História Meu pudinzinho - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Personagens Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina)
Tags Esquadrão Suicida
Exibições 32
Palavras 263
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Policial
Avisos: Adultério, Álcool, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Me lembro


Fanfic / Fanfiction Meu pudinzinho - Capítulo 3 - Me lembro

Agora me lembrei! Como o Coringa pode fazer isso comigo?!?!

Analisando:

Era um doutora que cuidava de criminosos, até que um dia dissera pra falar com meu pudim era tudo novo não sabia ele fazeria uma lavagem cerebral!

Cansei! Vou falar com ele!

Deci as escada a mil por hora ele diz:

- Por acaso aqui é a casa damãe Joana?! Diz ele nervoso.

- Pudim tenho uma coisa muito seria pra falar com o senhor. Digo firme.

- então diga logo que eu tenho muita coisa pra fazer. Diz ele sem paciência.

-Você mentiu pra mim ese tempo todo. Minha vida foi uma mentira! Você foi uma mentira pra mim, você não é nada, um Zé ninguém! 

Quando me do conta estou caída no chão gelado com o rosto doendo. 

- Sua vadia, você me respeita eu te tirei daquele inferno de trabalho e você me agradecer assim?! - Diz ele furioso.

Então ele pego nos meus cabelo com toda a força que ele tinha e me jogou contra a cama e disse: 

- Vai me pagar por tudo que disse contra mim.

Ele tira a jaqueta e fica me encarando. Por um segundo achei que ele ia me estuprar ou algo assim.

Mais em vez disso, ele pegou a própria jaqueta e bateu com toda força sobre minhas costas.

Joguei ele contra a parede, mais levantou com dificuldade fou nesse tempo corri pra cozinha e me escondi dentro do armário.

Quando ele chegou ele pegou uma faca da Pia e começo a grita:

- Apareça meu pudinzinho quero brincar com você - Diz ele rindo maléficamente. 

Nessa hora me lembre que estava com meu celular.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...