História Meu passado me condena - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Alma, Três Irmãs Gregg
Visualizações 1
Palavras 1.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Minha primeira fic de Greg e Alma

Espero que gostem !

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Meu passado me condena - Capítulo 1 - Capítulo 1

Alma Jequitibá Atravessou a rua e esbarrou em alguém quase caiu no chão ,mais invés disso foi parar nos braços do loiro gato alto e musculoso que estava em sua frente, Gregg e não era um desconhecido pra ela, já se conheciam e haviam muito tempo.

_pode me largar por favor? Disse ofegante nos braços do belo sufista

_quer que te deixe cair no meio da Rua Alma?

_quero que se pare de me agarrar.

_eu não te agarrei você que caiu em cima de mim, como sempre aliais.

_ta me Chamando de desastrada ?é isso que se está falando que sou desastrada:?

_não imagina, não precisa falar tu sabe !

_ Ta me solta que estou atrasada pra ir ao hospital. (ela é medica)

_Ta bom. Logo ao dizer isso ele a largou no chão sem cuidado nenhum e Alma saiu Bufando.

_Cretino tu podia ter me machucado.

_Foi vc quem mandou horas.

_Engraçadinho. Disse ela se levantando, mais ele fez menção de ajuda-la só que ela dispensou e saiu andando depressa.

Enquanto Gregg voltou pra Farmácia da mãe dela onde trabalhava, mais não conseguia tira-la de sua cabeça será que um dia iam finalmente se acertar e Alma iria acreditar nele? parece que toda vez que eles iriam dar certo juntos acontecia algo e os impedia.

Enquanto Alma já estava atendendo os pacientes e mais tarde pensava nele, em Gregg serio aquele idiota canalha bonita sarado gostoso, ta vendo? Já tava desvairando de novo.

Enquanto ela estava distraída Florinda entrou na sala pra chamar o próximo paciente Alma não a tinha visto e levantou a cabeça naquele exato momento a batendo na estante de remédio em que estava escorada derrubando um monte no chão enchendo quase a sala toda de remédio.

_Doutora Alma se está bem machucou a cabeça? Perguntou vendo o galo enorme que crescia na cabeça da doutora.

_Ai meu deus o que eu fiz? me ajuda Florinda olha que bagunça eu fiz.

Elas arrumaram tudo rapinho e Alma atendeu mais uns dois pacientes e logo ela foi pra casa o dia havia passado rápido e sem tantas turbulências como ultimamente.

A Noite não pode evitar de pensar em Gregg novamente (o que ele tinha açúcar pra ela não parar de pensar naquele mulherengo safado? acabou sonhando com ele, estavam os dois deitados na areia da praia (a mesma daquela vez que se beijaram) e ela passava a mão por seu peitoral chegando em seus braços tatuados, por conta do sonho meio erótico e sexy acabou acordando atrasada, e ao esticar os braços pra se espreguiçar bateu em algumas coisas que estavam em sua cômoda bem ao lado da cama ao tinha amanhecido o dia e ela já acordou derrubando alguma coisa impressionante parecia que os desastres a atraiam ou era que atraia os desastres.

Tomou café e mal pisou na rua quando estava indo ao trabalho deu de cara com Galvão logo cedo a mala já no meu pé aja saco !

_Bom dia Alminha.

disse e enquanto lhe dava dois beijos em cada uma das bochechas, quer tomar café comigo ali na padaria?

_não obrigada já tomei em casa.

_Está com pressa?

_não imagina, acordei super tarde e tu ainda fica me atrasando mais, pra que pressa né?

_Calma Alminha você está literalmente com a macaca hoje não ? fala fazendo uma piada sem graça da qual ela não da risada nenhuma.

_Terminou? Agora me deixa passar Galvão que já disse que estou com pressa.

_espera Alminha. ele diz enquanto segura o braço dela.

_Para de me chamar de Alminha que tu sabe perfeitamente que odeio isso, agora sai do caminho. Ela empurra ele e sai andando apressada tropeçando de vez enquanto.

_Ui acordou de mau humor hoje credo. Galvão fala quando ela já a uma certa distância.

Mais quando estava quase chegando lá virou pro outro lado da rua e Viu Gregg conversando com duas garotas, dava pra ver que aquelas periguetes tava se oferecendo pra ele, voltou pra lá e se plantou bem na porta da farmácia que era onde eles estavam e com a maior naturalidade falou.

_Estou Gregg agora é hora de vc trabalhar não de se divertir com suas amiguinhas não ta.

As duas garotas que eram loiras e deviam ter mais ou menos 19 anos ficaram olhando com uma cara pra ela.

_Alma só estávamos conversando, não é nada disso que você está pensando não ta.

_Pensando? não estou pensando nada a notar pela sua animação com essas duas ai. ela se aproximou do ouvido dele e praticamente gritou. MAIS AGORA É HORA DE TRABALHO,TRABALHO MEU FILHO.

E umas das garotas se meteu. _ Calma Tia só estávamos conversando com o bonitão aqui, não é nada demais não, né Kaila? e a amiga confirmou. Mas Alma bufou de ódio.

_que Tia garota? eu lá tenho idade pra ser sua tia por acaso? uma marmanjona desse tamanho? agora chispe daqui porque o garotão como você disse está ocupado ta bom.

Espantou as duas de lá e quando estavam apenas os dois Gregg a olhou com um sorriso de deboche nos lábios enquanto dizia.

_Nossa tudo isso foi ciúmes Alma?

_Ciúmes eu de você? se ta ficando louco.

_há é o que foi isso então? se não for ciúmes não sei o que pode ser.

_eu estava somente salvando essas duas meninas indefesas de um galinha aproveitador de mulheres só isso, eu não me importo com quem você ande ou deixe de andar Gregory, mais no local de trabalho que pertence a minha mãe isso não !

_Há você não se importa então? quer dizer que se for longe daqui posso sair depois do trabalhos e pegar umas garotas que vc não ira se importar é isso que ta me dizendo?

_É. Ela disse cheia de raiva e ciúmes de imaginar ele com outras mulheres.

_Mentirosa ! ele diz a puxando pra mais perto dele segurando em sua cintura ,agora com as respirações acelerada Alma não aguentava ter ele assim tão perto de si, e tentava escapar antes que caísse em tentação, mais era tarde demais porque Gregg já tinha fundido a boca na sua lhe sugando todo ar, quando uns minutos depois eles ouviram uma voz dando uma tosse forçada e falando em voz alta interrompendo o beijo.

_Alma o que faz aqui se agarrando com esse troglodita ?não era você que está morrendo de pressa aquela hora, o que faz agora beijando esse ai ?

Era Galvão e ele não estava nada contente com o que tinha visto

Ela se solta dos braços de Gregg.

_eu não o beijei, foi ele quem me agarrou.

_Alminha do meu coração não minta pra mim, que eu vi perfeitamente vc engolindo esse individuo. apontou Gregg que logo se manifestou.

_ Fui eu que a beijei, mais ela gostou sim camarada porque alguma problema?

Galvão logo ficou intimidado sabendo que Gregg era bem maior que ele, já imaginou o estrago caso essa criatura lhe batesse, arrastou Alma Dali a levando longe do loiro enquanto ela olhava pra trás e via Gregg ainda parado na porta da Farmácia com uma carinha triste.

Aquele Idiota sempre tinha que aparecer ? toda vez que conseguia um momento com Alma Aquele Galvão gavião aparecia e arruinava tudo, logo agora que a tinha beijado que droga.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...