História Meu namorado instantâneo - Jikook - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Kookie, Minie
Visualizações 127
Palavras 4.376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amorecos...
Sei que prometi a algumas pessoas aqui que atualizaria na segunda feira, mas eu estava abarrotada de trabalhos da faculdade, por isso não tive tempo... Mas confesso que estava muito ansiosa para postar esse capítulo...
Não me matem, ok?
Boa leitura meus anjinhos!!!

*desculpem-me se houver errinhos... Acontece!

Capítulo 6 - Você é perfeito pra mim...


Fanfic / Fanfiction Meu namorado instantâneo - Jikook - Capítulo 6 - Você é perfeito pra mim...

- Uau ChimChim, eu não sabia que você cantava tão bem assim!! – diz Taehyung indo abraçar o Jimin

- Caramba baixinho... Você tem o dom pra cantar... – diz Yoongi abismado com tamanha delicadeza da voz de Jimin

- E encantar também! – diz Hoseok completando a frase do amigo

- Você tem futuro hem Jiminie... – diz Namjoon a sorrir

Todos pareciam animados a interagir com Jimin, mas Jungkook e Jin não.

Se parassem para olhar a cena, daria a entender que Seokjin e Jungkook estavam brigados, mas apenas estavam tentando resolver um dilema.

- Guki, o que você achou...? – diz Jimin a quebrar aquela tensão entre os amigos

- É-É... Eu...

Jungkook parecia amuado, mas os meninos estavam tão eufóricos que não perceberam.

- Ele gostou tanto que até ficou sem palavras Chim... – diz Hoseok a escorar seu braço no pescoço do menor

- Guki... – diz Jimin em tom baixinho e suave

Jungkook não parecia bem para ele. Jimin pode notar isso ao olhar nos olhos caídos e sem brilho do maior.

Jimin já o conhecia bem.

- Guki... – chamou-o mais uma vez

- É melhor nós irmos pra casa Jimin... – diz Jungkook em tom baixo sem levantar a cabeça

Fora a primeira vez depois de muito tempo que Jungkook chamara Jimin pelo nome sem apelido carinhoso algum.

Algo estava errado.

Tudo se assemelhou muito ao conto da Cinderela, mas Jungkook antecipou os fatos.

O encanto havia acabado antes da meia noite.

- Guki, o que você tem...?

Jimin usava sua doce voz para tentar confortar Jungkook, mas já não era o bastante, era?

O que havia de errado ali?

- Eu já disse que é melhor nós irmos pra casa! – diz Jungkook de modo rude a se levantar bruscamente do banco onde estava sentado

Não era de seu feitio ser bruto, mas tudo aquilo pareceu ter revirado seus miolos assim que agarrou com força o pulso de Jimin.

No mesmo instante os pequenos olhinhos do menor se encheram de lágrimas e em seus lábios se formou um bico.

- Guki... O-O que você tem...? – diz Jimin pronto para chorar

- Jungkook solta ele... – diz Yoongi mantendo a calma, ou pelo menos tentando

- G-Guki...

E as lágrimas lhe escaparam.

Jungkook olhou para aqueles olhos tão serenos com remorso. Sentia seu coração sangrar e gritar para estar nos braços do menor.

- Junggukie... V-Você tá machucando o pulso do Jimin...

O pequeno corpo tremia de medo sem crer no que acabara de acontecer. Mas talvez Jungkook apenas estivesse tendo um momento ruim.

Mesmo com tudo aquilo Jimin ainda estava disposto a cuidar de Jungkook. Queria tanto tê-lo sorrindo para si. Queria até mesmo que Jungkook cantasse para si antes de dormir.

Doce ilusão.

- Eu não posso mais... Apenas vamos pra casa... Me obedeça e vamos pra casa... – diz Jungkook em tom baixo já sem forças

O aperto no pulso de Jimin foi se afrouxando devagar e logo passou a ser inexistente.

- O-O Jimin vai pra casa com você Guki...

- Ele não pode ir assim Jin... – diz Yoongi se referindo à atitude levemente agressiva de Jungkook com Jimin

- Yoongi... É melhor não nos metermos... – diz Jin

- O Jimin vai cuidar do Guki... – diz o menor sorrindo levemente para os meninos, com se dissesse que estava tudo bem

- Eu os levo... – diz Jin

[...]

O caminho todo foi silencioso, nem mesmo uma mosca sequer para fazer barulho. E quando chegaram a seu destino, antes que Jimin entrasse na casa, Jin o chamou.

- Jimin, qualquer coisa que acontecer me ligue, tudo bem? Eu venho correndo...

- Não se preocupe Jin hyung... Eu vou cuidar do Guki...

Tamanha bondade surpreendia Jin. Jungkook realmente precisava de Jimin ao seu lado. Mas por que tão cabeça dura?

Quando Jimin entrou na casa seguiu Jungkook até o quarto.

- Guki... O que você tem? Eu estou preocupado com voc...

- Jimin, para...! – diz ele interrompendo Jimin, logo suspirando -... Olha só, eu vou pegar um travesseiro e vou dormir na sala... Você fica aqui, coloca uma roupa e vai dormir... – diz ele ficando de costas para Jimin para pegar uma muda de roupa para si

-... Eu já não sou mais o suficiente pra você...? – soltou de modo calmo

Jungkook parou o que estava fazendo e olhou para Jimin assustado.

- Eu já não sou mais o suficiente pra você, Guki...?

- Jimin... – diz Jungkook tentando se aproximar do menor, mas seu corpo travou

- É isso não é?... Você já não gosta mais de mim... Eu entendo...

Apesar de Jimin acreditar ser aquele fato que afligira Jungkook, o pequeno ainda sustentava seu doce sorriso.

- Por que eu fui o último a saber...? O Jin hyung já sabia, certo?... Ele já sabia que você iria me mandar embora...

- Eu não vou te mandar embora! – diz Jungkook desesperado com a reação de Jimin

A última coisa que queria era ter Jimin fora de sua vida.

- Então por que não quer dormir comigo Guki...? Eu... – os olhos do pequeno voltaram a se encher de lágrimas - O Jimin... E-Eu...

O desespero de Jimin era evidente e Jungkook ficou sem reação.

Ele não queria ser abandonado. Nenhum dos dois ali queria ser abandonado.

- O Jin hyung sabia de tudo e não quis me contar... Guki...

Jungkook ficou arrepiado. Jimin parecia tão frágil e magoado.

O que foi que eu fiz...?

- Minie, eu...

- É JIMIN! – diz ele gritando

Jimin sentia como se seu coração estivesse se partindo e Jungkook ficando com uma das metades dele.

- É JIMIN! PARK JIMIN...

Jimin já estava descontrolado. Doía tanto ser rejeitado.

- Você já não gosta de mim não é?... Eu sei o porque...

Seu pequeno rostinho se encontrava vermelho e todo molhado. Jimin ficou se culpando mentalmente por Jungkook não o querer mais.

- É porque eu sou feio, não é...? É porque eu sou gordo e burro...

De onde ele havia tirado aquilo...?

- Minie se acalme...

- Eu vou embora... Se quer ficar longe de mim dentro da sua própria casa é melhor eu ir... Não quero ocupar espaço... Você pode querer usá-lo com coisas melhores...

Jimin saiu correndo pela casa a procura de um telefone, e assim que o encontrou discou no número de emergência gravado como o de Seokjin.

- Hyung...? O Jimin pode ficar na sua casa?...

Jimin tentava controlar o choro e conter os soluços que lhe escapavam para que Jin o entendesse ao telefone.

- Não... O Guki está seguindo o Jimin, tenho que desligar...

E a ligação caiu.

Jin ficou confuso com a ligação do menor e prontamente ligou para o celular de Jungkook.

- Jimin, onde você está, vamos conversar... – diz Jungkook com a voz mansa

Jungkook sentiu o celular no bolso de sua calça vibrar e a musiquinha começar a tocar, mas não o atenderia até encontrar Jimin que se escondia de si.

- Minie, por favor...

As lágrimas em seus olhos já lhe pesavam e deixavam sua visão embaçada, mas Jungkook não deixaria Jimin ir embora.

Espiando da cozinha, assim que Jimin viu Jungkook passar para a lavanderia, o pequeno saiu de seu esconderijo e rumou até a porta de saída.

Assim que ouviu o estrondo da porta batendo Jungkook correu para fora de casa.

- JIMIN! MINIE, ESPERA! – diz Jungkook correndo atrás do baixinho

E seu celular voltou a tocar mais uma vez.

O ar frio da noite entrava pela boca de Jimin e lhe recheava os pulmões enquanto seu coração bombeava seu sangue de forma agitada. Jimin corria com toda sua força tentando se manter distante de Jungkook como o mesmo queria.

Por que sou tão imperfeito...?

Por que não sou o suficiente...?

- MINIE, POR FAVOR, VAMOS CONVERSAR...

Jin ligou mais uma vez para Jungkook, afinal, estava preocupado. O mais velho já estava até vestindo seu casaco, pronto para ir atrás de Jimin.

- Aish, que inferno! – diz Jungkook pegando seu celular no bolso da calça com um pouco de dificuldade por estar correndo – ALÔ!?!

- “Precisa ser tão grosso assim?... O que está acontecendo Jungkook? Jimin me ligou desesperado... Que barulho é esse? Você está correndo na rua?”

- Jimin se descontrolou e saiu correndo... Estou tentando alcançá-lo... – diz Jungkook começando a ficar ofegante por estar correndo e falando ao mesmo tempo

- “Eu já estou saindo de casa, onde vocês estão? Se eu for de carro posso alcançá-lo antes de você...”

- Estamos na rua de casa... – diz Jungkook sem folego

Mas não desistiria de Jimin. Nem que isso custasse todo o ar existente de seus pulmões. Nem que perdesse a consciência.

- “Ok, já estou indo... Aguente firme e não o perca de vista...” – diz Jin encerrando a ligação

Tarde demais. Jungkook se distraíra tanto com sua falta de ar e com a ligação do mais velho que simplesmente Jimin sumiu perante seus olhos.

- AH NÃO!!! NÃO! NÃO! NÃO!... JIMIIIIIIN!

Jungkook continuou a correr em linha reta pelo canto do asfalto, mas não na calçada, e por discutido rumou até o meio da rua, o que foi seu azar.

Um carro vinha em uma velocidade considerável, que era por coincidência o mesmo carro de Seokjin, e quando viu Jungkook já era tarde.

Jungkook havia sido atropelado.

- Ai! Ai, ai, ai! – diz o garoto ao se sentar no asfalto

Nada de tão grave havia acontecido. Para sua sorte.

- Meu santo GD, Jungkook! – diz Jin saindo apavorado do carro

- Meu santo GD? Não o coloque no meio dos seus rolos... Isso é jeito de dirigir? Se fosse o Jimin você teria... AI! – diz Jungkook ao tentar se levantar do chão

- O que foi?? – diz Jin assustado

- Acho que quebrei o braço...

- Você fica aqui e eu vou atrás do Jimin, liga pro Yoongi e pede pra ele te levar pro hospital... – diz Jin pronto para correr e entrar em seu carro

- Não adianta mais... Eu o perdi de vista... – diz Jungkook suspirando cansado -E você não pode me deixar aqui assim! Isso é culpa sua! Você me atropelou!

- Não teria atropelado se você não estivesse correndo no meio da rua! – diz Jin bravo – Aish... Entre no carro...

- Então me ajude a levantar!

- Aish, menino ingrato!

Jin levou Jungkook até o hospital e esperou que o mesmo fizesse o raio X.

Sua cabeça estava a mil. Havia acabado de atropelar o amigo e Jimin ainda estava por aí perambulando sem rumo.

De repente o celular de Jungkook, que ficara com o mais velho, começou a tocar e Jin prontamente atendeu ao ver que se tratava de Namjoon.

- Alô? Nam? Aqui é o Jin...

- “Jin? O que faz com o celular do Jungkook...?” – diz Namjoon quase que em um sussurro

- Eu atropelei o idiota do Jungkook e fiquei com os pertences dele enquanto fazem um raio X no braço dele... Sim, estamos no hospital... Mas por que está sussurrando? O que aconteceu?

- “QUE??... Aish deixa pra lá... Bom, minha intenção era falar com o Jungkook, mas enfim, Jimin apareceu aqui na sua casa meia hora depois que você saiu... Ele estava todo encharcado por causa da chuva e me implorou pra ficar aqui... Achei melhor avisar...”

- Ele está bem??! – diz Jin a olhar para a janela do corredor e ver que realmente estava chovendo

- “Está Jin. Ele está dormindo agora, por isso estou sussurrando... Eu o fiz tomar um banho e ele vestiu uma camisa sua...”

- Tudo bem, obrigado Nam...

- “Por nada docinho... Assim que sair daí venha pra casa...”

- Ok, deixarei o Jungkook em casa assim que engessar o braço e voltarei... Nam... Só não conte pro Jimin que o Jungkook foi atropelado, caso ele acorde... Ele pode se sentir culpado... E eu preciso ter uma conversa com ele...

- “Ok amor, até mais tarde...”

- Até...

Jungkook ficou por cerca de meia hora no hospital até ter seu braço imobilizado. Jin não comentou com ele sobre Jimin estar em sua casa e achou melhor assim. Pelo menos até as coisas se acalmarem.

- Você é tão complicado, sabia?... Por que cantou aquela música no karaokê se é justamente o contrário a canção o que está fazendo com ele? – diz Jin enquanto dirigia e tinha sua atenção na rua

-... O meu coração cantou aquela música a ele... Não eu... – diz Jungkook todo mole e exausto - Hyung... O meu coração dói tanto...

- Eu vou te levar pra casa...

- A minha casa é onde o Jimin estiver... – disse mais para si mesmo do que para o mais velho – E eu vou sair pra procurá-lo... Está chovendo tão forte... Ele pode ficar doente hyung...

- Jungkook, o Jimin não é burro... Ele sabe se virar...

- Mas e se ele estiver correndo algum perigo...?

E como boas lembranças sempre vêm à tona para nos confortar, em sua mente veio à bela canção que Jimin cantou.

- A voz dele é tão suave hyung... – diz Jungkook a sussurrar

O cansaço estava lhe dominando lentamente, mas Jungkook lutava para permanecer de olhos abertos.

Jin havia pedido ao médico que desse um remédio que fizesse o menino relaxar e poder dormir um pouco. Jungkook estava muito confuso e estressado, precisava de descanso.

- Tanto quanto o meu coração palpita, eu estou preocupado... O destino está com inveja de nós...

Jungkook cantava baixinho a mesma melodia que Jimin havia lhe revelado. Ele se lembrava bem da letra.

- Assim como você, estou tão assustado... Quando você me ver... Quando você me toca...

Seokjin ouvia tudo em silêncio, e como não havia transito ou até mesmo algum carro além do seu na rua, pegou seu celular do bolso e começou a gravar Jungkook a cantar tão serenamente.

Ele parecia uma criança amedrontada.

- Me ame agora, me toque agora... Apenas deixe-me te amar... Apenas deixe-me te amar...

Talvez a gravação lhe servisse como prova do sofrimento de Jungkook, e Jimin com toda certeza perdoaria o outro.

- Me dê amor... Apenas deixe-me te amar...

A cena era de cortar o coração.

Jungkook estava com sua cabeça encostada na janela fechada do carro com seus olhos levemente marejados e quase se fechando.

- Apenas deixe-me te amar Minie...

E estas foram às últimas palavras de Jungkook antes de cair em sono profundo.

- Aish, tinha que dormir bem na hora que chegamos na sua casa?... Agora terei que te carregar!

[...]

Na manhã do dia seguinte, a casa de Seokjin nunca acordara tão quieta como se encontrava naquele dia.

Jin estava desperto desde as sete da manhã. Mal conseguira dormir.

Jimin tremia, mesmo dormindo, por conta dos fortes trovões e Jin não conseguia dormir direito preocupado com o pequeno.

Jungkook era ótimo em acalmá-lo em noites assim...

Pensou Jin.

- Bom dia amor... – diz Namjoon aparecendo na cozinha, logo abraçando Seokjin por trás

- O Jimin já acordou?

- Ainda não... Não se preocupe amor... – diz Namjoon depositando um leve selar na nuca do mais velho - Tudo vai ficar bem... – diz ele colocando seu queixo apoiado no pescoço do namorado

- Eu gostaria muito de ser tão positivo assim, mas o Jungkook não coopera com a própria história!

- Ele ainda é muito novo Jin... Você sabe que nenhum dos três relacionamentos do Jungkook deram certo...

- É, eu sei... Mas será tão errado se permitir amar? Ele se distanciou do Jimin por um motivo tão idiota...

- Jin hyung...?

Jimin apareceu na cozinha trajando uma longa camisa de Jin enquanto esfregava de maneira meiga seus olhinhos.

- Bom dia meu amor... – diz Jin indo abraçá-lo

Foi com esse afeto que Jimin começou a chorar baixinho, e Jin sabia muito bem o porque.

- E-Eu sinto tanta falto do Guki, Jin h-hyung...

Seus soluços eram fortes assim como o aperto em seu peito.

Jimin sentia saudades do Jungkook carinhoso que conhecera.

- Eu sei pequeno... Sei que sente falta dele... – diz o mais velho a afagar os cabelos do menor ainda abraçado a ele – Mas precisamos conversar...

- Bom, eu acho que vou pra casa... – diz Namjoon – Até mais tarde amor... – diz ele deixando um terno selar nos lábios carnudos de Seokjin

- P-Por que o Namjoon hyung não mora com você hyung...? – diz Jimin antes que o mais alto fosse embora

- A-Ah, Minie isso é um assunto pra outro dia... – diz o mais velho

Namjoon apenas sorriu para o amado e se foi. Deixando apenas os dois na casa.

- Vamos nos sentar no sofá ok?

Jin guiou o baixinho até a sala e lá se acomodaram para conversarem olhando nos olhos um do outro.

- Minie... Por que acha que o Jungkook se afastou de você...?

- P-Porque e-eu não sou o suficiente pra ele... O Junggukie não gosta mais de mim...

Jin sabia que não era aquele o verdadeiro motivo, mas queria escutar o menor. Queria tanto saber o que lhe afligia.

- Por que acha que já não é mais o ‘suficiente’ pra ele...?

- Porque o Jimin não é bonito... Está fora dos padrões... E porque o Jimin está gordo e é burro porque não entende algumas coisas que vocês dizem... O Jimin se sente confuso...

- Quem te disse essas barbaridades, pequeno...?

Jin tentara ser o mais doce possível com Jimin. O mesmo já estava ferido demais para lidar com broncas alheias.

- Eu vi na televisão Jin hyung... No dia em que o Guki disse que iria dormir, o Jimin ficou assistindo televisão e viu isso... O Junggukie gosta de garotas hyung?

- Claro que não Minie! Não pense em uma besteira dessas... Jungkook odeia garotas, as acha muito escandalosas e melosas... Minie, o que a televisão diz nem sempre é verdade meu pequeno... Jimin, você não é feio e passa longe disso... Tem seu rosto angelical e delicado, lábios de aparência tão macia, olhos encantadores, um sorriso tão puro... É baixinho, mas isso o torna tão único e encantador... Esse é seu charme, e não é gordo coisa alguma! Jiminie... Jungkook te acha lindo sem tirar nem por. Eu o conheço há muito tempo e sei que ele nunca se envolveu assim com ninguém... Vocês têm algo intenso, algo verdadeiro sabe... Você o cativou em tão pouco tempo que chega a ser surpreendente...

- Mas então... E-Eu não entendo o porque do Guki se afastar d-de mim...

O choro foi cessando aos poucos, mas o aperto no peito de Jimin ainda permanecia ali.

- Você quer saber o porque Minie...?

Jimin assentiu prontamente. Queria tanto voltar para Jungkook com a verdade em mente.

- Ele estava confuso meu pequeno... Ele sempre quer fazer o melhor a você e achou que se afastando te protegeria, mas isso só machucou a vocês dois... O coração do Jungkook só precisa de cuidados... Com muito amor e carinho ele logo voltará a ser o que era, pois ele aprendeu a lição... Ontem, quando você fugiu dele, muitas coisas aconteceram... E uma delas foi que enquanto eu o levava pra casa... Jungkook cantou pra você...

Jimin fez uma expressão confusa sem entender o que Seokjin queria dizer com “cantou pra você”, e prontamente o mais velho sacou seu celular do bolso e colocou o áudio para tocar.

No começo da gravação Jimin reconheceu não só a doce voz de Jungkook, mas também a melodia.

Ele estava cantando a minha música...

O Final da gravação foi o que fez o baixinho formar um bico de choro nos lábios e marejar os olhos.

“Apenas deixe-me te amar Minie...”

Quando o áudio acabou, ambos ali ficaram em silêncio apenas esperando uma reação um do outro e foi aí que Jin respirou um pouco mais aliviado.

- J-Jin hyung... V-Você pode me levar de volta pra casa...?

[...]

Assim que chegaram em frente a casa, Jimin desceu apressado do carro a segurar suas calças. Bem, não eram de fato suas calças, já que na noite passada por conta da chuva suas roupas ficaram encharcadas. Mas a pressa era avassaladora. Queria muito ver Jungkook e pedir desculpas por ter fugido.

Assim que a campainha fora tocada, receberam como ‘resposta’ um “já vai”, mas não na voz de Jungkook.

Yoongi fora quem atendeu a porta com a cara de mau humor costumeira.

- Aish, graças a tudo o que é mais sagrado vocês chegaram! Aquele pirralho reclama demais sabiam?

Jimin ignorou completamente a fala do mais velho e subiu as escadas apressado.

Ao chegar em frente a porta do quarto que dividia com Jungkook, abriu a mesma sorrateiramente sem fazer barulho.

Tinha medo que Jungkook o mandasse realmente embora por conta da noite passada.

O mais alto estava deitado na cama embaixo de um edredom enorme.

Mas não está frio... Será que o Guki está doente...?

Em passos calmos Jimin se guiou até a lateral da cama onde Jungkook estava deitado e se sentou ao lado do garoto que dormia serenamente.

Suas pequenas mãos já não aguentavam mais ficar distantes do corpo de Jungkook. Precisava tocá-lo. E foi o que fez.

Com toda a leveza do mundo Jimin afagou os fios escuros do garoto ainda adormecido e logo voltou a fungar.

Queria tanto lhe abraçar, mas ele parecia tão bem dormindo. Então resolvera seu impasse depositando um breve selar nos lábios gélidos de Jungkook.

A verdade era que Jungkook precisava da quentura do amor de Jimin para lhe aquecer não só o corpo, mas a alma também.

Como reflexo, o mais alto se remexera na cama, mas não diserta, apenas descobrira uma parte de seu corpo. Seu braço. Justamente o braço engessado.

Jimin não entendera a principio o que pudera ter acontecido, mas iria perguntar por aquilo mais tarde. Por momento queria que Jungkook acordasse e lhe recebesse com aquele sorriso tão bonito.

O pequeno deslizou sua mão que fazia carinho na cabeleira escura para o rosto do rapaz.

A pele dele é tão lisinha...

Jungkook é tão perfeito...

O mesmo que se encontrava no mundo dos sonhos se permitiu sorrir perante aquele gostoso carinho. Conhecia aquela macies de pele. Era inconfundível.

Era a mão de Park Jimin.

- Minie... – ressoou baixinho ainda dormindo – Volte pra casa... Volte pra mim Minie...

- Eu estou bem aqui Guki... – sussurrou enquanto sua outra mão se entrelaçava a de Jungkook

Jungkook fez uma expressão engraçada tencionando seu rosto e de supetão abriu seus olhos assustado.

Não acreditava no que estava vendo ou sentindo.

Seria imaginação minha ou Jimin estaria realmente ali ao meu lado?

Jimin conteve seu sorriso e esperou pela pior das reações que Jungkook poderia ter consigo.

Se fosse castigado aceitaria. Se Jungkook lhe dissesse que de agora em diante dormiria somente no sofá aceitaria, mas só não queria mais ser separado dele.

Aquilo doía tanto. Apesar de ter sido apena uma noite.

- Minie...? É você mesmo? Oh meu santo GD você voltou! – diz ele abraçando de surpresa fortemente o baixinho – Ah, que bom que você voltou! – suspirou – Me desculpa Minie... Me perdoa... Eu... Eu sou tão burro... – diz Jungkook derramando mais lágrimas que derramara na noite passada

- Guki, você não é burro... – diz Jimin sem se desfazer do abraço

- Sou sim... Me perdoe por ter apertado seu pulso daquela maneira... Me desculpe por te machucar Minie...

Jungkook se separou de repente de Jimin e o olhou nos olhos enquanto apoiava suas mãos nos ombros do mesmo.

- Você vai ficar não vai? Vai ficar comigo não é? Por favor, não vá embora... – diz ele se agarrando novamente a Jimin

O baixinho não sabia o que fazer. Não esperava aquela reação de Jungkook.

Não era ele quem devia ter pedido desculpas por ter respondido mal Jungkook e ter fugido?

Foi retribuindo o abraço que Jimin sentiu Jungkook quente. Mais quente que o normal.

- Guki... Se sente bem? Você está muito quente... – diz ele colocando sua mão na testa do maior

Jungkook estava ardendo em febre.

- Guki, você está com febre! Você está doente!

- Sabe como é Minie... O Yoongi hyung é péssimo em cuidar das pessoas... – diz ele sorrindo

- Eu vou cuidar de você Guki... Você deixa...?

Oh... Como podia ser tão fofo assim?

Ah... Cuide de mim para sempre Minie...

- O Jin hyung disse que o seu coração Guki só precisa de cuidados... E que com muito amor e carinho ele logo voltaria a ser o que era... E-Eu posso fazer isso se você quiser...

As bochechas cheinhas e graciosas de Jimin se encontravam coradas, e apesar da forte dor no corpo Jungkook ainda conseguia sorrir para ele.

- Então cuide de mim Minie... Cuide do meu pobre coração tolo...

Tudo fora tão suave como a leve brisa que adentrara pela janela e balançara a cortinas.

Jimin fez menção de se levantar, mas Jungkook não deixou.

- Guki, eu preciso pegar um remédio pra você...

- Depois você pega Minie, fica mais um pouco comigo aqui...

Jimin assentiu levemente enquanto sorria pequeno e sentou melhor na cama.

- Posso deitar no seu colo Minie...?

- P-Pode Guki...

E prontamente foi o que fez. Jungkook acomodou sua cabeça nas pernas do menor e colocou as mãos do mesmo em seus cabelos incentivando-o a lhe fazer um gostoso cafuné.

- Você fica tão lindo quando está com vergonha Minie... – diz ele admirando a face de Jimin

Jungkook esticou suas mãos até o rosto do menor e ali deixou um delicado afago.

- Guki... O que é isso no seu baço...? – diz Jimin olhando para baixo, para o rosto de Jungkook

- O Jin hyung me atropelou por acidente Minie... Eu quebrei o braço...

- F-Foi por minha culpa? Guki, você se machucou por minha culpa...? – diz o baixinho arregalando os olhos

O desespero era eminente nos olhos do menor. Afinal, Jungkook havia se machucado por estar correndo atrás de si na rua.

- Não foi culpa sua Minie... – diz Jungkook a continuar com o carinho nas bochechas redondinhas de Jimin – O Jin hyung é que é ruim dirigindo mesmo...

E pronto. Fora necessário somente aquele comentário engraçado da parte de Jungkook para tranquilizar o menor e lhe fazer rir.

- Sua risada é tão gostosa de ouvir Minie... Você é tão perfeito... Perfeito pra mim...

“Em poucos minutos adquira seu perfeito namorado...”

[...]


Notas Finais


Foi muita emoção pra um capítulo só né amores kkkk
Espero do fundo do meu coração que tenham gostado!
**Será que o Jiminie terá que lidar com sua insegurança em relação a sua aparência...?**
~ Veremos nos próximos capítulos kkkk ~

Provavelmente, eu disse "PROVAVELMENTE", semana que vem terá vídeo de 'Sexy moments' do Jungkook no canal... Já está prontinho o vídeo...
Link do canal no youtube - https://www.youtube.com/channel/UCzJSA02KsmQZRh4VDg7GlwQ

Bom... É isso...
Sejam bem vindos os novos leitores!
Muitos beijinhos e até loguinho anjinhos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...