História Meu Namorado, Taehyung. — BTS - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 34
Palavras 2.105
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Fluffy, Poesias, Romance e Novela, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Viagem a Deagu.


Depois que a gente foi para a África fomos para a Austrália e finalmente voltamos para a Coréia. Porém, quando estávamos indo para os dormitórios, lembrei-me que não tinha aonde morar. E agora?
   -Gente, onde eu vou morar? — perguntei super preocupada.
   -Vai morar com a gente. — disse Jin.
   -Mas...
   -Isso não é um convite, é realmente verdade. — disse Jin me interrompendo.
   -Obrigada Jin. — digo e jogo eu beijo em sua direção, já que estávamos sentados longes.
   Depois que Jin me contou que gostava do Namjoonie, o líder gostaria muito de se aproximar de Jin, ficar mais tempo e tals. Já peguei o Namjoonie tentando pegar na mão de Jin, mas infelizmente, bem na hora chegou uma entrevistadora.
   Logo chegamos ao dormitório, meu quarto iria ser o mesmo que o de Tae, não porque somos namorados, mas porque era o único que a uma das camas do beliche estava desocupada. Todos estavam cansados, por isso, cada um deixou a sua mala em seu quarto e fomos logo dormir, pois o cansaço falou mais alto.
   Teríamos quatro semanas de férias, por isso, na primeira semana eu e Tae iríamos para Deagu, para eu conhecer os pais de Tae e para o Tae matar a saudades dos mais velhos e de sua cidade natal.
   Deito-me na cama e logo sinto o peso de Tae assim que ele deita ao meu lado na cama. O mesmo abraça a minha cintura.
   Passamos o dia todo dormindo, assim que era umas 18hrs todos acordaram com fome, já que ninguém tinha almoçado. Exceto Suga que não acordou, provavelmente querendo bater recorde de quanto tempo ele consegue dormir.
   -Suga vai demorar para acordar? — pergunto realmente curiosa.
   -Yukii, nem se preocupe, Suga hyung entrou em modo hibernação. — disse Jimin.
   -Ainda bem, assim você poderá deixar o menino em paz, só sabe encher a paciência dele. Tenho dó dos hyungs!
   -Até que enfim alguém sente dó! — diz Namjoon erguendo as mãos como se agradece-se.
   Logo resolvemos pedir pizza. Não demora muito e ela já chega e logo comemos, mas logo voltamos novamente para o quarto.

   Sou acordada por Tae, logo lembro que irei para Deagu.
   -Vai tomar banho enquanto faço o sei café.
   -Tá bom. — digo e vejo que tem uma roupa separada para mim, que fofo. Peguei a roupa e fui para o banheiro e tomei  uma banho rápido, quando saio do banheiro para ir tomar café, percebo que Tae já tinha feito para mim. Alguém manda ele parar de ser fofo?
   Logo que terminamos de nos arrumar, saímos de casa e fomos ao aeroporto.
  
   Não sei quanto tempo dura a viagem, pois dormi a viagem toda. Logo quando saímos da sala de embarque, V saiu correndo para abraçar um homem e uma mulher, provavelmente seus pais. Me aproximei meio tímida dos três que ainda estavam se abraçando.
   -Essa é a sua namorada? — pergunta a mulher, Tae afirma com a cabeça. — Você tem bom gosto!
   -Obrigada...? — digo envergonhada.
   -Kim Eun Bi, a mãe de Tae. Ou se preferir, sogra. — disse e logo deu um sorriso simpático.
   Mas o homem, que era o pai de Tae, nem se manifestou, parecia que eu nem estava no local.
   Quando chegamos na casa do senhor e da senhora Kim, ela nos deixou a vontade na casa. Subi até o quarto de hóspedes e deixei as malas lá no quarto e desci até a cozinha para ver se a senhora Kim precisava de ajuda.
   -Não gostei dela. Prefiro a Hani. — disse o senhor Kim. Quando vão parar de me comparar com Hani?
   -Pai, você não conhece de verdade a Hani, ela mata pessoas inocentes e me traiu. A Hani não é a Hani que o senhor pensa.
   -Pare de falar besteiras, a Hani não é assim, assim deve ser essa sua nova namoradinha!
   -Kim Hakyeon! Não fale assim da garota, ela parece ser uma boa garota. Eu prefiro ela.
   Entro na cozinha como se nada tivesse acontecido.
   -Precisa de ajuda senhora Kim?
   -Não querida, obrigada. E não seje tão formal, me chame de sogra, por favor. — ela sorri docemente e retribuo o sorriso. Saio da cozinha e escuto um murmuro. — Pelo menos ela parece  interessada em ajudar, Hani nem levantava a bunda real dela para me ajudar. — disse a senhora Kim.
   Não aguento mais e subi as escadas correndo, as lágrimas eu não consegui conter. Logo que chego ao quarto fecho a porta e me jogo na cama. Não dá nem três minutos e Tae entra no quarto.
   -Você escutou algo?
   -Tudo. — então, ele me aconchega em seu colo e enquanto despejava as minhas lágrimas ele passava a sua mão em meu cabelo.
   -Não ligue para o meu pai, ele ainda não aceita que terminei com Hani, ela foi muito falsa com os meus pais, quando contei para a minha mãe que Hani havia me traido e matava pessoas inocentes, ela acreditou de cara, pois para ela Hani tinha cara e jeito de puta. Como Hani deu muito "melzinho" ao meu pai, ele não aceita o meu novo relacionamento.
   -Mas sua mãe, gostou de mim?
   -De primeira, sei que é chato ficar comparando as pessoas, mas quando Hani se apresentou para a minha mãe ela já chamou ela de "sogrinha". — minhas lágrimas já tinham parado de cair, por isso, fui novamente ver se a senhora Kim precisava de ajuda com o almoço.
   -Vou ver se a sua mãe precisa de ajuda. — falo e me direciono para a cozinha.
   Entrei na cozinha e senhora Kim estava preparado o almoço, eu não sabia cozinhar comida coreana, mas acho que seria um prazer a senhora Kim me ensinar.
  -Senhora Kim, posso ajudar a senhora?
  -Senhora está no céu, querida. E já falei que é para me chamar de sogra ou Eun Bi.— ela me olhou e deu um sorriso que eu retribui. — Venha aqui, você tem muito que aprender. Taehyung me disse que você gosta de sushi, por isso, o almoço de hoje é sushi.
  Ela me ensinou a como enrolar, a fazer o arroz, cortar a carne e etc. Sinceramente, ela não precisava fazer sushi só porque eu iria lá.
  -Você é uma ótima assistente, deve vir aqui mais vezes, sempre será bem vinda.
   "Menos pelo seu marido" penso.
   -E pode contar comigo sempre, até ligar quando quiser.
   -Obrigada sogra, a senhora pode contar comigo também.
   Pego os pratos e para por a mesa, quando me viro Tae estava nos olhando com um sorriso bobo.
   -Acho melhor eu ajudar. —diz Tae pegando os pratos da minha mão e colocando na mesa.
   Pego os talheres e quando me viro para sair da cozinha, a mão da senhora Kim me impede.
   -Por favor não magoe Tae, ele sofreu um monte por causa da Hani...
   -Não se preocupe, a última coisa que eu irei fazer é magoa-lo e fazer o que a Hani fez com ele.
   -Obrigada querida.
   -Por nada. — digo e volto a atenção para o que eu ia fazer.
   Quando terminamos de por a mesa, percebi que a mesa não estava posta para quatro, e sim para sete pessoas, vendo a confusão no meu olhar, senhora Kim logo fala que o irmão de Tae, a nora e o neto também viriam. Não demora muito, o irmã de Tae chega com a sua mulher e o filho.
   -Maria, esse é Taekwon, meu filho mais velho, essa é Sandara, a minha nora e meu netinho, Changmin. — diz a senhora Kim simpaticamente.
   -Oi, me chamo Maria Eduarda, mas podem me chamar de Yukii. — digo.
   -Oi querida! Ouvi tanto falarem de você! — diz Sandara e me cumprimenta com beijinhos na bochecha. — E não me chame de Sandara! Me chame de Dara! Sempre gostei do meu nome ser igual o da Dara do 2NE1.
   -Claro, Dara, já iria perguntar se você era irmã do Tunder. — disse e caímos na gargalhada.
   Logo nos sentamos para comer e fui contando um pouco sobre mim, logo que terminamos de comer, eu e Dara tiramos a mesa e fomos lavar a louça, enquanto senhor e senhora Kim tiravam um cochilo.
   -Você parecia desconfortável na mesa, está tudo bem?
   -Uhum. –respondo sem olhar para ela.
   -Não está não. Não sei se você sabe mas você é péssima em esconder o que está sentindo.
   Dei um suspiro. Era verdade, quando eu tinha apenas onze anos e sofria por um menino, nas aulas eu olhava para qualquer canto da sala e me perdia em pensamentos tristes, na maioria das vezes até prestava atenção nas explicações, mas, não tinha vontade de participar da aula, de ler, só de fazer nada. E muitos colegas me perguntavam o que estava acontecendo, e a resposta era a mesma: "Não é nada de importante".
   -Hoje mais cedo escutei o senhor Kim falando que não tinha gostado de mim, que preferia a Hani...
   -Para! Como assim? Aquela mulher só sabia se achar! Prefiro você do que ela! — logo ela percebeu que nada tinha mudado em meu humor. – Tá, vamos para de falar de você, vamos falar de mim. Faça qualquer pergunta.
   -Hoje é segunda, então você e Taekwon não deviam estar no trabalho?
   -A gente pegou férias especialmente nessa semana, já que viria aqui. E Changmin fica cm uma babá, mas demos férias à ela.
   -Claro. Com o que trabalha?
   -Sou psicóloga. – agora entendi o porquê de eu me sentir tão bem desabafando com ela.
   Depois que terminamos de lavar, secar e guardar a louça, fomos para a sala, já que Tae e seu irmão estavam lá. Quando vejo, Changmin está dormindo no colo de Tae. Sento ao seu lado e logo o mesmo fala que do nada Changmin se deitou em seu colo e do nada dormiu.
   -Vocês pretendem ter filhos? — perguntou Dara analisando Changmin no colo de Tae, eu ao lado de Tae e o mesmo de mãos dadas com a minha.
    -Como assim, Dara? — falo incrédula – Só tem alguns meses que estamos namorando, nunca tocamos no assunto.
   -Mas nem planos? – diz Dara fazendo biquinho.
   -Eu tenho. – diz Tae nitidamente envergonhado, não aguento de fofura e dou um beijo em sua bochecha.
   A seguir, mudamos completamente o assunto. Depois de mais ou menos duas horas de papo jogado, a senhora Kim e o senhor Kim apareceram e falaram que queriam me mostrar a cidade, mas cá entre nós, eu ainda teria uma semana para conhecer a cidade.
   -Mas omma, eu quero ir no carro do tio TaeTae e da tia Yukii. – disse Changmin quando estávamos saindo de casa.
   -Mas o vovô e a vovó irão no mesmo carro que eles, não vai dar para colocar a sua cadeirinha no carro.
   -Sandara querida, quer que eu e meu marido vá como vocês e Changmin vai com eles? – perguntou a senhora Kim.
   -Sim, sim, sim! — falou Changmin todo empolgado.
   Dara pegou a cadeirinha e colocar no carro da senhora Kim (que seria o qual iríamos pegar carona) e logo colocou Changmin na mesma e passou o cinto.
   -Então Changmin, quantos anos você tem? – perguntei depois que o carro deu partida.
   -Três. Todos falam que meu nome é igual de um cantor famoso.
   -Você tem razão, seu nome é igual do canto de um grupo chamado TVXQ, por enquanto os integrantes estão no exército. –digo.
   No caminho, Changmin falava muito, essa já é a fase do falatório? Mas gente, imagina na fase do "por quê?"...
   Chegamos no parque e Changmin queria ficar no meu colo, o que fez o senhor Kim ficar com olhar de indignação. Fomos para três parques, e depois fomos para o cinema. Eu, Tae, Dara e Taekwon fomos assistir "Bruxa de Blair" enquanto senhor e senhora Kim e Changmin foram assistir "Pets".
   -Se assustou foi? — perguntou Tae assim que saímos da sala de cinema.
   -Não! Gritei de felicidade! — disse irônica, quase o espancando. Não tem graça rir da desgraça dos outros!
   Claro que isso foi motivo de mais risadas. Logo, avistamos senhora Kim com Changmin no colo, que estava dormindo.
   -Mãe, cadê o pai? – pergunta Tae preocupado.
   -Foi ao banheiro, acabamos de sair da sala de cinema.
   Logo senhor Kim chega e vamos pagar o estacionamento.


   Finalmente deitei na cama, estava exausta! Logo sinto o peso de Tae ao deitar na cama, como de costume, o mesmo abraça a minha cintura.
   -O que iremos fazer semana que vem? — pergunta Tae.
   -Iremos embora na sexta, então não sei. Tem um lugar que você quer ir?
   -Podemos ir para Paris? Sempre quis ir lá! Vamos?
   -Okay, vamos!


Notas Finais


Oiii! Tudo bem?? Espero que tenham gostado! Bem, pra quem não sabe, tenho um imagine Choose One com o Jimin, entrem na minha conta e leiem! Kissus!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...