História Meu porto seguro - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Roman Bürki
Tags Alemanha, Drama, Jesy Nelson, Roman Burki
Exibições 43
Palavras 974
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Antes que qualquer coisa tenho que disser, que a fic não vai ser muito grande vai ter no maximo uns dez capítulos, deveria ter dito isto desde de o primeiro capítulo, mas eu simplesmente me esquece. . .Enfim boa leitura!

Capítulo 6 - Do céu ao inferno


Acordo com Roman olhando me com um sorriso bobo em seus lábios, olho rapidamente em volta e percebo que ainda estamos na praia, então me lembro da noite passada e deixo um sorriso escapar em meus lábios, olho para meu corpo e percebo que ainda estou completamente nua e cheia de areia.
- Bom dia minha rainha -Roman diz e sela nossos labios.

-Bom dia, Roman por que não me acordou ? Imagina se alguém viesse na praia e me encontra se assim pelada - digo me levantando e colando rapidamente minhas roupas.

- É que você estava tão linda dormindo que não tive coragem de te acordar - ele diz se aproximando de mim e me beijando novamente só que com mais intensidade.

- Gostou do seu prêmio? -sussurro em seu ouvido.

- Temos que apostar mais coisas pra mim poder ganhar de você.

-Da próxima vez eu vou ganhar e aí você vai ter que tirar a roupa pra mim.

-Mas pra isso a gente não precisa apostar nada , eu faço de graça, onde você quer no quarto, na praia?

-No quarto tá bom.

-Então tá combinado hoje a noite tá bom pra você?

- Otimo. Agora vamos porque eu estou morrendo de fome - digo e entrelaço minha mão a de Roman e caminhamos de volta para casa.
                    .      .      .

Assim que entro na porta que da para a sala da casa, encontro uma mulher que nunca vi antes, parece ser  asiática - por conta de seus olhos puxados - e está usando uma roupa branca -que aparenta ser um uniforme de enfermeira.
-Quem é você? -Roman pergunta a ela,antes que eu possa disser qualquer coisa.

-Sou a enfermeira da Angélica - ela diz aparentando estar preocupada.

- Como assim enfermeira? Minha mãe tá bem. . .Ela tá ótima -digo e sinto um frio percorrer minha espinha.

- Como posso dizer. . .

-O QUE ? DIGA LOGO- grito com ela.

- Sua mãe. . .Ela. . .Está morta- ela fala e sinto como se tivesse levado um tiro em meu coração.

-Não. . .Não - digo no meio de soluços - Você está errada , ela está curada. . .Curada -Digo deixando as lágrimas caírem sobre meu rosto.

-Ela mentiu para você,  porque ela sabia que não tinha mais jeito,  o câncer se espalhou. . .

-Não, você ta mentindo. Ontem ela estava ótima , não é Roman?

-Ela teve uma grande melhora esses tempos é verdade, então ela implorou para vir nesta viajem e eu vim acompanhar ela, caso acontece se alguma coisa,  fiquei hospedada em um hotel próximo daqui ,já que ela não queria que você soubesse de nada , esta madrugada ela me ligou e disse que não estava nada bem então  eu vim e. . .

- PARA. . .PARA, isso não pode tá acontecendo Roman  -Digo enquanto Roman me abraça -Onde ela tá?

- No quarto dela - ela diz abaixando os olhos.
Subo as escadas, desejando que tudo isso não passe de um sonho. . .Ou melhor um pesadelo.
A porta de seu quarto está aberta e minha mãe está deitada sobre a cama. Me aproximo e toco em seu rosto - que está muito gelado.
-Viu ela só. . .Esta dormindo - digo para Roman e a enfermeira que vieram logo atrás de mim- MÃE. . .MÃE. . .MÃE ACORDA - grito sacudindo seu corpo no meio de soluços - NÃO ME DEIXE. . .POR FAVOR.
                      .       .       .

Isabel - a enfermeira - ainda antes do meio dia ligou para todos os amigos de minha mãe, já que eu não estava em condição de fazê lo, ela arrumou tudo e eu apenas chorei e chorei, enquanto Roman tentava me consolar. Umas quatro da tarde algumas pessoas começaram a chegar -Não muitas é claro , pois estamos em Fernando de Noronha .
Fizemos tudo como minha mãe queria. Ela queria ser cremada e também queria que suas cinzas fossem jogadas no mar, e foi assim que aconteceu.
Quando tudo acabou já era seis da tarde, e eu apenas queria sumir dali, evaporar, então pedi a Roman que compra se passagens para a Alemanha o mais rápido possível, por sorte não outro dia pela manhã, já estamos no avião.
Passo a viajem toda chorando ,Roman apenas acaricia meus cabelos em silêncio -afinal de contas não a nada para ser dito.
Em minha cabeça começa a passar um pequeno flashback , sobre minha irmã, meu pai e agora minha mãe e percebo como em minha vida nada da certo, tudo que eu toco vira pó, tudo se acaba.
Agora tenho apenas Roman, e ele é o próximo, se ele ficar comigo ele nunca será feliz, pois minha vida é feita apenas de catástrofes.
                 .        .       .

Assim que chegamos em minha casa Roman e eu levamos minhas malas para dentro de casa.
-Eu esqueci meu celular -
Roman diz voltando em seu carro para pega lo.
Assim que ele o faz eu fecho a porta.
- Alice, abra a porta.

- Não. Será que você não vê Roman que você nunca vai ser feliz se ficar comigo, vai embora - digo chorando novamente, do outro lado da porta.

-Eu não vou te deixar, eu amo você, eu não vou embora Alice, vou ficar aqui até você  abrir a droga dessa porta.

- Eu não vou abrir - digo e me encaminho para meu quarto.
Pego tudo que está em minha frente e jogo no chão e logo em seguida me jogo também.
E lá eu fico, por mais ou menos uma hora, então ouço uma chuva forte cair.
Decido ver se Roman realmente não foi embora, assim que abro a porta encontro o completamente encharcado pela chuva que cai.
-Não foi embora? - pergunto.

-Eu nunca vou te abandonar Alice.


Notas Finais


Até o próximo capítulo
Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...