História Meu Segredo (Lutteo) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Visualizações 198
Palavras 1.337
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem...
Boa leitura.

Capítulo 3 - Despedida


Matteo acorda cedo e levantando-se vai até seu banheiro faz suas necessidades e toma um banho rápido... vestiu uma calça preta e uma camisa social preta também! Tomou café, escovou os dentes e antes de sair ligou para a escola;

Ligação onn 

- Alô? Black South....

- Judith sou... o professor Matteo!

- Matteo? O que houve?

- Bom quero justificar minha falta hoje é também a de uma aluna!

- Como assim? Matteo escute bem o que vou dizer....

- Não é nada disso que você Ta pensando Judith... a aluna é a Luna, lembra que ontem foram dois policiais na escola? - Eles conversaram um pouco é Matteo contou tudo o que aconteceu..

- Meu Deus... Tudo bem Matteo irei avisar aos professores sobre isso! E se ele precisar de alguns dias para se recuperar dessa perda terá uma semana, venho notando que ela não está muito bem e agora precisa de todo o apoio...

- E já que ela não gnomo amigos ou coisa do tipo darei eu mesmo esse apoio! Obrigada... vou indo fiquei de ir busca-lá. Tchau!

- Tchau e Matteo cuida dela!

- Vou cuidar...

Ligação off

O moreno entra em seu carro e da a partida indo em direção a casa de sua aluna! No caminho para em uma cafeteria e comprou  um Cappuccino e um sanduíche volta pro carro e manda uma mensagem para Luna;

Mensagem 

- Luna sou eu Matteo... estou chegando esta pronta?

- Sim... estou pronta!

- Estou perto até já...

- Até... 

Mensagem off

Luna está sentada no sofá de sua grande sala estava de vestido preto com um casaco preto não tinha maquiagem em sua face, o cabelo estava solto e liso, seus olhos vermelhos, a vida dela se resumia a isso... lágrimas, lágrimas e mais lágrimas. Não lembra quando foi a última vez que sorriu de verdade...

Lágrimas escorriam por seu rosto seu pai a olhava com cara de quem queria rir da cena... com pouquíssimo tempo o professor chegou a empregada abriu a porta dando a permissão pra ele entrar. Matteo se aproxima da Luna e ela se levanta o olhando...

- Vamos?

- Vamos... você vem pai?

- Não... eu não irei quero lembrar dela viva e sorridente.

- Você que sabe! - Luna o olha com cara feia.

Matteo e Luna saem de casa e entram no carro, Matteo por sua vez olha sua aluna triste e tenta puxar conversa... mais antes entrega o Cappuccino e o sanduíche a ela.

- Pegue e coma...

- Não estou com fome!

- Você comeu? - Ele perguntou a olhando.

- Não sinto fome...

- Luna não faz isso.. come vamos a uma Capela e depois a um cemitério, por favor come!

Luna o olha e pega o sanduíche e também o Cappuccino,  enquanto comia Luna enviava mensagens para toda a sua família avisando do ocorrido e todos confirmaram presença. 

- Chegamos... - Matteo falou estacionando. 

- Eu... - olha pra ele - Ta... vamos! Desceu do carro.

Como o trajeto da casa dela até a Capela demorou muito já tinha parentes por lá... Luna entrou na Capela com o professor a abraçando e foi até o caixão de sua mãe... onde se deparou com uma certa loira chorando em cima do mesmo. Luna Por sua vez olhou pro professor que ainda abraçado a ele suspirou...

A cada passo que Luna dava escutava coisas do tipo; "ela chegou", "meu Deus o que vai ser dessa menina sem a mãe?", "ela não merece isso"... ao chegar ao lado da loira a ignorou e desmoronou de novo.

- Mamãe, por que você me deixou? Quem teve a coragem de fazer isso com você? Mamãe... não se preocupa logo estarei com você! A dois meses estou te procurando achando que Vc me abandonou, quando na verdade te tiraram de mim... Ta doendo tanto!

- Luna calma vai ficar tudo bem!

- Espera a tia Lilly é a mãe da luna? - Âmbar pergunta.

- Sim meu amor... - Sharon disse a sua filha e então Âmbar começou a chorar lembrando de tudo o que a Luna passar! Enquanto o professor tentava acalmar a Luna. 

- Eu vai ficar tudo bem... eu tô aqui!

- Eu não estou pronta Matteo... eu não quero passar o resto da minha vida sem ela... - Sharon decide se aproximar.

- Luna meu amor... fica calma, eu estou aqui com você. 

- Titia... - Abraça Sharon chorando - Eu perdi tudo titia... eu não tenho mais nada, a única pessoa que era por se foi... eu não tenho ninguém! - Luna chorava muito.

- Luna? - Âmbar chega perto dela chorando...

- O que você quer? E quem te chamou aqui?

- Luna me perdoa... eu fui a pior pessoa do mundo com você, me perdoa... - Luna a olha e naquele momento ver a sinceridade no olhar da loira e as duas se abraçam! 

- E quem é você? - Sharon perguntou a Matteo..

- Sou o professor da Luna... 

- Vocês são muito próximos certo?

- Na verdade nos aproximamos ontem quando chegou a notícia! 

- Mais ela confia em você? 

- Não sei... mais por que quer saber?

- Quero descobrir o que estava acontecendo a três meses atrás e porque Luna mudou tanto... e entender o motivo do Benny não está aqui com a filha nesse momento! 

- Bom senhora teria que perguntar diretamente a ela pois eu não sei de nada! Luna! - ela o olha - vem cá...

- O que foi professor? 

- Venha aqui está muito agitado e você precisa se acalmar daqui a pouco será o cortejo! - Luna o acompanhou. 

Alguns minutos se passaram e anunciam que vão fechar o caixão e quem quisesse se despedir esse seria o momento! Todos se despediram e agora era a vez da Luna... Matteo estava sempre ao seu lado e isso estava a ajudando.

- Bom mamãe... chegou a hora, essa é a hora em que todos dizem que chegou ao fim... pessoas vêm me dizendo que você não gostaria de me ver assim, mais eu digo a elas que tanto você quanto eu não queremos ficar sozinhas! Eu te amo muito e me perdoa... me perdoa por ter passado dois meses e meio dizendo que você foi a pior mãe do mundo, por ter dito que você me abandonou, quando na verdade você está morta... preferia mil vezes estar no seu lugar...

- Luna!

- Me deixe terminar professor! - ele assento.- em breve nos veremos então creio que não precisamos de despedidas... vou te contar um segredo - da um leve sorriso - Eu tenho orgulho de ser sua filha! - Luna se aproxima dela como se fosse lhe dar um beijo e sussurra - quando o Benny me violentar de novo eu vou me suicidar! - Dito isso lhe dá um beijo. 

Fecharam o caixão e passou se um tempo no cortejo e enterraram Lilly, Luna estava sem chão ela se sentou em algum lugar em frente a cripta da família Valente e Matteo se senta ao seu lado...

- Obrigada professor... eu, estava errada sobre você! Te julguei antes de te conhecer, e agora você está aqui me dando apoio, apoio esse que não tenho do meu... bom obrigada! Pode ir pra casa eu irei ficar um pouco mais!

- Não a de que... não se preocupe... eu só saio daqui quando você achar que está na hora de você ir pra casa e descansar...

- Vai se prejudicar na escola por minha culpa... faltou hoje.

- Quanto a isso fique calma hoje de manhã liguei para Judith e ela compreendeu a situação! 

- Sabe... ela era tudo que eu tinha! Era o meu bem mais precioso... 

- Você tem o seu pai que com certeza te ama muito! 

- Não... ele não me ama! Aliás acho que ele me odeia... é raro eu chegar em casa e ele estar sóbrio! 

- De tempo ao tempo uma hora ele para...

- Bom se eu pudesse nunca mais voltaria pra casa! Mais se a gente não for agora ele me mata e te mata!

Matteo forçou um sorriso e eles foram pra casa dela a deixou em casa e foi direto pra sua. Luna tomou um banho e foi deitar, dormiu logo em seguida.


Notas Finais


Paro ou continuo?
Vocês que escolhem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...