História Meu Querido Professor - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Personagens Originais
Tags Bts Bangtan Boys, Drama, Revelaçao, Romance
Visualizações 60
Palavras 2.433
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem do capitulo de hoje, desculpem a demora pela postagem do capitulo.
Leiam as notas finais.
#NãoSejamLeitoresFantasmas.

Capítulo 15 - Eu te amo


Fanfic / Fanfiction Meu Querido Professor - Capítulo 15 - Eu te amo

Acampamento, 6:45 PM

Estava no terceiro sono, namorado uma certa pessoa me acorda. Da melhor maneira possível, já falei que amo o meu namorado?

JN- Ei princesa acorda. *Me chama me dando beijinhos.* -Vamos comer, e depois vamos sentar em volta da fogueira. O pessoal vai pra lá as sete e já são seis e quarenta e cinco da noite. Vamos minha princesa acorda. *Fala dando beijinhos na minha bochecha. *

-Só se você me der um beijo. *Falo manhosa.*

JN- Alguém esta muito manhosa princesa. *Diz rindo.*

-Com um namorado desse quem não ficaria. *Digo isso e ele sobe em cima de mim.*

JN- Já disse que eu te amo s/n? *Nego.* -Pois então eu te amo muito. *Fala e me beija.*

-Isso sim é um beijo. *Digo acariciando o seu rosto.* -Oppa, eu também te amo. *Falo e ele sorri.*

JN- Menina vou te guardar em um potinho e te proteger pra sempre. *Fala e me abraça.* -Agora vamos comer, que você esta morrendo de fome. *Fala após escutar o meu estômago roncar.*

-Vamos. *Sorrio e ele levanta e me ajuda a levantar.*

[...]

JM- Finalmente, achei que você tinha morrido dentro daquela cabana. *Diz logo depois que eu sento no tronco no meio dele e da Duda.*

- Estava dormindo. Não posso mais? *Digo revirando os olhos.*

JM- Sua chata, não revira os olhos. Falei isso porque senti sua falta. *Fala autuando a minha bochecha. *

Duda- Quanto amor gente. *Diz rindo.* -O Jimin pega um refrigerante para gente, por favor? *Diz manhosa.*

JM- Querem de que ? *Pergunta se levantando. *

-Uva. *Digo fazendo um v com os dedos.*

Duda-Laranja. *Fala e ele vai buscar.* -Agora me explica essa historia sua e do professor. Rápido antes que ele volte. *fala apressada.*

Explico tudo o que aconteceu entre mim e o professor Seokjin. E ela abre a boca no formato de um “o”.

Duda- Então o pai do Seokjin, é amigo do seu pai? *Assinto.* -Sortuda, assim vai ser mais fácil dos seus pais aceitarem por conhecerem eles.

-Né. Tem outra pessoa que me conhece tão bem quanto você, só que ela não sabe. Ela só desconfia, mas não tenho coragem de contar, pois pode prejudicar o meu oppa. *Falo com uma carinha triste. *

Duda-É a JiHyon não é? *Assinto.*-Você está ferrada. *Fala rindo.*

-E eu não sei. *Digo revirando os olhos.*

JM- Voltei. *Fala entregando nossas latas de refrigerante. *

-Finalmente, pensei que tinha ido fabricar os refrigerantes. * Falo a Duda ri e ele revira os olhos.*-Obrigada Jimin.

JM- Eu aceito um obrigado dela. *Aponta para Duda.* -Agora de você eu quero um beijinho. *Diz fazendo um biquinho e a Duda e eu arregala os olhos.*

Muito direto.

JN- Você quer um beijo de quem Jimin? *Fala atrás dele cruzando os braços.*

JM- Da s/n horas. De quem mais seria. *Alfineta.*

Colabora Jimin.

Duda-Fodeu. *Fala e coloca a mão na testa.*

-Olha a boca Eduarda. *Falo dando um tapa na cabeça dela.*

Duda- Desculpa. *Fala massageando o local do tapa.*

JN-Pena que vai ficar só na vontade mesmo né? *Fala rindo cínico.*

Duda- Vou buscar a pipoca. *Diz rindo.* -Treta do século.

-Eduarda, para com isso. *Digo brava.*-Você não vai a lugar nenhum. *Puxo ela para sentar de novo.*

JM- Por que eu ficaria? *Fala sorrindo cínico.*

JN- Porque ela é minha namorada. *Fala baixo apenas para nos três ouvirmos.*

Duda- Por favor s/n, deixa eu pegar uma pipoca dentro da barraca. *Fala batendo os pés freneticamente no chão.*

-Não, sossega a bunda nesse tronco. *Falo e olho pro Jin. * -Jin não brigue por favor. *Falo e ele me olha.*

JM- É verdade s/n? Vocês estão juntos? *Ele fala me olhando com lágrimas nos olhos e eu apenas assinto. * -Bem que você disse Jin. Parabéns pelo namoro dos dois. *Fala deixando uma lágrima cair.* -Mais saiba de uma coisa Jin. *Fala se virando e pondo o dedo indicador no peito dele. * -Eu não vou desistir dela. Se você machucar ela nos vamos sair nos murros. *Diz saindo de perto da gente.*

Duda- O que aconteceu aqui? *Pergunta com a mão na boca.*

- Você viu uma cena típica de ciúmes. Pelo menos não saíram nos murros dessa vez. *Falo respirando fundo.* -Jin, como assim bem que você disse algo sobre nos a ele. *Pergunto séria.*- Mas deixa eu perguntar como o Jimin está primeiro, não gosto de vê-lo chateado.

Duda-Deixa ele digeri essa situação primeiro, depois você conversa com ele. Ele precisa pensar um pouco. *Fala e eu sento no tronco de novo.* - Então professor pode começar.

JN- Então... *Ele explica tudo o que aconteceu no dia que ele tirou o Jimin da sala.* -Então foi isso o que conversamos. *Fala passando a mão pelo rosto.* -Desculpa por não ter te dito isso.

- Então vocês se declararam rivais do amor? *Pergunto incrédula e ele assente.* -Só desculpo, se você não esconder mais nada de mim. Tem algo a mais que eu tenho que saber? *Pergunto e ele assente.*

JN- No dia do encontro de vocês eu segui o Jimin e descobri aonde vocês iriam jantar. Então jantei em uma mesa, longe de vocês. E fiquei observando caso ele tentasse algo com você eu iria impedir. *Fala passando a mão na nuca.*

-Então aquela hora no parque... *Ele me interrompe.*

JN-Sim eu apareci justamente para ele não te beijar. Caso contrario não via motivo para atrapalhar o encontro de vocês. Só fiz isso porque tive medo de perder você pra ele. *Diz abaixando a cabeça, como se esperasse que eu fizesse algo com ele.*

Duda- S/n estou começando achar que sua mãe passou mel em você em vez de talco. Como você consegue atrair os homens mais lindos para você. *Diz rindo. *

JN- Como assim homens Eduarda? *Pergunta arqueando a sobrancelha. *

-Nada oppa. *Digo sorrindo.*

Duda- Como assim nada? Lembra o ano passado? Tinha um menino no colégio que todas queriam ficar com ele. No entanto ele vivia atrás de você. Qual o nome dele mesmo? * Ela faz uma cara pensativa.* - A lembrei Kim Taehyung e outro era o Jeon Jungkook. Todos os dois tentaram beijar ela a força. Porem sem sucesso, porque sempre a professora JiHyon aparecia. Sem mentira nenhuma isso foi o ano inteiro assim. *Fala sorrindo.*

Irei anotar, sufocar a Eduarda quando ela dormir lá em casa.

JN- E esses meninos estão no colégio ainda? Não me lembro de dar aula para nenhum deles. *Ele faz uma cara pensativa.*

-Não. O Jungkook e o Taetae se mudaram para Busan *Falo e ele solta um suspiro aliviado.*

JN- Como assim Taetae? São tão íntimos assim dona s/n? *Pronuncia sério.*

Duda- Ele não te ligava até mês passado amiga? A última vez que falámos com ele foi antes das aulas começarem, lembra que ele até falou que tinha uma surpresa pra você? *Fala colocando lenha na fogueira e eu belisco ela.* -Ai doeu.

-Isso é por você falar de mais. Já vê que ele morre de ciúmes e fica colocando lenha na fogueira, idiota. *Falo e ela ri.*

JN- É verdade isso? *Pergunta emburrado e eu apenas assinto.* -Tenho com que me preocupar ? *Pergunta olhando nos meus olhos e eu nego com a cabeça sem quebrar o contrato visual.*

Duda- Na verdade tem sim. Ele é um gato, acho que ainda é pouco para ele, ele so perde pro Suga na minha opinião. Na moral todos daquele grupinho deles são uns gatos. Ainda lembro das pegadas do Namjoon. Pena que ele foi pros Estados Unidos. O único que está no colégio é o Hoseok que nunca fica atrás. Aaa... O Hobi se declarou para você antes das férias. Gente você pediu um tempo pra pensar e ainda não deu a resposta ainda. Coitado... S/n destruidoras de coração. *Fala fazendo um coração com a mão e o quebrando.* -Ainda me pergunto como é que você foi perder o Bv só com o Jin.

-Duda não está ajudando. *Falo passando a mão pelo meu rosto.*

JM- Voltei. Você ainda está aqui? *Diz bufando.*

JN- Jimin por acaso você conhece algum Hoseok? *Pergunta e ele assente.*

JM- Ele é o presidente do clube de dança e esta no terceiro ano. Sei disso porque estou no clube de dança, por que?

JN- Tenho que ficar de olho nele. Só isso, cada dia que passa aparece mais alguém para tira você de mim s/n. * Fala e o Jimin arregala os olhos. *

JM- Como é que é? *Diz alto.*

JN- Fala baixo peste.*Diz revirando os olhos.*

Duda -Isso mesmo. O Jung Hoseok esta apaixonado pela s/n. *Diz comendo uma pipoca.*

-Eduarda! Para de querer armar encrenca. *Falo dando um tapa na sua cabeça.*- Quanto mais você fala pior fica.

Duda- Desculpa. Mais é que eu adoro uma treta. *Diz sorrindo.*

Reviro os olhos descontente daquela situação.

JN- Chega desse assunto. Se não eu vou ficar louco, mas do que quando o Jimin está tentando algo com a s/n. De dor de cabeça já basta o Jimin. *Fala passando a mão pelo rosto.*

Duda- Relaxa não se preocupa, a s/n te ama jamais que ela iria te largar para ficar com algum deles, não fazem o tipo dela. *Diz dando de ombros.*

JN- Ah obrigado por tentar me tranquilizar, depois de ter acabado com meu psicológico. *Faz uma pausa.* -Mudando de assunto totalmente. Vamos sentar junto com os outros, porque daqui a pouco os professores de apoio vão começar a contar as lendas e histórias de terror. *Fala e se levanta.*

-Não gosto de histórias de terror. *Falo me encolhendo no corpo do Jin.*

JM- Eu te protejo princesa. *Fala sorrindo.*

JN- A única coisa que vai proteger é o seu rosto da minha mão. *Diz sério.* -Ela tem a mim não precisa de você. *Diz passando o braço envolta do meu corpo.*

JM-A sua proteção não pode ser mostrada em público. Esqueceu? *Diz sorrindo vitorioso.*

Duda- Rapazes para que agressão. Vamos logo pra perto dos bancos em volta da fogueira. *Diz se levantando.*

- Olha você serve para algo além de causar tretas. *Digo rindo.*

Duda- Palhaça. *Diz e todos nos levantamos e seguimos para perto da fogueira.*.

[...]

Após mais de duas horas de contos de terror fomos dormir, porque começou a chover.

Assim que entro mais o Jin na cabana ele vai tomar banho.

JN- Jagiya, vou tomar banho, não demoro. *Ele fala e eu assinto.*

-Não demora oppa. *Falo com os arregalados de medo, por causa das lendas de florestas.*

JN- Ainda com medo princesa? *Pergunta rindo.*

-Não ri de mim. Não sabe quanto estou assustada com essas histórias. *Falo e ele gargalha.*

A chuva começa engrossar mais, e eu fico mais assustada ainda. E pra piorar a luz acaba.

-Aaaaah. *Grito.*

JN- Calma Jagiya, foi so uma queda de energia. *Fala acendendo a lanterna do seu celular.*- Já que você já tomou banho, me espera do lado de fora do chuveiro, assim eu te olho e não vamos precisar ascender mais velas. *Fala enquanto acende duas velas que tinha na cabana. * -Está bem?

-Tudo bem oppa. *Falo e ele desliga a luz da lanterna, deixando o ambiente iluminado pela vela.*

Fomos para o banheiro e ele começa a se despir. Uma das setes maravilhas do mundo é o Jin nu. Disso eu tenho certeza. Por um minuto meu medo acabou. Mas logo voltou depois que um trovão caiu fazendo eu dar um pulinho pra traz.

JN- Meu pai, que água gelada é essa? *Fala após entrar totalmente no de baixo da água.*

-Ae o aquecedor da água so funciona com a energia. *Digo rindo.*

JN- Se você continuar rindo, eu vou te puxar pra de baixo da água também. * Diz com um bico nos lábios.*

-Parei. *Ergo as mãos em sinal de rendição.*

JN- pega a toalha que está despendurada. Ai na porta do banheiro. *Falo e eu pego a mesma e entrego para ele.*

-Pronto ? *Ele assente e eu pego as velas e coloco no quarto dele.* -Vamos dormir aqui. Sua cama é melhor que a minha. *Coloco a vela na penteadeira de madeira do quarto, enquanto ele veste apenas uma calça de moletom.*

JN- Deita na cama que eu pego as cobertas e te embrulho. *Ele pega a coberta e me embrulha, volta e apaga as velas já que não podiam ficar acessa pelo fato de tudo aqui ser feito de madeira.* -Ei Jagiya chega pra lá um pouco pra mim deitar. *Fala e eu faço.*

Ele deita e me abraça por trás formando uma conchinha. Então ele começa a distribuir beijinhos em minha nuca, fazendo com que eu me arrepiasse. Ele ria da minha agonia enquanto distribuía beijos pelos meus ombros cobertos somente pelo meu moletom. Ele desceu uma das suas mãos para minha intimidade. Ele coloca a mão dentro da minha calcinha e começa a estimular meu clitóris, fazendo com que eu ficasse cada vez mais excitada e empinasse a minha bunda contra seu membro, ainda coberto.

JN- Vou fazer você esquecer o seu medo rapidinho, agora você pode gemer bem alto, pelo fato de estar chovendo e ninguém vai te escutar. *Fala me penetrando dois dedos fazendo com que eu gemesse alto.*

Empino a bunda contra o membro dele e comecei a rebolar, sentindo toda a sua dureza.

JN- Isso Jagiya não para... Ah delicia. *Fala e abaixa minha calça junto com minha calcinha e logo depois tira a sua calça fina de moletom liberando seu membro petrificado.*

Ele ergue um pouco a minha perna e se encaixa no meio delas. Ele pincela o seu membro em minha entrada e depois no meu clitóris. Então ele me penetra sem aviso prévio fazendo com que eu gritasse seu nome.

Ele começa Estocando lento e logo ele muda de velocidade, indo cada vez mais rápido.

-Daddy mais forte. *Falo e ele estocada rápido e forte.*

JN- Assim gostosa? Assim uh? *Fala entre gemidos.*

-Assim, isso... Ah... Daddy... *Falo entre gemidos sentindo meu orgasmo chegar.*

Jin percebe que meu orgasmo esta perto diminui a velocidade, e depois volta a estocar mais forte e rápido também. Anunciando que seu orgasmo também esta próximo. Após algumas estocadas chegamos ao nosso ápice juntos.

Vestimos nossas calças novamente e eu me alinhei no peito dele. Ele puxa meu queixo para aproximar nossos rostos e inicia um beijo cheio de amor e carinho. Paramos o beijo por falta de ar.

JN- Eu te amo S/n. * Diz enquanto me alinho de novo em seu peito.*

-Eu também te amo Jin. *Digo fechando os olhos para dormir.*

Continua...


Notas Finais


Bem obrigada por lerem. E me digam se estão ou não gostando da fanfic, se esta precisando melhorar em algo. Bem é só isso, me desculpem demorar a postar. Como já disse eu meio que dependo de credito então é meio difícil de eu conseguir postar frequentemente.
Kiss no core. :3 #NãoSejamLeitoresFantasmas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...