História Meu Querido Híbrido... {Correção} - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Fluffy, Jikook, Lemon, Mpreg, Namjin, Surubangtan, Taeyoonseok, Yaoi
Visualizações 5.202
Palavras 2.622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Tarde Pessoas que moram no fundo do meu kokoro :D

Esse cap vai ficar meio pombo porque eu fiz ele de ultima hora

Desculpe por qualquer erro ortográfico

Boa leitura ;D

Capítulo 3 - Os primeiros dias


Fanfic / Fanfiction Meu Querido Híbrido... {Correção} - Capítulo 3 - Os primeiros dias

P.O.V Namjoon

[Sonho On]

Aonde eu estou? Ah… eu estou no carro, e ao meu lado está o Jin. Ele ainda está brincando com a sua bolinha de lã, como ele pode ser tão fofo?

Eu fiquei apreciando o ômega por um bom tempo e acabei me descuidando do carro.

-NAMJOONIE!- Ele gritou e quando eu virei para frente, um caminhão vinha na nossa direção com toda a velocidade.

[Sonho Off]

-JIN!- Eu gritei na sala e em seguida caí do sofá.

Aish... o que está acontecendo? Não me diga que era tudo um sonho...

Ouvi alguns barulhos pela casa e então ouvi os barulhos de passos ficando cada vez mais alto.

-Namjoonie!- o ômega andou e se agachou no meu lado.

-E-Está tudo bem? Seu idiota, você quase me matou de susto.- ele falou pálido.

Eu ignorei as perguntas do Jin e só fiquei pensando em uma coisa... Porque ele está de toalha? Da maneira de como ele se agachou, dava pra ver direitinho as suas partes íntimas e pelo o que eu vejo, parece que alguém ainda não teve a sua primeira vez...

-Seu bobão.- ele disse e se jogou em cima de mim.

-Ah... por favor só tente não me matar pelo resto desse dia.- ele disse com uma voz manhosa.

-De-Desculpa gatinho, mas por que esta só de toalha?- perguntei um pouco nervoso e corado por ver o meu híbrido só de toalha se esfregando em mim.

-Eu estava tomando banho,ai eu ouvi você gritando e saí correndo de lá de dentro.- ele disse apertando a minha camisa.

-Pensei que você estava com raiva de mim.- ele disse e me abraçou.

-Raiva de que? Você é tão bonzinho e tão fofinho, não vejo o por que sentir raiva.-

O ômega todo molhado saiu de cima de mim, mas quando ele ia se levantando sua toalha caiu relevando seu corpo totalmente nu. E... bom... ele estava na minha frente e eu tive uma visão privilegiada do seu... er...

-JIN!- Eu disse e arregalei os olhos.

-Ahhh Desculpa Joonie.- ele disse e rapidamente pegou a sua toalha que havia caído no chão.

O ômega a amarrou na cintura e correu para o banheiro.

Aish... eu não sei se eu fico com raiva por ele ter molhado o piso da sala ou se fico feliz por ter esse gatinho manhoso e atrapalhão.

Fui para a cozinha a procura de um pano para enxugar o piso, e assim que eu cheguei lá havia um prato coberto com uma tampa de panela e um bilhete.

Me aproximei do mesmo, peguei o bilhete e comecei á ler.

‘’Hyung, eu já tomei café e como ontem você fez aquele macarrão gostoso pra mim, eu decidi retribuir fazendo o seu café da manhã. Eu não cozinho tão bem quanto você, mas espero que goste da comidinha

Jin <3’’

Espera... ele fez o café... ele sabe cozinhar? Ai santo Yoongi, pelo visto é hoje que eu vou pro hospital por infecção estomacal...

Tirei a tampa de cima do prato, e havia uma pilha de panquecas. Admito que a aparência era boa, mas será que o gosto é bom?

‘’As aparências enganam...’’ Frase da minha querida Omma.

Me sentei na cadeira, e quanto eu ia mordendo a panqueca, percebi que havia outro bilhete em cima da mesa. Peguei o mesmo e li.

‘’Ah Hyung, eu esqueci de avisar que eu vi algumas laranjas na geladeira então eu fiz um suco pra você. Eu não sei se você gosta... mas eu fiz com amor e carinho >..<

Jin <3’’

Ele fez... suco? Pra falar a verdade, ultimamente eu estava com uma vontade louca de tomar suco de laranja, mas estava chegando tão cansado do restaurante que eu só chegava em casa, tomava banho e dormia.

Andei até a geladeira e assim que abri a mesma, havia um copo cheio de suco e um papelzinho colado no mesmo escrito: ‘’Para o Joonie’’. Peguei o mesmo e levei para a mesa.

Agora sim, vamos ver como isso está... Peguei a panqueca e mordi a mesma.

...

...

...

Pra falar a verdade isso está muito bom, a massa está bem fofinha e a calda está super docinha.

Esse gatinho se supera cada vez mais...

Continuei comendo o café da manhã que o meu gatinho preparou pra mim, me deliciando com garfada após garfada.

P.O.V Jin

Eu estava no banheiro lavando o meu pelo, quando eu tive o seguinte pensamento:

-Aish... Hyung deve estar chateado comigo porque a minha toalha caiu na frente dele.-Pensei e deixei uma lágrima escorrer pelo meu rosto.

Tomara que ele não me devolva para aquela casinha...

Assim que eu terminei de tomar o meu banho,enxuguei o meu pelo e a minha pele, então vesti a mesma roupa que o Hyung me deu ontem á noite.

Saí do banheiro com a toalha nos meus ombros e fui para a cozinha, assim que eu cheguei na mesma, eu tive a visão do Namjoon e o mesmo estava comendo o café da manhã que eu havia preparado.

Eu me aproximei devagar dele e me sentei ao seu lado.

-Bom Dia Jin.- ele disse sorridente.

Eu não sei o por que, mas eu agarrei o braço dele e disse:

-Desculpa Hyung pelo o que aconteceu lá na sala. Por favor não me puna e não me devolva pra casinha.-

Namjoon  afastou a sua cadeira para trás, e disse:

-Senta aqui no colo do Namjoon.-

Eu me levantei e com cuidado me sentei no mesmo. Ele deitou a minha cabeça no peitoral dele e começou á fazer carinho na minha cabeça.

-Eu não fiquei chateado pequeno, foi um acidente e você não podia ter evitado ele. Na verdade a culpa foi minha por ter te assustado.- Ele falou em um tom de voz que me tranquilizava.

-Por favor não se preocupe que eu não vou te devolver pra casinha, a partir de hoje você é membro da minha família Seokjin.-

Eu me aconcheguei no peitoral do Joonie e comecei a ronronar com aquele carinho gostoso que ele estava fazendo em mim. Os dedos dele iam e vinham na minha cabeça e de vez em quando ele passava o dedo na minha orelhinha.

-Ah, Obrigado pelo café da manhã. Estava muito bom.- Ele disse e beijou a minha cabeça.

-Verdade, você gostou mesmo?- Perguntei sentindo uma felicidade enorme tomando conta de mim.

-Sim, Estava muito gostoso. O suco também estava muito bom.- Ele disse e então eu soltei um suspiro de alívio em seguida.

-Ahh eu estava com medo de você não gostar de panquecas e nem de suco de laranja...  Mas ainda bem que você gosta.- Eu falei rindo.

Tentei sair do colo do humano, mas ele colocou a mão na minha coxa.

-Não está gostando do carinho?- Ele perguntou e parou de fazer o mesmo.

-Não é isso Joonie, é que eu sou pesado e provávelmente você deve estar se sentindo desconfortável.- eu falei e cobri a minha boca com a mão.

-Se é assim...- ele disse e me pegou no colo.

Ele me carregou até o quarto e me deitou na cama.

-Na-Na-Namjoon o que você vai fazer?- eu perguntei nervoso.

Ele se sentou na cama e disse:

-Primeiro: eu vou fazer uma ligação/ Segundo: eu vou me deitar nessa cama e fazer carinho em você/ Terceiro: Eu e você vamos passear hoje.- Ele disse e me deu um sorriso.

-Não se incomode Namjoon, Por favor.- Eu falei mas ele insistiu em passar o dia comigo.

O humano pegou o seu celular e começou á falar com uma pessoa estranha, enquanto ele falava no telefone eu fui lá pra sala, peguei a minha bolinha de lã e voltei pra cama.

Ah... aquela bolinha de lã...

-Nyan!- eu miei e então voltei a arranhar aquela coisinha feita pelos deuses.

Depois de tanto falar e depois de tanto eu arranhar aquela bolinha, Namjoon desligou o celular e pegou a bolinha das minhas mãos.

-Namjoonie, eu estava brincando com isso.- eu falei e fiz um biquinho.

-Que fofo, mas agora você vai brincar comigo.- ele falou e me deitou na cama.

Namjoon montou em cima de mim e segurou meus pulsos.

-Jin, você tem... cócegas?-

-Não.- Menti tentando evitar que ele tocasse no meu pescoço ou no meu lado.

-Hm... então eu acho que não vai se incomodar se eu fizer isso...- ele disse e começou á passar a mão no meu lado.

Uma gargalhada começou á sair da minha boca, mas era tão forte que eu não conseguia me segurar.

-Na-Na-Namjoon hahahaha para com isso hahaha.- Eu pedi enquanto me espocava de rir.

-Ah que dizer que mentiu pra mim?- ele perguntou enquanto continuava a fazer as cócegas.

-De-Desculpa Namjoonie.- eu falei quase morrendo de rir.

Ele continuou com as cócegas, então eu tive que usar a minha arma secreta.

-E-Eu vou fazer xixi hahahaha- Eu falei e então ele parou com as cócegas.

-Opa, é melhor eu parar.- Ele disse rindo e saiu de cima de mim.

Eu fiquei tentando recuperar o fôlego que ainda me faltava, quando eu estava mais calmo Namjoon disse:

-Venha cá Jin, deixa eu te fazer carinho.-

-Posso levar minha bolinha?- Eu perguntei pegando na mesma.

Ele assentiu que sim, então eu engatinhei até a cama e deitei a minha cabeça no colo do Joonie.

-Você é um gatinho tão fofo, tão educado, tão atrapalhão... realmente não merecia ficar naquele lugar.- Ele disse e começou á fazer carinho na minha cabeça.

-Obrigado por me tirar de lá Namjoonie.- Eu agradeci e fiquei arranhando a minha bolinha rosa.

Com o tempo, o carinho do humano ficou tão bom que eu não consegui conter os ronronados. Os dedos fortes do Namjoon passeavam pelos meus fios de cabelo, ele iam e vinham de uma maneira tão gostosa. Ele estava fazendo aquele carinho com tanta paciência.

Depois de um tempinho, ele foi passando a mão devagar na minha barriga e eu admito que gostei bastante mas... parecia errado.

-Não Moni.- eu falei e coloquei a minha mão em cima da dele.

-O que foi?- ele perguntou confuso.

-Er... eu gostei quando você passou a mão na minha barriga, mas pareceu errado...- eu falei e corei em seguida.

-Já que não se sente confortável com isso eu paro.- ele disse e continuou á acariciar a minha cabeça.

-Obrigado por entender.- eu falei enquanto arranhava a minha bolinha.

-De nada gatinho.- ele respondeu e ficou brincando com a minha orelha.

Depois de um bom tempo deitado, só recebendo carinho e brincando com a minha bolinha, Namjoon perguntou:

-Quer dar uma volta?-

-Não podemos hyung, eu sou um híbrido.- eu falei me sentindo um pouco mal.

Realmente... dar uma volta com o Moni ia ser tão legal...

-Isso não é problemas.- ele disse e pegou um boné que estava em dentro do seu guarda roupa.

Eu dei um sorriso, e então Namjoon mandou eu ir me trocar. O mesmo havia separado uma roupa pra mim, ela estava no banheiro.

Fui para o banheiro, e lá estava a roupa em cima do vaso sanitário. Eu peguei a mesma e antes de vestir eu a cheirei.

-Esse cheiro do Moni...- Eu disse e saí correndo do Banheiro sem ao menos ter vestido a roupa.

Corri para o closet e dei de cara com um Namjoon só de cueca.

-Ji-Jin o que...- antes que ele concluísse a fala, eu o abracei e disse:

-Moni eu te amo muito.-

Ele ficou sem reação por alguns segundos, mas depois ele me abraçou e disse:

-Eu também te amo gatinho.- o humano disse e beijou a minha cabeça.

Moni disse que me ama, ele disse também que gosta de mim...eu realmente ganhei o dia.

Ficamos juntos por alguns segundos, até ele falar:

-Vamos logo se trocar, senão não vai dar tempo de irmos passear.-

Eu assenti que sim com a cabeça e fui para o bnheiro me trocar.

P.O.V Namjoon

Assim que Jin saiu do closet e foi para o banheiro eu soltei um riso baixo e falei baixinho:

-Ai Ai... esse gatinho está mexendo comigo aos poucos.-

Antes de começar a me vestir, eu me lembrei de quando estávamos lá no quarto...

Flashback On

Eu coloquei a minha mão por debaixo da blusa do Jin e comecei a fazer carinho na barriga dele.

-Não moni.- ele pediu e colocou a mão em cima da minha.

-Isso parece... errado.- ele disse com o rosto corado.

Flashback Off

Aish... é melhor eu me vestir. Vesti uma bermuda grafite e uma camisa branca, calcei minhas fieis sandálias e passei um perfume.

Quando eu saí do closet, tive a visão mais engraçada de todas, Jin estava com a calça vestida, mas ele estava perdido com o cinto.

-Er... Hyung como eu uso isso?- ele perguntou e me deu o cinto.

Soltei uma risada baixa e disse:

-é assim, você pega o cinto e passar por todos esses buraquinhos envolta da calça.- eu disse e fiz isso pra ele.

-Depois você enfia esse ferrinho no buraquinho que te deixa avontade.- eu disse e coloquei o cinto pra ele.

-Oh, Obrigado Hyung.- Ele agradeceu e disse em seguida:

-Eu acho que estou pronto.-

-Então vamos.- eu falei e quando eu ia saindo do quarto, ele pegou na minha mão e me puxou na direção dele.

Jin estava cheirando muito o local, então eu perguntei:

-Algo de errado?-

Ele ficou na ponta dos pés e cheirou o meu pescoço.

-Jin o que está fazendo?- eu perguntei mais uma vez.

-Seu cheiro... está mais forte.- ele disse e ficou agarrado em mim por um tempinho.

O ômega cheirava aquele perfume como se fosse a coisa mais cheirosa de todas, depois de tanto ele me cheirar o mesmo me largou e soltou um sorriso.

-Desculpa se isso foi estranho, é que eu gosto desse cheiro. Ele me lembra você e você me lembra coisas boas.- ele falou com o mais belo sorriso estampado no rosto.

-Tudo bem, na verdade eu fico feliz em saber que eu te lembro coisas boas.- eu falei e então coloquei a minha mão em cima da cabeça dele e baguncei seus cabelos.

-Vamos logo seu gatinho bobão.- eu falei e então saímos do apartamento.

Fomos para o elevador e enquanto nós dois descíamos, eu coloquei o boné na cabeça do Jin e disse:

-Não tire de jeito nenhum isso.-

Ele assentiu que sim com a cabeça e então ficamos esperando até chegar no térreo.

Nós dois saímos e então eu peguei na mão do Jin.

-Isso é só pra você não se perder.- eu falei e ele ficou um pouco corado.

Fomos caminhando até a praia.

(A: Exatamente, Namjoon mora em um apartamento no 16 andar que fica de frente PRA PRAIA!!! Me digam se eu não arrazei kkk)

Assim que chegamos na mesma, eu me sentei na areia e o ômega foi até a beira do mar, ele pegou um graveto que havia lá na areia e começou a desenhar algo na parte molhada. Assim que ele terminou, a onda do Mar atingiu aquela parte e ‘’apagou’’ o que ele havia feito.

Ele sorriu e voltou á desenhar naquela parte.

Será que ele é idiota? Toda vez que ele escrever lá, a onda do mar vai apagar.

Me levantei e andei até o mesmo.

-Ei, se continuar escrevendo ai a onda vai continuar apagando.- falei apontando pro mar.

-Eu sei, esse é o objetivo... quero escrever tudo o que eu sempre quis dizer pra uma pessoa, mas ela não está mais aqui... então toda vez que a onda ‘’apagar’’ a mensagem eu vou escrever denovo.- ele disse com um grande sorriso no rosto, mas uma lágrima solitária escorria pelo mesmo.

Eu me distanciei e deixei o ômega ter o ‘’momento dele’’.


Notas Finais


!YAY! mais um cap concluido ^_^

Espero que gostem, eu realmente gostei desse cap

Bjus até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...