História Meu Querido Gatinho - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Gato, Naruto, Neko, Romance, Sasuke
Exibições 74
Palavras 1.563
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá galera, novo capítulo fresquinho para vocês.

Capítulo 2 - Passado...


Naruto é muito lindo infelizmente ele deve ter dono e deve está a procura dele. Sou interrompido do meus por algum peso em cima de meu peitoral. Naruto estava deitado em cima de mim. Me assustei com a sua cauda no meu rosto, mas mesmo assim não quis acordá-lo. Tentei sair de com cuidado, mas foi em vão. Ele se esticou para tirar a preguiça e pergunta:

- Ahhh, que horas são? – Falou de modo sonolento e com os olhos ainda fechados. Isso realmente me intrigou, me esqueci de ligar o despertador no dia anterior e hoje tinha trabalho. Vi no relógio que eram nove e quinze. Não adianta mais ir para o trabalho então decidi ficar em casa mesmo. Itachi iria me matar depois.

Naruto percebeu que estava na minha casa e disse: - Bem, eu acho que irei in... Achim! Já vou indo Sa... Achim! - Ele estava ficando resfriado, eu tinha grande imunidade por isso não me preocupei muito se iria ficar resfriado, mas eu não sabia sobre Naruto. Precisava fazer algo, não queria ver o pobre sofrendo por causa de um resfriado.

- Você não vai a lugar algum antes de ir ao veterinário.

– Não precisa, séri... ACHIM! – Falou espirrando em seguida e fungando o nariz.

– Vamos ao veterinário depois de tomarmos banho e comermos. - Peguei seu braço e levei até o banheiro para tomar um banho. Naruto começou a se tremer e ficar meio escondido, voltando para minha cama.

- S-sasu, estou com m-medo. – Sasu? Ele me deu um apelido! Parece que ele gostou de mim pelo menos. Ele estava inconsolável e então tentei de alguma maneira ajudá-lo, o abraçando. Ele tentou evitar de início, mas logo afundou suas unhas em minhas costas. Tomamos banho, dei-lhe algumas roupas extras, também me vesti e logo descemos para tomarmos o café da manhã. Ele ainda estava meio inconsolável, mas mais calmo. Comemos algumas torradas com um pouco de café que eu fiz e fomos a oficina pegar meu carro. Naruto estava quieto talvez nunca foi a um veterinário e podia está com medo de fazerem algo de ruim com ele. No carro, Naruto ainda estava meio assustado, então decidi falar algo.

- Então? Você tem dono? – Burro! Pra que perguntar isso? Ele pulou do banco, teve um susto e logo abaixou a cabeça deixando cair algumas lágrimas, abraçou suas pernas e encostou a cabeça no seus joelhos.

- Você não tem dono não? - Falei sem tirar meus olhos da estrada.

– E-eu já tive um dono, m-mas fugi dele... – falava choroso e com alguns soluços.

– Porque fugiu dele?

– D-depois eu te c-conto. – Fiquei curioso, mas não obriguei ele a falar absolutamente nada, talvez ele não gostasse de falar disso ou estava escondendo algo de mim, já que não me conhece tão bem assim. Chegamos em um veterinário e levei Naruto ao consultório do doutor, ou melhor, doutora. Naruto entrou e eu fiquei na recepção esperando a doutora fazer os exames. Depois de alguns minutos Naruto saiu do local e a doutora me chamou logo em seguida. Pedi para o loiro ficar esperando sentado enquanto falava com a mulher. Entrei no consultório e logo a mulher a frente me pediu para sentar em uma cadeira a frente de sua mesa.

- Olha senhor Uchiha...

– Sasuke, apenas me chame de Sasuke. – interrompi a grande mulher.

– Bem, Sasuke... Naruto tem muito além de um simples resfriado. – fala enquanto tirava os óculos do rosto limpando o mesmo e colocando-o de volta.

– Como assim senhora... Oh perdão. Como posso chamá-la?

– Tsunade.

– Bem, senhora Tsunade, o que ele tem de mais?- falei com um tom de preocupação.

– Bem, Sasuke... Naruto sofreu maus tratos, seu psicológico também está afetado, parece que ele tem alguns traumas, mas só irá descobrir depois que eles aparecem assim você poderá evitá-los no futuro, além disso ele também está desidratado e desnutrido. Olha, vou lhe mostrar alguns remédios e vitaminas para que ele possa tomar. Se ele não tomar seus pelos irão cair em breve, mas se der tudo certinho ele ganhará força em breve e seu pelo irá ficar brilhante e firme. – Falou e me entregou uma lista de vitaminas e remédios e um cartão contendo seu número de telefone. Agradeci e sai do consultório. Naruto estava brincando com sua cauda sentado em um sofá e acabei percebendo pelos amarelados espalhados no sofá e no chão perto dele. Sai apressado, não queria ver o pobre loirinho sem nenhum pelo, não poderia chamá-lo de loirinho e sim de carequinha. Peguei Naruto pela mão e o levei para o carro indo logo comprar os malditos remédios.

- S-Sasuke, eles vão me f-furar? – Falou com um tom fino e assustado enquanto eu ligava o carro.

– Claro que não loirinho, são só antibióticos e vitaminas. – Suspirou aliviado, segurando a camisa no lugar do coração.

– Odeio agulhas e seringas, não aguento nem se quer ver uma pessoa sendo furada. – Mesmo assustado e se tremendo todo ele ficava tão fofo. Fomos a uma farmácia e comprei todos os remédios e vitaminas que era necessário, aproveitei e comprei algumas coisas para comermos. Chegamos em casa e olhei o horário dos remédio para depois entregá-los a Naruto, fiz alguns sanduíches com geleia como café da manhã. Fazendo os sanduíches acabei sujando as minhas mão com a geleia. Entreguei os sanduíches ao Naruto e olhei o mesmo comer.

- Humm. Sasu esses sanduíches... Estão deliciosos e essa geleia é melhor ainda. – Que satisfação. Ver Naruto ali comendo e amando os sanduíches que eu mesmo preparei da um orgulho. Como se estivesse alegrando a única pessoa que te amasse. Fiquei pensando em algumas coisas aleatórias e de repente senti algo quente em meus dedos. Quando olhei para minha mão percebi que Naruto estava lambendo a geleia que ficou grudada nos meus dedos.

- O QUE?! Naruto... Não faz isso... – meu Deus, aquela língua era tão quentinha e lisa que estava me deixando excitado.

– Calma Sasu... Estou limpando sua mão... Essa geleia e muito gostosa... – Não é só a geleia que era gostosa. Comecei a pensar coisas maliciosas e fiquei ainda mais excitado. Afastei Naruto de minha mão e corri para o banheiro segurando minhas calças e meu membro junto. Entrei no banheiro e esperei até aquele volume abaixar. “Não dá para negar, aquela língua é muito gostosa, se ao menos estivesse em outro lugar... Não! Chega! Preciso cuidar de Naruto, não ficar tendo pensamentos com ele” pensei. Ao sair do banheiro me deparo com uma carinha triste me olhando.

- Sasu. E-eu fiz algo d-de errado? V-você vai me botar pra f-fora? – Que dramático. Ele estava quase chorando, olhou para o chão e fechou os olhos deixando as lágrimas escorrerem.

- Claro que não vou botar para fora Naru... – corou quando disse o apelido que lhe dei – é que... E-eu estava meio... Enjoado. – ele me olhou e sorriu, me deu um abraço e eu fiz um carinho em seu cabelo.

(...)

De noite, Itachi me enviou uma mensagem de texto querendo saber porque não fui ao trabalho. Também não fui a faculdade, pois precisava cuidar de Naruto. Gaara ficou preocupado e também me enviou uma mensagem de texto. Não respondi nenhuma das duas mensagens, apenas visualizei. Depois de jantarmos subimos para o quarto e dei o último remédio que Naruto precisava. Sentei na cama e chamei Naruto para sentar comigo.

- Precisamos conversar... – Naruto se assustou. – Queria saber porque você fugiu do seu antigo dono? – Ele se assustou mais ainda e fitou o chão com uma cara tensa.

-Não queria falar sobre isso... – Falou com um tom nervoso. – Mas Naruto, se você contar pode tirar um grande peso de sua consciência, além disso, ficarei sabendo um pouco sobre o seu passado... – Falei com um tom preocupado. Ele respirou fundo e olhou para mim.

-Isso aconteceu faz alguns meses, eu estava no Pet Shop esperando ser adotado. Todos os meus amigos eram adotados, cada dia perdia um, e ainda esperava que um dia alguém me adotasse, mas ninguém me adotava. Quando eu já estava perdendo as esperanças, um homem me adotou, aquele foi o dia mais feliz da minha vida. Ele era lindo e tinha lindos olhos. No começo ele me cuidava bem, me alimentava, não me forçava a nada, era o melhor dono que alguém poderia querer. Mas um dia, um dia... Ele mudou... E-ele me dizia que se eu não fizesse o que ele queria e-ele iria me bater, mas esse foi o menor dos meus problemas... Ele começou a... A passar a mão por essa parte aqui...e aqui.- Apontou para seu membro e sua entrada. – Todo dia era assim, eu sentia dor... Dor... E cada dia aumentava. E-ele até esfregou essa parte da frente atrás de mim... Eu e aquilo doía muito... – Começou a chorar descontroladamente e eu logo abracei ele. – Calma Naru... Isso é passado... E-ele não vai mais te machucar... Me desculpe por ter te perguntado isso...

- Não t-tem nada... Estou at-até melhor... – Suspirou enquanto tentava controlar suas lágrimas e soluços. – S-sasuke... E-eu posso dormir a-aqui com você? – Ele perguntava um pouco mais calmo.

-Claro que sim! – respondi meio espontâneo. Desliguei a luz, deitei na cama e em seguida ele se deitou. Ele dormiu quase que instantaneamente e eu fiquei fitando o teto pensando na dor que Naruto passou. Pobre Naru, mas eu nunca irei fazer isso com ele, pelo menos não contra sua vontade.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...