História Meu Passado Obscuro - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla
Personagens Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli
Tags Karol Sevilla, Ruggarol, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Exibições 63
Palavras 983
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei \o/
Ansiosos? hahaha
Recomendo escutar Don't Forget da Demi enquanto leem.
Boa Leitura

Capítulo 11 - Ainda existe amor?


Fanfic / Fanfiction Meu Passado Obscuro - Capítulo 11 - Ainda existe amor?

Você se esqueceu

Que eu ainda estava viva?

Você se esqueceu

Tudo o que tínhamos?

Você se esqueceu

De mim?

Você se arrependeu

De ter estado ao meu lado?

Você se esqueceu

O que nós sentíamos por dentro?

Agora só me restou

Esquecer 

De nós

Então agora eu acho

Que é aqui que temos de estar

Você se arrependeu

De ter sempre segurado minha mão?

Nunca mais

Por favor, não esqueça

Tínhamos tudo

Estávamos apenas prestes a cair

Ainda mais no amor

Do que já éramos

Eu não vou esquecer

De nós

Mas em algum lugar nós erramos

Nós éramos tão fortes

Nosso amor é como uma canção

Você não pode esquecê-lo

E, finalmente

Todas as fotos foram queimadas

E todo o passado

É apenas uma lição que aprendemos

Não vou esquecê-lo

Por favor não se esqueça de nós

Mas em algum lugar nós erramos

Nosso amor é como uma canção

Mas você não quer mais cantá-lo

Você se esqueceu sobre nós

Don't Forget - Demi Lovato

*Ruggero Pasquarelli*

O marido da Karol colocou ela dentro do carro e deu partida me deixando lá parado tentando entender o que estava acontecendo. Eu coloquei Matteo no chão e virei o rosto para o carro e vi quando um caminhão colidiu na porta do Michael fazendo o carro capotar duas vezes.

Matteo: Mamãeeeeeeeee - ele gritou desesperado

Ruggero: Ai meu Deus! - eu fiquei paralisado

(***)

Depois do ocorrido eu já estava no corredor do hospital ligando para a Lina.

#Ligação ON#

Carolina: Alô?

Ruggero: Lina, fica calma! Aconteceu uma tragédia

Carolina: Com o Matteo? Vocês estão bem?

Ruggero: Estamos bem, mas a Karol sofreu um acidente

Carolina: Como assim a Karol?

Ruggero: Nos encontramos aqui em Paris e ela casou com um Michael... Discutimos e o carro que eles estavam capotou.

Carolina: Ta tudo confuso, como ela está?

Ruggero: Ainda não sei, mas ela vai ser transferida para Buenos Aires.

Carolina: E o Michael?

Ruggero: Ele...Morreu.

Carolina: O que?

Ruggero: Acabaram de me comunicar que ele faleceu, mas ainda não tive notícias da Karol. Só sei que ela vai ser transferida.

Carolina: Eu vou aguardar vocês aqui, por favor me avisa quando chegar.

Ruggero: Okay.

#Ligação OFF#

Depois que Lina desligou tentei me acalmar para não parecer nervoso perto de Matteo.

Matteo: Nós vamos voltar pra Buenos Aires papai?

Ruggero: Sim! - falei segurando o choro.

*Carolina Kopelioff*

A Karol encontrou o filho e sofreu um acidente? O destino deve está brincando com ela. Coitada, já sofreu tanto e parece que cada vez mais se machuca.

Augustín: Lina, o que aconteceu?

Carolina: O Ruggero ligou e disse que vai voltar pra Buenos Aires com a Karol.

Augustín: A Karol? Sério? Isso é bom não é?

Carolina: Seria se ela não estivesse em cima de uma maca.

Augustín: O que? - ele me encarou sério

Carolina: Ela sofreu um acidente, depois de 3 anos vamos nos reencontrar e ela numa cama toda machucada - comecei a chorar e ele me abraçou.

Augustín: É Rugge, ele mandou uma mensagem. - ele olhou o celular

Carolina: O que diz? 

Augustín: Ele passou o endereço do hospital e disse que é pra esperar lá. Vão chegar daqui a duas horas.

*Ruggero Pasquarelli*

Mandei a mensagem para Augustín e entrei no avião com Matteo, passei as duas horas mais dolorosas da minha vida dentro daquele avião. Os médicos não me deixaram ver a Karol, nem disseram o estado dela. Será que é grave?

xxxxxxxxxxx: Senhor Pasquarelli? - senti alguém tocar meu ombro

Ruggero: Sim?

xxxxxxxxxx: Já chegamos!

Ruggero: Obrigado - peguei Matteo no colo e fui em direção ao hospital esperar a chegada do outro avião.

Carolina: Ruggero! - ela gritou quando me viu entrar

Matteo: Tiaaa - ele correu até ela e abraçou

Augustín: Cadê ela? - ele se aproximou de mim

Ruggero: Levaram direto pro quarto e daqui a pouco alguém vem dá notícia. - falei suspirando

Sr. Alberto: Com licença? - ele nos olhou enquanto caminhava em nossa direção

Carolina: É notícias sobre a Karol? - ele perguntou nervosa

Sr. Alberto: Sim...Ela tinha um tumor na cabeça, mas não estava evoluído e com a pancada que levou agravou a doença e vamos ter que fazer uma cirurgia urgente. Ela está em coma por tempo indeterminado e se acordar vai ficar paraplégica porque a medula sofreu graves fraturas.

Ruggero: Ela está em coma? - senti meu mundo cair naquele momento

Sr. Alberto: Eu sei que é difícil, mas vocês precisam ser fortes.

(***)

Dois meses se passaram e eu todos os dias fico aqui no quarto dela admirando seu rosto, seus cabelos, suas mãos desfalecidas sobre a cama. O Matteo veio visitar algumas vezes, mas peço pra Lina levar ele o mais rápido possível, não suporto ver ele olhando ela nesse estado. Nem sei se ela vai acordar e dizer que me perdoa, que me ama e vamos cuidar do nosso filho. Por que o destino precisa ser tão cruel?

Karol: R...U...GGE - sua voz soou trêmula

Ruggero: Você acordou - segurei a mão dela - Estou aqui!

Karol: O que aconteceu? - ela me olhou 

Ruggero: Você sofreu um acidente, mas vai ficar tudo bem.

Karol: Onde estamos? Cadê o Matteo?

Ruggero: Estamos em Buenos Aires e eu prometo que vou trazer ele - falei beijando a mão dela

Karol: Me perdoa por abandonar vocês. - ela falou entre lágrimas

Ruggero: Você ainda me ama depois de tudo? - olhei pra ela

Karol: Eu nunca te esqueci - ela deu um sorriso de lado

Ruggero: Eu também não - beijei a testa dela

Karol: Cadê o Michael? E por que não consigo me mexer? - ela perguntou confusa

Ruggero: Vou chamar o médico. - menti para sair do quarto. Eu não vou suportar ter que contar que ele faleceu. E por que ela disse que não pode se mexer? Será que aconteceu? EU ODEIO O DESTINO.

 


Notas Finais


Bem é isso!
Spoiler: Eu não te amo
hahaha sou má, amo fazer spoiler
Bjussss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...