História Meu Vizinho - Os Collins - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Collins, Crawford Collins, Sabrina Carpenter
Personagens Christian Collins, Crawford Collins, Sabrina Carpenter
Tags Ficção Adolescente, Romances Adolescentes
Exibições 132
Palavras 1.281
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá amores, mais um capítulo e espero que gostem.

Aceito sugestões tanto na escrita, tanto no que poderei acrescenta na história.

- A história é de minha autoria.

- Os personagem não me pertencem, mas suas personalidades sim.

Boa leitura!

Capítulo 22 - Segredos


Capítulo Anterior

Chris Collins #Pv

Eu não quero seguir o caminho de minha familia, eu não quero isso pra mim.

Quero esta deitado com a garota que gosto e ter uma família longe desse trabalho e perigo que pode me causa a minha e a quem esta próximo de mim, sinto o sono que estava proximo e durmo.

Capítulo Atual

Chris Collins #Pv

Acordo e Snow não estava do meu lado, levando vou ao box faço minha higiene matinal quando termino, visto minha roupa  e vou a cozinha.

- Bom dia - digo entrando na cozinha vendo minha mãe e meu irmão

- Bom dia filho - diz minha vindo me da um beijo de bom dia

- Cade o resto pessoal? - pergunto

- O empresário de Snow ligou dizendo que ela teria que encontrá-lo no Shopping para fazer umas compras e as eminas resolveram ir com ela - diz Craw

- O Dyllan? - pergunto

- Ele teve que resolve uns problemas em sua casa - diz Craw

- Querido quando termina seu lanche me encontre no escritório - diz minha mãe saindo e nos deixando sozinho.

- O que ela quer? - pergunta Craw

- Me convenceu de ir com ela na reunião de negócio - digo

- Ainda bem que estou perto de me livra disso - ele diz

- Eu pensei que estaria livre, mas olha o que deu estou indo pra uma reunião amanhã - digo

- Você vai volta pra despedida de Snow? - pergunta Craw

- Bem provável que não mais tentarei vim so não diga nada a ela não quero causa esperancas - digo

- Tudo bem, eu sou boca de siri - diz Craw

Termino meu lanche e vou até o escritório bato na porta.

- Entre - diz minha mãe, parecia meu pai quando estava vivo.

- O que a senhora que fala comigo? - pergunto

- Feche a porta e se sente aqui - ela fiz aprontando pra cadeira a frente a sua mesa.

- Ja pode fala - digo ja sentado onde ela tinha mandando

- Tenho que lhe conta um segredo - ela diz

- Sim conte - digo curioso

- Seu pai era Chefe de uma quadrilha no Brasil - diz minha mãe e o que me deixa de boca aberta.

- Isso eu ja sabia -  digo

- Me escute não quero que ninguém saiba disso muito menos seu irmão ou sua namorada a Snow - ela diz e assinto concordando

- Seu pai era o maior Chefe do Brasil. Eu e a Becca eramos como as Primeras-Damas - ela diz ate eu lhe interrompe

- Mais como a Becca? - pergunto

- Seu pai Tinha/Tem um sócio que foi o namorado dela... e com brigas de território o Chefe de outra quadrilha descobriu aonde morávamos e mandou mata seu pai. Com a morte de seu pai alguém devia toma conta de tudo, o sócio do seu pai cuido  do negócio ate eu me recupera se tudo. - ela disse

- Mais a senhora é a Chefe agora e o que eu tenho a ver com tudo isso? - pergunto

- Sim, tive que cuida dos negócio que seu pai deixo, pois cuidade de vocês quatro e bancar a viagem de suas duas irmã com um trabalho comum não iria dá. Então Becca me ajudou com tudo, so que veio as guerras de território novamente e a Becca foi no meu lugar - ela diz como fosse a coisa mais comum de todos

- E o que eu tenho a ver com isso? - pergunto

- Um Velho inimigo de seu pai voltou e quer vingança pela morte de sua mulher - ela diz

- Meu pai matou alguém? - pergunto incrédulo

-  Não. Ela era moradora de um morro e seu pai estava invadindo e não sabia que ela era mulher do dono, pois ela morava na comunidade e não  na luxúria que ele tinha, entre umas balas perdida acertou ela - diz minha mãe.

- E o que eu tenho a ver com isso? - pergunto novamente

- Ele está querendo mata todos que seu pai ja amou em vida, no caso a sua família  todos que arrodeam a família como o Dyllan, Morgana e Snow estão em perigo.... - diz minha mãe, quando ela disse Snow eu coração chegou a dá um aperto.

- Quero sua ajudar pra tiramos ele do nosso caminho, e continuamos com os negócio sossegadamente - diz minha mãe

- Se for pra salvá a Snow e minha familiares e amigos eu ajudo a senhora, mas quando isso acaba eu não quero mais sabe disso e que a senhora não envolva ninguém de nossa família nisso novamente - digo firme e ela estende sua mão, aperto a mesma e selamos nosso acordo.

[...]

Ja era tarde e as meninas chegaram, cheias de sacola e sorrisos.

- Oi Chris tudo bem? - pergunta Snow sentando do meu lado no sofá e me abraçando.

- Estou - digo e lhe dou um selinho

- Eu vou pro quarto começa minha mala - ela diz e sobe.

- Você esta bem mesmo? - pergunta Karisma

- Sim - digo e beijo sua testa e vou a caminho da escada.

- Ei Chris que a mamãe queria fala - pergunta Craw e da uma mordida em uma maçã

- Ah sobre a viagem - digo e subo a escada não deixando ele fazer mais nenhuma pergunta.

Aquilo estava batutando minha cabeça como isso tudo pode ser verdade? Por isso as viagem, antes de estuda nessa escola que estudo, eu estudei em um internato com meus irmão, mais um ano antes da morte de meu pai voltamos para casa lembro da nossa última conversa antes de sua viagem.

Flash Black On

- Pai? - o chamo

- Sim - ele diz saindo do quarto

- Aconteceu algo? - pergunto

- Nada meu filho so vim me despedi - ele diz

- Vai viajar novamente? - pergunto

-  Sim, mais antes que você imagine estarei de volta - ele diz

- Posso ir com o Senhor? - pergunto

- Não dessa vez mais um dia você vai comigo - ele diz

- Ta bom pai - digo

- Filho nunca se esqueça o pai ama você todos os seus irmão, faço tudo isso pra vocês terem o melhor. - ele diz me dando um beijo na minha testa.

- Pai eu amo o senhor - digo e ele sorri

- Eu também te amo agora volte a dormi - ele diz e sair do quarto.

Flash Black Off

- Vai ficar parado ai ou vai entra? - diz Show me tirando dos meus pensamentos

- Ah... posso te ajudar? - pergunto

- Seria ótimo - ela diz animada

[...]

Passei a tarde separando as roupas velhas de Snow e arrumando minha mala. Ja era noite estavamos a espera do jantar.

- MENINOS O JANTAR ESTÁ NA MESA - griga minha mãe.

- Cadê o Dyllan e a Morgana? - pergunta  Snow

- Foram jantar com sua família hoje - diz Kirsten

- Eles disseram que vai está aqui amanhã antes de vocês irem viajar - diz Craw

- Ah filho nos iremos depois de amanhã, esqueci de avisa - diz minha mãe

[...]

- Chris eu to com mal pressentimento - diz Snow

- Sobre o que? - pergunto

- Eu não sei - ela diz

- Vem cá me abraça e tenta dormir isso logo vai passa - digo e lhe abraço

- Boa Noite Chris - ela diz

- Boa Noite minha pequena - digo e logo meus olhos pensam e durmo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo.

Deixem suas críticas e me desculpem por alguns erros gramatical

Se puderem dêem uma olhadinha nas minhas outras fic's

Amor Criminoso: https://spiritfanfics.com/fanfics/historia/amor-criminoso-6322724

After You: https://spiritfanfics.com/historia/after-you-5918160

Virtual Love - BTS: https://spiritfanfics.com/historia/virtual-love-6458177


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...