História Meu querido mordomo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Tags Sebasciel
Visualizações 88
Palavras 2.104
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieee amores! Tudo bem? Bom venho com uma fanfic super quente do meu mais novo Shippe espero que vocês gostem, beijooooo
Beijos da Tia Bombom
ATENÇÃO ESSE FANFIC TEM HENTAI

Beijos de luz <3

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Meu querido mordomo - Capítulo 1 - Capítulo Único

                                                      Possua-me Sebastian 

Ciel 

Mais um dia como o outro está rotina está se tornando chata a  única coisa que me diverte aqui nesta mansão e o Sebastian mas ultimamente ele está se afastando de mim por motivos que desconheço até porque não é de meu interesse, como de costume ele me acorda me entrega meu café e já vai falando o que fazer hoje, mas sinceramente não estou afim de fazer nada hoje.

Sebastian: Jovem mestre? Está me ouvindo?  (diz chegando perto do meu rosto)

Ciel: Porque está tão perto Sebastian? (digo corado)

Sebastian: Como eu dizia senhor, vamos pra sua aula de dança?

Ciel: Não estou afim!

Sebastian: Sinto muito mas o senhor vai ter que ir!

Com certa rapidez ele me pegou no colo e começou a me levar pra sala de dança, tentei resistir mas ele era mais forte que eu fiquei emburrado mas então senti um cheiro doce mas forte vindo de Sebastian fiquei curioso e coloquei minha nariz em seu pescoço o vendo arrepiar por completo e continuei a cheira seu perfume que tem um perfume maravilhoso, nunca tinha reparado em como Sebastian e lindo e atraente, tentador e parecia que ele estava gostando porque não pediu para eu parar, passei minha linguá de leve em seu pescoço então escutei um gemido vindo de sua parte.

Sebastian: See...e..nhor?

Ciel: Sim, Sebastian (maneira sexy)

Sebastian: Chegamos na sala!

desço do colo dele e caminho dentro da sala e começo a ensaiar junto de Sebastian que não parava de me olhar e eu me perdia no olhar dele também e impressão minha ou está rolando algo entre eu e ele? Talvez seja coisa da minha cabeça, as vezes Sebastian me dava banho e eu me arrepiava com seus toques eu dava sempre a mesma desculpa de que estava com frio, assumo que tenho uma atração bem forte por ele, não nego que queria ver ele gemendo meu nome descontroladamente como seria bom, mas vamos voltar a realidade ele e um demônio não liga pra minha existência e nem ligara, com esses pensamentos acabo pisando no pé de Sebastian como sou desastrado.

Ciel: Me desculpe...não levo jeito pra dança (fico envergonhado)

Ele segura meu queixo e me guia na parede e me prensa nela que me deixa exitado pakas, certo calma Ciel ele não vai fazer nada nesta sala, Sebastian levanta minha cabeça pra poder encarrar ele e seu olhar está como se fosse me devorar por inteiro, ele passa a mão no meu rosto e sobe no meu cabelo fazendo carinho e assim tirando meu tampa olho.

Sebastian: Tão lindo mestre, abra a boca Jovem mestre!

Odeio receber ordens mas não consigo evitar e obedeço ele, abro minha boca e vejo seus olhos brilharem com tão atitude minha ele coloca dois dedos em minha boca fazendo um pouco de baba escorrer pelos seus dedos, enquanto sua outra mão está ocupada em sua calça ele desce um pouco sua calça e posso notar um pouco o volume que ali se faz presente, me assustei com o tamanho e Sebastian retirou seus dedos da minha boca e começou uma masturbação lenta em si mesmo, só observei a cena de perto e que cena maravilhosa nossa, ele estava com uma mão encostada na parede me presando contra seu corpo e com os olhos semi cerrados por conta do prazer, seus gemidos eram baixos e abafados, não resistir e tirei sua mão de seu membro e coloquei minha boca nele, seu gosto era doce meio azedo parecia um doce só que diferente, não consigo engolir tudo pois e muito grande.

Sebastian: Joo...veeemmm...Messs...treeee

Eu chupei mais forte enquanto ele gemia e clamava para eu parar porque ele ia gozar logo mas não me importei e logo senti algo quente descendo minha garganta, engoli tudo e me levantei, ele me prensou na parede e me beijou, um beijo quente e profundo e sinto sua ereção na minha barriga quanto nos beijamos escutamos vozes no corredor devem ser os outros empregados, ele se vestiu rapidamente e eu o beijei de novo mas antes de saímos ele sussurra pra mim.

Sebastian: O senhor brincou com fogo e agora vai se queimar com certeza, vamos!

Saímos da sala e fomos por jardim eu havia esquecido que era reunião de estados hoje essa coisa de reunião e a coisa mais chata, cheguei no jardim e a mesa já estava toda pronta todos estavam sentados e eu me sentei de frente pra todos, cumprimentei cada um e Sebastian se sentou ao meu lado, por um momento na reunião Sebastian saiu de perto e voltou se sentando novamente no seu lugar, ele colocou sua mão em meu membro o que me chocou mas não pude ter expressão nenhuma, ele tirou meu membro pra fora e começou a me masturbar no meu da reunião ele só pode estar louco, eu gemia com a boca baixa, perdi a conta de quantas aguá tomei nestes meio tempo e a reunião prosseguia aquilo estava me torturando. Cheguei próximo ou ouvido de Sebastian.

Ciel: Por favor Se..bas..tian pare! Eu te imploro.

Ele sorriu e abotoou minha calça, ainda bem demorou uns Três minutos e a reunião acabou discutimos tudo que era preciso e nos despedimos com sorrisos falsos porque eu queria matar o Sebastian, ficamos sozinhos no jardim.

Ciel: Vou para a minha sala e quero você lá com meu chá e uns biscoitos.

Sebastian: Sim, meu mestre.

Saio de perto dele e vou pra minha sala me trancando lá, ele está demorando assinei vários pepeis e vi alguns contratos de país pra rainha quando escuto alguém bater minha porta.

Ciel: Entre!

Sebastian: Senhor trouce seu chá 

Ciel; Onde estava?

Sebastian: Desculpe Jovem mestre, estava resolvendo...

Levantei da minha mesa e bati a mão ele se assustou e me olhou espantado pela minha atitude.

Ciel: Não importa o que você estava fazendo, te dei uma ordem Sebas...

Não terminei seu nome e numa velocidade sobre humana ele me colocou encima da mesa e ficou entre as minhas pernas e me beijando ferozmente como se aquilo fosse se acabar a qualquer momento, coloquei minhas mãos nos seus cabelos puxando um pouco o fazendo gemer nos meus lábios, isso me exitou bastante que me fez colocar minha mão dentro de sua blusa, que o fez arrepiar completamente.

Ciel off

Sebastian On

Meu mestre hoje não resistir estou quero fazer coisas inapropriadas com ele a tempos mal sabe ele que eu pedia ele pra dar banho porque eu queria tocar no seu corpo, seu corpo ama meus toques meus beijos antes dele dormir o fazem arrepiar por inteiro hoje mais cedo quando ele beijou meu pescoço quando estava no meu colo não resistir tinha que mostrar pra ele do que sou capaz o que eu realmente quero, o que eu sempre quis deis que acetei este acordo com meu jovem mestre, a aquela boquinha já fez um carinho em mim nossa e que boca macia, delicada e bem sensível se bem que ele engoliu quase tudo até porque sou bem dotado, não quero me gabar mas são 29 centímetros e bem grosso também, eu sou quero estar dentro dele mais nada.

Mais tarde naquele mesmo dia fomos ao jardim a uma reunião de negócios da coroa coisa chatas e pelo que sei meu mestre também odeia estas reuniões chatas então resolvi animar as coisas, sai da mesa e entrei na mansão e falei para os entregados não irem até o jardim e que são ordens do Jovem mestre,eles obedeceram prontamente, voltei pra mesa e coloquei meu plano em prática desci minha mão para a calça do mestre e tirei seu membro um pouco pra fora e comecei uma masturbação lenta e quanto ele se remexia na cadeira e tentava conter os gemidos segurando na mesa fortemente, eu estava amando aquela situação e até escutar ele implorar pra mim parar então o obedeci. E que estamos nos quase fudendo na mesa do escritório e como eu desejo fuder este menino, eu o beijava quente de paixão e desejo o vejo suspirar e gemer, ele coloca sua mão dentro da minha blusa e me arrepio com sua mão gelada na minha pele, que menino, que tesão.

Ciel: Sebasss...tiannnnnn (gemido)

Sebastian: Sim meu mestre?

Ciel: Meee...fodaaa agora por favor! e...uma ordem 

Sebastian: Sim meu mestre.

Na hora que vou tirar sua roupa alguém bateu na porta, comecei a masturbar ele devagar.

Sebastian: Pergunte quem é Senhor (sussurro)

Ciel: Quem é?

Elizabeth: Sou eu Ciellll meu lindo!

Ciel: Elizabeth, bom estou ocupado no momento não interrompa!

Elizabeth: Está bem, estou te esperando aqui fora.

Continuei com a masturbação e coloquei dois dedos na boca dele que chupou bem gostoso, tirei sua calça e tampei sua boca com a minha mão e penetrei um dedo nele que gemeu de dor ma foi abafado na hora, fiz movimentos de vai e vem enquanto ele se remexia violentamente sobre a mesa, parei os movimentos e o vesti e ele desceu da mesa indo até a porta a abrindo revelando uma Elizabeth animada e feliz, nunca fui com a cara dela e nem o Jovem mestre gosta dela, arrumei a casa toda e quando me dei por mim já estava na hora do jovem mestre dormir, entrei no seu quarto e me surpreendi com a cena que vi, o mestre estava de quatro encima da cama se alto penetrando com um consolo e estava com os olhos semi cerrados e vermelho, mas o que ele está fazendo.

Ciel: Venha me fodaaaaaaa Sebastiannn.

Fico atrás dele e o ajudo a enfiar o consolo mais ainda  que o fez gemer de dor, puxei seus cabelos pra trás e penetro o consolo todo no seu interior.

Ciel; Sebassssss....tiannnnnn hummmmm, istooooo doii muitoooooo 

Sebastian: Quantos centímetros esse consolo tem?

Ciel: 20 (Eu ri muito e enfiei mais o consolo nele)

Ciel: Do que está rindo Baka?

Sebastian: Você verá jovem mestre, mas agora você será meu nem que seja só por está noite ou não.

Saio do quarto e vou para o meu, pego lubrificante e uma algema, e uma bolinha pra colocar na boca, voltei onde meu mestre estava e quando entro ele se assusta com as coisas que trouce, coloco as coisas na cama e me sento na cadeira ao lado da cama. Faço um sinal com a mão pra ele se aproxima.

Sebastian: Você vai fazer o que eu andar?

Ciel: Sim senhooor

Sebastian: Certo se ajoelha! (ele fez o que mandei se ajoelhando entre as minhas pernas)

Sebastian: Quero que você fique de quatro na cama e se masturbe até gozar. (ele foi pra cama e fez o que mandei, ele começou lento e 20 minutos depois já tinha gozado).

Me levantei da cadeira e subi na cama, ele estava ofegando bastante e estava quase dormindo mas eu toquei meu membro e tirei minhas roupas, coloquei a algema nele o algemando na cama e coloquei a bolinha na sua boca, não o preparei pois não estava aguentando mais e o penetrei forte e firme, ele gritou, gemeu,chorou e se mexeu na cama com a dor, lamento Mestre mas não tenho paciência pra estas coisas, tiro a bolinha da sua boca.

Ciel: Seu desgraçado gostoso, isto doeu nossa porque não foi mais carinhoso. (o beijei profundo e o penetrei de novo só que mais rápido).

Ciel: Sebaaasss...tiannnnnn, m...maisss rápido, vai mais rápido 

Sebastian: Sim senhorrrrrrrrrr!

Ele já estava quase gozando e eu também, mas antes disto o coloquei de quatro e o penetrei sem do e nem piedade arrancando gemidos e sons de reclamações da parte do meu senhor, dei mais três estocadas e gozei gemendo seu nome e pela primeira vez eu disse seu nome. Ele se levantou da cama e me deu a mão.

Ciel: Vamos tomar banho!

Sebastian: Sim vamos Senhor!

Tomamos banho e fizemos mais uma vez, sinceramente sempre gostei deste garoto mas não ao certo o que sinto por ele, voltamos pra cama coloquei minha cueca box preta e ele estava de cueca branca lindo como sempre, deitei na cama e ele deitou do meu lado, colocou a cabeça no meu peito e beijo meu pescoço de leve.

Ciel: Eu te amo meu demônio!

Sebastian: Tão te amo meu pequeno anjo, boa noite!

Ciel: Boa noite, eu não sabia que demônio se apaixonava!

Sebastian: Eu também não sabia meu anjo, agora vai dormir prometo está aqui amanhã de manha.

Não sei o que me espera no futuro mas só que quero ficar com esse anjo até os fins dos meus dias e prometo te proteger sempre por que eu te amo meu pequeno mestre.

Fim

 

 

 

 


Notas Finais


Acabou espero que tenham gostado, até a próxima fanfic beijos de Luz <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...