História Meu querido professor (Jikook) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Preconceito, Romance, Traição
Exibições 323
Palavras 1.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aqui estou eu depois de mais uma década (kkkkk) perdão gente eu estou muito ocupada nesse final de ano , vocês sabem néh, provas, trabalhos. Espero que vocês passem também ! . Eu não gostei muito desse capitulo ,mais eu espero que gostem . BOA LEITURA !

Capítulo 13 - Tentativa falha .


Fanfic / Fanfiction Meu querido professor (Jikook) - Capítulo 13 - Tentativa falha .

Chego em casa e me jogo na cama, minha mente me fazia lembrar o ocorrido na casa de Tae inúmeras vezes. Suas mão, seus lábios e principalmente seus movimentos. Minha roupa suja só sinalizava que mesmo relutante eu tinha gostado daquilo. Me levanto por um momento e retiro a calça jeans, vou até a mesa e pego meu celular de lá. O desbloqueio e sou surpreendido por uma pancada de mensagens e ligações perdidas.

Jimin, mais uma vez eram todas de Jimin.

“Eu preciso falar com você, por favor não me ignore!” Suspiro abrindo as outras mensagens.

“O que realmente aconteceu?”

“Eu preciso saber se você um dia gostou de mim”

“Por favor me responda!”

“Eu preciso te dizer algo.”

“Eu vou embora pra outra cidade “Sinto um nó se formar em minha garganta e abro a última mensagem que ele tinha deixado. “Eu deixei uma mensagem na caixa postal ... Me escute pela última vez.”

Me sento na cama e coloco o celular sobre o ouvido.

“.... Jungkook ... Eu vou pra outra cidade ... Eu consegui um bom emprego e ... Eu sei que não importa, Mas eu queria me desculpar por algo que te magoou e eu não queria ir embora sem me despedir de você. Eu realmente gosto de você. “

Ao fim da ligação eu me deito e suspiro fundo, meus dedos digitam rapidamente um “onde você quer me ver “e eu fecho os olhos colocando o celular sobre o abdômen, adormeço e só acordo de madrugada com meu celular vibrando sobre mim, meus olhos demoram a se acostumar com a claridade do celular e quando isso acontece consigo ver a frase ali formada. “Me encontre depois de fazer seu vestibular, eu estarei te esperando na praça do relógio.”

Termino de ler e volto a fechar meus olhos, isso seria minha despedida definitiva de Jimin.

X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-XX-X-X-X-

No dia do vestibular eu acordei com minha mãe aos berros, ela tinha feito uma imensa mesa de café da manhã e me forçou-a comer metade, eu revisava algumas coisas no caderno e assim que terminei de comer papai fez questão de me levar de carro até o colégio. Tae e eu ficamos em salas diferente para realização da prova, assim que o exame chegou as minhas mãos eu suspirei fundo e mesmo nervoso com toda aquela pressão tentei me concentrar para realizar uma boa prova. Quatro horas depois eu entrego aquelas 7 páginas totalmente exausto, vou em direção a saída do colégio e me lembro do encontro com Jimin e lá está ele, seus olhos encontraram os meus e eu engoli seco direcionando meu olhar para outro lugar.

-Como você está Jungkook? Ele diz assim que me aproximo dele. –Como acha que seu desempenho foi na prova?

-Você me chamou aqui para isso ?. Pergunto ainda evitando olha-lo. – Diga logo o que tem a dizer, eu não tenho tempo a perder.

- Já faz um bom tempo que não nos vemos, eu apenas quis saber como você está.

-Tanto faz. Suspiro. - Apenas diga o que tem a dizer.

-Eu vou ir embora no próximo semestre. Escutar novamente a notícia só que agora pessoalmente, me fazia querer abraça-lo, mas eu tinha que permanecer forte. –Eu sei que não faz muita diferença para você, mas eu queria te dar um tchau antes de ir. Ele tenta parecer animado, isso estava sendo mais difícil do que eu havia imaginado.

-Era apenas isso. Ainda evito encarar seu olhar. – Boa sorte !. Dou minhas contas e sinto minha garganta doer.

-Jungkook!. Ele segura meu braço e eu sou obrigado a encara-lo. – você está me fazendo parecer um idiota. Ele parece indignado. - Você veio aqui para continuar a me ignorar!

A proximidade entre nós era mínima, seu rosto avermelhado pela irritação me deixava sem palavras, seus olhos brilhavam excessivamente e eu tive a pequena impressão de que ele queria chorar, sua mão se afastou do meu braço e ele ajeitou seus óculos de Harry Potter.

-Seja sincero, tudo só passou de uma brincadeira pra você não é mesmo ?. Eu respiro fundo. – Você estava apenas zombando de mim.

-Quem me fez de babaca todo esse tempo foi você !. Digo. –Seu namorado J-hope fez questão de te beijar na minha frente e agora você vem com essa conversa que realmente gostou de mim. Ele me olhava confuso. – Só porque você foi o primeiro cara que eu gostei, isso não te dá o direito de brincar comigo da maneira que você fez.

-J- Hope não é meu namorado de onde você tirou isso? . A exclamação em sua expressão era nítida. –J-Hope e eu somos amigos!

-Não foi isso que ele disse na minha frente. Minha garganta doía só de relembrar o ocorrido. – Ele fez questão de dizer em alto e bom som que vocês tinham reatado o namoro e ainda finalizou a notícia com um beijo.

-Eu não me lembro disso. Tento ignorar sua cara de inocente, dessa vez ele não ia me convencer. - Eu realmente não me lembro disso.

-Mas eu me lembro, eu me lembro de todos os detalhes, me lembro disso todos os dias. Suspiro e o encaro. - E eu não quero me lembrar mais.

-Você precisa acreditar em mim. Seu rosto vermelho e sua expressão de choro me fazia quer ainda mais abraça-lo, mas eu não ia fazer isso. –Eu não me lembro disso.

-Eu espero que você se sai bem em seu novo trabalho, boa sorte. Me viro e começo a andar, o nó em minha garganta me fazia querer chorar, mas eu não ia chorar, eu apreciei meus passos e assim que cheguei em casa me joguei no sofá, aquela seria a última vez que eu iria vê-lo.

X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-XX-

-Nós passamos! . Tae me abraça e eu dou risada.

 – Eu não acredito ! . Digo ao olhar novamente meu nome na lista

-Temos que começar a mudança. Ele diz animado. – Mal posso esperar para morarmos juntos. Ele me beija no rosto.

Enfim nós viramos “namorados”. Isso mesmo, eu gostava de Jimin porem agora já era tarde demais para dizer “que eu o queria”, então eu estava tentando o esquecer.

-Eu já vou pra casa, tenho que dar a notícia pra minha mãe. Tento me soltar do seu abraço. – Me solte por favor. Dou risada

-Vamos comemorar hoje anoite né ?. Um sorriso malicioso surge em seus lábios e eu me sinto envergonhado.

-Pare com isso ! . Sinto meu rosto esquentar e Tae dá risada. – Tenho certeza que minha mãe já preparou um banquete pra hoje anoite.

-Coma o banquete da sua mãe e depois venha comer outra coisa. Seu sorriso malicioso me fazia corar. – Eu vou te esperar.

- Tchau . Me despeço e sigo para casa, minha mãe como eu já havia previsto tinha feito um enorme banquete, vou até ela na cozinha e abraço por trás.

-Como foi ?. Ela tenta esconder sua ansiedade.

-Pra que toda essa comida mãe ?. Pergunto

-Quando estou nervosa eu gosto de cozinhar. Ela se vira pra mim. - Como foi?

-Eu passei. Digo sem enrola e ela me agarra pelo pescoço em um abraço sufocante, aos berros ela grita meu pai e assim os dois começam a chorar.

X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X

Primeiro dia de aula X cidade nova X Faculdade

-Nossos horários são diferentes. Tae parece triste.

-Fazemos cursos diferentes e logico que seria assim. Digo sendo reprendido por um tapa.

-você está cada vez mais insensível. Ele diz andando na frente. –Espero que em minha sala tenha garotos bonitos.

-Se isso foi uma tentativa sua para que eu tenha ciúmes não conseguiu. Dou risada e ele apresa ainda mais seus passos.

O lugar era enorme, corredores pintados de branco com inúmeras placas, era como um grande labirinto. Em minhas mãos eu tinha o horário referente as aulas e as salas que eu teria que ir naquela manhã. (Filosofia :sala 85). Que legal, eu estava na sala 25, apresso meus passos e após andar exaustivamente encontro a bendita sala 85, tudo ali era grande demais, inúmeras carteiras azuis posicionadas uma ao lado da outra, um largo quadro de vidro que cobria a extensão de toda a parede e uma enorme TV ao lado do quadro. Admirado com tudo aqui resolvo me sentar a terceira fileira de carteiras, retiro meu caderno de rabiscos e faço coisas aleatórias esperando que meu primeiro professor chegue na sala.

-Bom dia turma. Retiro minha atenção do caderno para observar quem é o professor. – Eu sou o professor de filosofia de vocês. Vestido com calça jeans e um blazer cor vinho o professor com estatura pequena fala com a turma enquanto cópia coisas no quadro. – Meu nome é Park Jimin. Ele se vira para turma e eu sinto o chão se partir em baixo dos meus pés, minha garganta seca e meu coração bate descompassado.

-Jimin. Eu não podia acreditar, era mesmo Park Jimin.

 

 


Notas Finais


PAM PAM PAMMMMM . Até o próximo capitulo !!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...