História Meu Terceiro Amor - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Ficção, Romance
Visualizações 9
Palavras 3.972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente eu estava com muita dificuldade pra postar, mas finalmente consegui, gente eu me emocionei escrevendo o discurso do Enzo. Espero que vc gostem muito bjs boa leitura.

Capítulo 4 - O casamento


Capítulo 4: O Casamento

Data: 17 de junho de 2007

Acordo e olho tudo ao meu  redor e tudo ainda estava escuro, olho pro relógio e vejo que ainda são 04:37 da manhã e veio uma musica a minha cabeça.


       I'm holding your rope, got me ten feet off ground
    And I'm hearing what you say, but I just can't make a sound
You tell me that you need me then you go and cut me down
     But wait
     You tell that you're sorry, didn't think I'd turn around
     And say

     It's too late apologize
     It's too late
     I say It's too late apologize
     It's too late

  ( Timbaland - Apologize ft. OneReplubic)


E sim eu chorei me lembrei de tudo que aconteceu no final da tarde de ontem, me lembro das palavras do Dylan.


Dylan: É Isso.- ele disse  depois do fim do nosso primeiro e único beijo, até o momento.

G
Katherine: Dylan, eu eu preciso saber o que isso significa.- eu digo olhando pra baixo, minha voz saía fraca, vários sentimentos surgir dentro de mim em questões de segundos, meu coração batia velozmente, pela felicidade de ter recebido um beijo de alguém que eu gosto muito e pelo medo de que isso não signifique nada além de um beijo, minha cabeça estava turva em meu ventre senti como se borboletas fizessem uma festa pelos segundos atrás, meus lábios pareciam estar satisfeito por finalmente pode ter tido um toque da minha "perdição alucinante" que se chama Dylan Evans.


Dylan: Kate.- ele falou mansamente, colocando seus dedos em meu queixo, fazendo eu olhar dentro daqueles olhos tão negros quanto a noite, olhos que são simplesmente inexpressivos. Dylan: Eu estou apaixonado por você.- ele diz sorrindo, meu coração inflou dentro do meu peito parecia que eu ia voar por aí, minhas bochechas dói pelo o meu sorriso, mas no momento em que eu ia me atirar em seus braços ele continuou. Dylan: Mas.- assim que eu ouvi o 'mas' já sabia o que viria, meu sorriso se desfez na hora. Dylan: Seria melhor nós não nos envolvemos dessa forma, eu logo irei embora, eu não quero estragar nossa amizade, você é uma garota especial e eu não quero fazer você sofrer, eu raramente faço algo certo e eu não quero errar com você, não era assim que eu queria comemorar seu aniversário, mas você é irresistível, mas será melhor não temos nada além do que amizade ok?.- ele disse ressentido.


Katherine: Não tudo bem eu te entendo se me der licença, eu tenho que ir pra casa ok.- eu digo passando entre ele e saiu correndo.


Eu sabia dessa possibilidade de isso acontecer, só não acredito que isso dói tanto, eu só conheço ah mais de um mês não era pra doer tanto, cada vez que eu sinto minhas lágrimas caindo e cada vez que eu seguro um soluço pelo choro, eu me sinto mais destruída, e então num momento o meu sonho se realiza em outro ele se destrói, como eu poderia me apegar a alguém tão rápido assim? Como eu posso ser tão idiota? Minha avó sempre diz não existe contos de fadas, existe a dura realidade, eu não sei mais o que pensar, ele disse que é apaixonado por mim não é mesmo? Talvez ele só disse isso pra não me magoar e eu chorando por ele enquanto talvez ele esteja dando em cima de uma funcionária da mãe dele, e uma musica da Fergie, Big Girls Don't Cry entra na minha cabeça, decido que não vou perder meu sono por alguém que talvez nem goste tanto assim de mim.


                     ~~*~~


Acordo novamente as 09:35 com uma gritaria feminina vindo lá da sala, levanto enquanto penso: Deus me ajude, olho-me no espelho e vejo o quão horrível eu estou meus olhos estão vermelhos, ao redor deles minhas olheiras estão visíveis.


Katherine: Ótimo não poderia estar melhor.- digo indo pro banheiro.


Hoje vou tomar um banho no chuveiro mesmo que é mais rápido, deixo a água quente descer pelo meu corpo relaxando os meus músculos, 20 minutos depois estou vestida e arrumada, saiu do meu quarto e desço as escada escutando sons de vozes falando.


Kiara: Minha filha eu não acredito que você estava escondendo isso da gente o tempo todo.- minha tia falou animada, enquanto eu chego na sala.


Gabrielle: Nossa que cara é essa levou um pé na bunda foi?.- perguntou debochada, ótimo a vaca agora ler mente.


Katherine: Ha.. Ha.. Ha... Muito engraçado Gabi seu humor hoje está muito extravagante não?.- eu falo irônica, Gabi e eu somos quase irmãs mas nós sabemos provocar como ninguém.


Lucinda: Meu amor já estava na hora de você acorda, seu pai e seu avô e seu tio foram pra casa do Enzo, nós vamos arrumar a  Gabi aqui em casa.- ela disse enquanto eu ia sentar na poltrona.


Gabrielle: Você vai fazer a maquiagem, minha tia as unhas e minha mãe o cabelo.-ela disse eufórica demais, apesar que vai ser o casamento dela então ela pode ficar eufórica demais.


Katherine: Vai ser as 16:00 e por que você ainda não está se arrumando?.- eu pergunto ficando em pé.


Gabrielle: Porque estávamos esperando a "bela adormecida" acorda.- ela disse ficando em pé também.


Lucinda: Vamos logo você ainda tem que tomar banho, tenho que fazer suas unhas, sua mãe ainda tem de hidratar seus cabelos e alisar escovar fazer um penteado ainda vai ter de vestir o vestido, você ainda vai fazer muita coisa Gabi.- minha mãe falava contando nos dedos, depois minha mãe puxou ela em direção ao segundo andar.


                  ~~~*~~~


A Gabrielle falava com a minha mãe sobre como a mãe do Enzo é horrível com ela, disse que o Enzo merecia alguém melhor que uma " garotinha que gosta de rabiscar".


Lucinda: Ainda bem que a minha sogra é minha segunda mãe.- minha mãe falava rindo.


Katherine: A senhora fala como se a vovó fosse um anjo.- eu digo rindo sentada na cama da tia Kiara.


Gabrielle: Kate quem é aquele gatinho que estava na sua festa ontem?.- ela perguntou rindo e eu reviro meu olhos, só o que me faltava agora.


Katherine: É o Dylan, ele é filho da Paula Evans.- Paula Evans é o nome artístico da dona Ana.


Gabrielle: É eu sei eu convidei ela pro meu casamento, ela perguntou se eu queria uma recomendação para trabalhar na Prada.- ela disse e todas nós sorrimos contentes por ela.


Kiara: E o que você disse?.- minha tia perguntou animada.


Gabrielle: Claro que eu disse que sim né mãe, isso é la oportunidade de se jogar fora.- ela disse animada, e ali ficamos conversando brincando, sendo nós mesmas a coisa que eu mais amo em estar entre elas são isso é porque nós somos nós mesmas.


16:20


Eu tinha chegado aqui tem cinco minutos, e já estava ao lado do meu pai, estávamos sentados no banco da igreja paroquial.


Ela apareceu na porta e uma musica começou a tocar


I just want you close
Where you can say forever
You can be sure
That it will only get together

( no one - Alicia Keys)


Ela entrava ao som da música somente no piano e voz, Gabrielle estava esvoaçante linda e perfeita,  ao lado do meu tio, seus olhos estavam fixados somente em Enzo, era como se somente ele existisse naquele momento, Enzo por outro lado não estava nada diferente dela, era como se ele estivesse vendo uma princesa, o que Gabi só não é formalmente, porque aquele coraçãozinho dela é igual a de uma, seu vestido claro que foi criação dela e como falar que ela não tem talento? Não tem como falar que ela não tem talento, seu vestido era branco, mas o modelo não era nada tradicional, eram um montes de babados que pendiam até o joelho, seu salto branco é trançado até a panturrilha, seus cabelos estavam soltos em um monte de cachos, com uma tiara fina com pedrinhas na cabeça, ela estava radiante.


Assim que ela chegou ao altar, foi iniciada oficialmente o casamento, estou emocionada o sonho de Gabi estava sendo realizado, olho para o meu lado esquerdo e vejo ninguém mais ninguém menos que Dylan Evans e meu coração dispara, foco no altar e proíbo de pensar em olhar em sua direção novamente, agora a igreja fez silêncio total iniciaria os votos matrimoniais.


Enzo: Gabrielle, eu te conheci a sete anos atrás, eu tinha treze anos na época, eu me lembro de ter ficado um ano atrás de você, depois de um ano eu roubei um beijo de você, por acaso do destino foi no dia 17 de junho, e depois começamos a namorar as escondidas, já que você tinha medo de contar pros seus pais, depois de dois anos, você estava triste por está escondendo algo tão importante pra você, dos seus pais, eu me lembro que você ficou tão triste que " o céu chorou com você", eu corri pela chuva até chegar na sua casa, seu pai abriu a porta e por um momento eu pensei em ir embora disser que foi engano, mas eu me lembrei do seu sorriso, me ajoelhei perante ao seu pai, eu era um moleque de 16 anos, implorei ao seu pai que permitisse que eu namora-se com você aos prantos, sua mãe chegou na porta pra ver o que estava acontecendo, assim que me viu ela me puxou e me abraçou disse que eu já tinha demorado muito e que se fosse com ela, ela já teria me dado um pé na bunda, seu pai ficou sem entender nada, na verdade nem eu entendi nada, sua mãe me puxou pra sala, eu vi você e você correu até a mim e me beijou, me beijou como se sua vida dependesse daquele beijo, eu sabia que nós éramos crianças, na verdade ainda somos, mas naquele beijo eu percebi que eu queria você pra  sempre, agora por acaso do destino isso também foi num dia 17, agora nesse dia 17 de junho de 2007 eu tenho orgulho de dizer que hoje somos marido e mulher, eu prometo fazer de tudo pra você não chorar, fazer algo idiota pra ver o seu sorriso, prometo nunca esquecer de comprar sorvete e chocolate quando você estiver de TPM, prometo nunca deixar você sozinha assistido filme de terror, já que você morre de medo mais tem uma curiosidade infinita, agora que eu já falei todas as promessas que talvez um dia eu vá quebrar, prometo que eu vou te amar pra sempre e isso não é uma opção.- ele falou emocionado e puxou ela pra um beijo e todos baterão palmas, devo admitir que uma lágrima escapou dos meus olhos, foi muito emocionante saber dessa parte da história deles, a Gabrielle  ainda estava linda graças a maquiagem aprova d'água porque se não ela estaria parecendo uma noiva cadáver.


Gabrielle: Eu só posso dizer que amarei você todos os dias e que sempre farei aquela crema fritta de chocolate que você ama, que mandarei você ir correr todos os finais de semana, que não vou deixar você ir sair com os amigos se eu não for junto e colar a sua aliança em seu dedo pra você nunca pensar em tirar, porque minha vida será estar com você, você sempre foi tão inteligente esperto e bonito que eu não me admiraria se alguma maliciosa tentar tirar você de mim, eu darei meu eu por completo pois meu coração só pertence a você e sempre foi você que eu amei e sempre será você que eu vou amar.- ela disse chorosa, deu um beijo daqueles nele e, todos baterão palmas.


Eu estava emocionada, isso foi tão lindo mesmo sendo algo tão clichê, mas eu havia acompanhado a história deles, eu me lembro dela ficar fazendo cartinhas de amor pra ele todos os dias, ele sempre trazia uma rosa com ele, para dá-lhe de presente é algo inexplicável é como a lua e as estrelas, Gabrielle ama Enzo pra sempre e vice-versa.


                    ~~*~~


Depois fomos ao salão de festa onde a verdadeira cerimônia esta começando e estava tudo lindo e então veio o discurso da família para os novos marido e mulher.


Salvatore: A Gabrielle é a minha menina, ela é a garota que eu mais amo nessa vida, eu jamais irei me esquecer do dia em que cheguei em casa e a Kia falou pra mim não fazer barulho que você estava dormindo, na hora que eu ouvi isso eu pensei, a Kia enlouqueceu, ela está alucinando, mas quando eu vi o seu rostinho dormindo na cama eu tive certeza que você ia ser a melhor filha do mundo e você foi.- falou meu tio emocionado, ele já estava a ponto de chorar e decidiu encerrar o mini discurso dele, desejando felicidade ao casal.


Com a minha tia não foi diferente ela sorriu cantou e chorou.


Minha avó apenas desejou boa sorte, meu avô falou que estava muito feliz pela Gabi e cantou uma música que ele cantava para nós, quando nós éramos crianças.


Lucinda: A Gabi é um anjo, ela sempre foi tão obediente, tão tímida e tão doce, ela foi um presente inesperado e amado por todos na família e ela sendo a garota doce que ela é, ela conquistou o coração de homem gentil, educado, inteligente e romântico entre outras qualidades que o Enzo tem, Enzo eu sempre gostei muito de você, sempre admirei muito a sua personalidade, mas se um dia você fazer minha menina chorar, eu te dou uma surra com cinto de couro.- minha mãe diz rindo como todos nós estávamos, minha mãe tem um gênio sem igual. Lucinda: E mesmo vale pra você senhorita Gabi, o Enzo é um homem decente e hoje em dia é difícil de se encontrar homens assim, também quero desejar muita felicidades, que vocês se ame a cada dia mais, que não deixe as dificuldades da vida estragar esse amor tão lindo, a Gabi e a Enzo.- ela levanta a taça, sugerindo um drink, ao nome do novo casal, minha mãe como sempre estava perfeita, ela fica mais linda emocionada.


E me chama pra mim fazer o discurso, mas eu não tenho discurso nenhum e Gabi sabe disso, eu falei com ela, mais cedo, subo no "mini palco" que esta com os músicos, aonde estava sendo realizado o discurso do parentes dos recém casados e, alguns amigos íntimos dos mesmos. Katherine: Bom, eu não sei o que dizer, eu estou muito emocionada, eu sinto como se um sonho meu estivesse sendo realizado, o que é estranho já que a noiva aqui é a Gabi.- eu digo rindo no final e dando uma pequena pausa. Katherine: A Gabrielle é minha irmã e minha amiga e prima, ela é muitas coisas, agora ela também é uma esposa, eu estou tão feliz por ela, porque o amor deles dois é algo tão grande que é visível a quilômetros de distância, eu nunca esperei que esse dia chegaria tão rápido, mas agora que chegou, quero que você seja feliz, que você seja mais forte do que você é, você é linda e nunca deixe ninguém disser ao contrário, faça sempre o que amar, Enzo se você ver ela brava demais, o truque é comprar chocolate.- eu digo rindo e saiu dali o mais rápido e discreto possível, depois dou um tapas na Gabi.


Assim que eu desço do "mini palco", meu pai é chamado pra subir lá, para fazer seu discurso, meus saltos altos estavam muito escorregadios, e quando eu estava descendo o último degrau do fundos eu caiu sobre alguém, olho para cima e vejo alguém loiro com olhos azuis, da cor do céu me segura em seus braços fortes, por um segundo me perco nesses olhos incríveis, me afasto do seu corpo endireito minha postura e noto seu sorriso discreto que por mais incrível que pareça, o sorriso dele é lindo.


Katherine: Mil desculpas, esses saltos bem-ditos não são nada recomendados pra essa área de salão.- eu digo sorrindo tentando fazer piada de mim mesma, ele dá um risinho e eu o acompanho.


********: Minha irmã vive reclamando dos sapatos dela, ela diz que se não fosse algo tão elegante, ela nunca usaria.- ele diz sorrindo e bebericar o champanhe que estava em sua taça e começamos a andar em direção a festa.


Katherine: Concordo plenamente com ela, meu nome é Katherine, mas todos me chama de Kate.- eu digo sorrindo.


********: Assim meu nome é Nikolai.- ele diz sorrindo e caminhamos junto, Nikolai estava muito bem vestido mas mesmo assim aparentar ser jovem, deve ter uns 18 anos por aí.


Katherine: Você é parente do Enzo o noivo?.- eu pergunto curiosa, mas na verdade eu sabia a resposta e ela com certeza é não não há um traço familiar entre ele e Enzo, mas talvez ele seja um primo distante.


Nikolai: Na verdade não, eu sou amigo da Gabrielle, nós estudamos juntos.- ele diz sorrindo, fico surpresar ao descobrir que ele provavelmente é alfaiate ou um estilista.


Katherine: Sério? Alfaiate ou estilista?.- eu pergunto animada, passa-se um garçom a minha frente, me oferecendo uma taça de vinho e decido pega-la, beberico meu vinho, enquanto espero a resposta de Nikolai.


Nikolai: Alfaiate, minha mãe é descendente russa, ela sempre fazia uma roupas estranhas pra mim, então eu fui obrigado a gostar de moda.- ele diz rindo no final da frase, em meu rosto se forma um sorriso, Nikolai é lindo seus olhos azuis, são um tom bem diferente eles são meio acinzentados, algo bem exótico, meu subconsciente zomba de mim com uma simples frase que é nada mais nada menos do que " você já se olhou no espelho?", já que meu olhos são considerados violeta.


Katherine: Ah sim.- eu digo e Gabrielle vem em nossa direção, linda e perfeita.


Gabrielle: Nick, pelo visto você já conheceu minha prima.- ela diz sorrindo e indo abraça-lo.


Nikolai: Sim, muito simpática a sua prima.- ele diz assim que se solta do abraço de Gabi.


Katherine: Muito obrigada, bom se me dão licença, eu vou me encontrar com a minha mãe.- eu digo me afastando dos dias e indo na direção da minha mãe.


Lucinda: Quem é aquele?.- minha mãe sussurra em meu ouvido olhando na direção do Nikolai.


Katherine: Ah... O nome dele é Nikolai, ele é um cara legal.- digo falando normalmente e quando ia bebericar meu vinho, ela tira o taça da minha mão.


Lucinda: Primeiro: Não gostei desse cara, algo me diz que ele não presta e minha suspeitas quase nunca estão erradas, segundo: Desde quando você bebe vinho?.- pergunta pra mim com um olhar assassino, eu vejo o meu fim próximo.


Katherine: Ah mãe qual é?.-eu pergunto manhosa, então minha mãe olha através de mim, sinto alguém próximo ao meu corpo, viro-me para ver quem é e meu corpo quase se chocar contra o dele, Dylan estava a centímetros de distância de mim, tão perto que uma dor recentemente familiar me atinge, ele está tão lindo seu rosto possui sua expressão suave de sempre, seus olhos parece muito mais indecifráveis, do que antes, seus lábios um pouco avermelhados pelo o vinho, começo a pensar como seria o gosto do vinho em sua boca, me sinto novamente como uma adolescente bobamente apaixonada, meu coração a essa hora fazia uma corrida "lenta" de apenas 300 klm/hr e, por mais patético que seja a única coisa que eu tenho vontade de fazer agora é implorar pelo seu amor aqui mesmo, fazer juramentos eternos que nunca serão quebrados, beijar seus lábios aqui mesmo na frente de todos, se eu fizesse tal coisa provavelmente ele me olharia como uma lunática, eu ainda levaria uma grande "surra" do meu pai mais tarde, se é que eu já tenha levado uma surra de verdade do meu pai?, claro que ele já me bateu mais nada além da conta, eu na verdade até me sinto feliz, hoje eu encontro na rua crianças grandes, mas bastante mal educadas.


 Dylan: Senhora Carter, você está tão linda hoje, eu poderia afirma que se você quisesse poderia roubar a atenção que está voltada para noiva, que está maravilhosa, sua sobrinha é muito linda ela parece uma modelo seu corpo é esbelto, os olhos dela são bem diferentes também, mas mesmo assim a alguém ainda mais bela do que ela hoje.- ele diz sorrindo olhando de mim para minha mãe, vejo sua mãe e meu Deus ela está radiante, ela usa um vestido na cor vinho, seu cabelo esta num coque, sua maquiagem é suave, ela está linda.


Lucinda: Quem seria? Ah já sei sua mãe, como ela está linda seu pai tirou uma sorte grande.- minha mãe disse docemente, olhando na direção da dona Ana.


Dylan: Bom na verdade eu vou tirá-la para dançar agora.- ele diz bebericando o vinho e deixando a taça na bandeja de um garçom que acaba de pasar.


Lucinda: Hum... E quem seria a sortuda que ganhará uma dança com você?.- minha mãe pergunta rindo, e o Dylan solta uma gargalhada.


Dylan: Dona Lucinda, se ela aceitar meu convite, eu que serei o mais sortudo da história.- ele diz sorrindo de canto, eu sinto inveja de alguém que eu nem conheço, mas eu sei que ele não gosta de mim, pelo menos não na mesma intensidade.


Katherine: Mãe eu vou ver o Felippo ele deve esta aprontando algo.-  eu digo falando com a minha mãe, a verdade é que eu sei que o Felippo deve estar com o tio Salvatore, mas eu não estou nada interessada nessa " garota mais bonita da festa".


Dylan: Ele está com seu tio.- ele diz se aproximando de mim. Dylan: Dança comigo.- ele diz com sua voz rouca, susurrando em meu ouvido, como se fosse um segredo universal, me sinto uma idiota por sentir inveja de mim mesma, agora me sinto mais idiota ainda ele fala meia dúzias de palavras bonitas e eu me derreti toda, igual manteiga numa panela quente.


Katherine: Já que você insiste.- eu falo irônica e olhando fixamente em seus olhos, ele me oferece o braço e eu enlaço meu braço no dele e chegamos na pista de dança, a música que ressoava no salão chega ao fim e uma nova se inicia.


Oh my love, my darling
I'VE hungered for you touch
A long lonely time


Nós dois se movíamos lentamente ao som de unchained melody, righteous brothers, dançávamos lentamente pelo o salão, eu focava somente nos olhos do Dylan.


Katherine: Você sabe que eu não acredito nessa história de eu ser a mais bonita da festa não é?.- eu estou na altura dele, já que estou usando um salto de 10 cm,  ele deve ter 1,87m, é ele é da altura do papai mesmo.


Dylan: Devia acreditar já que você é.- ele diz nos aproximando-se um pouco mais, se o que ele disse fosse verdade, ele estaria me pedindo em namoro aqui e agora.


Lonely rivers flow to the sea
To the sea
To the open arms of the sea yeah


Dançávamos no mesmo ritmo, eu apenas curti o momento, minha cabeça estava enterrada em sua nuca, dançamos até o fim da música.


Gabi apareceu assim que eu e Dylan nos afastamos, depois desse momento nós duas fomos de encontro ao papai, a festa acabou as nove horas da noite, Gabi contou que ia passar a lua de mel em Paris, e minha mãe implorou pra ela tirar foto de tudo, porque segundo ela mesmo que eles tenham uma segunda lua de mel, a primeira é a primeira e não tem mais volta.


Depois de um dia com tantas emoções diferentes, me espatifo na cama, e durmo igual ao bebe, sonhando com uma lembra que parece ser um sonho, na verdade foi um sonho que se realizou pra depois virar um pesadelo.

 

 

 


Notas Finais


Bom gente espero que tenham gostado, por favor qualquer error de português me avisem, qualquer dúvida me avisem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...