História Meu Vizinho é um Lobisomem - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Sehun
Tags Baekhyun, Chanyeol, Jongin, Kadi, Kai, Kaisoo, Kyungsoo, Lay, Lobisomem, Lu Han, Sehun
Exibições 294
Palavras 2.421
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi meus amores 🎀🌸
Mais uma vez desculpem a demora,meu curso está tirando meu tempo :(
Boa Leitura ✨

Capítulo 6 - Transformação


Fanfic / Fanfiction Meu Vizinho é um Lobisomem - Capítulo 6 - Transformação

 

P.O.V Jongin

São quase três horas da tarde e eu estou com uma maldita dor de cabeça, toda vez que a lua cheia vai embora e o meu corpo volta ao normal sinto como se um elefante estivesse pisando em minha cabeça, eu não aguento mais isso, já procurei em vários livros se existe algum tipo de cura ou qualquer outra coisa para me tirar desse sofrimento, só queria encontrar essa bruxa que me rogou essa maldição e perguntar o porquê disso tudo, eu não tenho culpa se o amor dela não era correspondido, me levanto da cama e vou para cozinha atrás de um remédio, tomo um comprimido e escuto alguns risinhos vindo da sala, cheguei na porta e encontro Sehun conversando com alguém no celular, quando ele me ver paralisa e fica mudo, dou um sorrisinho de lado e me sento no sofá de frente para ele, esperando a continuação da conversa.

- Lu, eu vou ter que desligar, depois a gente se fala – Falou desligando o celular

- Lu? Já estão assim com essa intimidade todo, Hunnie. - falei sorrindo

- O que tem chamar ele assim? Só estávamos conversando. - falou revirando os olhos.

- Sei, conversando, não vai começar a namorar e me esquecer, ouviu Oh Sehun?  –  falei fazendo um bico.

- Para de falar besteira Jongin, somos apenas amigos – falou pegando o controle da teve e ligando ela.

- Vamos ver até quando vão ser amiguinhos- falei sorrindo.

- Sai da frente, quero ver o programa – falou jogando uma almofada em mim.

Ficamos assistindo alguns programas para passar o tempo quando a campainha tocou, eu estava todo esparramado no sofá,  não estava com nenhuma vontade de me levantar, olhei para Sehun que não mexeu um musculo, revirei os olhos e fui abrir a porta.  Quando abrir quase tive uma parada cardíaca, Kyungsoo estava na minha porta, eu não estava preparado.

- Ah... Boa tarde Jongin, o Sehun está ? – pergunta um pouco corado.

- Está sim... Entra – dei espaço para ele passar e fechei a porta.

- Senta ai Kyungsoo, fica a vontade – falei sorrindo e sentando no sofá.

Sehun se sentou normal no sofá e abriu um sorriso quando viu Kyungsoo.

- Oh, Kyungsoo, você por aqui. O que devo a honra dessa visita? – falou sorrindo

- Na verdade, eu não estava fazendo nada em casa então resolvi fazer essa visita à vocês, atrapalho alguma coisa? – falou sorrindo e com as bochechas coradas

- Claro que não, quando quiser fazer uma visitinha pode vim, quer uma agua ou café? –falou se levantando

- Não obrigado, estou bem assim– falou sorrindo.

- Certo, eu vou à cozinha e já volto – falou saindo.

Kyungsoo estava olhando alguns quadros que estava na sala e eu não resistir de observa-lo, ele estava tão focado observando os quadros que não percebeu meus olhares sobre ele, mas quando ele olhou pra mim suas bochechas ficaram muito vermelhas tão... Fofo.  Percebi que ele queria falar alguma coisa, mas não falava.

- Você quer falar alguma coisa Kyungsoo?  – falei olhando para ele

- Sobre a festa, o que aconteceu entre a gente... Aquilo foi o calor do momento, o álcool, não fique com raiva de mim Jongin - falou tudo de uma vez.

- Calma Kyungsoo, não fiquei com raiva de você, porque eu também te beijei, estavam os dois bêbados, não temos culpa... E eu também gostei do beijo – falei sorrindo e vindo mais para perto dele

Peguei em suas mãos e entrelacei nossos dedos, o que eu estou fazendo? Eu não me controlo perto dele, não sei o que me da, nunca agir assim com ninguém. Vi ele arregalar os olhos e ficar mais vermelho que um tomate, aquele lábios macios não saiam da minha mente, aquelas mãos macias, o calor dos nossos corpos , maldito coruja.

- E você? Gostou? – falei olhando em seus olhos

- E-eu ...- ele parou quando viu Sehun parado vendo a cena.

Na mesma hora soltei suas mãos e voltei para meu lugar, droga ele viu, ele vai encher minha paciência para saber o que foi isso. Ele olhava para mim depois para Kyungsoo, depois deu um sorriso malicioso.

- Voltei e trouxe pipoca- Sehun falou sorrindo

- Não precisava Sehun, não quero dar trabalho para vocês – falou receoso.

- Não vai dar trabalho nenhum Kyungsoo, vou colocar um filme para passar o tempo, vou pegar refrigerante – falou voltando para a cozinha

Sehun voltou para sala com os copos e alguns doces, colocou um filme qualquer de terror e se sentou. Antes do filme começar Kyungsoo chamou nossa atenção.

- Eu me lembrei de uma coisa, cuidado quando for tarde da noite, porque eu estava limpando meu quarto e vi uma pessoa tipo se arrastando, tentando tirar as roupas, ou coisa muito estranha, nunca vimos isso por aqui, pode ser algum maluco, ladrão, bêbado, tarado... só cuidado com isso - falou um pouco assustado

E estava comendo minha pipoca como se não houvesse amanhã e me engasguei, Sehun veio me ajudar batendo nas minhas costas, e Kyungsoo me olho preocupado , eu não estou acreditando, será que ele viu muita coisa, como eu pude ter sido tão descuidado, se ele ver eu me transformando estou ferrado.

- Você esta melhor Jongin? - Sehun falou passando a mão nas minhas costas

-Estou sim, a pipoca esta muito boa e acabei me engasgando, desculpa- falou passando a mão na nuca. - Vamos tomar cuidado sim, Kyungsoo, não se preocupe- falei sorrindo.

Voltamos a ver o filme e a conversar, de vez em quando eu dava umas olhada para Kyungsoo que estava focado no filme, não vou mentir que não seria uma ideia ruim me apaixonar por esse baixinho, quando o relógio deu oito horas Kyungsoo falou que iria embora, porque já estava tarde, eu fiquei um pouco triste, porque não queria que ele fosse embora, ele se despediu e eu fui tomar um banho, eu precisava disso, fiquei mais tempo eu o normal tomando banho para pensar em tudo que esta acontecendo, quando terminei vesti uma roupa leve e fui para a cozinha ajudar no jantar, quando cheguei na cozinha e Sehun apontou a faca pra mim e mandou eu sentar.

- Pode ir contando o que foi que estava acontecendo na sala mais cedo – falou sorrindo malicioso.

- Não estava acontecendo nada, para de ser curioso- falou revirando os olhos.

- Então aqui que eu vi foi miragem, coisa da minha cabeça... Me poupe Jongin, anda conta logo porra - falou cortando os legumes

- Ele só perguntou se eu estava com raiva dele por causa do beijo, eu falei que não e só isso-falei pegando uma maçã.

- E para isso você tinha que pegar na mão dele – falou sorrindo

- Eu não sei por que fiz aqui, quando eu vi já estava pegando na mão dele e entrelaçando nossos dedos – falou suspirando

- É Jongin, das duas uma, ou você esta ficando maluco ou está se apaixonando pelo baixinho – falou batendo palmas e dando pulinhos

- Eu apaixonado... uma criatura como eu não pode ser apaixonar, Sehun. Quando a pessoa que eu esteve namorando descobrir que eu sou um lobisomem, qual será sua reação, vai achar que eu sou maluco, eu não quero – falou com os cheio de lagrimas

- Calma Jongin, eu vou fazer de tudo para te ajudar a se livrar disso tudo, e sobre se apaixonar, não tenha medo, eu sinto que vai ser diferente de tudo meu amigo-falou me abraçando.

- Obrigado Sehun, por me ajudar, não me deixar sozinho passando por isso – falei limpando minha lagrimas.

 Ele sorriu e voltou a fazer o jantar, e eu fui ajudar para terminar mais rápido, fizemos uma coisa leve porque não estávamos com muita fome, quando terminamos lavamos a louça e fomos ver um pouco de teve, quando não aguentava mais de sono, dei boa noite a Sehun e fui para meu quarto, escovei meus dentes e me joguei na cama e não conseguir pensar em mais nada, só dormir.

❤-❤

Já tinha se passado um ano que vim morar nessa casa, eu conseguir arrumar um trabalho em um petshop, não é um trabalho muito cansativo e ficava perto de casa, melhor trabalho que eu poderia arrumar, eu sempre quis ter um cachorro, mas no apartamento ontem morávamos não tinha espaço para cuidar, mas agora que nossa casa e enorme e tem um quintal posso realizar esse meu sonho, hoje chegou um filhote de poodle marrom, eu estou apaixonado por ele, quando chegar em casa vou falar com Sehun para ficar com ele. Quando meu horário acabou peguei minhas coisas e fui para casa, cheguei e fui tomar um banho, não demorou muito Sehun chegou do trabalho também e falou que ia tomar um banho, troquei de roupa e fui fazer o jantar, quando ele apareceu na cozinha a comida estava quase pronta.

- Sehun, preciso falar um assunto com você – falei desligando o fogão e sentando na mesa

- Pode falar, estou ouvindo- falou sorrindo

- Hunnie, podemos ter um cachorro, por favooooorrrr- falei fazendo um bico

- O que, um cachorro, ta maluco Jongin? Eu não vou cuidar de cachorro, não temos tempo para isso. E outra, pra que eu vou querer um cachorro se eu já tenho você? - falou fazendo uma careta

- Sehun nossa casa e enorme, temos um quintal inteiro para ele brincar, não ficamos muito tempo fora, você sabe que eu sempre quis ter uma cachorro- falei o abraçando

- Ta bom, pode pegar o cachorro, mas se ele fizer alguma merda nessa casa, você vai limpar tudo ta ouvindo? TUDO - falou apontando o dedo para mim

- OBRIGADO HUNNIE, POR ISSO QUE EU TE AMO, O MONGGU VAI TE ADORAR- falei dando pulinhos e gritando

- Quem ?... Monggu? Já deu um nome para o cachorro seu louco – falou sorrindo

- Claro, ele é lindo, Sehun, você vai amar ele – falei pegando os partos e talheres.

- Eu espero que sim - falou me ajudando com a comida

Passei o jantar inteiro falando do meu cachorro, e Sehun só sabia revirar os olhos, e de vez em quando falava sobre Kyungsoo, eu agora falo mais com ele, não esta mais como antes, ele é bem legal, mas aquele sentindo ainda está aqui, e parece que aumenta a cada dia. No começo eu achava que era só uma atração física, mas agora eu estou sentindo que vai além disso, desses que ele quase me viu se transformando, no dia de lua cheia eu vou mais cedo para a floresta para não correr o risco da outra vez, e falando em lua cheia ela já esta perto, tenho que me preparar.

❤-❤

No outro dia fui com uma felicidade enorme para o trabalho, passei meu horário todo olhando para Monggu, tão lindo, quando a loja já estava quase fechando, falei com o meu chefe para leva Monggu para casa, ele ficou muito feliz e aceitou, comprei muitas coisas para ele, caminha, comida, brinquedos, levei ele nos braços para casa, quando cheguei Sehun estava no sofá vendo tv, chamei ele para me ajudar com as coisas, colocamos tudo na área de serviços e voltamos para sala para ele conhecer o Monggu, ele ficou encantando, ficou brincando com ele até tarde da noite, não queria deixar eu ficar com meu bebê, fiquei o tempo todo com um bico nos lábios, para quem não queria ter um cachorro ele está muito grudado no meu Monggu.

- Oh Sehun, deixa eu ficar um pouco com meu cachorro – falei bufando.

- Fica quieto, Jongin, ele é tão fofo- falou sorrindo.

Depois de reclamar mais um pouco Sehun me deixou ficar com meu bebê, percebi que ele estava cansado, então levei ele para meu quarto, arrumei sua caminha e coloquei ele para dormir, e fui fechar a janela porque estava fazendo um pouco de frio, quando cheguei perto da janela  e olhei para lua sentir uma dor muito forte, que me fez sentar no chão e espirar muito forte, quando passou um pouco, respirei fundo e me levantei, fui até a sala chamando Sehun.

- Hunnie me ajuda por favor – falei respirando forte

- Ai meu Deus que foi Jongin? – falou me ajudando a sentar no sofá

- Eu sentir uma dor muito forte, eu só sinto isso quando eu estou perto de me transformar, mas hoje não é lua cheia que eu saiba, olha no calendário pra mim- falou ofegante.

Ele foi até a cozinha e trouxe o calendário me mostrando, meus olhos quase soltaram para fora, hoje é lua cheia, eu estou ferrado.

-Jongin, vai agora para a floresta, você não pode ficar mais aqui, vai logoooo – falou me ajudando a levantar . – eu cuido do Moggun para você agora vai, já é quase meia noite, e cuidado para ninguém te ver – falou dando um beijo na minha testa.

Ele me ajudou a levantar e quando abriu a porta e a lua iluminou nos dois a dor aumentou me fazendo soltar um rosnado, Sehun arregalou os olhos e me ajudou a sair mais rápido dali, as luzes das casas estavam todas apagadas, não tinha uma alma viva aquela rua, Sehun me levou até  a metade da rua.

- Sehun daqui eu vou sozinho, não quero te machucar - falou com certa dificuldade por causa dos dentes que estava crescendo

- Tudo bem, agora vai rápido – me soltou e saio correndo

Mesmo estando me transformando conseguia entender algumas coisas antes de virar aquele monstro, então sai mais rápido possível até o final da rua que tinha um caminho que dava para floresta, comecei a rasgar minhas roupas e rosnar um pouco mais alto, quando estava quase chegando perto da saída, escuto um barulho atrás de mim, fiquei parado e escutei aquela voz tão conhecida.

-Oi, você está bem? Está passando mal?- falou um pouco preocupado.

Antes de ele chegar mais perto eu me afastei, e com isso ele parou também.

Com isso me virei e o olhei, seus olhos quase saíram para fora quando me viu, meus olhos já estavam vermelhos, minhas unhas enormes e meus dentes , cabelos crescendo pelo meu corpo, quase caindo no chão de dor pelo menos ossos que estavam crescendo, essa parte da transformação era a pior.

-J-jongin – falou gaguejando.

 Kyungsoo estava olhando para mim com uma cara de medo, aquilo me deixou tão triste, eu tinha que sair dali mais rápido possível, mas eu só conseguia pensar em uma coisa.

Merda ele viu... 


Notas Finais


Quando o Soo encontrou o Jongin ele ainda não estava totalmente transformado okay ^^
vou fazer o posivel para não demorar muito,me desculpem
amo vocês,beijinhos anon !
❤💫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...