História MEU ROSADO (Lalisa Manoban & Kim TaeHyung) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Black Veil Brides (BVB)
Personagens Andrew "Andy" Biersack, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Bangtan Boys (bts), Blackpink, Bts, Bts And Blackpink
Exibições 64
Palavras 1.613
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


♡♡♡♡ desculpem pela demora...

Capítulo 11 - X


Fanfic / Fanfiction MEU ROSADO (Lalisa Manoban & Kim TaeHyung) - Capítulo 11 - X

Antes de sairmos eu passei no meu dormitório para pegar minha bolsa e meu celular. TaeHyung fez o mesmo, assim nos encontramos no portão.

- I Wanna fly baby fly with you! -TaeHyung junto a mim cantarolava a música que era para ambos realmente contagiante digamos que um tanto exacerbado enquanto chegavamos ao fim do nosso trageto.
Talvez o fato de sua voz ser grave me fizesse admirar cada vez mais os talentos vocais do 4D.
Perto dele eu não consigo me manter parada, sempre me sinto animada e alegre ao lado desse alien, o problema é que apesar dele me fazer bem isso me assusta um pouco, o fato dele ter muito efeito sobre mim, meu humor, isso está me deixando realmente com medo.

Tirando esses fato, que convenhamos, é melhor eu parar de encucar tanto e esquecer um pouco. Quem visse de longe ;-ou de perto-; acharia que estávamos sobre efeito de drogas. Dois adolescentes dançando ;-ou tentando pelo menos-; igual duas crianças no meio de várias pessoas enquanto andavam, logo pela manhã. Quem usasse um pouco da imaginação optaria pela opção em que havíamos fumado maconha com pirulito.

- Chegamos! -indaguei animada fazendo passagem para o maior passar a minha frente.

- Até que enfim! Minha barriga está gritando de fome Pokpak. -fez bico e andou até a porta da minha perpendicular moradia se apoiando com a testa sobre a mesma. Que se víssemos bem era uma cena única, e engraçada. Fico imaginando muitas coisas lokas que eu faria se esse viadão estivesse dormindo...eu ia enfiar um monte de comida nele, deixar ele peladão e mandar nudes pra todo mundo. ;-; que loucura. Por que eu penso essas coisas? Aigoo Lalisa! Pare de pensar toda hora no TaeHyung. Sua pabo.

- Aperta essa campainha logo Alienígena. -dei língua e segui com passos leves em sua direção.

- Não, sua cara de bolacha! -petelecou minha testa e apertou a campainha rindo igual um jureg.

Esse bolinho de arroz vai ver só. Vou meter porrada nele.

- Oloko bicho!! Quer arrumar briga mermão?! -cerrei os punhos e balancei meu corpo encarando-o.

- Passa a paçoca parça! Se você não quiser arrumar treta tio. -fez uma arma figurativa com a mão e fingiu esconder na cintura enquanto olhava envolta.

- Que monte de pipoca. -a frase seguiu de altas gargalhadas realmente escandalosas.

- Ué, minha Omma está demorando pra atender. -fiz uma expressão um tanto confusa. Será que ela não ouviu?

Apertei a campainha uma segunda e uma terceira vez, mas nada.
Ela não está em casa?

Senti meu celular vibrar e logo o retirei do bolso.

MENSAGEM

- Filha eu não pude ficar em casa. Me perdoe por não estar tendo tempo para você mas tenho alguns assuntos para resolver. Se divirta com o seu amigo e se cuide🌚🌝🌈.

~//~

- Omma boba. -murmurei e ri abobada.

-Quem é? -TaeHyung perguntou soprado se apoiando na porta de lado me olhando ladino.

- Minha Omma. -sorri. - Ela disse que teve que sair. -guardei meu celular dentro da bolsa e retirei a chave da mesma. - Parece que somos só você e eu. -enchi as bochechas de ar e enfiei a chave na fechadura da porta enquanto o mais alto mantinha um olhar estranho sobre mim. Tomara que esse viadão lindão não esteje pensando o que acho que ele esta pensando.

Me sinto meio errada em pensar mal do tae apenas nesta parte, sabe sem nem ao menos ter ouvido de seus próprios lábios mas é que isso me dói mesmo não sendo da minha conta.

- Entra ai. -entrei e logo de passagem pra ele.

- Cadê a comida? -levou as mãos até a barriga e foi para a cozinha se sentando na mesa amadeirada que fazia parte do cômodo.

- Por acaso estou com cara de comida? -fiz pose e apontei para o mesmo que quando ia se pronunciar mandei fechar a boca. - Não se atreva. -cerrei os olhos e fui em direção a geladeira.

- Na verdade você tem cara de bolacha. -disse em um tom irônico sendo que logo um sorriso sádico era visível percorrendo pela extensão de seus lábios rosados... e tentadores.. ai porra. Que paçoca.

Mostrei meu lindo dedo do meio e retirei os ingredientes afim de preparar o café, já que peguei um temporário serviço de Omma do alien.

Duas coisas não saiam da minha cabeça.
Primeira, por que o TaeHyung disse que não ha ninguém a espera dele em casa assim como eu. Ele não tem pais? E aquela fotografia que eu vi em seu criado mudo no colégio? Aquela moça tem muito da fisionomia dele e não me é estranha, sei lá, sinto como se já conhecesse ela.
Sério, por que eu tenho que me preocupar tanto com uma coisa que não tem haver comigo? Por que eu tenho que me preocupar tanto com TaeHyung? Talvez seja porque eu goste dele que me sinto desse modo. Como se tivesse o dever de cuidar dele... mas que porra. Eu ainda vou acabar me ferrando.
Segundo, a minha Omma. O que está acontecendo? Será que a dona Huna está arrumando um namorado por ai e sapecando? Não, não é do fetiche dela. Mas seria uma coisa engraçada.

- Tae, eu vou lá em cima trocar de roupa e já volto, ok? -perguntei voltando a tona. - Você trouxe roupa na mochila? -o maior assentiu ainda sentado brincando com seus pés. - Se quiser trocar o uniforme o banheiro é no canto da sala, virando aquele corredorzinho. -corri até meu quarto subindo as escadas e abrindo a porta me pondo para dentro. - Beleza.

Abri o guarda roupa e separei a roupa que iria vestir. Afinal eu não posso ficar sujando meu uniforme, este foi muito caro e nem sei como minha Omma conseguiu comprá-lo.
Entrei no banheiro e liguei o chuveiro, vou mecher com comida e quero me sentir limpa.
Cinco minutos depois já havia tomado meu banho... não me julgue não sou muito fã de banho.
Me sequei e vesti a roupa que era uma blusa fina preta de manga 3/4 que ia até metade do braço, uma calça jeans preta simples e um par de meias azul.
Penteei meu cabelo e desci.
Com passos leves andei até a cozinha e peguei TaeHyung já com uma roupa a qual não era o uniforme com a boca na butija, ou melhor, nos biscoitos.

- Aham, mas que bonito em senhor Kim TaeHyung. -Cruzei os braços e parei em sua frente aonde continuava mordiscando o biscoito na maior cara de pau. - Te peguei com a boca na butija.

Sacanagem, eu ia cozinhar pra ele.

- Eu sei que sou lindo. -piscou ironizando a fala. - Mas eu estou com a boca no biscoito e não nessa tal de butija. -Pelo amor de Chanbaek ele só pode estar brincando com a minha cara.

Balancei a cabeça negativamente e então rimos.

Enquanto eu o olhava ainda rindo ele se levantou pegando em minha mão e se levantando. Em um movimento totalmente inesperado o mais alto me abraçou e apoiou seu queixo em cima da minha cabeça. Com uma das mãos segurou atrás da minha cabeça aonde pude sentir seu perfume, ou melhor, seu próprio e único perfume. Sua outra mão percorreu minhas costas me aconchegando em seus braços.
Uma imensidão de sensações invadirão meu corpo fazendo com que eu paralisasse e um pequeno sorriso brincou pela extensão de meus lábios.
Isso só confirma cada vez mais que eu vou acabar me machucando em meio ao que sinto. Mas mesmo tendo completa certeza disso, eu quero... Kim TaeHyung para mim.

- Lalisa, obrigada. -se afastou me encarando.. e foi ai que eu pude ver que TaeHyung está sofrendo, mas como? Eu vejo a dor estampada em suas pupilas dilatadas. Em meio a toda aquela alegria contagiante e boba... ha muito mais sentimento... sentimentos esses que ele esconde atrás de um sorriso falso.

- TaeHyung... -ia me pronunciar mas as palavras não saíram. Talvez, se ele quisesse que os outros soubessem, ele iria se fazer de coitado. Mas não, ele esta guardado essa dor dentro de sí. Eu sinto que preciso descobrir o por que disso, é como se ele estivesse me pedindo socorro apenas com seu olhar.

- Esse café ainda vai sair hoje? -perguntou voltando a cadeira a onde estava sentado.

- V-vai.. -sorri amarelo sem mostrar os dentes e fui para a sala. Isso mostra que ele não quer falar sobre o assunto.

Vou colocar uma música pra animar o clima.
Conectei meu celular no som e dedilhei o mesmo a procura da minha playlist favorita. Aí está.

~Playlist da Lisa♥~

Asking Alexandria - Here I Am
Exo - Transformer
Falling In Reverse - The Drug In Me Is You
Got7 - Just Rigth
Sleeping With Sirens - Kick Me
BigBang - Fantastic Baby
Green Day - American Idiot
One Ok Rock - Taking Off
Shinhwa - This Love
Super Junior - Sorry Sorry
Sum 41 - War
B.A.P - SKYDIVE
Block B - Very Good
Black Veil Brides - In The End
KRIS WU - July
NCT U - Open Your Eyes
Linkin Park - Numb
TVXQ - Champagne
JJCC - Today
1D - Best Song Ever

- Pronto agora essa porra vai ficar animada. -liguei o som e a musica começou a tocar.

~TaeHyung P.O.V~

A lisa gosta de rock kkk.
Estava observando-a enquanto ela preparava panquecas.
Eu adoro a companhia dela. Adoro ela por completo. Ela me faz bem. E mesmo sendo apenas como amiga ela parece se preocupar comigo.
Perai ela também gosta de Exo. Já sei o que vou fazer....

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Notas Finais


O cap foi meio parado mas o próximo vai ser mais daora★-★


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...