História Meu Vizinho - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Exo, Luhan, Sehun
Exibições 29
Palavras 529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Novo capítulo(Ebaaaaaa!!)
Enfim...
Desculpa qualquer erro e aproveitem a leitura.
Kisses de unicórnio.

Capítulo 35 - Uma Promessa.


Fanfic / Fanfiction Meu Vizinho - Capítulo 35 - Uma Promessa.

P.O.V Sehun.

Eu não aguentava mais tanta dor.Ele não foi ao colégio e eu havia procurado por toda a cidade.

Aquilo para mim apontava que o meu anjo estava no pior lugar possível:Na casa de seus pais.

Não me troquei após a escola e ainda de uniforme bati na porta de madeira com força.

Me garganta esta com um nó de angústia e minha mão estava em um punho.Eu queria tanto bater naquele homem repulsivo.

-Ola Sehun oque posso ajudar?

A voz dele me deu ânsia assim como o seu sorriso falso.

-Eu quero ver o Luhan.Agora!-Elevei meu tom de voz.

-O Luhan não está aqui-Ri da sua mentira imunda e entrei na sua casa,empurrando seu corpo para passar.

-Luhan-Gritei seu nome e logo fui surpreendido com um soco no rosto.

Cai no chão e olhei o homem doentio que me bateu.Ele sorria divertido.

-Você nunca mais vai ver o Luhan. Ele nunca mais vai te ver.E se ele ousar fazer isso eu mato você e ele.

Senti tanto ódio que me levantei rapidamente e tentei soca-lo,mas como não sabia lutar cai novamente no chão com outro forte soco no rosto.Eu me sentia tão impotente.Naquele ponto minha face sangrava.

Ele começou a me chutar e aquilo estava me fazendo sufocar.

Socos na barriga,tronco e rosto.A dor que eu sentia era inimaginável e chegou a um ponto que eu pensei que iria apagar.

-NÃO!-Olhei para a escada.Meu anjo descia desesperado e com lágrimas nos olhos-Por favor não machuque ele-Se jogou na minha frente,evitando qualquer outra agressão contra mim.Sorri dolorido ao ver ele ali comigo.

Sua pele estava mais branca que o normal e tinha olheiras enormes.

Ele não dormiu ou se alimentou direito.Eu queria matar aquele homem.

-Como você saiu do quarto ingrato?-Uma mulher ficou do lado dele.A mãe do Luhan.

-Ele me empurrou quando fui deixar comida.

-Você não aprende Moleque-Bateu no Luhan e a face do meu anjo ficou vermelha.

Eu queria levantar e bater no rosto daquele desgraçado até mata-lo, mas eu estava sem forças e aquilo me deixou sufocado.Eu via o Luhan apanhando,mas não tinha energias para revidar.

-Deixa ele-Respirei fundo e com muito esforço fiquei em pé,ficando na frente do meu pequeno.Eu não ia deixar que batessem nele novamente.

-Sehun por favor vai embora.

Senti suas mãos delicadas no meu braço,mas pela primeira vez tive que ignorar oque ele pedia.

-Eu vou te matar desgraçado.

Rosnei e fechei meu punho.Ele me olhava com um olhar divertido.

Avancei na sua direção e antes que eu pudesse fazer algo,ele segurou meu punho.

-Olha aqui moleque!-Ficou próximo ao meu rosto-Se você não sair da minha casa eu chamo a polícia por invasão ao domilico.

-E eu digo que você bateu no seu filho e tentou me matar-Sorri vitorioso,ignorando a dor que sentia por todo o meu rosto.

-Os polícias estão na palma da minha mão Garoto,eu posso fazer oque eu quiser que nunca serei preso-Meu sorriso desmanchou e ele jogou meu corpo contra a porta-Agora vai embora,se não eu te mato e mato essa viado que infelizmente é meu filho.

Girei a maçaneta e encarei ele pela última vez.Ele chorava e ainda estava ajoelhado.Rosto ferido pelo soco.Eu faria de tudo para salvar meu pequeno anjo.

Sorri verdadeiro e susurrei algo para ti:

-Eu vou te tirar desse lugar.Eu prometo!

Com isso consegui fazer ele sorrir fracamente.

Eu iria tira-lo daquele inferno.É uma promessa.





 


Notas Finais


Tretas!Adoro!
Vamos matar o Pai do Luhan coleguinhas?(Vamos!)
Até o próximo capítulo.
E espero que tenham gostado.
Kisses doces.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...