História Meu Triângulo Amoroso - Capítulo 62


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 16
Palavras 1.167
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hey girls, espero que estejam gostando da fic, estamos quase pra descobrir quem são essas cobras que ameaçam a Paola calma meninas está quase lá rsrs. E estamos quase na reta final ( que pena) mais ainda vai acontecer muitas coisas pelo caminho... Ah quas ia me esquecendo, desculpem os erros é que deu uma tremenda preguiça de revisar mais espero que gostem bjoosss ♥♥♥

Capítulo 62 - A Farsa Está Acabando


Fanfic / Fanfiction Meu Triângulo Amoroso - Capítulo 62 - A Farsa Está Acabando

E eu sempre sorrindo com essa cena.

― nossa como você sangra... Bom acho que você tem que me agradecer por te dar o descanso... Eterno! Sorrio depois olho pro cadáver sem vida

Agora vou pra casa tomar um banho descansar e depois ligar pra dar as boas novas

Depois que sai da delegacia peguei meu carro e tirei essa luvas que tanto me incomodam, estou pegando alergias nas mãos ao usar essas porcarias.

Pov. Paola

― o gato comeu sua língua desgraçada cadê minha irmã?

Jeremy continuava segurando ela

― eu não sei onde esta sua irmã, alias eu nem conheço ela, me solta Jeremy

― olha Kimberly é melhor contar a verdade já sabemos que foi você que deixou aquele bilhete

― que bilhete me soltem, a única coisa que eu digo Paola e Jeremy, é que vocês acreditam demais nas pessoas, vocês são idiotas e isso sim de não terem sacado ainda. Ela dá uma joelhada nas partes intimas de Jeremy o fazendo sentir dor, ela consegue escapar

― Jeremy, você ta legal

― auuu, estou, mais aquela vadia não abriu o bico

― não precisamos dela

Pov. Delegado Jerry

― Ulisses?

― sim senhor

― traga Bill aqui

É hoje que Bill vai abrir o bico se ele cooperar eu libero ele nesta mesma noite

...

― delegado, delegado, aconteceu uma coisa horrível com o Bill

― o que foi?

Vou até a sela de Bill e quando chego, me assusto com essa cena que meus olhos estão vendo, Bill está morto.

Pela manhã...

― Arnold tem alguma coisa estranha, como foi que eles ficaram sabendo que Bill estava preso?

― não sei chefe essa pessoas tem informantes em todos os lugares temos que ficar de olhos abertos porque tem um x 9 aqui na delegacia

― e quanto as câmeras de seguranças do hospital quando ficam prontas?

― nessa semana senhor

― essas câmeras são a peça final do quebra cabeça, mais até lá não podemos mais manter em anonimato com o senhor Alex, temos que contar ele sobre as investigações

Pov. Alex

― bom dia meu amor como foi ontem na sua ida ao cassino?

― Kimberly fugiu, ela só disse pra mim e o Jeremy é que nos confiamos demais nas pessoas, e isso me deu arrepios

― essa pessoa pode ser qualquer pessoa, temos que tomar cuidado.

― só um minuto. Digo atendendo a o telefonema

― alô?

― oi senhor Alex pode dar uma passadinha aqui?

― claro algum problema?

― não, só temos algumas coisas pra falar

― em um minuto chego ai. Desligo

― quem era amor?

― delegado Jerry ele quer falar comigo

― o que será que ele quer falar será que ele descobriu alguma coisa? Perguntou Paola

― não sei, mais eu vou lá agora mesmo. Digo levanto-se da cama

― eu vou com você

Saímos pra delegacia, e quando chegamos lá se dirigimos a sala do delegado

― que bom que veio, sentem-se

― algum problema delegado, eu confesso que fiquei bastante surpreso com essa sua ligação

― bom, eu estava investigando a morte de Abigail e descobrimos muitas coisas, tínhamos tudo em mãos, até o vendedor da substancia que matou Abigail, mais...

― mais... Vocês descobriram quem é o desgraçado que ta fazendo isso?

― não infelizmente não, Bill estava quase abrindo o bico e quando resolveu, acabou sendo assassinado.

― como assassinado? Como deixaram isso acontecer?

― foi vacilo, mais não tinha como saber que eles sabiam que Bill estava em cana ninguém sabia nem a família dele sabia.

― que ótimo, nunca vão descobrir quem é essa pessoa Alex, eles vão continuar mantendo Ana em cativeiro.

― cativeiro? Diz o delegado

― eles pegaram Ana a irmã de Paola

― porque vocês não fizeram a denuncia?

― porque chegamos ontem e eu sei que vocês não tem como prender essa pessoa eu já... Eu já perdi as esperanças, essa pessoa vai continuar ameaçando eu Alex e quem quer que ele queira ameaçar. Paola me corta o coração dizendo isso

― eu prometo pra você que não sossegaremos até colocar essas pessoas todas na cadeia tem a minha palavra, e depois que as fitas de segurança estiverem em nossas mãos, essa promessa será realizada. Diz o delegado sentindo pena dela assim como eu

― fitas? Pergunto

― sim, pegamos as fitas de seguranças do hospital e essa é nossa ultima esperança

Depois que saímos da delegacia, eu e Paola fomos tomar um sorvete pra esfriar as coisas...

Pov. Emma

― quer dizer que não sabe? Nossa que tipo de namorado você é Jamie?

Ele pega em meu braço com força

― não brinca com isso, é uma coisa muito seria, meu deus eu tenho que fazer alguma coisa, eu...

Ele senta no sofá triste, vejo uma lagrima desce de seus olhos

― nossa Jamie, eu não sabia que gostava dela assim. Digo me arrependendo do que eu disse

― você nunca liga pra nada Emma você só pensa em você. Ele diz isso saindo

Penso em ir atrás dele, mais essa alergia na minha mão está me matando, vou logo passar um creme sei lá alguma coisa

Pov. Alicia

― alo kimberly? Onde você ta? Sumiu o dia todo

― você não me da folga, eu tenho que ter um tempo pra mim.

― mais antes o dever em primeiro lugar sabe disso... Digo

― o que você quer?

― olha vamos esquecer as obrigações por hoje vamos fazer uma comprinhas no shopping?

― eu tava sentindo falta desse seu lado sabia, eu aceito...

― então ta até mais tarde

Depois que terminei de falar com kimberly essa chata, resolvi ir na manicure, espera eu não posso ir... Minhas mãos está horrível, eu tenho que passar um creme nessa alergia

Pov. Kimberly

 Que chata essa alicia, eu só a suporta porque é preciso, se não eu nem olhava pra ela, espero que ninguém descubra do nosso envolvimento porque se não, eu e... Estaríamos perdidos agora

Pov. Delegado Jerry

― delegado, delegado. Diz Arnold entrando agitado

― o que aconteceu Arnold outra emergência?

― as fitas estão prontas, elas finalmente ficaram prontas, agora podemos analisarmos elas melhores

― e onde elas estão?

― na sala de vídeo, e Matt já está colocando elas

― vamos lá

Dirigimos-nos até a sala de vídeo, e lá encontramos Matt segurando as fitas

― pode colocá-las Matt

Ele faz o que eu mando...

As fitas começaram a passar e eu e Arnold olhando...

― até agora nada demais. Diz Arnold

― espera... quem é essa pessoa que entrou no quarto de Abigail?

― volta pausadamente Matt

― meu deus delegado... Você ta vendo isso?

― sim, Alex precisa reconhecer essa pessoa...É a pessoa que matou Abigail, ela morreu mais ou menos 10h da manhã, e essa pessoa entrou no quarto dela as 9 e 29 teve bastante tempo pra fazer o serviço, e viu que horas ela saiu?

― sim as 10 e 20... Pegamos...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...