História Meu professor japa - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Original, Sexo
Exibições 74
Palavras 1.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Mais um cap. \*u*/
Boa leitura :)

Capítulo 6 - Carona


Fanfic / Fanfiction Meu professor japa - Capítulo 6 - Carona

  - Olá... Hehe _ diz passando a mão na nuca, meio sem graça. 

 - A-akira-sensei... Obrigada... 

 - Não há de que. _ sorri, me olhando nos olhos. Mas logo volta a olhar para frente e dirigir. 

 *como ele consegue se parecer tanto... E ao mesmo tempo sinto que não é...?* penso meio intrigada. 

 - Sensei... Bom... Eer... Posso fazer uma pergunta meio... Estranha...? _ quase hesito em perguntar por um instante. 

Vejo ele assentir com a cabeça. 

 - Por acaso, nós já não nos vimos antes? Quero dizer, antes da escola e tals... _ digo realmente sem graça e curiosa. 

Ele passa seus olhos pelo meu rosto e depois rapidamente pelo meu corpo. Fecho os olhos, meio vermelha e frustrada. 

- Olha, não precisa fazer tipo um "exame" com seus olhos, me olhando dos pés à cabeça. _ faço careta e abro os olhos. 

Vejo-o tentando segurar a risada, voltando a olhar pra frente. 

Cerro os olhos, sorrindo. 

- Desculpe... Mas é que você é tão... _ percebo que ele fecha os olhos por um momento e suspira _ ...eer, onde é sua casa? 

Diz, mudando de assunto. 

Dou as instruções. 

 ========================

 - Chegamos. A chuva parou um pouco... _ fala distraído olhando pela janela. 

- Sim... _ digo meio que viajando na maionese. 

Do nada me sinto quente. 

*Essa eletricidade... Essa atmosfera...* respiro fundo, sentindo meu corpo arrepiar.  

     Quando tento abrir minha porta, ele me para. 

- Espera ai. _ ele sai rapidamente, abrindo um guarda-chuva. Dá a volta no carro e abre minha porta. 

- Obrigada. 

 *Cavalheiro, em...* sorrio por dentro. 

*ãhn..?! Porra, pára sua troxa... Ele é seu professor.* balanço a cabeça. Vejo ele franzindo o cenho, me olhando. Mas depois boceja e coça um olho. 

- Soninho, é? _ pergunto com a cabeça de lado, achando graça. 

Mas antes dele ter uma chance de responder, um caminhão passa pela rua em cima de uma poça e joga água suja em nós. 

Fecho os olhos com raiva. 

- Ô, seu filho da puta, volta aqui seu merda...!! _ grito pro motorista do caminhão, que nem ouviu. 

Gemo de frustração e cerro os punhos.

- Calma... _ diz Akira calmo, todo encharcado. 

- Calma..?? Ah, qualé Akira-kun… _ bufo

- "Akira-kun"? _ diz sorrindo de lado. 

Coro instantaneamente. *Caralho, onde eu to com a cabeça... "kun"?!*

- Akira-sensei q-quero dizer... _ me corrijo e coço minha nuca. 

*Hehe sua burra. Ele é seu professor porra..!

- Pode me chamar de Akira-kun se quiser, mas só fora da escola. _ ele pisca pra mim com um olho. Fico vermelha sem nem perceber. 

=========================

- Vou trazer uma peças de roupas e uma toalha e deixar aqui em frente da porta, Ok? 

Escuto o estômago dele roncar. Ele fica corado e rio silenciosamente cubrindo a boca com a mão. 

- Vou ficar la na cozinha, preparando uma comida pra gente. Vai, vai tomar banho... _ empurro-o colocando minhas mãos em suas costas, suavemente. 

- Obrigado Thaty... _ sinto ele sorrindo. 

Tenho uma pontada em minha intimidade, sem mais nem menos. 

- D-de nada Akira-kun... 

Ele fecha a porta e eu reflito sobre o que acabei de fazer. *Aff, o que foi essa intimidade toda... minha?*

Sorrio. *Quer saber?  Que se foda.

Vou pro meu quarto e tomo um banho rapidinho e troco de roupa. Escolhendo também outra camiseta branca e um shorts preto confortável( "roupa de casa" normal). Me olho num espelho de corpo inteiro. *Essa camiseta realça minha cintura e meus seios... Sendo um pouco apertada... Argh, para de pensar isso garota. Sua ero do carai..!* dou um tapinha de leve em minha cabeça. 

Procuro num gaveta e separo uma calça moletom branca antiga do meu pai e uma camiseta cinza simples para Akira. Deixo em frente à porta. 

*Ainda bem que a Bia não chegou...mas cadê ela? Af, depois mando mensagem pra aquela filha da mãe, deve ta fodendo gostoso com aquele coreba... Oh.. Kami-sama...Só falta eu...* rio sozinha. 

*Lá vem meus pensamentos doidos...* reviro os olhos. 

Desço as escadas e vou preparar uma macarronada. *Acho que macarrão vai ser simples e rápido...*

E assim começo pegando a panela e os ingredientes. 

==========================

 Ouço passos vindo pra cozinha. 

- Huum... Ta cheirando bem essa comida, em... _ ele se senta numa cadeira na mesa da cozinha. 

Sinto seu olhar em minha costas. Suspiro e dou uma última mexida na panela, juntando o macarrão, molho de tomate e salsicha. 

- Que nada, você só está faminto. _ vou até uma gaveta e pego pratos de vidro e talheres _ Comida pronta. 

Ele sorri e eu coloco um prato em suas mãos. 

=========================

- Então, como estava? _ bebo um gole de suco. 

- Muito boa. _ sorri. 

Sem querer ele derruba o suco que estava em sua mão em minha camiseta, me dando um banho de suco.  

 - P-perdão Thaty... _diz ele com as bochechas vermelhas, olhando para onde caiu o suco.  

 *Ei...! Meio tarado ele em.... Caiu a maior parte do suco em cima de meus seios* penso, constrangida e estranhamente gostando do rumo que talvez aquilo leve. 

A camiseta era branca, então ja que estava molhada, dava pra ver bastante coisa. 

Sinto minhas bochechas quentes.      

Ele, gentil e pedindo desculpas várias vezes, pega um pano na pia da cozinha e tenta secar um pouco minha blusa.  

 Akira começa a esfregar o pano em meu seio esquerdo com cuidado e vejo que está um pouco concentrado e totalmente vermelho. Agachados e envergonhados, tenho certeza que naquele momento, ele esta pensando em "coisas" como eu. Então, excitada e sem raciocinar muito bem, tiro minha camiseta logo de vez.  

 Com audácia e excitação, falo provocativa:    

- ah não, meu sutiã também está sujo... Akira-sensei limpa aqui... _ digo manhosa.                 - T-thaty, que... Safadeza... É... Essa...? _ pergunta, direcionando seu olhos para o chão.          Me divertindo com sua reação, sorrio sapeca. Mas logo em seguida, vejo um volume em sua calça. Mordo o lábio inferior. 

*Oh, meu Kami... O que que esta acontecendo comigo? Estou mais audaciosa que o normal... Nunca fui assim... E... Me sinto bem... molhada...

 Excitada, chego um pouco mais perto dele e levanto seu queixo devagar com minha mão direita. E com a outra mão, aliso sua coxa suavemente. Olho fundo em seus olhos com um desejo ardente fluindo de repente em mim, e consigo ver que ele também sente isso.  

 Vejo que está se segurando para não me "atacar". Balança a cabeça um pouco e fecha os olhos por um instante, como se estivesse em uma luta interna. Mas logo me agarra, tascando-me um beijo quente, que com muita "felicidade", retribuo sedenta. 

Ele me puxa para o sofá e obediente, vou junto. Me senta de frente em seu colo e continua aquele beijo desejoso e delicioso. Sinto sua mão em minha bunda e dou uma mordidinha em seu lábio, puxando-o. 

- Você sabe que isso é errado, né? _ diz entre os beijos. 

Cerro o beijo por um instante, fazendo aquele "barulhinho" de lábios se separando. 

- Akira-"kun"... _ falo olhando em seus olhos _ No modo que estou agora, foda-se isso. Estou no último ano e sou de maior, acho que não tem tanto problema assim. 

Volto a beijá-lo, mas ele tenta parar, querendo falar mais. Não deixo. 

Começo a pegar e massagear um pouco sua parte "avantajada", por cima da calça. Ele arfa no beijo. 

- É assim, é...? _ sorri safado. Concordo com a cabeça, mordendo o lábio inferior. 








Notas Finais


:3 no começo do próximo capítulo, vai ser puro hentai, prometo ;3
Obrigada por lerem, e até lá.
Obs: "ero", quer dizer tipo "pervertida" ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...