História Meus sentimentos - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Confiança, Entretenimento, Expressão, Gratidão, Sentimentos
Visualizações 29
Palavras 492
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Poesias, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então... sei que demorei muito pra postar, mas este episódio é especial... fiz com muito amor e carinho. Boa leitura!!

Capítulo 2 - Adolescência


A adolescência é uma fase da vida e, sem dúvida, é a fase de maior grau de desequilíbrio.
É na adolescência que fazemos descobertas, que nos transformamos... É na adolescência que vivemos paixões, que encontramos o primeiro amor, que experimentamos novas sensações... Que aprendemos o sentido da palavra dor... Que sofremos desilusões. Neste período da vida, nos tornamos mais vulneráveis. Isso porque começamos a nos enxergar no mundo, a acostumar com nosso novo corpo, nossa nova postura...

É na adolescência que moldamos nossa personalidade, pois essa fase é como uma ponte de comunicação entre a criança que fomos e o adulto que seremos, onde atravessamos com os valores construídos ao longo dos anos e nos organizamos enquanto seres humanos.

Para os pais, é um momento de reaprendizagem, uma retrospectiva de tudo o que eles já viveram. Porém, é muito mais complexo do que podemos imaginar, pois há aqueles filhos que se rebelam contra tudo e contra todos e se acham os donos da razão...  que  tentam buscar algo que eles nem sabem o que procuram. Se  tornam frágeis e maleáveis demais e seguem dois caminhos distintos : o paraíso (conquistando o impossível com dignidade e honestidade, se encaixando em um perfil de um novo cidadão de bem...) ou o inferno (caindo no mundo da luxúria, se transformando em um escravo das drogas e prostituição). Mas ainda há aqueles que sabem o que querem, mas não buscam por medo de se frustrarem e não conseguirem.

Talvez você, assim como eu, tenha encontrado dificuldades em cada momento, mas talvez isso não passe de um escudo criado por você para se defender desta “nova e indescritível” versão de si mesmo e das suas atitudes. É aí que sofremos uma metamorfose : aquela transformação pela qual as lagartas precisam passar para se tornarem belas e coloridas borboletas. E já que estamos falando de metamorfose, eu não poderia deixar de contar um pouco da minha história, que é um grande exemplo disso.

Desde que me vi em um novo momento, um novo eu, me senti ainda mais confusa do que sempre fui... Era tímida...me sentia sozinha... insegura... olhava ao meu redor e não via ninguém além de mim... Tinha a sensação de que o mundo tinha me virado as costas, ou que eu estava sozinha no mundo. Foi aí que comecei a escrever o que eu tinha receio de falar. Parece ironia, mas foi a forma “perfeita” que encontrei para desabafar meus próprios medos. Refletir sobre o mundo e sobre mim. Nesta incrível brincadeira, aprendi a me expressar e a me organizar na sociedade. Aprendi a poetizar meus pensamentos... a entender meus sentimentos e a viver a vida intensamente.

Assim como todo ser humano, sofri um processo de adaptação... de reestruturação... de construção da minha face eterna, onde deixei de acreditar em mitos e me criei através das verdades. E é aqui que hoje estou, trilhando com muita luta e perseverança os caminhos pelos quais escolhi atravessar.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...