História Meu vício - MITW - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Bianca Tatto Marques (BIBI), Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Alan Ferreira, BIBI Tatto, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felps, Flavia Sayuri, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, Pac, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Baixathentic, Cellps, Cellyu, Mitw
Visualizações 86
Palavras 1.511
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura

Capítulo 7 - Two months later


Mikhael Linnker, 5:30 da manhã

Acordo com o som do meu celular, e vou fazer as minhas higienes diárias, ontem eu não fiz muita coisa depois que vim da escola, saio do meu banho e pego uma maça assim siando do meu apartamento indo em direção a escola, no meio do caminho encontro o Batista e o felps e fomos até casa do pac, como todas as manhãs fomos a conversar de coisas aleatórias, mas quando chegamos na casa do pac fomos surpreendidos pelo pac e o cell estarem a se beijar, ok oque aconteceu? o pac não gostava de mim não?

Bom dia, casalzinho - Batista disse, e o felps riu enquanto o cell e o pac coraram, e eu fiquei com uma raiva profunda

b-bom dia - cell disse - como vocês estão? - ele voltou a perguntar, a minha resposta e fácil, quero matar o cell

bem - nos três respondemos

então, alguma coisa para nos contar? - Batista perguntou curioso, por vezes eu detesto essa coisa no Batata

então, eu e o cell estamos a n-namorar - pac disse, e dessa vez a raiva subiu na minha cabeça

parabéns, vamos para a escola - eu disse de forma seca, e começando a andar e logo todos foram atrás de mim, como ainda faltava para chegar eu tirei um cigarro e o acendi, eles ficaram a olhar para mim, pois eles sabiam que eu fumava, mas nunca me tinham visto a fazer tal coisa, quando chegamos a escola o meu cigarro terminou e nos fomos para as aulas

Tarik Pacagnan, 12:45

Saímos das aulas, durante elas não aconteceu nada de importante, o cell me pediu para ir almoçar com ele, na casa dele e assim o fiz, o Mike o Batista e o Felps pelo que percebi foram comer juntos, num restaurante de luxo, mas não me importa, eu e o cell fomos até casa dele de mãos dadas e por vezes da vamos um selinho, quando lá chegamos vejo que a casa de cell e enorme, quando entro nela vejo um sofá enorme e na frente uma tv, enorme também, mas do que eu estava a espera? ele e rico! logo fomos comer, na mesa apenas estavamos presentes nos e a mãe do cell, que me perguntava várias coisas, também eu sou meio que o namorado do filho dela, acho que isso e normal

Mikhael Linnker

E assim se foram dois meses

dois meses em que o pac e o cell estão juntos, e a minha felicidade não existe mais

dois meses em que quase eu não vejo o pac, por ele estar ocupado com o namorado, não o culpo

dois meses que eu tenho vindo a piorar a minha situação de vida, com bebida, tabaco e até mesmo droga

dois meses que me corto nos braços, e que ninguém percebe

Isso são dois meses sem você, Tarik

dois meses que eu não cuido de mim, pois quero me matar...

Tarik pacagnan (dois meses depois), 3 da tarde

Estou na casa do cell, e ele anda meio triste, não sei porque, ele foi trocar de roupa e disse que tinha algo para me dizer, mas quando ele disse isso ele pareceu desanimado, eu estou no quarto dele a espera que ele saia do banheiro, mas entretanto estou a jogar no meu celular, não vou mentir esses dois meses foram os melhores da minha vida, quer dizer meu namorado que parece o melhor do mundo só me tratando com caricias, os meu amigos Batista o felps e o Mike, são os melhores amigos que eu poderia ter, e o Batista tem namorado um menino, pelo que eu percebi o menino se chama João Vitor, mas tudo bem, sou interrompido dos meus pensamentos pelo cell a abrir a porta do banheiro, e se sentar na minha frente com uma cadeira, já que eu estava deitado na cama dele

Pac, posso conversar com você? - ele perguntou meio triste, e parecia que a qualquer momento ia desabar em lágrimas

pode, oque foi? - eu perguntei preocupado

amanhã eu não vou a escola - ele disse, e sério isso - e nunca mais vou, pac, eu vou ter de mudar de cidade - ele disse, e dessa vez era eu que quase desabei em lágrimas

m-mas cell - eu disse

pac, eu quero te pedir desculpas desde já, pois vamos ter que terminar - ele disse chorando - eu vou ter que ir com os meus pais para Nova York - ele disse me olhando sério, mas ao mesmo tempo chorando

cell, quando vais? - eu perguntei chorando, o cell tem sido a melhor pessoa nos últimos meses, não o quero perder

A-amanhã de manhã - ele disse - pac, desculpa, não vou mentir para ti, mas esses últimos meses foram os melhores da minha vida, mas agora eles terminaram, desculpa - eu disse

cell, eu vou ter saudades, e não precisas pedir desculpas - eu disse parando de chorar

pac, só quero te dizer uma coisa, eu te amo, mas se quiseres encontrar alguém para me substituir, encontra um dos nossos amigos, a um que gosta muito de ti - ele disse, como eu o trocaria?

Cell eu te amo, sabes se voltas - eu disse chorando

eu acho que só voltarei daqui a uns anos, e eu também te amo, mas por agora terminamos - ele disse - pac me perdoa por isso, mas por favor, sai do meu quarto quero acabar de fazer as malas - ele disse chorando

ok, mas me da só uma coisa de despedida - eu disse

oque quiseres - ele disse, enquanto nos levantávamos e ficávamos de frente um para o outro

me da um beijo de despedida - eu disse e assim ele o fez, ele me beijou como se nunca tivesse feito isso antes, eu Entrelacei os meus braços em volta do pescoço do mesmo, e ele desceu as mãos até minha cintura, e logo de seguida terminamos o beijo pelo maldito ar - adeus cell, te amo - eu disse enquanto ia em direção a porta

adeus pac, também te amo - ele disse e de seguida eu sai do quarto dele, da casa dele, e basicamente da vida dele, logo que sai da casa do mesmo fui em direção a minha, correndo e chorando quando lá cheguei entre discretamente e fui para o meu quarto chorar baixinho, e assim fiquei um dia assim

Mikhael Linnker, 5:30 da manhã

Acordo com o maldito do meu celular e vou fazer as minha higienes diárias, e quando vou em direção a sala vejo três latas de cerveja que ontem bebi, e mau mas e a realidade, logo pego uma maça e saio do meu apartamento indo em direção a escola, onde a meio encontro o Batista e o felps, e fomos todos em direção a escola, já nem esperávamos o pac, pois ele ia sempre com o cell, então passamos direto pela casa dele, e fomos para a escola, quando chegamos lá entramos na sala, e quando o sinal bateu o pac entrou, mas desta vez sozinho e se sentou ao meu lado, com o capuz

pac - eu o chamo e ele me olha, o olhar dele parecia que tinha passado a noite toda a chorar, já que os olhos dele estavam vermelhos e inchados - oque aconteceu com você? - eu perguntei

nada não - ele disse chorando um pouquinho, nos estamos no fundo da sala, então eu o abraço de lado, e ele se aconchega em meio peitoral 

podes me dizer oque foi, Tarik? - eu perguntei

o cell f-foi embora, e terminou comigo - ele disse gaguejando um pouco

não te preocupes, eu estou aqui - eu disse de uma maneira para o aconchegar, quer dizer ele terminou um namoro agora

obrigado M-Mike - ele disse

pelo que? - eu perguntei confuso, quer dizer pelo que?

antes de eu namorar com o cell, tu sabes oque fizemos, e eu horas depois eu comecei a namorar um cara aleatório, deve ter sido difícil para ti, não foi? - ele disse me encarando

um pouco - eu disse - pac, eu sei que terminaste uma relação agora, mas fica a saber que eu te amo, e agora que estas solteiro eu vou fazer de tudo para te conquistar - eu disse e percebi que se fez um sorriso na boca dele

tu já me conquistaste muito antes do cell, e eu fui um inútil por não ter ficado contigo - ele disse e desta vez quem sorriu fui eu

então arrependes-te de ter namorado o cell - eu perguntei

não, o cell e uma pessoa incrível, e bondosa, ele vai encontrar alguém na vida mais importante que eu, e que eu espero ter a mesma sorte - ele disse e o meu sorriso logo desapareceu - ou já encontrei essa pessoa - ele disse

e quem seria ela? - eu perguntei

você - ele disse e eu sorri, e logo o sinal bate para sairmos da aula, para o recreio...


Notas Finais


desculpem qualquer erro

e não vou mentir, a fic está a chegar ao fim

para ou continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...