História Meu querido inimigo - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Angel, Anna Heartfilia, Aquarius, Cana Alberona, Chelia Blendy, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Flare Corona, Gajeel Redfox, Grandeeney, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Mavis Vermilion, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Lucy, Nalu, Natsu, Romance
Exibições 218
Palavras 1.940
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá ^^
Espero que gostem do cap de hoje, posso dizer que o final vai deixar vários de vocês felizes e outros morrendo de raiva kkkkk
Não me matem por favor ❤

Pessoal, sobre as minhas outras fics, eu quero pedir desculpas, estou com um mega bloqueio de criatividade, ja perdi as contas de quantas vezes refiz os capítulos e eles ainda continuam ruim. Por isso peço que tenham paciência, eu juro que vou fazer o possível para que eu não demore mais do que eu ja demorei.
Sem falar que amanhã eu tenho provas, espero que entendam.

Boa leitura!

Capítulo 4 - Garotinha má


Fanfic / Fanfiction Meu querido inimigo - Capítulo 4 - Garotinha má

                 POR FAVOR

                   LEIAM AS

            NOTAS INICIAIS 

               POV'S LUCY

eu caminhava tão rápido pra fora daquela boate que eu comecei a pensar que talvez meus saltos não aguentaria chegar nem até a saida daquele lugar extremamente barulhento. Gray caminhava ao meu lado enquanto continuava com a mesma pergunta a qual ja me fizera umas dez vezes.

Gray - vai me falar o que esta acontecendo ou não?  - pergunta entrando no carro.

Lucy - eu ja disse, sinto que algo de ruim vai acontecer com a erza, agora para de pergunta e dirigi - falo e ele sai catando pneu. 

Chegamos em frente de casa e antes mesmo que gray pare o carro totalmente eu abro a porta descendo do mesmo, e como eu havia previsto, meu salto quebrou. Não dei a mínima importância pra isso, corri até a porta e a abri rapidamente fazendo ela bater e fazer um grande barulho. Subo as escadas e vou até o quarto de erza, praticamente arrebento a porta, mais ela não estava lá...banheiro,  ela tinha que esta no banheiro, entro no banheiro de seu quarto e a vejo sentada no chão. 

Ele me encara, seu rosto estava péssimo,  acho que ela estava chorando a horas. Me abaixei a sua frente e a olhei com um pouco de pena. 

Lucy - erza...o que esta fazendo aqui nesse chão frio? - pergunto baixinho e delicadamente. 

Ela não me responde, desvia o olhar para sua mão esquerda e eu acompanho o mesmo.

O que é isso, eu não acredito que ela fez isso.

Lucy - você abortou o seu filho? - pergunto incrédula. 

Gray - o que? A erza estava grávida?  - olho pra porta e vejo gray nos encarando.

Não da, não tenho tempo pra explicar tudo pra ele agora.

Erza - eu...eu...eu não...eu não consegui - ela fala fraca e eu vejo umas finas lágrimas descerem pelo seu rosto.

Limpo seu rosto com a minha mão e logo a puxo pra um abraço apertado.

Lucy - shiii, vai ficar tudo bem - falo tentando consola ela.

Erza - eu não quero lucy...não quero essa criança - fala baixo - mesmo assim...eu não consegui abortar - ela fala e eu sinto ela me abraça mais forte - por favor me ajuda - ela pedi voltando a chorar. 

Lucy - calma, vai ficar tudo bem - falo e olho para gray - pode me ajuda aqui? - ele vem até nois e pega erza nos braços.

Ela parecia esta muito cansada, seus olhos se fechavam aos poucos.

Lucy - coloca ela na cama - falo e ele sai do banheiro com ela nos braços.

Olho para aquilo no chão, erza deve ter deixado cair. Sem nenhum remorso eu pego e jogo no vazo logo dando descarga.

Volto pro quarto e vejo gray olhando erza dormi, seu rosto tinha uma feição triste.

Gray - sera que agora pode me expilcar tudo? - fala e eu o chamo com a minha mão. 

Nos dois vamos pra cozinha, ele se senta no balcão e me encara sério. 

Lucy - hoje, antes de nois irmos pra festa, erza me contou que estava grávida - falo tomando um gole d'água - eu não me preocupei muito, claro, ela estava muito nervosa e confusa,  mais não estava tão transtornada como agora a pouco - falo me sentado na cadeira a sua frente. 

Gray - porque ela não disse nada nem pra mim nem pro gajeel?  - fala, eu posso ver um pouco de irritação em sua voz.

Lucy - isso não é bem uma coisa que contamos assim do nada - falo - bom, depois que ela acorda eu perguntarei o que aconteceu - falo suspirando cansada. 

Gray - algo deve ter a preocupado muito - fala.

Lucy - parando um pouco pra pensar, eu mandei jellal vim aqui - falo e gray me olha espantado.

Gray - ele é o pai?  Não acredito nisso - fala passando suas mãos pelo cabelo.

Lucy - sim, ela estava bêbada,  tenho certeza que em seu estado normal erza nunca ficaria com aquele cara - falo - o que importa agora e pensarmos no que iremos fazer com a erza - falo e ele volta a me olhar.

Gray - talvez um terapeuta? Acho que ela precisa ser ouvida por alguém que saiba escuta - fala e eu concordo. 

Lucy - mais o que ela disse, sobre não querer ter o bebé,  eu acho que si depois de tudo ela ainda querer aborta, teremos que aceita - falo insegura.

​Gray - sim, mais de forma segura, iremos no medico e faremos todo o procedimento, nada de deixar ela tomar aquelas coisas que podem colocar a vida dela em risco - fala sério. 

Lucy - isso é um pouco estranho,  sabe, ver a erza tão frágil assim - falo e ele acenti rindo.

Gray - eu me lembro que quando éramos crianças o gajeel implicava muito com você,  por isso a erza sempre batia nele - fala e eu o acompanho sorrindo - ela sempre foi muito dura com sigo mesma - fala e voltamos a ficar depre.

Depois disso ficamos em silêncio até ouvirmos a porta da sala ser aberta, e logo ​entra por ela dois panacas, um rosado e um moreno que pareciam está um pouco embriagados. 

Gajeel - hã? O que fazem ainda acordados? - pergunta risonho, é,  eles estão bêbados. 

Natsu - vai dizer que estavam nos esperando?  - o ras​ado​ se pronúncia um pouco alto.

Lucy - shiii, silêncio seus idiotas - falo brava e eles vem até nos. 

Gray - a erza está dormindo,  façam silêncio - fala serio e os dois panacas riem alto.

Natsu - e por acaso eu ligo se a erza ta dormindo ou não?  - fala e gajeel concorda com ele dando sua​ típica risada.

Lucy - iram se importa com seus pintos quando eu arr​anca eles fora seus malditos - falo assustadora e eles se calam agora nos olhando sérios. 

Gajeel​ - o que houve? Porque estão com essas caras​, alguém morreu? - pergunta se sentando e natsu também se senta.

Lucy - na verdade quase morreu - falo sorrindo sem humor.

Gray - pessoal.. - ele faz uma pausa - a erza está grávida - fala e eu posso ver os olhos dois se arregalar.

Natsu/gajeel - O QUE? - falam em uníssono - coo assim a erza ta grávida?  - falam novamente juntos.

Lucy - grávida idiotas, como se fica grávida hoje em dia - falo ja irritada com os dois - o problema é - suspiro tentando me acalmar - é que eu e gray chegamos a tempo de impedir que ela fizesse uma tragédia -  falo e eles me olham confusos.

Natsu - que tragédia?  - pergunta. 

Gray - ela ia, aborta o bebé - fala e novamente,  os dois arregalaram os olhos.

Gajeel - porque ela iria fazer isso? - pergunta inconformado.

Lucy - não importa o porque, nois não vamos julgar ela se ela querer aborta o bebé ok? - falo e eles, até mesmo gray, desvia o olhar - ok gente?  - volto a pergunta e dessa vez eles concordam - agora eu vou dormir porque estou super cansada - falo e me dirijo até a escada - boa noite pra vocês - falo.

Gajeel​/ gray - boa noite - falam juntos .

Vejo natsu se levantar e me seguir, acabei esquecendo que nos dormimos no mesmo quarto. Suspiro cansada e entro no quarto. 

Lucy - eu vou tomar um banho primeiro e depois você vai ok? - falo .

Natsu - tanto faz - fala se jogando na cama.

Ignoro a falta de educação dele e pego minha toalha e camisola logo me dirigindo para o banheiro. 

Depois de um relaxante banho,  eu visto minha camisola e saio do banheiro. Olho para natsu na cama e ele dormia, não acredito, e ainda por cima estava apenas de cueca box, então ele falou a verdade hoje cedo, mesmo assim,  eu não demorei tanto assim no banheiro. 

Lucy - aff, além deu ter que dormi com ele agora eu vou ter que dormi com um bêbado fedorento - falo e vou até ele na cama e fico por cima dele.

Reparando bem agora, ele tem um belo tanquinho, esse rosado é mesmo uma tentação. 

Começo a ajeita ele na cama de forma que dê para eu me deitar também,  por instinto,  eu repito, por INSTINTO,  eu respirei fundo sentindo o seu cheiro amadeirado e nossa, que cheiro, como ele pode continua cheirando tão bem mesmo estando bêbado.

Natsu - essa ja é a segunda vez que eu lhe pego cheirando minha roupa, na verdade meu corpo, ja que estou sem roupas - me assusto,  olho pra frente e vejo seus olhos ónix me encarando .

Lucy - não estava cheirando, estava lhe endireitando na cama ja que você estava dormindo,  na verdade nem estava dormindo né?  - falo e ele sorri de canto - canalha - falo.

Natsu - eu ia te dá um susto, mais confesso que quem acabou ficando surpreso foi eu quando você sentou em cima de mim com essa fina e quase transparente camisola - fala sorrindo malicioso. 

Lucy - nem começa, ja sabe o que vai acontecer caso tente algo né?  - falo e tento sair de cima dele, mais sou surpreendida por suas mãos segurando minhas coxas fortemente me impedindo de sair de cima dele.

Natsu - vale apena arriscar - ele da um sorriso sapeca e sobe suas mãos pelas minhas coxas o que faz minha camisola subir um pouco também - isso é extremamente sexy sábia? - fala novamente sorrindo com aquele sorriso sexy, eu ainda vou morde a boca desse rosado quando ele dê um desses seus sorrisos.

Eu acho que,  ja esta na hora de deixar claro pra esse rosado que eu não costumo ser a submissa numa transa. 

Lucy - você me deseja tanto assim, natsu? - me abaixo para sussurra em seu ouvido e minha camisola se desgruda de meu corpo deixando a mostra o colo dos meus seios.

Natsu - você nem faz ideia do tanto, loirinha - fala sorrindo mostrando suas presas.

Eu deito totalmente em cima do corpo dele,fazendo meus seios se espremerem em seu peitoral. 

Lucy - sinto muito rosado, hoje você foi um garotinho mau, por isso nada de recompensa - volto a sussurra em seu ouvido enquanto deixo minha perna esquerda passear pelas dele.

Vejo seus pelos levemente eriçados,  eu o deixei arrepiado. Não evito um sorriso vitorioso em minha boca, mais antes que eu possa continua minha comemoração eu sou virada rapidamente contra a cama e natsu fica por cima de mim.

Natsu - eu também não costumo ser o submisso numa transa, loirinha - fala encarando meus seios um pouco descobertos - acha que provoca bem? eu sou muito melhor -fala me encarando intensamente. 

Esses olhos, eles são realmente convidativos.

Sinto ele ficar entre minhas pernas fazendo minha camisola desce até minha cintura me deixando exposta apenas de calcinha, ele coloca minhas pernas por cima das suas e segura minha cintura nos aproximando mais, mais antes que nossos corpos se colem perfeitamente,  eu o paro pelos seus ombros impedindo que se aproxime mais. 

Lucy - eu disse que não rosado - falo e tento me levanta mais ele me impede forçando meu quadril contra a cama.

Natsu - e eu disse que sim - ele me encara com aqueles olhos intensos e muito convidativos - você foi muito má hoje na boate, hora da vingança garotinha má - ele sorri com seu lindo e sexy sorriso, esse sorriso.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado meu amores, sobre esses dois dominadores e orgulhosos kkkkk nada a comentar.
Quero os comentários de vocês sobre o cap, se está bom ou ruim sei lá kkkkk
Sobre os favoritos...eu realmente estou muito feliz, vocês são uns amores, amo todos vocês ❤

Beijocas e até o próximo cap😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...