História Meu professor japa - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Original, Sexo
Exibições 121
Palavras 1.205
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá *u*
Obrigada a quem ler minha fic e se interessar.
Boa leitura ;)

Capítulo 4 - Sensações


Fanfic / Fanfiction Meu professor japa - Capítulo 4 - Sensações

  Quando volto para sala, o sinal toca e logo começa as próximas aulas. 

   - O que foi tudo isso garota? _ me pergunta Rafa curioso. 

   Deito minha cabeça em meus braços na mesa. 

   - "Tudo" o que? _ falo com tédio. 

   - Não se finja de sonsa, eu percebi que você ficou meio estranha nessa aula... E também, eu vi... _ diz com uma voz de cúmplice e maliciosa _ ... O professor te olhando. 

  ==========================

  Chegando em casa, vou direto tomar um banho para esfriar a cabeça. 

  *cacete...* Encosto minha testa no azulejo frio da parede. *ele... Parece que é... Mas de alguma forma sinto que não é...*

- Argh... To me sentindo paranoica, que legal... _ faço careta pra mim mesma. 

Saio do banheiro enrolada numa toalha e pego meu celular, que por sinal estava desligado. Coloco uma música chamada Pillowtalk. Aumento até um pouco mais da metade do volume no fone de ouvido e vou até o quarto da Bia. 

Bato na porta. 

Nada. 

Bato de novo. Silêncio. 

Me estresso. 

- Bia!  Abre logo aqui, caramba. 

Silêncio de novo. *foda-se, vou abrir.* 

Rodo a maçaneta e entro, mas logo vejo que está tudo vazio. Desço as escadas e procuro pela casa. Nada. 

- Porra. Onde que ela está??? _ pergunto a mim mesma. 

Abro a porta e saio da casa, parando em frente, só para ver se ela "chegava" ou algo assim. Nada. 

Vejo um carro passando e parando aos poucos, em frente, abrindo a janela do motorista.

- Thaty...?  _ pergunta Rafael que reconheço na hora. _ ô sua égua, que droga que cê ta fazendo aqui fora nessa hora da noite?? E ainda por cima só de toalha! _ fala pasmo. _ Quer ser estrupada é...?! 

- Rafa, sério, sem brincadeiras agora. Minha irmã sumiu. _ digo quase me descabelando de preocupação e sem saber mais o que fazer. 

Ele estaciona o carro e logo entramos dentro de casa. 

- Ja tentou o celular dela? 

- Ah, não. Perai. _ pego meu celular rapidamente e disco o número. Caixa postal. 

Fecho meus olhos com frustração. 

- A maldita voz da mulher da caixa postal respondeu...

- Ei, Thaty. Vem cá, achei um bilhete aqui. 

Ele me entrega um papel. 


Nee-chan, fui pra casa do Biscoito com a Neide e meu grupo para estudar e conhecer os amigos do meu mozão. Ouvi falar que tem um bem gatinho que a Neide ta de olho, acho que o nome dele é Jimin :3

P.S.: Dá pra ligar seu celular, BAKA??


Franzo o cenho. *louca... *

- Bom... Pelo menos essa filha da mãe ta bem. _ digo mais calma. 

- Hehehe, cuidado em... Pode rolar suruba na casa do baby boy... _ fala meu amigo zuando comigo. 

- Vai se catar, seu pervertido. 

- Olha quem fala. 

Mostro a língua e ele faz careta. 

- Aff me estressei à toa hoje... antes, a peste que me aguarde. _ monto um plano meio diabólico para me vingar, mentalmente. 

==========================

 - E aí migo, aproveitou e jantou aqui hoje, em...? 

- Fazer o quê, eu ja tava aqui, pronto pra te ajudar no que fosse preciso... Precisava de uma recompensa, né? Sabe como é... 

Jogo uma almofada nele. Acerto seu rosto. 

- Ei! É assim é?? _ diz, ja revidando com outra almofada. 

Viro rapidamente e ele acerta meu ombro. 

Com intusiasmo, jogo outra em sua direção, mas ele desvia. Acabo acertando um vaso de flor, quebrando-o. 

Rafael coloca suas mãos na boca( que forma um "O"), dramaticamente.

- Se fudeu. _ ele começa a rir e eu dou um tapa em seu ombro. 

- Ja que estava aqui jogando essas porcarias comigo, vai ter que me ajudar a pagar outro vaso... porque aquelas flores ali, tem que ter um lugar para desabrocharem melhor. 

*Aff, justo minhas orquídeas... *

- Argh, mais dinheiro gastado esse ano... _ fala com desdém _ Tá, eu "ajudo" a pagar. Mas agora vou indo, gata. Tenho que dormir, porque esse rosto belo aqui... deu um trabalhão desde quando era mais novo. 

Diz e pega a chave do carro na mesinha da sala. 

- Um beijo e um cheiro, nega. Fuui. _ acena com a porta do carro aberta. 

Sorrio. 

- Tchau, seu doido. 

===========================

Deito na cama só com uma camiseta e calcinha e me cubro com o lençol. *calor dos infernos...* penso. 

Viro de lado e tento dormir. Não consigo. 

Viro do outro. Também. 

*Vou tomar é uma água geladinha, isso sim*

Levanto e vou até a cozinha, mas escuto um barulho vindo da porta de entrada. 

- Huum... Kook... _ geme a Bia. 

- Vamos lá pro seu quarto, hm? Quero continuar o que a gente começou agora pouco... 

- Hum... _ ouço um barulhinho de beijo _ queria bastante aquelas doses de "felicidade" de novo, mas agora não dá mais. Se a nee-chan escuta, vixi... La vem sermão. 

- Aff... Queria fazer aquelas coisas com as algemas em você de novo, mas ja que é assim... 

Consigo ouvir um gemido de frustração dela. 

- Bom... Vai ter que ser outro dia, meu Biscoito. Hoje é melhor dormimos poque amanhã é escola. Mas guarde nossos brinquedinhos... Prometo que um dia, quando eu for melhor nisso, eu te "domino" e faço você enlouquecer... Como fez comigo hoje. Pode ter certeza. 

Outro beijo. Mas dessa vez mais demorado. 

- Vou estar esperando ansiosamente até esse dia, minha princesa... _ fala meio rouco _ Ainda bem que você deixou aquele bilhete bem convincente pra sua irmã hoje. 

- Pois é... Ok, agora vai pra sua casa mozão, amanhã a gente se vê. 

- Tchau meu anjo. 

Mais um beijo molhado. 

*eu mereço... Lá vem mais essa agora.*

Volto pro quarto e fico mexendo no celular por um tempo. *Akira... Sensei... Ele se parece tanto... Mas é ainda mais sexy e gostoso...* 

Solto meu celular na cama e toco minha intimidade por cima da calcinha.

 Molhada. *C-caralho... *

Massageio de leve meu clitóris. 

- Huum...  _ gemo baixinho. Era a primeira vez que me masturbava de verdade. 



De repente, imagino ele sem camisa, sentado naquela mesa da classe, totalmente vazia. Me beijando fervorosamente e pegando na minha bunda. 



Aumento a velocidade em minha mão, na minha intimidade. 



Ele me deita na mesa rapidamente e começa a desabotoar minha camiseta, calmamente. Com aquele olhar intenso e desejoso me encarando todo instante. Tira meu sutiã junto e logo começa a chupar e mordiscar um de meus seios. 



Arqueio minhas costas na cama com o tesão que tenho pela fantasia. Gemo. 



Com aquela pegada gostosa, consigo sentir sua ereção em minha intimidade, por de baixo da minha saia. Gemo baixinho. Ele percebendo, se esfrega em mim. 
- Akira-sensei... P-para... Eu... Eu... 
- Shii... Calma, anjo... 
Ele se agacha na minha frente, tirando minha calcinha e saia. Suas mãos descem e sobem por minhas coxas, até que sinto sua língua em minha intimidade... Me deixando louca. Ponho minhas mãos em seu cabelo, sem raciocinar, deixando-o fazer seu trabalho em mim. 



Gemendo loucamente na cama agora, gozo. Me deixando levar pela imaginação. 

Era novidade eu ter vontade de me masturbar, ja que não sentia nada por ninguém a um bom tempo. Mas... De alguma forma, senti vontade quando pensei no novo professor.

*O que raios ta acontecendo comigo??*
















Notas Finais


Huehuehue :3 "fapada" da noite *u*
Agradeço de novo, por quem estar lendo isso, tenha se interessado.
Música falada: *Zayn Malik - Pillowtalk
Até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...