi me puxando pela mão até umas escadinhas que tem na frente do colégio. Sentamos e ele começou:

- Eu sei que a gente está meio distante, que eu não sei nada direito do que está acontecendo com você e que eu tenho andado muito centrado só nos meus problemas... mas você é meu amigo de infância, Jimin... eu sinto falta de participar da sua vida!

Eu fiquei olhando pra ele sem falar nada por um tempo, e de repente perguntei:

- E o Mark, como vai?

- Aí, Jimin! - ele falou, abrindo o maior sorriso - Você acredita que no fim de semana eu encontrei com ele no... - de repente ele parou e falou - Não. Você sempre desvia o assunto. Desta vez nós estamos falando de você!

- Sim, mas eu realmente queria saber sobre o Mark... como foi que você começou a gostar dele mesmo? - eu perguntei só por perguntar, porque eu já tinha ouvido aquela história umas mil e una vezes. Ele estava Sexta-Mix, que é um evento que tem toda primeira sexta-feira do mês no clube, aonde as pessoas vão supostamente pra dançar, mas o que acontece é que lá pelo meio da festa eles inventam de colocar música lenta e todo mundo tem sua chance ideal de ir conversar com quem está a fim, porque o clima já está armado e tals... eu só fui uma vez, mas fiquei meio sem graça, já que eu não sou muito de dançar.

O Hoseok começou a contar o caso pela milésima segunda vez:

- Foi no Sexta-Mix... inclusive vai ter um nesta sexta-feira, Jimin, você tem que ir!

Como eu não disse nada, ele continuou com aquela expressão sonhadora, como se estivesse vivendo naquele momento a cena que estava me contando:

- Bom, eu estava na pista de dança quando vi chegando um monte de meninos mais velhos, parecia que eram da faculdade, tomando whisky e zoando. Eu comecei a sair de perto, já que eles estavam meio bêbados e mexiam, ficavam dando cantadas, passavam a mão e arrastavam pra algum cantinho todos os meninos que passavam na frente... foi quando vi no meio deles o restinho lindo do Mark... ele riu pra mim, eu ri de volta, aí o amigo dele veio e perguntou meu nome, eu respondi, e aí ele me falou o nome de todos eles, mas o único nome que eu consegui guardar foi o do Mark... E aí você já sabe. Me apaixonei perdidamente e estou assim até hoje...

Eu sorri pra ele, que perguntou por que eu queria saber isso. Eu falei que era só curiosidade, mas na verdade eu queria era saber por que as pessoas resolvem gostar umas das outras...

Ele viu que eu fiquei meio pensativo e perguntou:

- E o Jackson?

O sorriso que ainda estava no meu rosto sumiu completamente. Eu comecei com aquele meu tique que aparece sempre que que fico nervoso, ficar estalando os dedos e mexer os pés, então antes de eu pensar em alguma coisa pra responder, ele falou:

- Para de estalar os dedos, Jimin! Li em um site que isso aí é doença! Pode parar agora!

Eu parei de estalá-los e perguntei:

- O que tem o Jackson, ficou louco?

- Aí, Jimin! Para com essa cena! Você não está querendo esconder isso de mim, né? Sei perfeitamente da sua paixão por ele há séculos.

- Ex-paixão! Anota aí, EX-PAIXÃO! - Falei, sem notar que com isso estaria admitindo.

Ele riu e falou:

- O Yoongi me contou que ele é casado, aquele farsante... que raiva que tive dele!

Eu fiz a maior cara de indignação!

- Que raiva do Yoongi, isso sim! Por que ele tinha que te contar isso? Quem mais sabe que eu gostava dele? Porque, pelo que eu estou entendendo, o colégio inteiro sabe disso e eu aqui achando que era um segredo só meu!

- Não, o Yoongi não tem culpa de nada! - ele falou depressa. - Ele só me contou o caso da mulher do Jackson porque eu perguntei por que vocês foram embora de repente naquele dia do trabalho de geografia. Mas que você era a fim do Jackson eu já sabia há tempos, né, Jimin? Você vem todo arrumadinho nos dias da aula dele e quando bate o sinal e tem biologia no quarto horário, você é o primeiro a ir pra sala... além disso, quando ele passa, você olha com um ar de idolatria tão grande... e também sempre tira as melhores notas nessa matéria. Eu SP juntei dois e dois.

Eu fiquei morrendo de vergonha. Agora percebo o papel de ridículo que fz durante todo esse tempo.

- Alguém mais sabe disso, Hoseok? Que eu gostava do Jackson?

- Ninguém nunca falou sobre isso comigo... - ele disse, um pouco pensativo - Acho que só eu e o Yoongi, mas porque conhecemos você muito bem...

Eu já ia soltando um suspiro de alívio, mas ele completou:

- Ah, e o Kook, né?

Faleci. Só faltei desmaiar. Como assim o Jungkook sabia disso?

- Como assim o Kook sabe disso? - eu perguntei.

- Ué, não foi você que contou? - Ele respondeu com outra pergunta.

Eu devo ter feito uma cara de quem ia começar a chorar, porque ele ficou todo:

- Não, espera, pode ser que ele não saiba... mas é que um dia depois que aconteceu o tal caso da mulher dele, eu o vi parando o Jackson no corredor e perguntando onde ele escondia a aliança... eu confesso que achei o Kook completamente maluco, espero completamente do fundo do meu criação que ele já tenha passado em Biologia. Mas achei fofinho ele estar de certa forma tirando satisfação pra você... por isso achei que ele soubesse, que vocês conversassem sobre isso, sei lá...

Dessa vez eu realmente comecei a chorar. Não sei se pelo fato do Kook saber e nunca ter me falado que sabia. Ou por ele ter afrontado o Jackson por mim. Ou ainda por eu ter lembrado que o Jackson era casado. Ou pelo o que o Bambam tinha me dito. Ah, acho que eu tinha mesmo bons motivos para chorar naquele momento.

- Jimin, esquece o Jackson. - ele falou tirando um lencinho de papel da mochila e me entregando - tem tanto menino legal aí no mundo, que poderia te fazer tão mais feliz...

Eu ri, mas dessa vez um riso incrédulo, e perguntei:

- Quem? Cite um nome!

Ele nem piscou e falou:

- Ah, o Jungkook, por exemplo...

Aí eu fiquei bravo.

- Hoseok, vocês estão zoando com a minha cara, isso é um complô, pode falar! Primeiro, o Yoongi. Depois, o Bambam. E agora, você! Todo mundo sabe que eu gostava do Jackson e acham que o Kook gosta de mim, é isso?

- Não, eu não acho, eu tenho certeza de que você é a paixão da vida do Kook! - eu revirei os olhos - Mas que o Bambam também tinha certeza disso é novidade, como foi isso? Ele te falou?

Eu contei novamente o caso da cantina, dessa vez sem esconder nada, e aí ele falou:

- Ah, então! Voltamos aonde começamos. Jimin, você tem que contar isso pro Kook!

- De jeito nenhum! - eu falei, já com o choro controlado - ainda mais agora. Ele vai achar que eu estou com dor de cotovelo por causa do Jackson e que quero estragar a felicidade dele também!

- Jimin - ele falou muito sério - não só eu, mas todo mundo se assustou quando o Kook começou a ficar com o Bambam. Todo mundo tinha certeza de que o Kook estava fazendo isso só pra te provocar ciúmes, ninguém achava que isso ia durar mais do que uma semana!

Eu falei pra ele que definitivamente não era por isso que ele estava com o Bambam, já que o Kook tinha ido à minha casa exclusivamente para me contar que estava gostando da Cobra.

- Isso é apenas mais uma prova, Jimin! Ele queria te provocar alguma reação! Como você não dá o braço a torcer e não deve ter manifestado sentimento nenhum, ele continuou com o Bambam e está assim até hoje, acomodou!

Eu ia começar a replicar, mas ele foi mais rápido:

- Olha, eu te conheço muito, mas muito mais do que você imagina... eu participei com você de todas as suas paixões inventadas, sei como você tem capacidade de se apaixonar apenas por olhares e de desapaixonar mais rápido ainda. Mas eu vou te dar um conselho de amigo... o Kook pode ser o seu primeiro amor REAL, Tomé cuidado para não deixar o tempo passar muito... ele pode começar a gostar realmente do Bambam, ou de outro menino... e aí, quando você acordar, pode já ser tarde demais...


Notas Finais


Arrumei :3

Espero q gostem ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...