História Meu Querido Híbrido... {Correção} - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Fluffy, Jikook, Lemon, Mpreg, Namjin, Surubangtan, Taeyoonseok, Yaoi
Visualizações 7.132
Palavras 2.332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Antes de lê-rem a história eu queria que vocês soubesses que essa é a minha primeira fanfic.

Desde já, peço desculpas pelos erros ortográficos.

Boa Leitura.

(Capítulo re-escrito em 23/05/17)

Capítulo 1 - Chegou o tão esperado dia.


Fanfic / Fanfiction Meu Querido Híbrido... {Correção} - Capítulo 1 - Chegou o tão esperado dia.

P.O.V Namjoon

Acabei de acordar e... Mais uma vez tenho a visão de uma casa vazia, uma casa bonita e grande mas tudo está calado e calmo.

Desde que me mudei para a minha própria casa, ando me sentindo muito solitário pelo fato de viver sozinho. Minha Omma quer morar comigo, mas o cretino do meu Appa não quer.

Como pode? Um jovem de 20 anos, dono do seu próprio estabelecimento, rico, bonito e cheio de amor e carinho pra dar estar sozinho no mundo?

Peguei um de meus travesseiros e pressionei o mesmo contra o meu rosto.

-Namjoon... Não é melhor você voltar á morar com seus pais? Pelo menos lá você não fica isolado e tem a sua Omma.- pensei e em seguida me levantei com rapidez da cama.

-Nunca, demorei muito pra conseguir sair da casa do Appa. Aish... Kim Namjoon como pode cogitar isso?- falei alto.

Assim que concluí minha fala, ouvi o ecoo da minha voz ecoando por toda a casa.

Me senti triste por estar sozinho, mas continuar em casa só vai me deixar mais para baixo...

-Acho que vou para o restaurante mais cedo.- falei baixinho e olhei para o relógio.

O mesmo marcava 10:00 da manhã e era para eu estar no restaurante as 9:00.

-Puta merda...- falei e saí voando da cama.

Entrei no banheiro e tomei um banho rápido, em seguida eu fui para o closet e peguei alguma roupa social aleatória.

Sem nem mesmo pentear meu cabelo, ou ter escovado os dentes saí de casa e corri para o carro.

-Jimin vai me matar...- falei enquanto entrava no mesmo.

Assim que estava dentro, coloquei o cinto de segurança e dirigi o mais rápido que pude para o restaurante.

Por um milagre, hoje uma sexta-feira estava sem trânsito. Cheguei á pensar que era feriado, não é normal uma das principais avenidas da cidade estar vazia em plena sexta-feira.

-Não que eu esteja reclamando, quanto mais rápido eu chegar melhor.-

Depois de mais alguns 10 minutos andando no carro com alta velocidade, finalmente cheguei no restaurante.

Estacionei o meu carro na vaga que eu tinha reservado e saí correndo para o mesmo.

Assim que eu entrei no salão do restaurante, percebi que o Jimin estava sozinho no meio do mesmo enquanto mexia no seu celular.

Saí correndo até ele e abracei o mesmo com força.

-Desculpa o atraso hyung, é que hoje eu estou me sentindo tão sozinho...- falei me sentindo mal.

O humano de cabelos laranja afagou os meus cabelos e me abraçou.

-Sabe Namjoon, você precisa encontrar alguém pra ficar contigo. Ficar sozinho te deixa mal, já é a quinta vez que isso acontece com você.- ele disse tentando me consolar.

Abracei ele com um pouco mais de força e disse:

-Mas eu não quero alguém agora... E se eu quiser alguém, vou querer que confie 100% em mim e que eu possa confiar 100% na pessoa.- falei sentindo aquela angústia crescendo cada vez mais dentro do meu peito.

-Olha Namjoon duas coisas vão acontecer agora... 1- não vou deixar você chorar no meio do restaurante/2- vou te levar pra nossa sala.- ele disse e me levou para o nosso escritório.

No meio do caminho eu disse baixinho:

-Você me conhece tão bem Hyung...-

-Claro que conheço, somos irmãos desde a nossa época da escola.- ele disse rindo.

Assim que nós chegamos no escritório, eu me sentei no sofá que ficava ao lado do bebedouro e comecei á chorar.

-Hyung, porque eu me sinto tão sozinho?- eu perguntei no meio de soluços.

-Porque quando você morava na casa do seu Appa, você tinha a Sra Kim, o Sr Kim e a empregada SunHee. Agora você está sozinho em uma casa grande.- ele disse enquanto pegava um pouco de água no bebedouro.

Assim que o copo estava cheio, ele me entregou o mesmo e se encostou na parede.

Bebi todo o conteúdo e fiquei mordendo a borda do copo de plástico.

Jimin ficou em silêncio por um bom tempo e perguntou:

-Já pensou em criar um híbrido?-

Olhei o mesmo com meus olhos cheios de lágrimas e falei:

-Isso é ilegal Minnie... Eu também não sei como cuidar deles, acho que eu posso me contentar em ver o Kookie 1 vez por semana.- falei deixando apenas algumas lágrimas escorrendo pelo meus olhos.

Jimin se sentou ao meu lado e colocou a mão na minha coxa.

-Olha nos meus olhos Namjoon.- ele falou sério

Eu o olhei e o mesmo disse:

-Tudo o que precisa saber é que: Híbridos são divididos em 3 classes.- ele disse e começou a explicação.

-A primeira classe são os "Alfas", eles são a classe dominante, eles mandam nas classes inferiores e geralmente são brutos e tem uma força tremenda.-

-Alfa... Tenho certeza que não quero um alfa, não quero seguir ordens e não quero gente resmungando no meu ouvido.- pensei e voltei á prestar atenção na explicação do humano.

-A segunda classe são os "Betas", apesar deles serem raros, eles estão em "meio termo". Eles podem ou não seguir a ordem dos alfas, mas eles mandam nos ômegas.-

-Ueee isso é como se eu estivesse com um humano na minha casa... Acho que não.- pensei decepcionado.

-A terceira e ultima classe são os "Ômegas", eles são os mais comuns e os mais procurados. Os ômegas são um docinho, eles geralmente tem muito medo de nós humanos porque eles pensam que vamos punir eles. Ômegas são totalmente submissos e gostam de receber atenção do seu dono.-

-Esse é o Jungkook, não?- perguntei.

-Exatamente, Jungkook é um ômega muito especial. Realmente tenho sorte de ter ele.- o humano falou sentindo um orgulho enorme do seu híbrido.

Eu quero um ômega... Mas Jimin me deu essa aula toda e eu não sei aonde consigo um híbrido.

-Hyung aonde consigo um híbrido?- perguntei ansioso.

-Hm... Eu te dou o endereço, mas você vai ter que prometer que não vai contar isso pra ninguém. Mas é ninguém mesmo, nem para a senhora Kim.- ele disse me olhando nos olhos.

-Tá,Tá... Eu prometo.-

Jimin pegou um pedaço de papel e começou á escrever o endereço. Assim que o mesmo acabou, ele me entregou o papel e disse:

-Esse endereço vai te levar para uma casa velha no meio do nada, você vai bater no portão de lá 3 vezes e vai esperar alguém abrir. Lá só funciona de noite, saia daqui umas 19 horas.- ele disse tudo de uma maneira séria.

Eu dei um dos meus melhores sorrisos para o Jimin e abracei o mesmo com força.

-Obrigado por sempre cuidar de mim Hyung.- falei e deixei um selar na bochecha dele.

-Ahhh tá bom florzinha, é melhor parar com isso antes que eu tome esse papel da sua mão.- ele falou rindo.

~Quebra de tempo~

{18:30}

P.O.V Namjoon

Que saco, o restaurante está muito lotado... Tem uma fila da porta de entrada até o estacionamento, os garçons estão confundindo os pedidos e os chef’s estão demorando para aprontar os pratos.

É... Parece que o meu híbrido vai ficar para outro dia...

Assim que concluí meu pensamento, senti uma mão agarrar no meu ombro e me puxar com força, me fazendo girar e ficar de frente para o mesmo.

-Vai embora.- Jimin falou apontando pra porta.

-Não vou te deixar com o restaurante assim, isso é coisa de louco.-

-Eu consigo segurar as pontas, agora vai embora antes que eu me arrependa de te liberar mais cedo.- ele disse sério.

Eu sorri e abracei o mesmo.

-Obrigado Jimin...-

-Me manda foto quando puder, quero mostrar pro kookie.- ele falou e eu assenti que sim com a cabeça.

Corri do restaurante para o estacionamento, e assim que entrei no carro eu dei a partida no mesmo e pensei:

A partir de hoje, os dias serão diferentes...

Eu saí do estacionamento e fui dirigindo até o endereço que o Jimin me deu.

Jimin me ajuda tanto... Desde quando nos conhecemos na escola, acho que ele sempre me ajudou em tudo e nunca me negou ajuda...

Me lembro de quando ele ganhou o Jungkook de aniversário, mesmo sendo ilegal a criação de híbridos os pais dele nunca negaram uma sequer vontade que ele tinha.

Já meu Appa quase me matou quando falei que queria um híbrido... Mas finalmente depois de tanto agora eu estou indo conseguir um híbrido. Só espero que o local esteja aberto.

Saí de meus pensamentos quando ouvi a buzina no carro atrás de mim me assustando.

-É melhor se concentrar na estrada Namjoon.- falei e então voltei á dirigir.

(...)

-Mas que porra eu já tô andando nessa estrada já faz meia hora.- falei puto

Não sei se eu me perdi, mas eu estou andando em uma estrada que só tem mato. Será que eu me perdi?

Depois de tanto andar pela estrada, finalmente encontrei alguma civilização por aqui.

Na verdade era só uma casinha, ela parecia estar abandonada mas havia algumas luzes saindo de dentro dela então decidi encostar e perguntar sobre o tal local.

Encostei o carro, e assim que saí do mesmo eu comecei á ouvir alguns miados... Logo depois foi uns latidos... Será que é aqui o local?

Me dirigi até o portão de ferro que estava enferrujado e bati três vezes no mesmo.

-O que quer?- uma voz saiu de lá.

-Er... Eu ouvi dizer que aqui vocês vendem híbridos.- eu falei com um pouco de receio.

Tudo ficou calmo por breves segundos, até o portão de ferro ser aberto revelando um local escuro.

-Entre.- o homem disse e eu entrei.

Ele fechou o portão e ficamos no escuro por um tempo enquanto ele fazia algumas perguntas.

-Já sabe o que quer?-

-Como assim?- eu perguntei.

-Alfa, beta ou ômega?-

-ômega.- respondi e então a luz da sala foi acesa relevando uma pessoa com um capús preto.

-Me siga.- ele disse e entrou dentro da salinha.

Assim que eu segui o mesmo, entrei na sala e vi todos aqueles ômegas jogados no chão, com frio, com fome, alguns estavam sem roupa já outros estavam doentes... depois daquela visão eu senti um aperto muito grande no meu coração.

-Pode escolher, só peço que não toque nas mercadorias.- ele disse de uma maneira séria.

Eu olhava para todos e a minha vontade era de tirar todos eles de lá, mas eu não podia...

Enquanto eu passava os meus olhos pela multidão de híbridos que havia lá, um me chamou muita a atenção.

Ele parecia ser novo, seus cabelos castanho escuro estavam bagunçados, suas orelhinhas estavam abaixadas, sua pele branquinha estava suja de barro e uma feição muito triste estava estampada no mesmo.

Não tive dúvidas, eu quero aquele híbrido.

-Eu quero aquele de camisa azul e verde, o que está na encostado na parede.- eu falei e apontei para o mesmo.

Uma risada saiu da boca do homem de capús e ele disse:

-Quer dizer que será o primeiro dono do Jin?-

-Espere só um pouco, eu vou pega-lo- ele disse e saiu andando no meio dos híbridos.

Quando ele chegou perto do “Jin”, ele puxou o mesmo com força e saiu arrastando ele pelo chão empoeirado.

O pequeno ômega gritava e chorava no meio do caminho.

Realmente... Deve ser muito difícil ser tratado como lixo.

Depois de tanto arrastar o ômega pelo chão, o homem de capús levou o mesmo para uma salinha e ficaram lá por um bom tempo.

Eles saíram de lá e o homem de capús disse:

-Esse daqui custa 1.250.000 wons.-

Quando ele falou o preço, eu até senti uma pontada no meu coração.

-Quais são as formas de pagamento?- perguntei já temendo a resposta.

-Só á vista.-

-Tudo bem.- eu falei e puxei a minha carteira.

Depois de conferir o dinheiro, eu entreguei o mesmo ao homem e ele empurrou o híbrido para cima de mim.

-Bom... Agora vamos brincar de “Vocês não viram nada, vocês não vinheram a lugar algum e vocês jamais ficaram sabendo de contrabando de híbridos por aqui” estão de ouvindo?- ele perguntou falando alto.

-S-Sim... Eu não vi nada.- falei nervoso.

Ele dirigiu o olhar ao ômega e o mesmo ficou nervoso.

-E-E-Eu estava perdido na floresta quando ele me salvou.- o mesmo falou com os olhos cheios de lágrimas.

-Muito bem... Agora SAIAM DAQUI.- ele gritou e abriu o portão.

Eu e o ômega saímos de lá correndo e paramos na frente do carro.

Assim que o homem fechou o portão, o ômega começou á se desfazer em lágrimas. Ele chorava e soluçava que nem uma criancinha.

Eu me senti muito mal por vê-lo naquela situação então sem pensar duas vezes eu o abracei e fiquei fazendo carinho nele.

-Calma, já passou...- eu falei tentando passar alguma segurança para o bichinho.

Com o tempo, os soluços foram diminuindo, as lágrimas foram parando e então ele havia se acalmado por completo.

-O-Obrigado.- ele disse com a voz abafada pela minha camisa que estava no rosto dele.

-De nada.- eu falei e soltei o mesmo.

O ômega saiu de cima de mim e ficou ao meu lado.

Ficamos em silêncio por alguns segundos e então eu me apresentei.

-Eu sou Kim Namjoon, seu novo dono.- Eu falei e em seguida estendi a minha mão na direção do ômega.

Ele ficou fitando a mesma e em seguida pegou nela.

-E-Eu sou Seokjin, prazer Oppa.- ele disse corando em seguida.

-Por favor não me chame de Oppa, me chame da maneira que quiser.- eu falei rindo.

-Tudo bem Namjoonie.- ele disse rindo.

-Namjoonie, você é o meu primeiro dono... Então por favor cuide bem de mim.- ele pediu com a voz trêmula.

-Você é fofo Jin, tenho certeza que não vou me arrepender de ter escolhido você.- falei e sorri

-Eu também acho que não vou me arrepender de ter sido escolhido por você.- ele disse e me deu o mais belo sorriso que eu poderia receber.

{E foi nesse dia que o Namjoon solitário e chorão morreu e um novo Namjoon nasceu.}


Notas Finais


Eu sinceramente não sei se está legal...

Por favor dêem a sua opnião nos comentarios e sejam sinceros

Eu gostei de escrever a fic e acho que hoje ou amanhã eu vou postar o cap 2

Obrigado por lêrem. <3

Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...