História Meu Príncipe Mal Encantado - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avenged Sevenfold, Avril Lavigne
Exibições 37
Palavras 1.314
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Os casais que você respeita na capa kk <3

Capítulo 5 - Las Vegas Baby


Fanfic / Fanfiction Meu Príncipe Mal Encantado - Capítulo 5 - Las Vegas Baby

AVRIL POV 

Depois de ficar horas resolvendo sore a casa estávamos finalmente prontos pra pegar o primeiro voo para Las Vegas, eu e Matt decidimos empacotar tudo e levar pra casa nova quando voltássemos de viajem, pegamos um táxi e fomos rumo ao aeroporto. 

-Tenho uma surpresa pra você! - Matt disse me encarando. 

-Que surpresa. 

-Vai ver quando chegarmos ao aeroporto, mas tenho certeza que vai gostar. 

-Vindo de você não duvido nada – Matt sempre soube fazer ótimas surpresas. 

O táxi estacionou na porta do aeroporto, Matt pagou o taxista e saímos do táxi para pegar nossas malas no bagageiro, logo que tiramos as 3 malas, duas respectivamente minhas e uma do Matt, ainda não entendo como ele consegue fazer uma viajem dessas e levar só uma mala, eu tinha certeza que uma das minhas malas estava indo só com sapatos e coisas que uso todo dia e a outra só com roupas, mas pois bem, entramos no aeroporto e como não achamos ninguém no saguão tiramos a conclusão que já estavam na área de embarque, despachamos nossas malas ficando só com a bagagem de mão, no meu caso era ""bagagem de mão"", entre muitas aspas. Eu fico nervosa e indecisa toda a vez que vou viajar então levo um pouco de tudo, nunca se sabe quando iremos precisar. 

Depois de passar pelo detector de metal e todo aquele procedimento chato de revista  chegamos finalmente a área de embarque, até parece que eu ia tentar traficar algo, sou mais esperta, compraria lá, não demorou pra acharmos o cabeçudo, Zacky e Arin no portão de embarque, e eles estavam com uma menina, e espera eu conhecia aquela menina. 

-Taylor? - Eu disse assim que cheguei mais perto. 

-SURPRESA – Ela gritou e quase morri de vergonha pelos olhares que atraímos. 

-O que faz aqui? - Eu disse enquanto ela me abraçava. 

-Seu irmão me convidou, ele não te contou? 

-Matt – Disse virando pra encara ele que tinha um sorriso frouxo na cara. 

-Surpresa, achei que seria divertido você ter uma amiga junto, já que não vou conseguir te vigiar o tempo todo. 

-Imaginei, mas e a Val? - Fazia dias que não via a Valary. 

-Ela não quis vir – Matt fechou um pouco a cara e já comecei a imaginar o que tinha sido dessa vez – Mudando de assunto, onde o Johnny se enfiou que anda não ta aqui? - Matt odiava atrasos. 

-Deve ta dando a bunda pra alguém - Arin disse fazendo malabarismo com suas baquetas. 

-Hahaha você é muito engraçadinho, eu to aqui – Johnny apareceu atrás de nós - Me barraram na porta. 

-Qual seria o motivo? - Matt perguntou encarando ele de cara feia. 

-Nada importante pra vocês, mas pra mim era muito. 

-Deixa eu adivinhar? Prenderam seu vibrador – O cabeçudo disse cutucando. 

-Pior, prenderam a Catuaba – Johnny disse se sentando e olhando para um ponto fixo como se estivesse arrasado. 

-Você trouxe uma Catuaba pra viagem? Dude lá a gente compra outra – Zacky disse parecendo tentar confortar ele. 

-Eu só ia dar uns gole no voo pra relaxar, pinga é sempre bem-vinda. 

-Não em voos – Matt disse reprovando a conduta do Johnny, quando uma voz feminina invadiu  os auto falantes da sala de embarque anunciando a ultima chamada pro nosso voo - É nossa deixa, vamos vazar – Todos se levantaram indo em direção a plataforma que ligava a sala ao avião. 

Sentei ao lado de Taylor no voo que ficou falando coisas que eu não entendi muito bem por simplesmente não estar ouvindo uma só palavra que ela estava tagarelando, minha mente estava em um momento em especifico que até agora não entendi porque estava pensando naquilo, mas estava, ficava pensando naquele momento heroico do Brian na festa, quer dizer a gente se odiava certo? Por que ele me defendeu? O certo seria ele querer ver eu me fuder na vida mesmo, mas em vez disso ele me ajudou, me protegeu. 

Esse cabeçudo além do dom de estragar meu dia tem o dom de fuder com a minha cabeça por completo, podia estar tagarelando sobre boys com a Taylor, mas estava aqui pensando em qual era a do cabeçudo, pensei tanto que acabei caindo no sono o resto da viagem, acordei com a Taylor me sacudindo. 

-Acorda dorminhoca. 

-O que? 

-Chegamos – Ela me disse levantando da poltrona pra me dar passagem pra me levantar também. 

-Nossa foi rápido – Quanto tempo eu tinha dormido? O tempo voou, no literalmente. 

-Foi e não foi, mas também você dormiu a viagem toda pra você ia ser mas que rápido - Taylor disse, estávamos em uma pequena fila dentro do avião pra podermos descer, logo que chegou nossa vez de descer Matt já estava me esperando na área de desembarque com as minhas malas e as dele em mãos. 

-Achei que tinha se perdido entre as poltronas – Ele disse quando fui na direção dele pra pegar minhas malas. 

-Haha engraçadinho, só tinha muita gente na minha frente pra sair do avião. 

-Relaxa pequena – Ele disse passando a mão na minha cabeça e bagunçando todo o meu cabelo – Vamos partir?  

-Hotel? Encher a cara? - Johnny perguntou. 

-Isso ai – Zacky apareceu atrás de Johnny e deu um cutucão fazendo o mesmo dar um pulo. 

-Então vamos vazar – Matt disse e todos acompanhamos ele até a saída, ele tinha um instinto de líder sempre na frente, sempre querendo comandar tudo e todos, eu e Taylor fomos as ultimas a sair do avião, confesso que meu sonho durante a viagem representou meus pensamentos, vocês já devem imaginar o que foi, tudo que eu queria era encher a cara pra esquecer de tudo aquilo. 

Quando chegamos ao  hotel fizemos um check-in e recebemos a chave dos quartos, cada um teria respectivamente uma suíte, e eu agradeci, odiava dividir quartos ainda mais conhecendo esses caras do jeito que conheço, me colocariam no mesmo quarto do insuportável só pra ver nós dois nos matando, tenho que agradecer depois a essa gravadora por deixar cada um em seu quarto, a única coisa que nos unia era um corredor, onde ficavam todos os quartos, não me incomodo de ficar no mesmo andar deles se ninguém vier me incomodar. Subimos para os quartos e Matt deu um aviso prévio pra que todos estivessem no bar em 15 minutos, que iriamos comemorar a nova fase da banda bebendo muito, e era exatamente isso que eu precisava. 

Só troquei de roupa e ajeitei o cabelo, coloquei uma saia sheer preta com um cropped também preto que tinha algumas tiras no decote e um salto vermelho pra quebrar um pouco todo aquele preto, passei meu perfume favorito e sai do quarto trancando a porta e colocando a chave numa bolsinha preta com detalhes dourados onde estava meu celular dentro, chamei o elevador que não demorou a chegar, ficamos num hotel chamado Wynn, era tudo maravilhosamente maravilhoso, sem contar que ele era gigantesco, o elevador chegou no térreo e não sabia pra onde iria então tive que pegar informação com um dos funcionários que passavam por ali, fui em direção ao bar que era junto um cassino e todos já estavam lá, será que eu demorei mais de 15 minutos pra trocar de roupa? 

-CHEGOU QUEM FALTAVA – Taylor veio me abraçar e já me entregou um copo com bebida – Vamos começar. 

-Partiu – Eu disse e comecei a beber a bebida do copo que ela havia me entregado, era vodka misturada com algo que não conseguia identificar, me sentei ao lado de Taylor e começamos a beber os meninos estavam em uma mesa de poker fazendo algumas apostas.

Depois de 10º dose de tequila olhei pro cabeçudo e comecei a pensa, porque eu odeio ele mesmo? Quer dizer, ele é tão gostoso, e ele tem esse sorriso tão safado. 

-EI BRIAN – Porque eu gritei ele? 

E porque ele estava vindo na minha direção? O que eu estava fazendo?!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...