História Meu pecado (g!p) *HIATUS* - Capítulo 11


Escrita por: ~

Exibições 129
Palavras 1.107
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Último cap da míni-maratona, então espero que possamos recuperar os favoritos que perdemos com esse cap (indireta direta para leitores fantasmas)

LEIM AS NOTAS FINAIS...

Capítulo 11 - Dúvidas e explicações


Fanfic / Fanfiction Meu pecado (g!p) *HIATUS* - Capítulo 11 - Dúvidas e explicações

  Camila P.O.V.

  -ah minha santa Lady Gaga eu matei ela e agora oque eu vou fazer, o boss vai me exílar depois dessa-dizia alguém desesperado.

  -tecnicamente ela já morreu, e... bom... nem foi tão forte a pancada-dizia uma outra voz só que uma mulher.

  -séra que ela está bem?-pergunta uma voz conhecida Livia, eu abro os olhos divagar e olho em volta, todos estavam praticamente em cima de mim.

  -[>@ ៛*£¤ฯ͵?-falo sem ar.

  -oque ela dise?-falou o homem e eu bati no joelho que avia em cima da minha bariga-ah perdão eu me distrair-disse o retirando.

  -tudo bem, oque aconteceu?-pergunto me ajeitando no sofá que eu estava.

  -eu sem querer desamarei uma corda que sustentava uma gaiola vazia e fiz ela cair em sua cabeça....-falou rapido e sorrio sem graça-DESCULPAAA...-falou se ajuelhando.

  -tudo bem, como vocês se chamam?-perguntei me referindo a ele e a mulher sentada em uma cadeirra prosima, ele se levanta e sorri simpatico.

  -eu sou o Rone e essa é minha irmã Alex-disse assenando com a cabeça.

  -é um prazer eu sou Camila, era tão raro encontrar homens educados na terra e aqui apezar do que disem, tem tantos-disse e vi ele alargar o sorriso

  -oowwwtt... obrigada Mila-falou me fazendo sorrir.

  -ela disse "homens" não é com você-dise a irmã dele.

  -eu vou sentar a mão na cara de Alex, cala a boca oh alelo recesivo-dise me fazendo rir-falando serio agora, foi você que escolheu o feneco?-eu assenti-ele tá pronto quer que eu traga?-pergunta me olhando e eu afirmo.

Ele sai e eu vejo que estou numa especie de jaula convertida em sala, com grades cobertas de folhagens, sem nenhum portão.

  -vocês tem todo tipo de animal aqui?-pergunto olhando a garota ainda sentada, ela assendi-vocês tem pumas também?-ela me olha e vejo confusão no seu olha.

  -...temos qualquer dia eu te mostro-diz por fim e então Rone retorna com um feneco no ombro-é o animal que pertencia a Clara, antesesora do Dante, o que era dela sumio pela noite e nunca mais foi visto-diz e Rone se senta ao meu lado.

  -aqui, todos os membros da corte tem um animal, eu e a Alex temos hamisters o Dante tem um guepardo, a Livia tem um coelho e você o feneco-diz me entregando o feneco que estava em suas mãos agora-se ele morrer você será exílada, então cuide dele pode dar nome se quiser-ele fala e o bicho me olha curioso.

  -sei lá mas ele tem cara de... Peeta-(sim o carinha do The Hunter Games)falei e ele sorrio quando o bicho escalou meu rosto e deitou no meu cabelo.

  -é parece que o baixinho gostou de você-diz Alex sorrindo de lado.

  -bom vamos Livia eu to morta de sono e esqueci onde fica o quarto-digo e Livia se levanta.

  -claro senhorita vamos-diz e vai até a entrada.

  -valeu pelo peludinho e pela gaiolada na cabeça-digo saio com o Peeta na minha cabeça e escuto risadas.

     (...)

  Já era tarde e peeta estava dormindo em um traviseiro dentro do quarto, enquanto eu estava na sacada esperando o sono voltar, tinha sonhado com meus pais e acabei ficando sem sono. Olho para essa lua vermelha e me lembro involuntariamente de Michelle e de Lauren, como o mundo é estranho, eu acabei vindo parar na mesma corte de sua mãe eu ainda não acredito.

 Narrador P.O.V.

Enquanto Camila se encontrava distraida, não conseguia sentir um serto alguém a observando, Ruby não tinha gostado nem um pouco da provocação dela mais cedo, e Ruby não custumava disistir tão facil de retaliações, passaria um ano observa Camila mas iria terminar oque começou.

  Em um lugar mais baixo no castelo Rone e Alex conversavam sobre Camila.

  -oque acha que ela quis dizer com aquela conversa de puma e tal-pergunta Rone para a irmã.

  -eu acho que ela vio ele, porque não tem outro motivo pra ela perguntar isso-afirma Alex com certeza.

  -faz sentido vamos falar com o Dante amanhã-ele diz e Alex afirma.

  Em sua sala dante lia a fixa de Camila por inteiro, coisa que ela não sabia era que ela só tivera acesso a primeira pagina da fixa. O mesmo estava empenhado em descobrir mais sobre essa garota, reservada de mais, ela foi a primeira a desacatalo, desde que entrou no comando da sua corte.

  -então Cabello tem um pênis, não vou negar que é interesante, e bom sosiavel eu já notei que ela é. Gosta de filmes LGBT, interesante, Camila, Camila é com certeza o meu misterio da semena hahahaha...-comenta e volta a ler.

  Camila avia involuntariamente atraido olhares dos mais váriados, mas foi a primeira em 29 anos a chamar a atenção de Dante dessa forma tão curisa, e o fato de sua fixa estar razurada intrigava ainda mais o démonio luxuriento e não iria parar tão cedo de intrigalo.

Lauren P.O.V.

  Era estrnho o fato desse lugar me lembrar tanto o mundo humano, ontem eu cai no mar do local e era identico aos mares da terra, nadei até a praia e desmaiei, fui acordada por policiais ou algo do tipo e agora estava sendo escoltada dentro de um viatura ou algo do gênero, olhava pela janela e via anjos e demonios convivendo juntos sem brigas, mais algl me chamou atenção, eles agiam como humanos e isso era facinante.

  Notei vários condomínios de prédios e de casas, ao fundo da cidade, as vielas me lembravão Paris, já a avenida me lembrava a Times square garden, avia escolas que lembravam sêridos como victory just e Glee (eu assistia coisas assim com a Canila), avia um letreiro gigante assim como o de Hollywood só que estava escrito VICTORY SECRET e por ùltimo mais não menos importante um castelo gigantes com 9 bandeiras astiadas lado a lado nas cores: rosa, azul, verde, purpura, laranja, vermelho, amarelo, marron e cinza. E só agora eu notei que estava entrando pela ponte que lá avia, quando entramos pararam a viatura e descemos.

  -chegamos senhorita, os mandates necessitam da sua presença-disse um dos policíais me puxando com brutalidade pelo braço.

  -creio que isso não será necesario chefe walter-diz uma voz feminina, então ele bate continencia e me solta-olá a julgar pela hora digo que você seja a Lauren certo?-diz gentilmente e eu assindo-eu me chamo Normani mas pode me chamar de Mani, creio que está confusa com tudo isso, vamos entra e eu te explico tudo qu precisa saber-diz e faz um sinal para que eu a acompanhe e assim eu faso.

  Sinto que posso confiar nela mais ainda me sinto um lixo por ter sido a culpada pela a morte da da Camz, me perdõe eu não sabia que ia acontecer isso perdão minha Camz...

  



Notas Finais


E então manos ficou legal? provavelmente nós vamos deixar em off por enquanto o papinho da Lolo e da Mani por enquanto, vamos mudar a sinopse porque aquilo tá ótimo pra dar descarga.

FLW...VLW...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...