História Meu Motorista - One Short - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Lutteo, Romance
Exibições 115
Palavras 1.305
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Poesias

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiee! Galera, vim trazer a minha primeira one. Já estava com ela em minha cabeça há algum tempo.
Espero que gostem, boa leitura.

Capítulo 1 - O Meu Motorista


Costumam me chamar de patricinha, idai? Não dependo de ninguém, além do meu namorado Simón. Meu pai é rico, herdeiro de uma grande fortuna que daqui alguns anos será minha, ele está fazendo algumas entrevistas de emprego para 

novo motorista, o antigo cansou-se de mim, acredita? Eu sou um anjinho. 

  Eu só tenho a Nina, Delfina,Jasmín e Âmbar como amigas. Não ligo se não gostam de mim, o que vale é a popularidade, e é o que eu tenho de sobra.

   Nesse exato momento vejo meu pai despençar mais um concorrente para ser o meu motorista, embora tenha seus defeitos ele sempre quis ter certeza em que eu estaria em segurança.

-Affs papai, contrata qual quer um-Eu disse.

-Calma Luna tenha paciência, só falta mais dois-Ele diz-Próximo.

-Oi, eu meu nome é Luck, tenho vinte e cinco anos e estou fazendo faculdade de direito.

-Atchim-Meu pai espirra, durante essa entrevista toda ele ficou espirrando-Próximo.

-Oi, me chamo Matteo Balsano, tenho dezoito anos, vim da Itália para esse emprego. Já tenho carteira de motorista.-Diz um rapaz completamente gato.

-Está fazendo faculdade?

-Não, ainda estou no último ano do ensino médio.

-Ahh Atchim!

-Saúde senhor Valente.

-Está contratado.

-Assim, do nada? Não quer me ver na prática?

-Sim, e sei que vai cuidar de minha princesinha, caso contrário...-ele passa os dedos em embaixo do pescoço.

-Obrigado, o senhor não vai se arrepender. E com certeza vou cuidar dela.

-Se eu te contratar como segurança, você aceita o dobro do que ganhará?

-Sim, claro que sim.

-E quando você começa?-Pai pergunta

-Hoje mesmo, se preferir.

-Ok, onde estão as suas malas?.

-Estão no hotel.

-Não, eu faço questão de você vir morar aqui.

-Sério? Muito obrigado senhor.

-De nada, já leu as regras? Não saia quando ela for no shopping, e essas coisas acompanhe-a.

-Sim, senhor Valente.

-Ok, agora pode buscar suas coisas

-Com licença-Ele fala se retirando.

-ficou louco papai?

-porquê?

-o senhor perdiu para um desconhecido morar aqui.

-Olha Luna não se meta nas minhas coisas.

-Tábom.

  Subo para o meu quarto, pego o meu computador, faço uma chamada de video com minhas amigas.

-Oi Luna-Nina diz.

-Oi.-respondo.

-Ai Luninha esqueceu de passar gloss?-Jazmín pergunta.

-Cala a boca Jazmín, deixa a Luna terminar de falar-Delfina fala.-Eai o que aconteceu?.

-O meu pai contratou um motorista novo.-Falo.

-E isso não é bom?-Nina pergunta.

-Seria... se ele não fosse tentadoramente lindo e vai morar aqui em casa.

-Para Luna você tem namorado-Nina diz.

-Olhar não tira o pedaço.-Falei.

-Quem sabe né?-Nina diz-Preciso desligar, vou ter que sair com o meu pai e a Mora. Tchau!

-Tchau!-Todas dissemos. 

  Fecho meu computador esperando ás horas passarem, mas parece ser impossivél. Sento em minha cama e ligo a TV, coloco em um canal de moda.

-Luna, querida-ouço a voz do meu pai do outro lado da porta. Caminho até lá, abro a porta.

-Oi.

-Filha daqui vinte minutos o seu novo motorista estará aqui. Quero que você apresente a casa para ele.

-Mais alguma coisa?

-Sim, eu vou ir para uma reunião. Tchau filhinha-Ele me abraça, fecho a porto e volto a assistir meu progama de moda. Ouço a campainha tocar, já sabia quem era. Assim que abro vejo Matteo olhando para algumas árvores, a luz do sol refletia em seu rosto o deixando mais lindo do que já é...

-Oi-Ele diz.

-Oi, eu te apresento a casa.

-Perdão perguntar senhora Valente, mas qual é o seu nome?

-Luna. CAAATOO-Eu grito.

-O que está fazendo?-Matteo pergunta

-Vou chamar um empregado para ajudar a levar suas malas.

-Não precisa senhora.

-PODE FICAR AI CATO.

-Vem vou te apresentar tudo Matteo.-Eu falo o puxando para dentro. Mostro tudo para ele menos o seu quarto que é ao lado do meu, tem uma sacasa que dá uma bela visão de toda a casa. Abro a porta do quarto dele.

-Uau-Ele diz.

-Gostou?

-Muito.

-Que bom. Vou te deixar descançar, daqui a pouco a Amanda vai te chamar para ir almoçar, e umas quatro horas da tarde eu vou ao shopping com uns amigos.

-Sim senhora-ele diz de um jeito fofo.

-Só Luna-Falo o deixando só.

 ***

 Eu já estava pronta, apenas esperava Matteo. Ouço passos atrás de mim, me viro e vejo Matteo, tão lindo usando terno preto e aquele chapéu de chofer. Quando me vê sua boca fica um perfeito 'O'.

-Estou bonita Matt?

-Sim senhora.

-Obrigado, você também não está nada mal.-Ele dá um sorriso em resposta.

-Vamos?-Ele fala e eu assinto. Nós dois vamos até o carro, dou o endereço da Nina, Âmbar, Delfina,Jazmin, Pedro, Simón, Arcade e Gastón. Ele os pega e juntos vamos ao shopping. Eu já deixei claro para o Simon que Matteo é só o meu motorista.

   Assim que chegamos no shopping, Matteo abre a porta para todos, e nos acompanha até dentro do local.

-Dá para você ir embora?-Simón pergunta irritado pela presença de Matteo.

-Perdão, mas tenho ordens do senhor Valente para acompanha-la.

-Luna, Luna, olha esse vestido-Jazmim fala surpresa.

-Não vejo nada de mais-Pedro diz.

-Lógico você garoto, garotos não sabem nada de moda.-Jazmin diz. 

 -Hey, gente foco... viemos comprar roupas e não descutir.-Nina diz

-Isso mesmo, até porque eu sou muito estiloso-Gastón diz.

 Depois de muito tempo fazendo compras (fiquei com pena o Matteo pois ele segurava todas as sacolas) decidimos ir comer algo.

-O que vão querer?-Uma garçonete pergunta olhando para o meu Matteo. Que é isso Luna? Que seu o que...

-Eu quero um milk shake ligth de morando-Âmbar disse.

-1 X-tudo-Simón disse [...]

 Matteo levou todos para suas casa. Quando chegamos na minha me joguei com tudo no sofá.

-A senhora está bem?

-estou, agora vai arrumar alguma coisa para fazer.-Eu disse de maneira grossa. Ele sai e eu acabo cochilando.

  Sinto dois braços fortes me levantando, deixo meus olhos entre abertos, e lá estava Matteo me levando em estilo noiva. Que fofo! Ele me deita na minha cama.

-Como ela é linda!-Ele murmura acariciando o meu rosto.-Pena que tem namorado-Ele retira as mão do meu rosto e sai do meu quarto. Quando ele sai, falto pular de alegria pelo que ele diz. Um telefonema me tira do meu 'Meu mundo em Marte'. Vejo a tela. Simón? O que ele quer me ligando?

"Alô?-pergunto

-Oi Luna-Sua voz parecia nervosa.

-O que houve Simón? Está me deixando preocupada.

-Eu não queria dizer por telefonema.

-Fala logo.

-Eu quero terminar.

-Hhahahah Simón você é tão engraçado.

-Não é brincadeira Luna, eu gosto da Âmbar e ela de mim..

-VOCÊ ME TRAIU COM MINHA PRIMA?

-Não Luh, não é isso..

-Nem ouse mais falar comigo" 

Desligo o telefone, taco ele da parede.

-O que houve, senhora?-Matteo pergunta entrando no quarto.

-Vem cá Matteozinho- Eu falo, ele senta ao meu lado.-Admite!

-Admite o que?

-Que me ama.

-não, não, não eu posso....

-Shhh-Coloco meu dedo indicador em seus lábios.-Só me beija.

 Matteo faz o que peço e inicia o beijo, enlvo meus braços ao redor do pescoço dele. Ele passa os dedos no meu cabelo, solto um suspiro ainda entre o beijo. Ele pede passagem da língua e eu cedo. A sua língua invade toda minha boca, tento fazer o mesmo com ele mas ele me impede, abusado ele acha que é só ele que pode explor a minha boca. O ar se faz necessario, nos separamos a contragosto. Uau que beijo foi esse, nunca ninguém, repito ninguém me beijou dessa maneira.

-Agora admite?

-Só se você admitir que me ama.

-Eu te amo, mesmo tendo te conhecido hoje.

-Eu te amo, muito-Ele fala e me dá um selinho- e o seu namorado?

-Terminamos-É estranho pensar que há algumas horas eu beijava o Simón e agora eu beijo o meu motorista.

-E seu pai?

-Ele só quer minha felicidade.

-Namoraria com um cara gato e lindo como eu?

-com certeza.-Eu o beijo.

Acredito que na vida tudo tem um porque e que nada é por acaso. Acredito em amor a primeira vista e que o pra sempre existe. Acredito no brilho de um olhar e na intensidade de um sorriso. Acredito em contos de fadas e em finais felizes. Acredito na força que as palavras têm e no sentido delas. Acredito que promessas quando são feitas devem ser cumpridas. Acredito na satisfação que sentimos em fazer bem as pessoas que amamos. Acredito que a vida foi feita para aproveitarmos cada segundo dela, sem se preocupar com o amanhã. Acredito que acreditar nos faz crescer, aprender e viver.


Erika Teixeira



Notas Finais


Eai? Gostaram? Odiaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...