História Meu Querido Híbrido... {Correção} - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Fluffy, Jikook, Lemon, Mpreg, Namjin, Surubangtan, Taeyoonseok, Yaoi
Visualizações 5.865
Palavras 2.513
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoas que moram no fundo do meu kokoro <3

Mano eu tenho 5 favoritos

#MuitaEmoção #Chorando

Eu ia postar esse cap ontem mas eu fiquei sem net então desculpa, mas eu to postando agora.


Desculpem qualquer erro ortográfico.

Capítulo 2 - Primeira impressão


P.O.V Jin

-Você é fofo Jin, tenho certeza que não vou me arrepender de ter escolhido você.- o humano falou e me deu um belo sorriso

-Eu também acho que não vou me arrepender de ter sido escolhido por você.- eu falei e retribuí o belo sorriso com outro sorriso.

Ficamos em silêncio nos fitando por breves segundos até que o humano disse:

-Vamos? É que ficar aqui é um pouco assustador e nós temos que passar em um lugar para comprar coisas para você.- ele disse.

-Tudo bem.- eu respondi e então entrei no carro.

Assim que eu entrei no mesmo, o forte cheiro do Namjoon estava presente. Não era um cheiro fedido, era um cheiro gostoso, aconchegante e um tanto másculo, era um cheiro que me deixava confortável.

-O cheiro do carro está te incomodando?- ele perguntou e ficou me fitando.

-Nã-Não, porque está perguntando isso?- eu perguntei nervoso

-É que você está cheirando muito o carro, eu sei disso porque seu nariz não para de mexer.- ele dirigiu a mão até o mesmo e deu uma leve apertada nele.

-É-É que... O seu cheiro é muito... Bom...- eu falei sentindo uma pressão muito grande na minha cabeça.

Namjoon deu uma risada baixinha e deu a partida no carro.

-Obrigado, cuidado pra não explodir. Está muito vermelho.- ele disse rindo.

Ahh... Eu ainda vou dar o troco nesse filho da puta...

Assim que concluí o meu pensamento nada educado sobre o meu dono, começamos á andar pela estrada.

Um silêncio muito constrangedor se instalou no local, e em uma tentativa de puxar assunto eu perguntei:

-Por que decidiu comprar um híbrido? E por que me escolheu?-

O humano bufou e disse:

-É que eu estou muito deprimido, por isso decidi comprar um híbrido. Eu te escolhi porque eu vi nos seus olhos o quanto você sofria lá. Na realidade todos sofriam lá, mas você era o que mais sentia o impacto por ser novo e por ser muito maltratado.- o humano falou sem tirar os olhos da estrada.

Como ele sabe de tudo isso? Será que ele andava me espionando?

-Desculpa, mas como você sabia disso tudo?- eu perguntei assustado.

-Simples, só de observar o lugar e ver as condições totalmente precárias em que vocês ficavam eu cheguei nessa conclusão.- ele disse ainda sem deixar de fitar a estrada.

-Incrível...- eu falei e encostei a minha cabeça na janela.

P.O.V Namjoon

Esse ômega tem realmente alguma coisa de especial... Eu não sei o porque mais eu sinto que eu e ele vamos nos dar muito bem....

Jin encostou a sua cabeça na janela e ficou observando a paisagem, era tão fofa a forma de como ele ficava entretido com as coisas de uma maneira tão rápida.

-Ah, esqueci de te dar isso.- eu falei e peguei uma garrafa de água que tinha no banco de trás.

-Deve estar com sede.- falei e entreguei a mesma pra ele.

-Obrigado.- ele disse e tentou abrir a garrafa, mas não conseguiu.

Eu não queria parar o carro, então deixei ele tentando abrir por mais algum tempo.

-Na-Namjoon está muito duro.- ele disse fazendo toda a força que podia para abrir a garrafa.

Eu senti pena ao ver aquela cena, então encostei o carro e peguei a garrafa da mão dele.

-Ohh, aqui está no problema. Você estava girando pro lado errado.- eu disse e abri a garrafa na frente dele.

Tirei o carro do encosto e voltei a dirigir.

Por um breve momento eu olhei para o lado e vi o ômega virando aquela garrafa de água como se fosse a coisa mais preciosa do mundo. Quando o líquido acabou, ele fechou a mesma e colocou entre as pernas.

-Desculpa ter feito você parar o carro.- ele falou enquanto me fitava.

-Tudo bem, não tem problema gatinho.- eu falei e por um breve momento olhei para o ômega e dei um sorriso para o mesmo.

Ele abaixou a cabeça e voltou a ficar fitando a janela.

[...]

Já estávamos quase em casa, mas antes eu tinha que comprar algumas coisas para o Jin então passei em um mercadinho que havia perto de casa.

Entrei no estacionamento e assim que eu parei o carro, Jin me olhou e perguntou:

-O que estamos fazendo aqui Oppa?-

-Não me chame de Oppa... Vamos comprar algumas coisas para você.- eu falei e saí do carro.

Jin também saiu, e então eu travei o mesmo. Quando nós dois íamos entrar na loja, um gato pulou da lixeira que estava ao lado do ômega e como resultado ele pulou em cima de mim.

-Hyung me proteja.- ele pediu enquanto me abraçava com força.

A pelagem do ômega ficou totalmente eriçada, o rabinho dele também ficou eriçado e sua voz estava trêmula.

-Ca-Calma Jin, é só um gato.- eu falei e apontei para o bichano que estava sentado e observava toda aquela cena.

O ômega não queria me soltar, então a única maneira de entra com ele na loja era andar com ele agarrado em mim.

-Vem, ande comigo.- eu falei e saí andando com o ômega abraçado em mim.

Entramos na loja e então eu comecei a acariciar o mesmo.

-Já passou, Já passou, vamos escolha alguma coisa que eu compro pra você.- eu falei tentando passar alguma segurança para o Jin.

-Hyung eu estou com medo, quero sair daqui.- ele falou se encolhendo cada vez mais em mim.

Er... Do que gatos gostam? Gato...Gato... BOLA DE LÃ!

Eu olhei para o final do corredor e havia uma caixa cheia de bolas de lã rosa, fui até lá com o ômega agarrado em mim e disse:

-Olha só que bonito Jin.- eu falei mostrando a bola de lã pra ele.

O mesmo ficou fitando a bola e então ele me soltou e ficou brincando com ela.

-Hyung isso é muito legal.- ele disse enquanto ficava passando a bola na sua mão.

-Então eu vou levar pra você.- eu falei e sai andando pelos corredores.

No corredor ao lado tinha ração... Será que ele come ração? Ou será que come comida normal?

Eu procurei o ômega e o mesmo continuava a se entreter com a bolinha de lã. Andei até o mesmo e perguntei:

-Jin, você come ração?-

Assim que finalizei a pergunta, o gatinho fez uma careta e disse:

-Hyung isso é muito ruim, eu não gosto de ração. Ração era a única coisa que eu comia no abrigo, isso quando tinha.- ele falou fazendo uma carinha triste..

-Tudo bem, eu só queria me situar.-

Eu peguei alguns frascos de shampoo, condicionador, creme pra pelo, alguns biscoitos... Várias besteiras e coloquei dentro da cestinha.

-Pronto, eu acho que já peguei tudo.- falei pro ômega que ainda brincava com a bolinha de lã.

Fui ao caixa, paguei as compras e as peguei no braço. Quando eu ia saindo do mercadinho...

-Namjoon você pode segurar a minha mão?- Jin perguntou com brilho nos olhos.

-Mas er...- quando eu ia falando, ele me interrompeu.

-É que eu estou com medo de me atacarem na rua.- ele disse e olhou para baixo.

Aiai, o que eu não faço por esse gatinho?

Coloquei todas as compras em uma mão e peguei na mão do Jin.

-Viu, nada vai te atacar. Eu estou aqui.- eu falei e fui soltando a mão dele devagar.

Quando eu ia separando nossas mãos, ele agarrou a mesma.

-Por favor, é que... É a primeira vez que eu saio daquela casa.- ele disse com um tom de voz triste.

Suspirei e peguei na mão dele novamente.

-Tudo bem.- eu falei e então chegamos no carro.

Coloquei as compras no porta malas e entrei no carro. Assim que eu estava dentro, pude observar o Jin ronronando e arranhando a bola de lã com as suas garras.

Ele é tão fofo...

-Vejo que gostou do brinquedo.- eu falei e sorri.

-É, ele é bem legal. Obrigado Namjoon.- ele disse e voltou á brincar com a bola de lã.

Eu fiquei apreciando aquela cena fofinha por mais alguns segundos e então dei a partida no carro.

-Vamos para casa.- eu falei e tirei o carro do estacionamento.

{...}

P.O.V Jin

Namjoonie disse que íamos para casa, então eu não liguei muito. Pra falar a verdade eu estava mais interessado em ficar arranhando aquela bolinha que ele havia comprado pra mim.

Era tão boa a sensação de arranhar aquilo, minhas garrinhas ficavam o tempo todo indo e vindo naqueles fios de lã fofinhos. Aquela bolinha era algo que realmente me deixava muito entretido...

Depois de muito arranhar a bolinha rosa, eu percebi que o Namjoonie havia parado o carro.

-Por que parou?- eu perguntei enquanto arranhava a bolinha.

-Porque chegamos.- ele respondeu.

Eu olhei pela janela e era um estacionamento.

-Você mora em um apartamento? Que legal.- eu falei enquanto tirava o cinto de segurança.

-Nossa, parece que você realmente gostou dessa bolinha, não desgrudou dela em momento algum.- ele falou rindo.

-Esse bolinha é muito gostosa, parece que tem algo nela que me atrai, obrigado de verdade Namjoonie.- eu falei e olhei o mesmo nos olhos.

-De nada, agora vamos conhecer sua nova casa.- ele falou e saiu do carro.

Eu saí logo em seguida e fiquei ao lado do humano, quando ele ia começar á andar...

-Er... Hyung, quando você havia acabado de me comprar, eu perguntei o por que você queria um híbrido, e você disse que era porque você se sentia sozinho. Saiba que mesmo sem te conhecer muito bem, eu já te considero parte da minha família.- eu falei com os olhos cheios de lágrimas.

-Oh... Não fique assim Jin.- ele falou e me abraçou.

-Eu nunca tive uma família hyung então, por favor cuide bem de mim.- eu pedi iniciando um choro em seguida.

-Ei pare de chorar, eu te tirei lá de dentro, e agora vou cuidar de você.- ele disse e me acalmou.

Quando eu estava calmo, o humano me levou até o elevador e apertou o botão do 16 andar.

Enquanto estávamos subindo, ele pegou na minha mão e entrelaçou nossos dedos.

-Espero que goste da sua nova casa.- ele disse sorrindo.

Admito que eu estava nervoso, mas eu confio no Namjoon e sei que ele vai cuidar bem de mim.

Eu estava tão pensativo, que nem percebi quando havíamos chegados no andar.

-Vamos Jin, chegamos.- ele disse e então eu saí do elevador.

Quando fomos para o Hall, havia somente 1 apartamento naquele andar e provavelmente é do Namjoon.

O mesmo tirou um molho de chaves do bolso e abriu a porta.

-Bem-Vindo á sua nova casa.- ele disse e fez sinal para eu entrar.

-Nossa...- eu falei e fiquei assustado.

O apartamento era muito grande, tipo vocês não tem noção do que eu estou falando. Era tudo tão arrumado, tão cheio de coisas, tão cheiroso...

-Vamos, me diga o que achou.- ele disse rindo.

-Er... Essa casa é sua? Tipo... Você roubou ela ou algo do gênero?- eu perguntei temendo a resposta.

-Não, eu comprei ela com meu dinheiro suado.- ele disse e pegou no meu pulso.

-Depois você conhece melhor a casa, vamos tomar um banho.- ele disse e me levou para o banheiro do quarto dele.

-Pode ir tomando banho, eu vou pegar uma roupa e uma toalha pra você.- ele disse e saiu do cômodo.

-Um banho... Faz tanto tempo que não tomo um decente...- pensei e comecei á me despir.

P.O.V Namjoon

E agora? Roupa... Roupa... Eu sou basicamente o dobro do tamanho dele... E agora?

Corri para o meu closet e abri uma parte que só tinha roupas velhas.

-De jeito nenhum vou dar essa camisa rasgada pra ele...-

Peguei uma camisa minha de dormir e uma cueca e não dava mais em mim.

-Espero que ele não se incomode de ficar sem calça...- eu pensei e caminhei até o banheiro.

Assim que eu entrei no mesmo... Eu tive a visão do corpo nú e molhado do Jin através do box de vidro.

-Que bunda...- foi a primeira coisa que se passou pela minha cabeça.

Logo nos primeiros segundos ele não percebeu que eu estava lá, então fiquei apreciando a vista por mais algum tempo.

É fofo, porque ele tem um abs muito aparente, ele é “forte”.

-Na-Na-Namjoon o que faz aqui?- ele perguntou tentando esconder as suas partes intimas.

Caralhowww fudeu, oque eu falo?

-E-Eu vim trazer a sua roupa...- eu falei e coloquei a mesma em cima do vaso sanitário.

-Saia!- ele falou um pouco alto, então eu saí do banheiro com um pouco se pressa.

Me encostei na parede, e falei:

-Seu idiota... Como pode fazer isso? É o primeiro dia dele aqui...- eu falei e me levantei.

Andei até a cozinha e preparei um Lámem enquanto ele ainda tomava o seu banho.

O macarrão está pronto, agora só falta o gatinho vir comer.

Me sentei na mesa e comecei á lembrar do corpo dele...

Ah Kim Seokjin... Como pode mexer tanto comigo?

-Er... Namjoon você esqueceu das calças.- ele disse vindo vestido com uma camisa que o cobria até as coxas e uma cueca minha.

Eu ri e falei:

-Desculpa, mas é que não tem calça que caiba em você.- eu falei corando muito.

-Tu-Tudo bem...- ele falou e se sentou ao meu lado.

-Que cheiro é esse?- o ômega perguntou depois de sentir o cheiro do macarrão.

-Você deve estar com fome, por isso diz Lámem pra você.- eu falei e tirei a tampa que cobria o prato.

-O-Obrigado...- ele falou e começou á comer.

-Hm... Isso está muito bom.- ele falou enquanto comia o macarrão.

-Pode comer, eu vou trocar de roupa e volto.- eu falei e saí da cozinha.

P.O.V Jin

-Namjoon teve tanto trabalho pra me dar tudo isso e ele ainda fez macarrão... Ele realmente deve gostar de mim.- pensei e voltei a comer o jantar.

Depois de uma garfada atrás da outra, eu havia acabado de comer o Lámem e pra falar a verdade estava com muito sono.

Andei até o sofá me deitei no mesmo, com o tempo eu senti meus olhos pesando até fecharem totalmente.

P.O.V Namjoon

Não resisti á tomar um banho, então tomei um banho rápido e vesti meu pijama. Assim que eu cheguei na cozinha, não avistei o Jin.

-Ué... Será que ele saiu?-

-Jin...- eu falei mas não tive resposta.

Quando eu ia começar á me desesperar, eu comecei á ouvir ronronados, me virei de costas e tive a visão do ômega encolhido no meu sofá enquanto dormia de uma maneira profunda e serena.

-Seu bobo...- eu falei baixinho e andei até o mesmo.

Peguei o Jin no colo e levei o mesmo até o meu quarto. Deitei ele na minha cama e o cobri com o edredom.

-Durma bem.- eu susurrei e deixei um selar na sua testa.

Saí do quarto sem fazer muito barulho e fui para a sala, me joguei no sofá e suspirei alto.

-Hoje foi um grande dia.- falei fechei os meus olhos.

Senti meu corpo amolecendo e quando eu menos esperei, eu já estava em sono profundo.


Notas Finais


Eu não gostei muito desse capitulo, achei ele meio bagunçado mas ta aí

Espero que tenham gostado ;D

Não se esqueçam de comentar o que vocês acharam do cap, sejam honestos,please


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...