História Meu Querido Irmãozinho - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Melanie Martinez, One Direction
Personagens Harry Styles, Josh Devine, Liam Payne, Louis Tomlinson, Melanie Martinez, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Abo, Fic, Hot, Imagine, Incesto, Larry Stylinson, Melanie Martinez, Mpreg, Nosh, One-shot, Universo A/b/o, Ziam
Exibições 205
Palavras 3.885
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeeey yo galer0.

Estou aqui para lhes presentear com um novo cap e esse eu acho que é o maior que eu escrevi até agora, ainda não sei.

Só queria dizer também que amanhã é o meu aniversário mas isso não importa que eu to ligada. Happy B-day tia Anne!!! Obrigado por ter nos dado essa bola de luz que o Harry é!!

Vão ler coisinhas. E me desculpem por algum erro tava com preguiça de revisar.

Capítulo 29 - Swift Attack


Dias depois do incidente na pensão, Harry e Louis estavam na casa de Megan sozinhos, em exceção de Taylor que se trancara no seu quarto e não saira de lá o dia todo. Jay, os gêmeos, as meninas e Megan foram até o centro passear um pouco já que após alguns dias na cidade eles apenas haviam saído para o mercadinho mais próximo e olhe lá, então Megan se encarregou de levá-los para conhecer um pouco mais sobre Manchester e se divertir juntamente à eles.

Harry estava deitado no sofá com Louis deitado sobre o seu peito enquanto viam uma maratona de Fear The Walking Dead que passava na AMC. Harry adorava filmes e séries de zoombie quando mais novo e até hoje curte um pouquinho, já Louis não gostava muito e mesmo que já tenha aceitado estava emburrado por quê queria ver os dois episódios de Two and a Half Man que passara na Warner.  Ele estava jogado sobre o cacheado como um verdadeiro bebê coala enquanto sua bochecha descansava sobre o peito do maior, ouvindo os batimentos ritmados do coração do amado. Já Taylor estava na andar de cima, ouvindo Stressed Out do Twenty One Pilots quase que no último volume. Irritada ao extremo por Louis ainda estar com Harry,  já que no pensamento dela o alfa deveria ficar com ela. No pensamento dela todos os alfas por quem ela se interessava tinha que ficar com ela. Havia dado comercial e Louis havia se levantado de cima do menor, caminhando em passos lentos ele caminhou até a escada, na intenção de ir no seu quarto pegar o seu celular que ele deixara carregando. Ele subiu todos os degraus calmamente enquanto cantarolava as letras agora de Ride que tocava quase estourando os seus ouvidos ao que ele chegou perto do seu quarto.

...ooh i'm falling so i'm take in my time on my ride...

Louis abriu a porta do mesmo e caminhou até o seu criado mudo temporário e desconectou o seu celular do carregador, desbloqueando o mesmo e entrando no seu aplicativo de mensagens e entrando no chat com Niall não havia mais lhe mandado mensagens.

Louis: iae Niall? Como você está? Nunca mais mandou mensagens.

E quase como automaticamente o irlandês lhe mandou uma mensagem. 

Irlanda malandramente: Iae loulou bumbum granada? Comigo está tudo bem sim, e com você?

Louis: Niall você não sabe, sabe a amiga da minha mãe? Então a filha dela é a vagabunda da Taylor, e ela tenta me fazer ciúmes. 

Irlanda malandramente: Sério cara? Nossa mano, o que essa vadia fez agora? 

Louis: Até agora nada demais, ela apenas chegou em casa atrás do Harry toda descabelada como se eles estivessem tido algo mas o Harry me garantiu que não.

Irlanda malandramente: Será mesmo cara? Por que sei lá, ele é um alfa e tals e ele é considerado como o pica das galáxias por essas piranhas ai, se eu fosse você eu abriria os olhos.

Louis: Eu acho que não, creio que o Harry não haveria de ter coragem de me trair e de ter inventado toda aquela estória para nada.

Irlanda malandramente: Tudo bem então mas cara, você não sabe. Eu fiquei com a Melanie ontem, ela pode ser meio maluquinha e tals mas ela beija bem pra caralho. Beija melhor que o Touhid.

Louis: Touhid?  Aquele cara de Bangladesh? Nossa cara, sorte a sua, do jeito que você falou que ele beijava bem...

Irlanda malandramente: É, mas agora deixa eu ir alí cumprir o meu papel de empregada do lar pra dona Maura, depois eu volto.

Louis: Ta bom, tchau.

Depois de conversar com Niall, Louis bloqueou o celular e saiu do quarto cantando as últimas frases de Ride.

I'll be thinking to much
I'll be thinking to much ( help me )

Porem ele fora parado por Taylor que havia o empurrado contra a parede fortemente.

- Ai!- o omega gemeu ao que sentiu o seu corpo bater contra a superfície dura e gélida.

- Ai nada, e vê se fala baixo. Quem você pensa que você é? Primeiro você rouba o namorado dos outros e depois você vem para a minha casa? Ta de sacanagem. - Taylor disse com a mão firmemente no peito do menor que rolou os olhos descrente pela loirs querer iniciar uma briga por algo que nem importava mais.

- Primeiro, tira essa sua mão de mim, segundo; ele nunca foi e se depender de mim nunca será o seu namorado e terceiro e último e ainda sim muito importante, eu só vim para cá porque a minha mãe é amiga da sua mãe porque se eu soubesse que você morava aqui eu jamais pisaria aqui. - Louis disse empurrando a sua mão para longe do seu peito e apontando o dedo na sua cara. Taylor curvou uma sobrancelha desdenhosa e riu debochada.

- E quem você acha que é para afirmar uma coisa dessas? Olha só pra você, pode até ter dado sorte de ter nascido um homem omega mas você é gordo, nem sei como ainda tem coragem de usar essas roupas apertadas, você deveria voltar a se enfiar dentro daqueles sweaters enormes isso sim.- ela disse escorrendo veneno dos cantos da sua boca e Louis abaixou a cabeça, ele tinha um problema de autoestima, certo que ele sempre tinha uma resposta na ponta da língua e nunca se deixava abalar por coisas que lhe diziam porém isso era um problema pessoal que ele tinha consigo mesmo, depois de Harry ele conseguiu se sentir mais feliz e de acordo com o seu corpo que ers simplesmente maravilhoso, porém ouvir aquelas coisas de outra pessos depois de um bom tempo doía muito nele.

- Você não pode falar assim de mim...- Louis começou porém Taylor contra atacou novamente como uma cobra após dar o bote.

- E por quê não?  Olhe só para mim. Eu sou bonita, sou magra, sou omega, todos me querem, não tenha um dia que eu não saia e os alfas não olhem para mim, até o Harry mesmo já disse isso. Agora você? Você é feio, seu cabelo é uma palha, quando você anda só mostra o quão patético você é, os alfas só te olham por causa da sua bunda e do seu culote enorme.- ela disse e Louis sentiu os seus olhos lacrimejarem, ele nunca tinha ouvido aquilo de ninguém, Taylor era a primeira pessoa que lhe falava aquilo, e aquilo doia mais do que ele imaginava, Taylor realmente era muito bonita, todos na escola viviam atrás dela,  todos os alfas. Ela era linda, dançava tão bem e ele dançando era um desastre, ela cantava tão bem e ele cantando só vivia desafinando, ele nem sabia porque Harry ainda ficava com ele sendo que ele tinha Taylor bem ali a sua disposição. 

No andar debaixo Harry estranhava a demora do omega e como tinha gostado de sentir o corpinho do menor sobre si ele se levantou do sofá, andando em passos lentos e silenciosos até a escada, então subindo a mesma vendo Taylor e Louis no corredor e o menor visivelmente abalado, então ele se escondeu na parede que dava acesso ao sótão e ouviu uma parte da conversa.

- Harry provavelmente havia de ter feito uma aposta com alguém para provar que pelo menor te comia, mas como você deve ser carente deve ter grudado no pé dele com medo de ficar sozinho já que vai ser isso que vai acontecer quando ele finalmente conseguir se afastar de você, e sabe para onde ele irá? Para mim, por aqui ele tem tudo o que ele poderia ter.- ela disse e Louis deixou um soluço escapar pelos seus lábios  e aquilo fez Harry se irritar, Taylor não poderia falar aquilo para o menor, nunca. Ele amava Louis idependente de qualquer coisa, ele nunca faria nada para magoar o mesmo. E também não deixaria que o fizessem.

- Você não sabe de nada. Ele nunca faria isso.- Louis disse um pouco mais alto do que antes se repreendendo ao que ele imaginou que Harry estaria na sala, ele deu um passo a frente tentando ser forte o bastante porém Taylor foi mais rápida e forte encurralando-o na parede. 

- E qual a prova que você tem disso? Foi com você que ele deu uns amassos no parque no centro? Foi com você que ele confessou toda a posta? Foi com você que ele teve uma tarde calorosa de amor num quarto de hotel? Eu acho que não. - ela disse e Harry perdeu toda a paciência que lhe restava no corpo, ele entrou no corredor maior do que já era, assustando Taylor que quando o viu visivelmente irritado ficou mais branca que a parede do corredor. Louis chorava baixinho e ao perceber a presença do maior ali tratou de limpar as lágrimas teimosas que escorriam pelo seu rosto e ignorar o maior que prontamente lhe agarrou pela cintura, e Louis apenas resolveu não se importar em se livrar do aperto do cacheado. 

Harry direcionou o seu olhar para Taylor que sorria minimamente,  e assim que pode ver as veias saltadas no pescoço do maior ela rapidamente fechou o sorriso. Harry apontou o dedo na sua direção ainda muito irritado por tudo o que ouvira da omega magricela. Então encostando o rosto de Louis contra o seu peito, sentindo o mesmo agarrar a sua camisa entre os dedos.

- Quem você pensa que você é? Você não é um nada e demonstra isso pelo modo em que você tem a coragem de mentir tão descaradamente.- ele disse olhando firme para Taylor que negou com a cabeça rapidamente e se mantinha quieta, com certo medo do alfa. 

- Eu não...- ela começou porém Harry a interrompeu, levantando um dedo na sua direção e olhando-a mais furiosamente o possível. 

- Eu ainda não terminei Taylor. Se você acha que iria me ter em algum momento você pode ir tirando o seu cavalinho da chuva. Eu amo o Louis e tudo o que tem nele. Olhe só para você, toda magricela, como uma tábua de passar roupas, você é atirada, acha que só por ser omega e ex lider do time de torcida que todos os alfas vão te querer mas você não sabe de nada, eu nunca apostaria o Louis. Provavelmente alguém já teria apostado foder você e ganhado a aposta, mas eu nunca meteria o meu pau em você, nesse lixão que você chama de boceta. Então por favor se afaste do meu omega e vê se para de ficar inventando estórias sem sentindo por que naquele dia eu apenas havia te dado uma carona mas agora eu sei que eu nunca mais irei te dar uma carona porque do jeito que você vive se oferecendo para qualquer um e aparecer grávida e por acaso eu te der uma carona você  vai dizer que eu que sou o pai. - Harry disse irritado e Taylor já sentia os olhos lacrimejando, mas Harry pouco se importava, ela havia feito o seu pequeno omega chorar então aquilo para ela ainda era pouco comparado ao que ela havia feito à Louis. 

- Harry me descul...- Harry a interrompeu mais uma vez.

- Cala a desgraça da sua boca. Eu não quero ouvir a sua voz, você só fala merda. Você  é  uma merda. Então por favor, não fale mais comigo e nem com Louis.  Melhor, nem olhe para nós, você  é o ser humano mais desprezível que eu já conheci. Se afaste do meu omega. Do meu namorado ou eu irei esquecer de que você é  mulher e irei bater em você como de bate em homem. Vamos Lou.- ele disse e puxou Louis pela cintura para o quarto, deitando com o mesmo na cama do omega e desistindo de sequer ver televisão. 

_

Dias depois do incidente com Taylor, Harry estava no quarto se arrumando juntamente à Louis, eles iriam numa boate que havia inaugurado no centro da cidade. Harry vestia a sua camisa de flamingos com a sua calça jeans preta e uma bandana preta nos cachos. Já Louis vestia uma camisa polo vermelha com calças jeans azul escuro e nos pés seus TOMS brancos.

Louis borrifou um pouco do seu perfume e ainda em mente tudo o que Taylor lhe dissera, ela não queria que nada acontecesse à eles dois porem ele também não podia deixar de acreditar mesmo que um pouquinho no que Taylor lhe dissera, Harry era um alfa e querendo ou não um dia ele se cansaria e terminaria tudo com Louis. Mas Harry não queria isso, Harry ama Louis como nunca amou ninguém antes, ele não vê mais vontade em olhar para ninguém como ele olhava antes ou então ir para alguma boate ou festa sem o menor, ele se sentia  a obrigação de ter o menor ao seu lado, mas não como algo que ele se sinta obrigado mas como se ele dependesse do menor e ele de certa forma depende. 

Ele nunca deixaria Louis por ninguém, muito menos por Taylor se era isso que ela pensava. Taylor nunca teria Harry para si e o mesmo tentava deixar isso o mais claro o possível para a omega toda a vez em que ela tentava flertar com ele ou em vão andava pela casa usando shorts curtos por mais que ela quase não tivesse bunda para o preenchê-lo.

Assim que já estava arrumado, Harry bateu à porta de Louis que agora arrumava o seu cabelo no espelho que tinha no seu quarto. Ele gritou um " 'ta aberta " mas sem desviar uma só vez os olhos do espelho. Harry entrou no mesmo fazendo Louis se deliciar com a lufada de perfume masculino entrar o quarto junto à Harry que estava impecavelmente maravilhoso. 

Louis arfou quando viu o maior parado um pouco perto de si e só então notou que ofegava. Depois que havia rolado com eles dois na pensão  eles haviam transado muito, no quarto temporário do menor, no carro do alfa, no chuveiro e até mesmo na mesa da cozinha em uma madrugada dessas. Eles eram sexo puro, toda vez em que se viam era como se um ímã os atraísse e fizesse com que o tesão ficasse sobre o ar, tornando-o mais pesado e os dois mais necesitados. Porem Louis não transaria com ele novamente, pelo menos não mais hoje. Eles iriam aproveitar a boate e quem sabe chegar em casa duas ou três da manhã. 

- Você está muito bonito gatinho. - Harry exclamou pela primeira vez em que viu o menor desde que ele fora tomar banho, admirando o mesmo e assumindo ser sortudo pra caralho por conseguir o menor.

- Sempre fui.- Louis respondeu e Harry riu, pelo quão convencido o menor podia ser as vezes. Ele caminhou na direção do mesmo e segurou na sua cintura possessivamente. Resvalando o seu nariz no pescoço do mesmo e sentindo o quão macio e cheiroso era a sua pele. 

- E gostoso também. - ele disse e desceu as suas mãos para a bunda do omega, infiltrando-as nos bolsos do jeans e apertando a carne farta, durinha e macia entre os dedos cheios de aneis. E o omega apenas assentiu com a cabeça. Pendendo a cabeça para o lado e dando mais acesso ao seu pescoço para o alfa que agora distribuía beijos e chupões intercaladamente. 

- E só meu. - ele disse e apertou a bunda do mesmo mais forte apertando o jeans esturricado entre os seus dedos. Louis gemeu baixinho e deitou a cabeça no ombro do cacheado que chupou mais fortemente a pele do menor que assentiu novamente, sentindo gosto de sabonete e perfume, se deliciando também com a textura da pele de veludo do omega já cheia de hematomas. 

- Só seu.- ele disse e sentiu o pênis quase flacido do alfa contra as bochechas da sua bunda, balançando a mesma na intenção de estimular o maior que gemeu rouco ao pé do seu ouvido, então sentindo toda a sua pele se arrepiar, o cacheado gemeu malicioso ao que ele achou que o menor queria alguma coisa. Ele virou o menor de abrupto, encostando os seus peitos e fazendo o mesmo arfar e sorrir sorrateiro. Ele desceu uma das mãos e com a mesma agarrou o pênis do alfa, mexendo a mão em movimentos circulares logo em seguida, deixando o mesmo atiçado e já necessitado. 

- Vamos devagar gatinho.- ele disse e sorriu com covinhas, abrindo a boca num formato oval ao que o de olhos azuis começou a movimentar a mão mais rápido.  Ele agarrou as ancas do mesmo e o puxou para cima, o colocando mais rente a si, o menor enlaçou o seu quadril com as coxas fartas e resfolegou baxinho ao que sentiu o pênis do meior resvalar no seu. Harry sorriu e pela primeira vez em que entrou no quarto ele capturou os lábios do omega entre os seus, chupando-os e ditando um ritmo um tanto quanto desesperado.

- Devagar pra quê se temos tempo o suficiente? - o menor sabia que ele iria para o inferno pelo o que estava fazendo, certo que o alfa tirava muita onda de vez em quando e fora a vez em que ele o deixou  na mão depois da surpresa que ele preparou com tanto carinho. Harry merecia aquilo, e como merecia. 

- Você ta assanhadinho hein gatinho?- Harry disse andando em direção à cama e se apoiando na mesma com um joelho, tranquilo pelo simples fato de Jay e os gêmeos estarem na sala mais Megan vendo Frozen que as meninas queriam tanto ver e Fizzy e Charlottie tinham saído com Taylor para o shopping, para fazerem umas comprinhas e ver um novo filme que estava em cartaz. 

- E eu sei que você está gostando.- ele respondeu e gemeu manhoso ao que o alfa os jogou na cama, se apoiando na cabeceira de madeira caramelo e fazendo Louis sorrir numa falsa animação. Louis posicionou as suas mãos no peito do cacheado e os virou na cama, ficando por cima e se inclinando sobre o mesmo, fazendo questão de empinar bem a bunda. Dando uma visão privilegiada para o maior que sorriu malicioso e escorregou as mãos para a região avantajada e farta. Louis gemeu no pé da sua orelha e chupou o seu lóbulo se um jeito sensual, sussurrando coisas sujas ao maior que gemeu arrastado e se arrepiou todo. Louis agarrou com uma mão os seus fios sedosos e cheirosos de cabelo, puxando- os para trás e caindo de boca na pele alva do pescoço do cacheado.

- Eu estou! Eu estou muito.- ele disse já começando a ficar animado com a ideia de ter uma rapidinha com o menor antes de saírem para curtir, porem ele mal sabia que o menor estava tramando uma contra ele.

Louis rebolou contra o seu membro ainda com a bunda empinada sentindo todo o corpo se arrepiar e uma vontade enorme de rir, porem ele teria que se comportar senão não daria certo. Harry jogou a cabeça para trás deleitando-se com a sensação da entrada mesmo que coberta do menor pressionando o seu membro, masturbando- o de uma forma deliciosa. Cegamente ele procurou a boca do menor que agora mordia a pele pálida do pescoço cheiro do alfa que se arrepiava s toda hora. Harry realmente em certo momentos poderia ser considerado um verdadeiro molenga.

Beijando os lábios macios e gostosos do omega, sentindo o gosto de menta e pasta de dente. Louis abriu mais a boca dando espaço para que o maior adentrasse a boca com a língua e assim ele o fez, movendo o músculo quente contra a cavidade bucal do omega que chupou a mesma demoradamente quando o maior estirou a mesma para fora. Harry gemeu e recolheu a sua língua, dando início à um novo beijo agora mais calmo, alisando a protuberância do menor e sorrindo ao que o mesmo movimentou a mesma para frente e para trás.  Pressionando o membro do maior que já se encontrava entumecido dentro das calças.

Harry já começará a ficar animado, sorrindo e desferindo tapas na bunda do omega que sorria descadamente, ele desceu a mão ousadamente e abriu a calça do maior, descendo o zíper e agarrando o seu falo por cima da cueca masturbando- o e sorrindo ao que o maior começou a gemer rouco e cortado.

- Sabe do que eu to com vontade?- ele perguntou e o alfa negou com a cabeça sorrindo maliciosamente e agarrando com os dedos trêmulos o maxilar fino e delicado do omega. 

- hm? Do que você tem vontade gatinho? - Harry murmurou rouco, sorrindo de lade e se impulsionando para a mão do omega que sorria safado ao que apertava a sua protuberância.

- Você quer saber mesmo hm? - Louis perguntou sorrindo malicioso e mordendo o lábio inferior, enviando espasmos por todo o corpo do maior que segurou um gemido gutural no fundo da sua garganta.

- Quero gatinho. - o cacheado disse e sorriu se inclinando e selando os lábios do menor, que se separou do mesmo no instante em que ele quis aprofundar o beijo. Deixsndo-o apenas com um selar dos lábios. Harry já estava ficando ansioso, seu couro cabeludo pinicava de uma forma que nunca antes, seus pés formigavam em ansiedade e o seu coração batia desenfreado esperando para o que o menor diria, fitando com os seus olhos verdes esmeraldas que agora estavam dilatados ao extremo, apenas com uma fina circunferência de verde ao redor da grande e chamativa bola negra. Louis piscou os seus olhos azuis em direção ao maior, os cílios fazendo sobra nas bochechas redondas e coradas, os lábios antes finos agora inchados pela sucção da boca do cacheado pressionados numa linha rígida enquanto na sua face tendia um semblante malicioso, sobrancelha direita arqueada e um olhar sexy nos lindos e profundos olhos azuis feito mar.

- Eu estou doidinho para ir logo para a boate aproveitar antes que a mãe decida de que não vamos mais.- ele disse sorrindo em seguida observando o semblante confuso do cacheado abaixo de si, então ele se levantou do mesmo andando até a porta enquanto balançava a sua linda e redonda bunda. E o cacheado agora tinha os nós dos indicadores pressionando os olhos e sorrindo feito um idiota, sem conseguir acreditar que ele havia mesmo caído ns armadilha do menor. Porem ele não tinha o direito de ficar bravo com o mesmo sendo que ele apenas quera se vingar e estava com toda a razão visto que se fosse com Harry ele faria a mesma coisa. Então ele ainda sorrindo olhou para o lado e viu o menor rente a porta de costas para si. Com o queixo sobre o ombro o olhando de uma forma brincalhona.

- Pretende ficar ai tigrão?- ele disse e então saiu do quarto sorrindo feito uma criança quando acha o brinquedo de natal escondido pelos pais, enquanto o cacheado mesmo achando a situação engraçada caminhou resmungando para o banheiro do corredor, mas sem antes olhar para os lados para se certificar de que não havia ninguém em tal recinto. Então correndo sem jeito para o banheiro, para enfim se aliviar e acompanhar o seu omega à boate.


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim! Eu decidi postar agora porque eu sei como é bom chegar da escola e ver que a sua fic foi att. Amo vcs e até depois

E porfavor, comentem. Eu preciso saber o que vocês estão achando da fanfic, e Duda, cadê você mulher to com saudades!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...