História Meu Verdadeiro Amor - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Madara Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Itaizu, Sasusaku
Exibições 79
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amores...

Dessa vez Itachi não vai segurar a raiva espero que gostem desse capítulo

Desculpe os erros ortográficos

Bj

Capítulo 9 - Raiva


Fanfic / Fanfiction Meu Verdadeiro Amor - Capítulo 9 - Raiva

  Pvo's Sasuke


Acordei com nenhuma disposição, pela noite mal dormida pensando nos assuntos de meu irmão, olhei para Sakura e a mesma estava debruçada em mim, tinha que ter maior cuidado com a barriga dela, sorri ao ver ela dormindo tão tranquila, nem parecia aquela pessoa agitada durante o dia.

Levantei retirando o cobertor e a perna dela de cima de mim, me libertando. Assim que sai da cama fui direto ao banheiro, fiz a higiene pessoal, meu rosto não era dos melhores ao olhar no espelho, resolvi sair do banheiro, ainda na porta sorri observando  minha pequena rosada encolhida com aquele barrigão, fui caminhando em direção a porta abri e sai fechando a mesma, quase fui derrubado por dois pestinhas correndo.

- Sa.ra.da - falei com os dentes trincados, vendo minha filha se aproximar com um pequeno sorriso me olhando.

-Bom dia papai.

-Bom dia, aqui é lugar para correr?

-Não, me desculpe. - Falou abaixando a cabeça

- Vão brincar lá fora ok. - Vi ela acenti e sair para fora.

Caminhei até a cozinha, entrei observando o local estava silenciosa não tinha ninguém na casa, não tinha mudado muito tinha uma enorme mesa no centro com dois bancos, no canto um fogão a lenha e um convencional, a enorme pia próximo e uma geladeira antiga no outro lado, fui até a mesa e me serviu um pouco de café preto amargo o colocando numa xícara, andei até a janela próxima e comecei a tomar o conteúdo olhava o pasto e como aquilo era chato, até ouvir passos atrás de mim, me fazendo me virar e encarar a pessoa entrando.

- Bom dia Sasuke - san.

- Bom dia Izumi, era justamente com quem eu gostaria de conversar.

- Pode falar. - ela se sentou no banco, se servindo de café. 

- Agora seria o ideal? é  um assunto bem particular .

- Oh, sim seria o ideal o pessoal da casa saiu as 4 da manhã, sente-se - fui para sua frente e me sentei no banco.

- O  meu assunto maior e sobre esse casorio e porque você está se casando se ainda gosta de meu irmão?

- Acho que é um assunto que não lhe diz respeito Sasuke.

- Sim é do meu respeito e principalmente interesse, acha que sou algum besta ou burro que está acostumada a lidar?


Pvo's Izumi


Fiquei encarando aqueles olhos negros com tristeza, sempre vendo mais a frente do que os outros.

- Claro que não, mais é uma situação um tanto delicada.

- Se não quer falar comigo sobre esse assunto, então converse com Itachi ele poderá te ajudar pois ele nunca te esqueceu - ouvi aquilo com uma tristeza no peito - Sasuke obrigado mais estou bem como estou.

- Izumi reveja seus conceitos e opiniões.- Vi o mesmo se levantar e saindo da mesa, Sasuke nunca gostou de mim e agora quer me ajudar. Apoiei minha cabeça sobre meus braços em cima da mesa, aproveitando o silêncio mórbido do lugar.

Pvo's Mikoto


Estava indo para cozinha após voltar do celeiro e vi Sasuke saindo da cozinha 

- Bom  dia filho, dormiu bem?

- Bom dia mãe - se aproximou me beijando na bochecha - dormi bem. - Vi que era mentira com tamanho da olheira, não iria discutir.

- Cadê Sakura e as crianças? 

- Irei acordar Sakura agora, quanto às pestes estão no quintal!

-Não fala assim deles.- Sorri dando mais tapa em seu ombro.

- Humpf... Até mais mãe. 

O vi se retirar para dentro da casa e me encaminhei rumo a cozinha, encontrando Izumi quieta e deitada sobre o braço, andei até ela sentando ao seu lado.

- Bom dia Izumi.

- Tia, bom dia dormiu bem? - a mesma levantou a cabeça, vi seus olhos enxargados e vermelhos.

- Oh, sim como um anjo, esta bem?

- Estou sim .

- Não precisa mentir, vejo seus olhos vermelhos esteve chorando.

- Tia não estou, se me permite tenho que sair. - Acenti e vi a mesma saindo da cozinha.

- O que houve?

- Naori que bom que chegou, sente- se aqui. - indiquei o lugar vago ao meu lado e a mesma sentou sorrindo .

- Izumi está feliz com o noivo?

- Não, não devia se meter na vida de meus sobrinhos, mas vi ela chorando uns dias atrás.

- Hum... Você topa estragar esse casório?

- Cunhada o que pensas?

- Muita coisa - sorri e ouvi a gargalhada de Naori.

Pvo's Itachi


Meu pai tinha me convidado para ir com ele, meus tios e o demônio do Taiko lá no campo ver o gado que tinham comprado.

- Sabe priminho estou muito feliz que Izumi será minha esposa.- segui ouvindo aquele verme comentando com aquele sorriso cínico na face, apertei os punhos.

- Rapazes, venham ver é cada raça mais bonita que a outra - Madara gritava vi Taiko indo para o lado dele puxar saco.

Andei próximo observando os meus tios conversando com meu pai, logo Taiko voltou em minha direção, estávamos um pouco afastado o que impossibilitava de alguém escutar a conversa.

- Sabe o que mais fico impressionado é como  você escondeu para todos dessa família que vocês namoravam - o fuzilei com o olhar e o mesmo sorriu cinicamente para mim - até quando irá com seus joguinhos para com ela?

- Até ela se casar comigo, você sabia que tudo isso será dela se o velho morrer.

- Então você está interessado na grana e não nela?

- Ela é uma vadia não me interesso por uma mulher como ela, só na grana. - Não aguentei o puxei pelo colarinho lhe dando um soco na cara, meus tios e pai correu até próximo ao ver a cena, meu pai me segurou gritando no meu ouvido - Tá louco?

- Me soltei dele e sem responder sai de perto, o que ele pensa que é para falar assim sobre ela, andei partindo em direção a casa ou melhor ao quarto dela, precisava de explicações sobre isso ou melhor sobre tudo.

" Vai ter que me explicar isso direitinho o que está acontecendo Izumi "


Notas Finais


E aí gostaram? Espero que sim ..
Tentarei andar um pouco mais rápido por conta da ansiedade de vocês mais infelizmente estou com alguns problemas emocionais e que está me atingindo diretamente a fic, então tentarei meu máximo.

Até breve

Bjs

Sakurai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...