História Meu Vampiro - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathalie Sancoeur, Nino
Visualizações 247
Palavras 1.770
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E aí meus amores estou aqui com mais um capítulo do meu vampiropara espero que tenham gostado Beijos layra e Desculpe os erros ortográficos

Capítulo 4 - Ele


Adrien on

Adrien: Bom você sabe muito bem que para só vivo, se eu alimentar de 21 humanos ,então eu queria saber o porquê eu me alimentava de 21 humanos, se não podia me alimentar de um como todos, então eu fui para o quarto da minha mãe, e eu achei um livro que falava sobre os vampiros ,então eu estava olhando as páginas e achei uma página que estava escrito.

"Um vampiro diferente ,só pode se alimentar de uma escolhida"

Então eu fui procurar essa tal escolhida, até que finalmente achei ela e é essa garota.

Nino: nossa nunca pensei que tivesse uma escolhida, para você mas agora o que você irá fazer com ela-disse mesmo olhando para mim.

Adrien: eu ainda não sei ,mas ela servirá de alimento para mim, e não quero que ninguém se alimente dela a não ser eu ,avise e isso para todos os vampiros que tem no castelo ,e quem tentar roubar uma simples gota dela ,será morto em frente de todos para saber que eu mando aqui-digo eu com uma voz grossa, para causar medo no mesmo .

Nino: está bem Adrien se acalma um pouco, agora eu vou indo ,e fazer esse anúncio-o mesmo sai do escritório ,deixando me pensando o que iria fazer com ela.

Enquanto eu estava pensando, e resolvi subir as escadas  e ir ao quarto da garota ,pois eu nem sabia qual era o nome dela ,eu precisava conhecer ,tinha que ver se eu estava acordada.

Adrien off

Mari on

Acordo com uma dor de cabeça, e uma dor insuportável no pescoço ,que eu nem conseguia mexer direito ,fui pegar os meus dedos para tocar ,e ao mesmo tempo eu senti dois buracos fundos no meu pescoço ,Com certeza deveria ser aquele Vampiro .

Também percebi que eu estava num lugar diferente ,não estava na rua que eu estava ontem ,eu estava no quarto com as paredes vermelhas ,e uma cama enorme ,coberta por um pano preto que me cobria ,até que eu ouço a porta sendo aberta.

Vamp: como está se sentindo-disse mesmo se aproximando de mim ,e sentando na cama perto de mim .

Mari: es-es-estou com muita dor no meu pescoço-digo eu com a voz meio trêmula, porque estava com medo de vampiro ,que estava no meu lado.

Vamp: a parti de hoje você servirá de alimento somente para mim, e não quero ouvir nenhuma reclamação ,porque se não irei matar você -diz ele aumentando o seu tom de voz .

Mari: ma-ma-mais porque eu o que eu te fiz para você me pegar como de alimento-digo  com muito medo ,do que ele poderia fazer comigo.

Vamp: não quero ouvir mais nada sobre esse assunto agora ,Me fale qual é o seu nome-é - Diz o mesmo saindo de perto de mim ,e ficando de pé e olhando para o meu pescoço.

Mari: m-me chamo Marinette-Diogo medo do que ele poderia fazer.

Vamp: bom Marinette ,estou lhe entregando esse papel que está escrito todas as regras dentro desse castelo, e quero que você obedeça todas elas ,Porque quanto mais você desobedecer você terá certas punições -diz o mesmo dando sorriso malicioso, e ao mesmo tempo me entregando o papel ,que estava escrito todas as regras .

Mari: você poderia me dar um kit de primeiros socorros porque meu pescoço está doendo ,e eu preciso cuidar dele.

Vamos: você não precisa cuidar do seu pescoço, quem cuidará dele sou eu-diz o mesmo se aproximando com kit de primeiros socorros na sua mão ,mas o que era que mais me entrigava  era como o kit foi parar na mão dele ,porque quando ele entrou eu estava sem nada na mão.

O mesmo se senta na cama de novo ,ao meu lado e agora chega mais perto de mim. Abre o kit de primeiros socorros ,e começa a pegar as coisas necessárias para a limpeza do meu pescoço.

Mari off

Adrien on 

Eu me aproxima do pescoço da Marinete ,e meu Deus meu corpo, e minha alma estava pedindo por aquele sangue, que estava no seu pescoço .Eu estava tentando me controlar, porque se eu sugasse de novo o sangue dela com certeza ela iria morrer.

Mari: você pode me dizer o seu nome por favor-disse com aquela sua voz doce e calma 

Adrien: Eu me chamo Adrien Agreste, e sou eu que mando aqui nesse castelo ,Espero que você obedeça todas essas ordens ,que eu deixei aí nessa folha.

Ela apenas não disse nada só assentiu com a cabeça ,e eu continuei limpando o ferimento que eu casei dela, só que o mais engraçado de tudo, é que eu iria suga o sangue dela de novo então do mesmo jeito ela , iria ter sempre um ferimento no pescoço dela.

Mas mesmo assim eu tinha que limpar ,Porque se ela deixasse o pescoço dela com sangue ,Eu não conseguiria resistir e nem os vampiros desse Castelo também não conseguiria resistir ao seu sangue .

Adrien: estava pronto-digo botando o último curativo no pescoço da Marinette.

Mari: obrigada - Diz ela dando sorriso doce.

Adrien: do mesmo jeito você querendo ou não querendo eu iria fazer esse corativo, Então não precisa nem falar um obrigado-Digo Saindo do quarto da mesma deixando ela sozinha.

Adrien off

Mari on

O nome dele se chamava Adrien eu estava com muito medo, pois ao mesmo tempo ele é muito frio ,e sua voz é muito grossa ,estava com um papel na mão então resolvi ler porque se eu desobedecer se alguma regra eu poderia ser morta.

Regras

1*só poderá sair do castelo com a minha autorização.

2*nunca entra nos quartos dos castelos, e nem no meu escritório somente a cozinha ou banheiro.

3*você Ficará encarregado de ajudar a Ayla ( covernanta), a fazer as tarefas de limpeza do Castelo.

4*nunca chegue muito perto de um Vampiro aqui do Castelo, ( exceto o Nino) pois se chegar no mesmo tempo irá se Sugar até a morte.

5*você obedecer a somente a mim, nenhuma outra pessoa mais.

6*eu posso fazer com você o que eu quiser ,e se reclamar terá punições que não serão muito boas ,mas sim muito ruins 

7*você não poderá gritar no castelo ,e nem fazer nenhum barulho alto.

8*se não obedece às regras de você irá morrer.

Após eu ler todas as que elas Regras, eu comecei a sentir que os meus olhos começaram a sair água, eu estava chorando eu estava querendo a minha família, eu estava querendo aquela minha vida de volta, eu não queria ficar aqui no castelo ,onde só tinha pessoas que queriam me comer.

Eu não queria me servir de alimento para ninguém, eu sou uma humana não quero ficar com esses vampiros, eu odeio mentiras e principalmente Eu odeio o Adrien.

Mari off

Adrien on

Após eu cuidar dos ferimentos da Marinete eu sabia muito bem que eu não podia matar ela ,mas eu tinha que causar medo, e por isso que eu falei tudo essas coisas de matar.

Cheguei ao meu escritório novamente ,e comecei a ver umas papeladas que tinham e vi que vampiros importantes iriam vir para o meu castelo, para visitar ou passar algum tempo no meu reino .

Isso estava me deixando muito preocupado ,por causa daquela garota, se ela ver o Nathaniel isso pode dar algo muito ruim, pois Nathaniel é um dos meus melhores amigos ,mas também ele não sabe se controlar muito bem.

Ele pode matar ela qualquer momento, mas mesmo sabendo que eu nao posso , ele poderia estar sugando o sangue dela no outro lugar, e se passar de 5 minutos eu não poderei mais salvá-la ,nao teria tempo e ficarei a minha eternidade matando 21 humanos por dia ,e é uma coisa que eu não quero .

Estava resolvendo as papeladas e vi no meu relógio ,que estava na hora do almoço então resolvi chamar a Marinette que estava lá em cima .

Adrien off

Mari on

Depois de tanto chorar eu resolvo e o banheiro para tomar um banho, eu estava precisando e também percebi que tinha roupas no guarda-roupa ,Com certeza ele já estava planejando tudo.

Tomo um banho ,e resolvo botar uma roupa que cobria o meu pescoço, pois uma coisa que eu menos quero e ver vários vampiros, querendo sugar meu sangue .

Quando eu volto a deitar de novo ,na cama ouço a porta aberta e vi que era o Adrien.

Adrien: vim aqui te avisar que já está na hora do almoço ,então Me acompanhe, porque eu não irei esperar lá-disse mesmo se virando e falando com uma voz fria

Pensamento da Mari on

Eu queria chamar o Adrien de senhor gelo, porque pelo amor de Deus o homem frio

Pensamento da Mari off

 desci as escadas seguindo ele e ao mesmo tempo percebo que castelo é enorme, e também quando eu passo ,eu sinto vários olhares para mim de Vampiros querendo me devorar.

Adrien: aqui está a cozinha ,e a pessoa que está cozinhando e a Ayla  a governanta do Castelo -diz ele apontando por uma bela garota ,que estava de costas seus cabelos já cacheados é um tom castanho, escuro ela tinha uma pele morena.

Ayla: prazer me chamo Ayla e você querida como se chama ?-diz a mesma me olhando de cima a baixo.

Mari: me chamo marinette - digo meio tímida.

Adrien : bom agora eu irei sair porque eu já almocei - diz ele olhando para o meu pescoço ,e passando sua língua levemente sobre a sua boca, e ao mesmo tempo sai da cozinha deixando eu e a alya sozinhas.

Ayla: não ligue para ele eu sei que ele é muito frio-diz ela voltando a cozinhar, e ao mesmo tempo me entregando um sanduíche de peru para eu comer.

Mari: Você é humana não é porque está aqui no castelo dos vampiro-digo eu curiosa percebendo que a mesma não era uma Vampira.

Ayla: bom isso aconteceu devido ao meu pai ,que era um amigo muito grande do pai do Adrien, e quando ele morreu ,ele me deixou junto com pai do Adrien, mesmo pai dele sabendo que eu sou humana ,Ele deixou eu ficar aqui com os vampiros, e todo dia eu tomo uma pílula para eles não perceberem que eu sou uma humana ,mas sim uma Vampira ,e só quem sabe desse segredo é eu ,você ,Nino e Adrian .Espero que você guarde ele muito bem porque estou confiando em você.

Mari: Não precisa preocupar eu guardo muito bem segredos ,mas eu queria saber o porquê que Adrien odeia tanto os humanos.

Ayla: isso aconteceu devido o acidente de carro, que o pai dele e a mãe dele estavam indo Celebrar os seus 150 anos juntos, e devido a um humano que estava bêbado ,e debateram com carro ,e assim os dois morreram na hora, mas os vampiros daqui ,eles não são Imortal, único Imortal aqui é o Adrien pois ele é um Vampiro diferente dos outros.

Mari: é eu percebi isso-digo eu soltando um suspiro leve












Notas Finais


Espero que tenha gostado desse Capítulo Não esqueça de comentar beijos layra


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...