História Meu primeiro e único amor ( Jikook ) - Capítulo 75


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Yoonseok
Visualizações 242
Palavras 2.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii meus Aliens ❤👽 Tudo bom? Espero que sim

Tá tarde para postar capítulo? Sim! Mas a pessoa aqui não tem paciência, e resolveu postar logo rs

A P R O V E I T E M

Capítulo 75 - Adeus pt1


Fanfic / Fanfiction Meu primeiro e único amor ( Jikook ) - Capítulo 75 - Adeus pt1

No capítulo anterior

Jin/Namjoon: Chegamos! - Falam chegando com as malas

Choi - E ai estão meus pais - Fala rindo

Jin/Namjoon - Olá Choi!

- Agora tá todo mundo reunido e.... - Sou interrompido por...

?? - Jimin que bom te ver mais uma vez

Agora 

- Ah que.... - Olhei para o homem que disse meu nome e fiquei o encarando por alguns segundos - Oi? - Falo confuso

?? - Acho que não lembra de mim, não é mesmo? - Aceno positivamente - Pode me chamar de Sook - Ele sorri

Jungkook - Vamos embora gente - Ele me puxa

- Mas Koo... - Ele me interrompe

Jungkook - Jimin, por favor - Me olha com um olhar de desespero

- Tudo bem - Ele me puxa para a van que iria nós levar até um hotel perto daqui

Assim que todos entraram a van deu partida, mas oque eu não entendia era o desespero que JungKook ao ver aquele homem.

Mas ele me parecia estranho também, era como se eu ja conhecesse ele de algum lugar, mas não sei de onde.

Sook era o nome dele, eu nunca conheci ninguém chamado Sook, mas ele me parecia tão familiar.

Percebi que JungKook também está inquieto, parece que ele também está com a mesma sensação que eu, só que pior.

- Kookie? - Ele olha para mim

- Tá tudo bem? - Falo passando a mão em seu ombro JungKook

- T-Tá tudo bem, eu só estou um pouco cansado - Diz cabisbaixo

- JungKook eu te conheço, sei que você não está bem - Falo e ele suspira

- Aish! depois eu te explico ok? mas não precisa se preocupar - Da um sorriso de lado

Mas é claro que eu iria fazer o oposto do que JungKook mandou, como eu não iria me preocupar com o estado dele?

                        [...]

Tínhamos chegado no Hotel, mas a Choi logo me puxou para algum canto, pois a mesmo disse que precisava falar comigo.

Choi me levou até a área de lazer, a mesma parecia preocupada.

- Me diz, o que houve? - Pergunto e ela suspira

Choi - Jimin, o Yoong que me levar de volta para o Japão

- Como assim Choi?! Você não pode ir! - Falo em desespero

Choi - A Nossa omma também vai Jimin, eu não posso deixar ela sozinha - Suspiro

- Por que? Ela falou que nunca mais iria ficar com o Yoong e agora é isso? - Olho para Choi e vejo que a mesma está chorando

Choi - Eu tenho que te contar mais uma coisa - Ela abaixa a cabeça - A Nossa omma tem apenas 2 semanas de vida - Ela desaba em lágrimas mais uma vez

Apenas fico tentando processar a informação, minha omma vai morrer? como isso aconteceu?

- Choi me diz que isso é mentira, me diz! - Falo com os olhos marejados e a mesma nega com com cabeça - Não! naquele dia lá no hospital ela estava tão bem, como isso foi acontecer?! - Digo em quase um grito

Choi - Calma! - Diz chorando mais -se isso era possível - - Ela estava com câncer, a doença foi se espalhando sem ninguém perceber, e só foram descobrir agora

- Ela não pode morrer Choi! - Falo chorando - Eu não vou deixar!! - Dessa vez falo um pouco mais alto

Choi - Não tem mais nas que nós podemos fazer Jimin, apenas aceitar e... - Interrompo-a

- Eu não vou deixar de lutar pela minha omma, não vou! - Nego com a cabeça

Choi - Ela queria explicar para nós o porquê dessa decisão

- O que a gente está esperando aqui? - Digo e ela levanta

Choi - Temos que chamar o JungKook também, ele é filho dela, merece saber - Assinto

                          [...]

JungKook - Eu acho melhor voltar sabe - Diz andando para trás

- Por que? Ela precisa de você agora Kook, por favor - Ele suspira

Jungkook - Ok

Choi - Vem gente - Ela abre a porta - A nossa omma deixou a chave comigo caso algo acontecesse - Nós entramos na casa - Bom, ela está lá no quarto, eu e JungKook vamos primeiro

- Como assim?

Choi - Ela disse que precisa conversar com você a sós, por isso pediu para que eu e o JungKook fôssemos juntos

- Ah sim, podem ir - Eles sobem

P.o.v. Jungkook

Subimos as escadas e fomos até o quarto.

Quando Choi abriu a porta, vimos Yang na cama um pouco pálida.

Mas assim que elas nos viu abriu um sorriso que ia de orelha a orelha.

Yang mi - Que bom que vocês vieram - Fala sorrindo

Choi - Eu falei que nós iríamos vir, não falei - Yang assente

Yang mi - JungKook - Fala olhando para mim

- O-oi - Falo sem jeito

Yang mi - Eu sei que pode ser estranho toda essa situação, mas eu precisava falar com vocês

- Bom, a senhora está bem? - Pergunto me aproximando um pouco dela

Yang mi - Sim, queria tanto que você me chamasse de omma, mas acho que você não está pronto ainda - Abaixo a cabeça

- É tudo muito novo ainda, sabe, saber que eu era adotado e tudo mais, e ainda mais agora reencontrar minha omma - Suspiro e ela também

Yang mi - Eu te entendo JungKook, mas espero que você possa me perdoar

- É claro que eu te perdoo, você não podia fazer nada naquela época

Yang mi - Que bom que entende - Ela sorri e olha para Choi que estava sentada ao seu lado - Você me desculpa também filha?

Choi - Pelo que omma? A senhora não fez nada comigo - Sorri de lado

Yang mi - Me desculpe por esconder tudo isso de você também, você merecia saber do seu irmão

Choi - Tudo bem omma, não precisa pedir perdão - Ela sorri

Yang mi - Acho que eu devo contar ao JungKook sobre a minha decisão - Choi assente

Choi - Eu acho melhor deixar vocês a sós, eu não quero atrapalhar - Ela levanta e sai

- Eu queria saber que decisão é essa, eles não me contaram sobre nada e... - Ela me interrompe

Yang mi - Eles fizeram bem, eu que queria contar isso para você - Suspira - Bom, eu iriei para o Japão amanhã, ficarei morando com o Yoong - Arregalo os olhos assim que ela fala

- Mas você não pode, e se ele te machucar?

Yang mi - Ele não vai me machucar JungKook, além do mais a Choi vai comigo

- Mas por que a senhora não fica aqui com a gente? - Pergunto com os olhos marejados

Yang mi - Eu até queria,mas, tem coisas que eu preciso resolver antes de... - Ela dá um pausa em sua fala - Antes de partir

- C-Como assim? - Uma lágrima solitária cai de meu rosto

Yang mi - Eu descobri que tenho câncer - Fala chorando - Tenho apenas duas semanas de vida

Assim que ela fala tudo isso desabo em lágrimas, como minha omma poderia morrer? Nem passamos um tempo juntos como omma e filho, não pode ser.

- Não me diga isso, você tem que resistir - Falo chorando

Yang mi - Já não dá mais para fazer nada - Ela abaixa a cabeça e eu continuo chorando - Eu só quero que você saiba que sempre vai ser especial para mim, mesmo que nós tenhamos ficado separados por todo esse tempo - Ela sorri

P.o.v. Jimin

Lá estava eu, sentando em um banco qualquer que havia na sala.

Parecia que minha vida estava se destruindo aos poucos. Primeiro é o Jaebum me atormentando, agora isso. Se Deus quiser acabar comigo que acabe logo de uma vez, mas não me faça sofrer assim.

Choi - Você precisa se acalmar Jimin, nossa omma vai ficar be... - Interrompo-a

- Será que você ainda não percebeu?! ela vai morrer! Não tem como ela ficar bem, você acha que se estivesse algum jeito dela ficar bem, não estaria tentando? - Falo irritado, percebo que que mesma ficou chateada - Aish, me desculpe, eu apenas.... - Ela levanta com os olhos marejados

Choi - Você tá certo, não vai ficar tudo bem - Começa a chorar - Eu só me recuso a acreditar que nossa omma vai morrer, eu não quero acreditar nisso Jimin! - Levanto e a abraço

- Eu também não quero acreditar que isso vai acontecer - Uma lágrima solitária cai de meu rosto - Mas precisamos ser fortes não é mesmo?

Por fora eu parecia bem, mas por dentro eu estava completamente destruído, apenas queria chorar e me isolar, eu não podia fazer isso, preciso me mostrar forte com essa situação.

P.o.v. Jungkook

Yang mi - Posso te pedir uma coisa filho? - Aceno positivamente - Eu sei como Jimin deve estar com toda essa situação, quando ele fica assim o mesmo costuma a se isolar das pessoas - Suspira - Mas por favor, não deixe ele se isolar dessa maneira por minha causa, Jimin já passou por essa situação tantas vezes, não quero que essa seja mais uma delas

- Pode deixar, eu vou cuidar bem dele - Sorrio - Mas você me promete que sempre vai me ligar ou tentar? não quero que nada de mal aconteça

Yang mi - Nada vai acontecer comigo ok? Afinal Choi estará comigo

- fico mais aliviado

Yang mi - Filho, você pode chamar o Jimin para mim agora? - Assinto

- Bom, isso é um adeus? - Falo com os olhos marejados

Yang mi - Parece que sim...

Abraço-a e a mesma retribui

- E-Eu v-vou sentir sua f-falta - Falo chorando

Yang mi - Eu também meu filho.

Me afasto dela.

- A-adeus.....omma - A mesma sorri por eu ter a chamado de omma

Yang mi - Adeus Kook - Fala e eu saio do quarto

Fecho a porta e fico um tempo parado na frente do quarto antes de chamar o Jimin.

P.o.v. Jimin

Choi havia dormido no sofá, depois de chorar muito, e eu apenas chorava, não quero perder minha omma, não agora.

Mas sou interrompido por JungKook descendo as escadas, o mesmo estava com os olhos inchados e vermelhos.

Assim que ele me viu chorando, veio em minha direção e me abraçou.

- E-Ela n-não p-pode m-morrer - Falo entre soluços

JungKook - fica calmo jiminnie... - Diz passando a mão em meus cabelos - Ela quer falar com você - Me afasto um pouco do abraço

- E-Eu n-não s -se... - Ele segura meu rosto com as duas mãos

JungKook - Você vai conseguir ok? Agora vai lá, nossa omma precisa de você - Ele sorri de lado e eu aceno positivamente

Me afasto de JungKook, e vou em direção ao quarto de minha omma.

A cada degrau que eu subia, era um aperto em meu coração, não sei se suportaria tudo isso.

Assim que chego, fico parado por alguns segundos em frente a porta.

- Você consegue Jimin... - Sussurro para mim mesmo antes de girar a maçaneta - omma - Falo assim que vejo a mesma sentada na cama

Yang mi - Filho! - Ela abre os braços, esperando um abraço meu

Então logo vou até ela e a abraço, o abraço dela é tão acolhedor, é como se eu estivesse protegido de qualquer coisa.

Yang mi - Como você está se sentindo? - Diz se afastando de mim

- Sinceramente? - Assente - Muito mal, como a senhora acha que eu estou me sentindo depois de receber essa notícia - Digo com os olhos marejados novamente

Yang mi - Não chore por minha culpa - Fala percebendo meu estado

- E-Eu não estou chorando omma - Digo tentando conter as lágrimas

Yang mi - Está sim! Não chore ok? eu estou bem - Sorri de lado

- Você vai mesmo para o Japão? - Pergunto cabisbaixo e a mesma assente - Mas você poderia ficar aqui com a gente, não poderia? - Ela abaixa a cabeça

Yang mi - Filho, eu tenho que te contar uma coisa muito séria - Fala com um olhar apreensivo

- Sobre o que?

Yang mi - Seus pais - Assim que ela diz isso, a olho rapidamente

- O que tem meus pais?

Yang mi - Eles..... - Suspira - Eles não morreram naquele acidente de carro 

Continua 


Notas Finais


Bem bad né? Eu sei...

Digo uma coisa, vcs ja odiaram mto esse "sook" (Joguei no ar e sai correndo)

Por que fui amar justo você?: https://spiritfanfics.com/historia/por-que-fui-amar-justo-voce-hiatus-9339763
#NaoSejaUmLeitorFantasma

Até Aliens ❤👽


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...