História Meu Querido Servo - Yaoi - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~GretaHouse

Postado
Categorias Originais
Tags Yaoi
Exibições 185
Palavras 223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


capitulo 2 eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

Capítulo 3 - Capitulo 2


Fanfic / Fanfiction Meu Querido Servo - Yaoi - Capítulo 3 - Capitulo 2

                               CAPITULO II

No caminho para a floresta ninguém falava nada, apenas o vento uiva e os pássaros cantava...Parei  isso está muito feminino. Não sou aqueles livros românticos.

―Mark?

―Sim, mestre.

―Você se lembra de como nos conhecemos?

―É claro que sim. ― Diz ele com um sorriso nostálgico no rosto.

―Você não era muito bom em batalha.

―Eu não chego aos seus pés, mestre.

― E quem chega? Pergunto retoricamente antes de nós dois cairmos na risada.

Essa conversa me faz lembrar o motivo pela qual deixei Mark vivo. Durante os meus anos de assassino Professional, que não são poucos apesar de ter apenas dezoito anos, quando as minhas vítimas se encontravam á beira da morte elas tremiam e choravam de medo. Imploravam por clemência e misericórdia, diziam que me dariam qualquer coisa se eu as deixasse viver.

Tais ratos covardes! A maioria homens feitos perderam para Mark que tem muito menos idade que eles.

Eu não me arrependo de ter deixado o meu atual servo viver. Esse loiro transforma todo o dia um ótimo dia.

Saí dessa linha de pensamentos antes que começasse a sonhar coisas indevidas e decidi me focar na floresta e nos perigos que a rodeiam.

Extra                                    

―Asa Negra, como era seu antigo dono?

―Ele era muito chato. Vivia dizendo ‘’iaô’’ para mim e eu ‘’iaô’’ para ele.

 

CONTINUA


Notas Finais


Mais um capítulo passado pelas mãos da co-autora


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...