História Meu Vizinho é um Lobisomem - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Sehun
Tags Baekhyun, Chanyeol, Jongin, Kadi, Kai, Kaisoo, Kyungsoo, Lay, Lobisomem, Lu Han, Sehun
Exibições 229
Palavras 3.413
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello meus amores 🌸
Leiam as notas finais, por favor ^^
Boa leitura ✨

Capítulo 9 - Salem


Fanfic / Fanfiction Meu Vizinho é um Lobisomem - Capítulo 9 - Salem

P.O.V Kyungsoo

Já se passou quase um mês desde que eu comecei a ajudar o Sehun, mas eu só vou na casa dele quando é lua cheia, que são nos dias de terça e sexta – feira, como hoje, são quase meia-noite e eu já estou com tudo pronto só esperando Sehun me mandar uma mensagem para puder sair de casa, já que ele pediu para pesquisar alguma coisa só quando eu estivesse junto dele, até agora as coisas estão do mesmo jeito, e aquele cachorro continua não gostando de mim, não vou me esquecer nem tão cedo do dia que Jongin me ajudou com as comprar e ele fez xixi em mim, filho de uma p... Não Kyungsoo, não vale a pena .

Flashback On 

Eu tinha saído do trabalho mais cedo e passei no supermercado para fazer a compra do mês e estava com varias sacolas pesadas na mão, eu estava quase chegando na frente de casa, quando alguém me chamou e eu reconheci aquela voz, que me fez sentir arrepios.

- Kyungsoo, precisa de ajuda? – perguntou se aproximando.

- Ah, Oi Jongin, preciso sim, e muito – falei sorrindo amarelo e tentando arrumar tudo.

- Deixa que eu te ajudo – falou pegando algumas sacolas

- Não quero te atrapalhar, estou vendo que esta de saída – falei pegando a chave do meu bolso.

- Não, tudo bem, eu só estava indo passear com o Monggu- falou sorrindo.

Que sorriso é esse, eu não sou pago pra isso!

- Monggu? Quem é? – perguntei fingindo não saber quem é o demônio marrom.

- É meu filho, que dizer meu cachorro – falou sorrindo todo bobo.

- Ah que gracinha, ele é lindo. – falei me abaixando para passar a mão em seu pelo

Quando eu estava preste a encostar, ele rosnou pra mim, na mesma hora me levantei e olhei assustado e sorri amarelo, demônio, mais um motivo para me vingar, satanás marrom.

- Muito obrigado pela ajuda Jongin, me ajudou muito- falei tentando pegar as sacolas

- Que isso, eu te ajudo a levar para dentro, se não for muito incomodo - falou sorrindo

- Tudo bem ,entra – falei abrindo mais a porta

Ele entrou e fechou a porta e me seguiu até a cozinha, ele deixou as sacolas em cima da mesa e olhou pra mim, eu pude observá-lo melhor pela segunda vez, já fazia um tempo desde aquela festa, que eu sentir seus lábios com gosto de café, sua pele macia, ver seus olhos, ele é tão bonito, que eu podia passar a noite toda o observando, mais tive que parar pois estava ficando estranho as coisas.

- Eh, muito obrigado mais uma vez Jongin – falei corando.

- Precisando é só chamar- falou pegando Monggu no colo.

- Você aceita uma água? Suco? Alguma coisa?- perguntei sorrindo.

- Não quero nada obrigado, acabei de fazer um lanche- falou negando com a mão.

- Então, eu te acompanho até a porta – falei indo até a porta.

O acompanhei até a calçada, ele colocou Monggu no chão e olhou pra mim, seu olhar é tão hipnotizante, eu não conseguia pensar em mais nada, só queria ficar olhando pra ele a noite inteira, sentir seus lábios outra vez, sentir sua pele quente e macia, seu cheiro de café e menta, mas fui tirando aquela troca de olhares por um liquido quente escorrendo pela minha perna. Que não seja isso que eu estou pensando. Olho para baixo e vejo Monggu fazendo xixi na minha perna, ele termina e ainda joga areia por cima, eu fiquei sem saber o que fazer primeiro, se passava a focinho dele no asfalto ou matava de uma vez. Olhei para Jongin que estava com a boca aberta, paralisado.

-M-meu Deus Kyungsoo, o que ele fez?  – falou passando as mãos pelo cabelo

Filho da mãe não faz isso, olha esses braços, é um filho da puta mesmo, desculpa mãe do Jongin.

- Tudo bem Jongin ele é só um cachorro- falei com uma cara de nojo e sorrindo amarelo

-  Eu demorei muito para levá-lo, eu tenho culpa nisso também – falou com vergonha

- Eu já ia tomar um banho mesmo, pode levá-lo, desculpa ter te atrapalhado - falei sorrindo

- Mil desculpa Kyungsoo, que vergonha Monggu – falou respirando fundo

Ele pegou Monggu no colo e saiu dando uma palestra de não sair fazendo xixi nos outros, eu respirei fundo e entrei, indo direto para o banheiro tomar um belo banho.

Flashback Off

Suspirei e me joguei no sofá, não demorou muito e meu celular vibrou, peguei ele que estava na mesa de centro e olho a mensagem

-Sehun

“Pode vim, ele acabou de sair, a porta esta aberto, só entrar “

                                                                                                    00:20

-Kyungsoo

“Já estou saindo,espero que aquele demônio esteja dormindo no lugar dele,se não vou jogar ele da janela”

                                                                                                        00:22

 

Bloqueei meu celular e peguei minha mochila, fechei a porta e atravessei a rua olhando para todos os lados para ver se não tinha ninguém por perto, entrei e joguei minha mochila no sofá e fui procurar Sehun pela casa, não demorei muito e o achei na área de serviço.

- Cheguei Sehun, vamos começar?- perguntei me encostando na porta

- Vamos sim, já coloquei o Monggu na caminha dele, para sua felicidade – falou sorrindo

- Hoje eu vou começar a ler o ultimo livro, eu espero encontrar alguma coisa, não aguento mais ler e não achar nada – falei suspirando

- Eu sabia que não ia ser fácil, mas vou fazer isso pelo bem do Jongin – falou pegando os livros da minha mochila quando chegamos na sala

Peguei o livro e me deitei no sofá, e comecei a ler, no começo não tinha muita coisa interessante, só quase as mesmas coisas que eu já tinha lido, terminei de ler já era quase três horas da manhã, suspirei  e me joguei no sofá.

- Eu não achei nada, estou acabado- falei olhando para ele

- Eu também não, o que vamos fazer agora? – perguntou com uma cara triste

- Eu não sei, mais não podemos desistir- falei determinado

Olhei para minha mochila que estava no chão e vi mais um livro, fique assustado porque eu não tinha o visto antes ali, peguei o livro e fiquei o observando, ele era bem simples, só tinha um símbolo no meio, e mais nada, vi Sehun me olhar com uma cara sem entender nada.

-  Da onde você tirou esse livro Kyungsoo ? – perguntou vindo sentar do meu lado

- Ele estava na minha mochila, mas eu não vi ele ali antes, isso é tão estranho – falei o abrindo

Pelas folhas ele é bem antigo, não tinha muitas coisas escritas só umas palavras que eu não conseguia entender, então fui passado até parar em uma folha em branco que só tinha escrito, Bruxas de Salem, então comecei a ler em voz alta. 

- Em 1692 em um vilarejo chamado Salem, uma misteriosa doença de uma menina de nove anos, que foi dada como feitiço pelo medico da região, e que não avia cura a não ser uma boa reza, fez correr pelo lugar que satanás estavam entre eles, e então outros casos começaram a surgir, e com isso fez gerar um interrogatório com essas meninas para saber o que elas tinham visto, elas alegaram que isso que aconteceu com elas  foi por causa de um ritual de voodoo feito por uma escrava que viera das índias ocidentais que elas viram, com isso as pessoas começaram a desconfiar umas das outras, mais de trezentas pessoas foram acusadas de praticas de feitiços ou bruxarias, cento e cinquenta foram presas e pelo menos  vinte foram mortas sendo a maioria mulheres, mortas por formas mais cruéis como afogamentos, enforcamentos, queimadas em fogueiras, torturas, entre outras – Dei uma pausa e olhei para Sehun que estava prestando a atenção, então continuei

- Mas também algumas conseguiram fugir e estão por ai vivendo sem que ninguém desconfie, bruxas podem fazer vários feitiços e magias, um desse é transformar pessoas em bichos, como porcos, cachorros, ratos, e também em um lobisomem, feitiços não podem ser retirados de um jeito fácil, só podem ser retirados pela própria bruxa que o rogou ou pelo colar Lua dos ventos para que prenda maldição para sempre.mas para isso é preciso que fale as palavras certas.Esse colar só pode ser encontrado com a próxima feiticeira ou enterrado no cemitério que a no meio do pequeno vilarejo de Salem .

- O que? – Sehun perguntou incrédulo

- Como vamos achar esse colar? Aonde fica isso? Eu não vou em cemitério – perguntei assustado isso é muita coisa para processar

- Isso faz muito tempo, como vamos encontrar esse tal colar no meio de um cemitério enorme, e ainda mais pelo tempo não deve ter mais nenhuma bruxa viva por ai, e também como vamos saber que é uma, puta que pariu estamos ferrados – falou andando de um lado para o outro.

- Não tem como sair daqui e ir atrás desse lugar sem que o Jongin perceba, já que não podemos encontrar essa bruxa, temos que encontra esse colar, mais esta falando aqui que temos que falar as palavras certas, que porra de palavras são essas? – perguntei me levantando do sofá.

- Eu não sei por onde começar, é muita coisa para pensar, procura ai no livro se tem alguma imagem desse colar – falou apontando para o livro.

Peguei e fui passando as paginas, até que parei em uma que tinha a imagem desse tal colar, meus olhos quase saíram, eu conhecia esse colar, era o colar que minha mãe me deu para guardar.

- Encontrou alguma coisa Kyungsoo? Você esta bem? – perguntou preocupado

- E-eu estou sim, olha isso Sehun – falei mostrando a foto.

- Ele é lindo, mas o que tem ele?- perguntou sem entender nada.

- Você não percebeu? É o mesmo colar que eu venho usando, minha mãe me deu um igual, antes de me mudar para essa casa ela falou para não perder ou vender para ninguém – falei passando a mão pelo cabelo.

- Meu Deus, agora eu me lembro, aquele colar, Kyungsoo como você tem um colar de quebrar maldiçoes em casa? Sua mãe é uma bruxa?  – perguntou espantado.

- Eu não sei, Sehun, isso eu tenho que perguntar a ela, vamos fazer isso amanhã mesmo, e você vem comigo – falei determinado.

- Claro, vou até o fim do mundo para ajudar o Jongin- falou sorrindo

- Eu também, ele é uma pessoa legal, quero ver o bem dele – falei todo bobo.

- Já esta assim, é? Eu aprovo vocês dois juntos, vai ter que cuidar do Monggu- falou com um sorriso malicioso.

- O que? E-eu não vou ficar com ele, é só quero ajudar, pare com isso – falei corando.

- Kyungsoo pelo amor de todos os deuses, para de cabeça dura e tenta alguma coisa com ele, vocês dois são muito burros, porra – falou suspirando.

- Eu não sei Sehun, eu tenho medo, faz um tempo que eu não tento nada com ninguém, o Jongin merece coisa melhor do que eu, e eu não sei direito o que estou sentindo por ele – falei guardando minhas coisas.

- Olha Kyungsoo, pelo tempo que eu te conheço,você é uma pessoa legal, o Jongin também gosta e você, só não quer assumir para si mesmo, então tenta, vai ser melhor para os dois – falou pegando na minha mão

- Eu vou pensar, temos tempos para isso depois, agora vamos pensar em resolver isso – falei sorrindo. - amanhã vamos na casa da minha mãe e conversamos com ela, quem sabe ela nos ajude, agora eu vou embora, quando o Jongin sair para trabalhar me avisa que eu venho – fale pegando minha mochila.

- Tudo bem, vou preparar tudo aqui- falou me levanto até a porta.

Me despedi e fui para minha casa arrumar minhas coisas para levar amanhã, minha mãe vai ter que me contar tudo direitinho sobre esse colar.

❤-❤

Acordei cedo por não conseguir dormir direito, pensando em como foi que minha mãe conseguiu arrumar aquele colar, levantei da minha cama maravilhosa e fui fazer minha higiene matinal, depois que coloquei uma roupa confortável, fui prepara meu café da manhã, hoje eu não ia trabalhar, tenho que esclarecer tudo sobre esse colar Lua dos ventos, quando estava tudo pronto peguei meu celular e mandei uma mensagem para Luhan avisando que não poderia ir hoje pôs ia visitar minha mãe e era um assunto urgente, não demorou muito e ele respondeu que estava tudo bem, fiquei aliviado, quando terminei de tomar meu café da manhã, lavei a louça e fui ver um pouco de teve, o tempo passou tão rápido que eu não vi que já era dez horas, então fui para o meu quarto, troquei de roupa, peguei minha mochila e mandei uma mensagem para Sehun perguntando se já estava tudo certo. Ele não demorou a responde avisando que já estava pronto e me esperando na frente de casa no seu carro, então guardei meu celular, a chave de casa e sai, Sehun quando me viu acenou de dentro do carro, entrei e joguei minha mochila no banco de trás e coloquei o cinto.

- E então, preparado? – perguntou colocando o cinto

- Estou sim, vamos que o dia vai ser longo – falei ligando o radio

- Já está assim? Ligando o radio sem pedi? – perguntou arqueando uma sobrancelha

- Cala a boca, Sehun e dirige – falei cantarolando uma musica qualquer que estava tocando

Ele revirou os olhos e saiu, pois minha mãe mora um pouco longe de onde eu moro, o caminho foi calmo, comigo e Sehun cantando e conversando, depois de um tempo na estrada paramos na frente da casa da minha mãe e eu suspirei, peguei minha mochila e descemos do carro. Andei ate a porta e toquei a campainha, não demorou muito e minha mãe apareceu, eu estava com tantas saudades.

- Meu filho, que surpresa, eu estava com tantas saudades – falou me abraçando.

- Oi mãe, eu também estava com tantas saudades – falei a abraçando de volta.

- Vamos entrem, vejo que trouxe um amigo – falou sorrindo.

- Esse é o Sehun, meu vizinho e amigo- falei os apresentando.

- É um prazer conhecê-la senhora DO- falou se curvando e sorrindo.

- Oh, que menino educado e lindo – falou apertando suas bochechas.

- Mãe pare com isso, coitado do Sehun – falei com vergonha

- Cala a boca Kyungsoo, não atrapalhe, menino ingrato – falou sentando no sofá

Sentamos no sofá e começamos a conversar sobre como eu estou me virando sozinho como eu conheci o Sehun e coisas aleatórias, mas eu precisava chegar no colar.

- Mãe, eu preciso perguntar uma coisa a senhora, é importante – falei serio

- Pode perguntar meu filho – falou olhando para mim

- Mãe, eu quero saber como a senhora conseguiu esse colar – perguntei mostrando o colar para ela

- Porque você que saber sobre isso Kyungsoo?- perguntou um pouco sem jeito

- É para uma coisa importante mãe, por favor, me fala tudo que sabe – falei esperançoso

- Tudo bem, eu vou contar, mais não ache que isso é loucura minha – falou suspirando

- Eu e seu pai estávamos comemorando nosso aniversario de casamento de dois anos, e perto de onde nos morávamos estava tendo uma festinha, onde tem varias barracas, brinquedos , quando chegamos lá passamos perto de uma barraca de uma moça muito bonita que usava seus cabelos soltos e um lenço, um vestido muito bonito, seus olhos pretos como a noite, me chamou e seu pai para sua barraca, alegando que leria nosso futuro, não sabemos que iria ter ciganas por lá, mais por curiosidade fomos não custava nada, ela estava com esse mesmo colar, ele pegou minha mão e começou a falar que eu e seu pai iríamos ser muito felizes e eu iria engravidar de um lindo menino, e que não iria demorar, ficamos tão felizes, queríamos tanto um filho, e depois antes de nos imos embora ele segurou minha mão e me entregou esse colar, me falando que era para eu entregar ele para meu futuro filho, que ele iria precisar e que na hora certa ele saberia usar, eu não entendi nada mais aceitei e guardei, e fui embora com seu pai, depois de alguns meses eu engravidei de você , e continuei guardando esse colar, quando você disse que iria morar sozinho resolvi te entregar ele. – falou esperando minha reação.

- Então, sua mãe não é uma bruxa – Sehun falou surpreso.

- Bruxa? Da onde tiraram isso ?- perguntou assustada.

- É complicado mãe, eu vou fazer um resumo – falei a olhando. – Sehun tem um amigo é eles são como irmão e ele tem um maldição que todas as noites de terça e sexta – feira ele vira um lobisomem, e estamos tentando quebrar essa maldição e encontramos em um livro que esse colar quebra , por isso viemos saber sobre ele – falei cruzando os braços.

- Isso tudo é muito estranho, lobisomem, isso existe? – perguntou me olhando.

- Sim existe, e eu vi de perto – falei passando a mão pelos meus cabelos.

- Tudo que eu sei sobre esse colar é isso meu filho – falou suspirando.

- Tudo bem mãe, ajudou muito, agora temos que tentar achar essa bruxa – falei sentando do seu lado.

- Tenham cuidado, isso pode ser perigoso – falou me dando um beijo na bochecha.

- Mãe tem aquele bolo que eu tanto amo ? – perguntei manhoso

- Tem sim , nunca esquece dele né? – perguntou me abraçando

- Bolo? Eu aceito também – Sehun falou sorrindo

- Venham, vou colar para os dois, me contem mais sobre esse Jongin – falou indo até a cozinha

Ela colocou bolo para nos dois, e Sehun começou a contar um pouco sobre o Jongin, como foi a infância deles, o seu jeito de criança, e eu estava começando a sentir uma coisa entranha crescendo dentro de mim, uma sensação boa, Sehun se tornou muito amigo da minha mãe só nesse tempo que passamos, e ele também falou daquele satanás chamado Monggu, minha mãe amou ele , eu só revirava o olhos, ela não sabe quem é a peste.

❤-❤

Fomos embora já era quase cinco horas da tarde, pôs minha mãe não queria me deixar vim embora, depois de muita luta ela deixou eu vim, mais alegando que era para voltamos mais vezes e trazer o Jongin e o Monggu juntos, quando chegamos corri para minha casa antes de Jongin chegar, tomei um banho e me joguei na casa, amanhã teria trabalho.

No outro dia eu fui cedo para o trabalho, pôs quando tivesse tempo iria passar na biblioteca para devolver os livros, Sehun me mandou uma mensagem avisando que ira passar na lanchonete para conversar comigo, a manhã passou normal sem muitas pessoas para atentar, antes da hora do almoço Sehun apareceu para conversar comigo, mais só sabia olhar para o Luhan, falei que iria sair um pouco mais cedo para o almoço, Luhan concordou e fui direto para biblioteca com Sehun para devolver os livros, chegando lá o mesmo rapaz do outro dia estava lá.

- Bom dia, eu vi devolver esse livros – falei colocando-os em cima da bancada

-Bom dia, qual seu nome? – perguntou sorrindo

- Kyungsoo, eu sou o rapaz dos livros de feitiços – falou envergonhado . – E esse é meu amigo Sehun- falei os apresentando

- Ah , me lembrei, o rapaz do colar bonito, olá Sehun prazer, Lay- falou apertando a mão de Sehun. - espero que tenha feito bom proveito dos livros – falou os tirando da bancada

- Fiz sim, gostei muito- falei sorrindo

- Tudo certo, mais alguma coisa ? -perguntou se sentando na cadeira e sorrindo

- Não só isso mesmo- falei acenado e indo até a porta

-Espera, você hoje não esta com seu colar bonito, eu achei ele fascinante – falei procurando o colar

- O colar, você gostou tanto assim ?- perguntei encostando na bancada

- Ah sim, o colar da Lua dos ven...- falou tampando a boca

- Lua dos...? – perguntei o olhando

- Continuei, você sabe o nome não é? – Sehun perguntou vindo até meu lado

- E-eu não posso dizer nada – falou saindo de trás da bancada

-Lay, você sabe sobre o colar da Lua dos vendo, por favor nos ajude,é um coisa importante – falei implorando

Ele parou e ficou pensando, depois de um tempo voltou e nos encarou

- Tudo bem, eu ajudo vocês, mas não contem a ninguém sobre isso – falou suspirando 


Notas Finais


1- Eu falei um pouco sobre as Bruxas de Salem, eu não sou nenhuma especialista no assunto, só deu uma pesquisada para poder falar um pouco, então se tiver alguma coisa errado me desculpem

2-Esse livro eu não sei se tem alguma coisa a ver, só peguei porque combina com o tema do capítulo

Bom é isso, agora andou um pouco, menino Lay vai ajudar mais será que vai mesmo ou vai colocar eles em alguma furada ?? vou deixar no ar

É isso espero que gostem, um beijinho na ponta do nariz 🎀
Quem quiser ir lá falar comigo @niallhiips meu twitter ^^
❤❤💫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...