História Meu novo amor - Capítulo 33


Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce
Visualizações 57
Palavras 1.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie voltei lindus eu nem ia escrever pq tava triste q uma fanfic minha foi excluída mas tudo bem NE SPIRIT?

Fiquei com o cap de hj que eu fiz com muito carinho e...
Com a ajuda da tia_dos_cupkake
Se puderem dar uma passada no perfil dela ok?

Capítulo 33 - Sexo no carro


Fanfic / Fanfiction Meu novo amor - Capítulo 33 - Sexo no carro


Pov's Hanna

Eu já estava né um ponto de ônibus, eu já tinha perdido o primeiro.


Aff que demora *puf* , acho que vo pegar é um táxi. - digo e bufo, jogando meu peso pra uma perna só.


Ei moça não vai ter ônibus hoje não - diz uma mulher que estava do meu lado com o filho.


An? Mas não tinha passado um agora pouco? - digo.


Esse era o último - diz ela.


Ata, obrigado, vó pegar um táxi mesmo. - fui chamar o moço do táxi. - moço cobra quanto? - falei pra onde era.


Trinta e cinco, é um pouco longe onde você quer ir.


Tá bom, vamos. - do o dinheiro pra ele há adiantado mesmo.


Eu estava dentro já do carro mechendo no celular é o  taxista tava tentando puchar assunto.


Você mora aqui mesmo ou tá de viajem? - pergunta ele no volante.


*Respiro fundo e largo o celular* eu tô vindo de viajem.


Você parece triste menina, que ir toma um café comigo?


Hm, qualquer coisa é melhor nesse momento.


\\Quebra de tempo//


Nós chegamos no restaurante é o moço do táxi (Aufredo) foi pedir um café pra nós dos, quando eu entrei no restaurante o Armin estava lá mas a... Luana, eu queria gritar de raiva ao mesmo tempo chorar os meus sentimentos estavam confusos, eu vo para uma mesa bem longe, é Luana olhou para trás e me viu, eu nao sabia oque fazer então coloquei o cardápio na frente do meu rosto né um ato desesperado eu fiquei assim um tempo fingindo ler, sinto uma mão no meu ombro deve ser o Aufredo.


Vamos? -Castiel me pucha.


Pra onde voc - ele me levou pra fora do restaurante.


Vai pega as mala, você vai voltar pra ilha comigo.


M-mas eu não... - ele abre o porta-malas e pega minhas mala e coloca num fundo de um carro.


Tá me levando pra onde Castiel?


Você não vai ficar aqui sofrendo por aquele gamer imbecil, você vai voltar pra ilha comigo.


De quem é esse carro? -olho pro carro confusa.


Meu ué. -diz ele abrindo a porta pra min.


Mas ele non tinha uma moto? - penso.


\\no carro//


Aqui tem música? - aperto ne uns Butão nada ver.


Claro que tem, é do seu lado.


Que lado? - acho que tô drogada.


Ele se inclina na minha frente e aperta o botão.


É, obrigado? - perto demais.


Ele dá um risinho nasal.


Já estava ficando tarde não que para aqui no bar pra comer? -diz Castiel.


É claro, já estava faminta mesmo. - ele estaciona o carro e descemos pro bar.

Oque vão querer jovens? O homem do bar fala limpando o balcão.


Uma Balalaika e vodka e um dolly.


Que me matar Castiel?


Pra afogar suas mágoas.


Parece um velho falando, mas eu tô falando do Dollynho ele vai me matar de noite - ele ri, pegamos as bebidas e sentamos nos banco que tem perto do balcão.


Tinha música no massimo, nego se comendo (em todos os sentidos) mulher amostrando os seios se esfregando nos homens, eu é o Castiel já estávamos bêbados demais, ele tava fumando sei lá oque mas fedia muito.


Nao vai dá pra ir mas hoje não - fala Castiel já bêbado se atropessando nos próprios pé.


A gente vai ter que ir pra um hotel pra dormi.


Nãoo agente dormi no carro. - ele susurra no meu ouvido- tem camizinha lá. - eu do um chute no ovo dele.


Aaaaaaa porque fez isso?.


Eu pucho pro carro sabia mas nem oque tava fazendo nós estávamos bêbados a Balalaika me deixo quente tô morrendo de calor. Nós entramos no carro e fomos dormi no fundo.


Uhuuu você é dois é? - Digo.


Você tem um olho na testa haha. - ele se aproxima do meu rosto ele e fica tocando na minha testa parecendo um mangoloide.


Castiel me beija.


An? -ele diz todo perdido.


Me beija.


Em questão de segundos Castiel me joga pra trás e me beija, eu do espaço para que ele me desse um beijo de lingua, ele coloca as mãos na minha cintura e vai ameaçando o subir a minha blusa, ele desce a boca para o meu pescoço e vai dando vários chupões.


HAa não faz isso eu fico exitada. - solteiro um gemido fraco no seu ouvido bem sexy.


Geme pra min assim não eu vô aguenta. - ele vai descendo entre beijo perto dos meu seios, ele estava em cima de mim e eu já podia sentir seu pau duro, quando ele se mexia eu podia seu membro encostava na minha intimidade e aquilo me fazia sentir arrepios de prazer. HaAa C-cas... Hum tiel. -eu falava entre gemidos o seu nome.


Você está me deixando louco com esses gemido. -Diz dando tapas na minha bunda- 


Castiel eu quero você, me fode Castiel. Sussurro no seu ouvido de uma maneira bem sexy.


Seu desejo é uma ordem.


Ele vai tirando minha blusa, é a joga no outro canto do carro ele me vira de buço e abre o fecho do meu sutiã, eu sento de costa pra ele, ele dá vários chupões nas minhas costas que estavam me arrepiando e ele sempre com aquele sorrisinho, eu estava de costa pra frente dele então ele aperto meus seios e eu me virei para a sua frente e tirei sua camisa, fiz ele deitar do banco do carro sentei em cima do seu menbro e logo senti a sua ereção.


Castiel. *eu rio*


Você que deixo ele assim gostosa.


Eu começo a rebolar e ouço o Castiel gemendo baixinho.


Castiel me promete que vai me foder com carinho?


Claro. -ele dá um sorriso safado.


Shii coloco o dedo endicador na frente da minha boca e levo meu dedo até dele. Eu me abaixei e fui tirando seu cinto bem devagar, abro o zíper da sua calça e pucho a mesma, eu massageou seu membro por cima da Box e ele já começa a gemer eu desço sua Box e seu membro já salta pra fora. Seguro seu pau bem firme e comecei a mastubalo ele gemia de prazer comecei a chupa-lo todo quanto mas eu fazia movimentos rápidos meus seus balançavam e Castiel os apertava. Eu já não aguentava então tirei meu short, Castiel levanto e e rasgo minha calcinha NOVA ;-; 

Porta Castiel era HAAaan.

Ele penetra dos dedos na minha intimidade é isso me faz gemer que nem uma Capivara parindo um rinoceronte ele foi estocando mas forte.

Aaan, HAAaan.

Ele tira os dos dedos e começa a lamber meus clitóris.

Eu estava extremamente exitada.

Castiel sobe até meu ouvido e susurra:





Ainda quer que eu te foda com carinho?


Notas Finais


Até o próximo capítulo
Desculpa algum erro de português ;-;
Próximo capítulo : tretas, sexo, festa, revelações, é muito mas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...