História Meu Mundo Imaginário e... Você??? - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 6
Palavras 813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpeeee, não postei ontem ;-;
Fiquei sem criatividade e não escrevi nada. Pesso agradecimento especial ao meu amigo que me ajudou nessa. Alex.
Agradeço, ass:IBM Miguel

Capítulo 14 - Um dia de conflitos


Depois de um tempo eu nem quis mais entrar em meu mundo. No momento eu não queria terminar aquela historia. Me senti envergonhado com o que se passava na minha imaginação.

  No intervalo, ultimamente estou conversando mais com Jade, cada vez mais me a próximo dela, mas nenhum progresso em minha missão. Me sinto uma anta.

  -Quanto você tirou na prova de inglês? -Perguntou ela com a sua voz fraca de sempre. Baixa e doce.

  -Tirei 40/40. 

  Ela me olhou de um jeito como "não acredito!" 

  -Parabéns. -Ela disse sarcástica, dava para ver que talvez ela não tenha ido bem.

  Olhei para ela preocupado, e vi um novo machucado na garganta. Involuntariamente acariciei o machucado. Ela rápidamente bateu em minha mão e se afastou.

  -Não olhe! -Ela me advertiu. Ficou brava comigo. -Não precisa ficar bravo também...

  Eu estou bravo?? Pareço bravo????

  -Não estou bravo! 

  -Mas está com cara de bravo...

  -Estou???? -procurei meu celular desesperado e olhei meu rosto pela tela. Por mim não estava bravo. Aproveitei e ajeitei meu cabelo que fica no olho. 

  Jade deu risada de mim. Fiquei corado. 

  -Te enganei! - Ela disse batendo o dedo no meu nariz.

  Me senti ferver por dentro. Olhei nos olhos castanhos mel dela e fiquei hipnotizado. 

  -Você está bem? Está quente e vermelho...

  -Eh... Ah... Hum...ehhh. Ahhhhh. -Juro que dava para ver uma fumacinha em cima da minha cabeça. -Está fugindo do assunto... -Falei baixo resmungando.

  Ela me olhava triste. Segurei-a pelos ombros e respirei fundo. Na hora que fui me declarar, Kauan me arrastou falando que precisava conversar comigo. Fiquei puto da cara.

  Olhei para a cara de Kauan e sem querer o matei em meu mundo.

  Parece que uso isso como um mecanismo de desefesa e desconto se raiva.

  Chutei-o e o fiz rolar escada a baixo. Ainda depois dele cair desmaiado, pulei e pisei em seu crânio o matando. 

  Bom, não sei se isso é possível, mas se desse ja teria feito. 

  -O que foi? Que cara é essa? - Eu perguntei notando a cara maliciosa.

  -Tô sabendo em, Irian. Vai pegar a Jade? -Ele perguntou baixo para ela não ouvir. Ela nos olhava com cara de quem achava isso estranho. Poxa eu queria falar para ela de uma vez!

  -Não... -Desviei-me do olhar dele , ja estava bravo. 

  -Ah, qual é! Ela é bonita, você é legal, então, ela gosta das mesmas coisas que você! São inseparáveis desde que ela chegou,e vimos como você salvou ela naquele dia!

  -Esquece aquele dia ta bom? Não é uma lembrança boa.

  Encerramos o assunto e voltei a conversar com Jade. 


  No meio da aula de historia fiquei desenhando e deixando o conteúdo pra lá! Um professor que não sabe explicar. Matéria não é um professor de verdade. Sempre tenho a ideia de estudar história sozinho, ninguém me ajudou, eu mesmo faço sozinho e me dou bem.

  Depois de um tempo de ter batido o sinal eu tive que fazer a recuperação de ciências, na verdade foi escolha minha. Foi meio difícil, chutei a maioria do começo depois foi ficando mais fácil. 

  No meio da aula, a bolinha ant estresse de Allan grudou no teto por causa de Wanda. Ela jogou no teto e grudou lá. Fiquei rindo,pois Leandro ficou tacando o penal para cima para a bolinha caísse.

  Após terminar a prova, fiquei o tempo todo olhando para o relógio, queria que marcasse logo 11:50 para sair da escola de uma vez.

  Foi então que recebi um bilhete da escola dizendo que não haverá a aula amanhã, um protesto contra um congelamento da PEC. 20 ANOS SEM EDUCAÇÃO, SAÚDE E ASSISTENCIA SOCIAL!!!! ESTÃO É LOUCOS DE FAZER ISSO! 

  Eu não Poio essa paralização, o país pode cair, e a educação não vai ser exercida,  precisamos de bons politicos e bons trabalhadores, E É DESSE JEITO QUE QUEREM FAZER DE NOSSO PAÍS? 

  O problema é não poder dizer nada, queremos algo bom e nos fazem mal. 


  Cheguei em casa esgotado, deitei na minha cama com dor nas costas. "AFF essa mochila ta me matando, preciso de férias!"

  Coloquei na música iNSaNiTY, minha fovorita de Circus-P, em versão Frost Mix. Acabei dormindo.


  Não, de novo não!

  Eu me debatia sem parar dentro da água. Eu sentia, alguém me puxava e me enforcava tão forte. Eu estava morrendo. A cada minuto. Pressão que eu sentia da água e da mão na minha traquéia completamente esmagada. Eu sentia a dor imensa, eu sentia me puxarem e sentir a corrente bater no meu corpo, sentia o ar de meu pulmões saírem, sentia meus batimentos pararem.

  Acordei aos berros, coloquei minha mão involuntariamente no meu pescoço, só fui lembrar de que estava o segurando quando eu parei de arfar.

  Está tão real, estou aos poucos mesmo morrendo, só que de uma maneira diferente.

  Preciso saber o que é esse sonha e pra que estou sempre nele.

  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...