História Meu par perfeito - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Grand Chase
Exibições 41
Palavras 1.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capitulo pra vcs!!!

boa leitura!!!

Capítulo 8 - Acht


Fanfic / Fanfiction Meu par perfeito - Capítulo 8 - Acht

— O que você pensa que está fazendo aqui?

— Como assim? — Ela falou sem entender, ele se soltou da mão que o segurava e a puxou pelo braço, ele andava tão rápido que ela estava tropeçando.

— Se queria falar comigo marcasse em outro lugar, agora vamos embora.

Ela parou de repente e puxou o braço com força, ele passou a mão pelo cabelo tentando se acalmar. Ela ficou olhando para ele sem entender o que estava acontecendo.

— SÓ NÃO QUERO VOCÊ  AQUI, ISSO NÃO É LUGAR PRA VOCÊ, SERÁ QUE VOCÊ ME ENTENDEU AGORA? — Ele falou gritando e estendeu a mão para ela. Ele viu os olhos dela ficarem marejados e ficou parado enquanto a via sair correndo.

 

 

***

 

 

Lin chegou perto do banheiro e entrou, tinha perdido Arme na multidão, quando olhou para traz ela estava sendo arrastada por Lass, mas preferiu continuar andando estava realmente muito tonta.

— Olá gata. — Um garoto se aproximou dela, enquanto ela estava encostada na parede do banheiro, que por sinal era enorme. Logo em frente havia um espelho que pegava de uma ponta a outra foi ai que ela percebeu que estava no banheiro masculino.

— Desculpa entrei no banheiro errado. — Ela ia sair, mas ele colocou o braço na frente dela.

— Vejo que você não é frequentadora, o que uma menininha estaria fazendo aqui. — Ele colocou a mão no queixo dela e a fez erguer a cabeça. Ela o empurrou e saiu do banheiro correndo, a música eletronica começou a fazer a cabeça dela girar.

— Tudo isso por causa de uma cerveja? — Ela falou alto se encostando na parede colocando uma mão na cabeça e a outra no estômago.

 

 

***

 

— Onde estão Lin e Arme? — Lire perguntou para Elesis que aquela altura ja estava bêbada, ela começou a beijar o Ronan e nem deu ouvidos ao que a amiga tinha perguntado. — Esquece eu procuro.

   Lire começou a andar pelo salão pelo menos estava tentando, parece que tinha ficado mais cheio que antes.

— Desculpa. —  Alguem bateu nas costas dela, ela virou para ver quem era.

— AH! Siegh você viu a Lin por aqui?

— Ela esta aqui? — Siegh falou levantando as sobrancelhas.

— Sim… Acho que esta meio alta…

— Ela esta aqui e ainda bêbada? Como você poder ter trazido ela num lugar desses e ainda perde-la?

— AH esquece. — Ela falou e saiu andando.

— Reze para nós dois encontrarmos ela e não outra pessoa. — Ele falou e saiu andando.

 

***

 

Arme entrou no local onde ficavam os banheiros e passou direto pela entrada que ali tinha, o local era silencioso comparado ao restante da festa foi ai que se deu conta que estava na parte onde Elesis havia dito que o pessoal ficava pra se pegar.

— Arme?

Ela ouviu a voz de Lass e se encolheu. Nunca ninguém havia gritado com ela, não entendeu a reação dele e havia fugido novamente só que dessa vez ele tinha seguido ela.

— Arme? — Lass estava preocupado, pelo que parece se excedeu quando falou com ela daquela forma nem ele estava entendendo o por que.

— Estou aqui. — Ela falou e ele seguiu a voz dela.

Por mais que ele não conseguisse ver sabia que ela estava encostada na parede. Ele passou os dedos nas lágrimas que estavam correndo pelo rosto dela.

— Olha o que eu fiz com você... Me desculpa. — Ele falou e parou de tocar no rosto dela. — Toma. — Ele pegou a mão dela e depositou um papel dobrado e saiu andando. — Acho melhor terminarmos por aqui.

— Terminar o que? O que nós temos juntos Lass que precisa ser terminado? — Ela perguntou apertando o papel.

Ele parou de andar e caiu na real. Terminar com o que? O que eles haviam começado? Nada, essa era a questão, não havia nada entre eles e ele sabia que a alguns minutos atrás o grito que deu era de um ciúme, mas por que esse sentimento se não estavam juntos.

— Você tem razão acho melhor termos algo antes para podermos terminar certo? — Arme não estava mais chorando — E também acho que se terminarmos algo que nem começamos não vai fazer sentido quando tivermos algo não é? — Arme ouviu, mas não conseguiu acompanhar a linha de raciocínio. — Você namoraria comigo Arme?

 

 

***

 

 

— E então gatinha tudo bem com você? — Lin não aguentava mais ouvir cantadas, agora só queria ir para casa, sentiu uma forte dor no estômago e se encostou na parede.

— Deixa ela em paz. — Alguém a segurou pela cintura e saiu caminhando com ela.

 Eles caminharam pelo salão e entraram no corredor do banheiro, ela tropeçou e esbarrou em alguem.

— Desculpa. — Lin falou baixo.

— Lin? — Arme reconheceu a voz de Lin, ela havia esbarrado em Lass, que a segurou pelos ombros.

— Preciso ir embora. — Arme seguiu ela junto com Lass e um garoto que não conseguia ver.

Assim que eles viraram estavam na parte dos fumantes, bem próximos a saída principal, a claridade alcançou os rostos, Lass ao perceber quem era puxou Lin e Arme para perto dele e saiu andando rápido para fora.

— O QUE VOCÊ FEZ? — Lass gritou ja do lado de fora.

— Não fiz nada, ela ja estava assim quando a encontrei. — Lupus saiu correndo parando em frente a Lass.

— Lass o que houve? — Arme falou ficando ao lado de Lin.

— Esse cara deu algo pra ela e estava saindo com ela para algum lugar.

— Já disse que não fiz nada, da pra você me escutar, ela esta passando mal só estou querendo ajudar. — Lupus falou calmo.

— E desde quando você ajuda? — Lass falou sério para ele, que ficou sem reação, Lupus não estava nem ai para o que Lass falava só estava muito preocupado com Lin.

— Vocês se conhecem? — Arme perguntou olhando para os dois.

— Ele é meu irmão bastardo. — Lupus respondeu e pegou o celular. — Vou leva- la embora.

— Você não vai leva- la a lugar nenhum. — Lass encarou o irmão.

— Eu levo ela. — Arme falou pegando o celular.

— Incrível, onde vocês estavam quando sua amiga passou mal? — Lass e Arme olharam um para o outro sérios.

— Não começa. — Lass falou já prevendo onde aquilo iria dar.

— Pelo que percebi estavam juntos, enquanto isso ela estava sendo assediada pelo resto da festa.

— Cala- a- boca. — Lass falou apertando o punho, um carro parou e Lupus tirou Lin dos braços de Lass e abriu a porta do carro, Lin no mesmo momento desmaiou.

— LIN! — Arme gritou vendo a garota desmaiar e tentou chegar perto dela, mas Lass a impediu.

— Creio que ela não precise de amigos como vocês que ao invés de tomar conta dela ficam tranzando em meio a uma festa. — Ele falou nem se importando com a primeira impressão que Arme teria dele, por hora estava mais preocupado com Lin, ele a colocou no carro e entrou em seguida.

Arme e Lass ficaram vendo o carro partir.

— Mas... O que... Por que deixou ele ir? — Arme falou para Lass que ficou parado.

— Ele não vai fazer nada com ela, vamos embora.

 

   


Notas Finais


Comments? *__*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...