História Meu pai é uma droga! - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gintama
Personagens Abuto, Ana Ketsuno, Catherine, Elizabeth, Gedoumaru, Gengai Hiraga, Gintoki Sakata, Henpeita Takechi, Hinowa, Isaburou Sasaki, Isao Kondo, Itou Kamotarou, Izumi, Kagura, Kamui, Kawakami Bansai, Kintoki Sakata, Kotarou Katsura, Kyuubei Yagyuu, Matako Kijima, Matsudaira Katakuriko, Mutsu, Nizou Okada, Nobume Imai, Otose
Tags Gintoki Pai, Shinpachi Filho
Visualizações 5
Palavras 599
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 13 - Convivência parte 2


Fanfic / Fanfiction Meu pai é uma droga! - Capítulo 13 - Convivência parte 2

Aparece uma garota loira sentada num riacho com os cabelos curto e chega Gintoki com uma espada na cintura.
Gintoki- Tsukuyo sabia que estaria aqui.
Tsukuyo- não é nenhuma surpresa então senta e faz companhia. Ele vai e senta ao lado dela e segura a mão dela.
Gintoki- o que está pensando...
Tsukuyo- o que você pensa em ter um filho.
Gintoki- nunca odeio crianças seria muito chato ser responsável a alguém, e prefiro meu trabalho como um assino de aluguel mais porque a pergunta. Ele vai e olha para ela.
Tsukuyo- nada apenas perguntando e já sabia sua resposta. Ela vai e toca na barriga.
Gintoki- você mudou faz o quê uns dez anos ou mais que não de vejo.
Tsukuyo- oh mesmo. Ela vai e olha para o garoto de cabelo preto e óculo agarrando a mão dele. - quem é ele.
Gintoki- esse é meu filho Shinpachi diga Olá não seja mal educado.
Shin- Não sou Olá muito prazer em conhecer.
Tsukuyo- oh mesmo. Ela dá um sorrisinho triste e Shinpachi percebe e puxa a camisa do pai dele e faz o abaixar...
Gintoki- o que foi quer e ao banheiro por acaso. Ele vai e se aproxima. - vou comprar coisa para fazer  sorvete de morango e os dois podem conversa mais  a vontade.
Gintoki- filho... Ele vai e sair e Tsukuyo fica olhando para ele.
Tsukuyo- ele não tem muita semelhança com você e seu mesmo.
Gintoki- sim é meu mesmo não gosto que fazem a pergunta só porque ele não puxou aos meus cabelos brancos.
Tsukuyo- você mudou nunca pensei que deventeria uma criança.
Gintoki- passei por muita coisa.
Tsukuyo- então não faz mais aquele trabalho.
Gintoki- não e não toque mais no assunto.
Tsukuyo- bem preciso e agora Tchau nos se ver por aí.
- sim. Ele acena ela sair " nunca pensei que encontraria ela aqui melhor ver como esta o Shin".
Na casa. Os quatros ficam se encarando.
Kamui- então não vai ajudar.
Hijikata- você que bagucou agora limpe.
E okita toca no ombro da kagura ela fica vermelha. okita- vamos para outro lugar com certeza eles pegaram uma briga.
Kagura- sim.
Hijikata- então vamos fazer uma guerra de quebra de braço se ganha eu limpo se não você limpar.
Kamui- ok aceitou seu desafio.
Kagura vai andando com Okita ele vai e joga ela na parede e segura o cabelo dela vermelho.
Okita- e o que você quer fazer sabe somos quase casados.
Kagura- um beijo não significa nada aqui na terra não temos compromisso.
Ele vai e chega bem perto dos lábios dela.
Okita- você vai pedir pelos meus beijos. Ele sair andando tranquilamente. Kagura- Nunca.
Gintoki vai e ver um funcionamento segurando seu filho.
Gintoki- o que pensa está fazendo com meu filho.
- olhe ele derrubou um monte de coisas da patileiras.
Shin-  Não fiz nada ele que derrubou e está querendo por a culpa em me.
- seu garoto mentiroso. E gintoki vai taca um murro no estômago dele.
Gintoki- meu filho não é mentiroso vamos compra em outro lugar.
Eles vão e compram e ver a casa limpa e fica a noite e todos ficam dormindo.
" Onde eles foram eu matarei todos dessa casa. E gintoki ver uma sombra e envia a espada na barriga dela.
Gintoki- o que faz aqui era para esta cuidando do nosso filho". Ele vai e acorda a ajustado e ver seu filho dormindo ao lado dele e deita e abraça e veja os olhos " desculpe por matar sua mãe e não ter de dado uma família".




Notas Finais


Até o próximo especial dias dos pais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...