História Meu Vizinho Sedutor - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seraph of the End (Owari no Seraph)
Personagens Guren Ichinose, Krul Tepes, Mikaela Hyakuya, Shinoa Hiiragi, Yoichi Saotome, Yuuichirou Hyakuya
Tags Mikayuu, Owari No Seraph, Seraph Of The End
Visualizações 220
Palavras 1.449
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá povo! Meu nome é Leon! Na verdade, é só um apelido... Mas, que seja...

Prazer em conhecer todos vcs e espero que nos demos bem, e que aproveitem esta história que estou para contar pra vcs!

Eu amo Mikayuu, então, eu tnha que fazer uma fanfic sobre eles! I LOVE THEM!

Bem, este é apenas o primeiro cap, e está um pouco fraco e pequeno. Mas, prometo tentar melhorar os capítulos com o passar do tempo. E espero que gostem da história.

Boa leitura a todos! Nos vemos lá em baixo...

Capítulo 1 - Capítulo 1: Casa Nova, Vizinhos Novos


“Qual a pior coisa que poderia acontecer com você? Simples, mudar de cidade..."

A rua pela qual passavam estava calma, afinal era sábado. Final de semana, todo mundo adora sair, pois ninguém trabalha. É um ótimo dia para se mudar!

No carro em questão, dois morenos estavam sentados no banco da frente, enquanto seguiam o caminhão de mudança para sua casa nova.

- Hey, Yuu, até quando planeja ficar com essa cara de enjoado? – Guren perguntou, enquanto olhava de canto para o filho mal-humorado no seu lado.

- Não enche! – Yuu reclamou.

Guren apenas suspirou cansado – Olha, eu sei que você não queria se mudar, mas tem que ver o meu lado também. – falou – Aqui, eu vou ter um emprego melhor, não ou atrasar as contas, vamos ter uma vida melhor!

- Eu sei disso... – Yuu falou baixou, quase que em um murmúrio – Se a gente só fosse mudar de bairro, estaria tudo ótimo. O problema é que nós nos mudamos de cidade! – reclamou aumentando o tom de voz – Eu tive que abandonar todos os meus amigos na nossa cidade antiga! Eu tive que sair da minha escola, do meu clube! Eu perdi tudo.

- Vai ser um recomeço! Vai ter uma escola nova e você vai fazer novos amigos! – afirmou o mais velho.

- Há! Você acha que é assim fácil? Que é só eu chegar na escola e “boom”, vou fazer um monte de amigos? – Yuu perguntou sorrindo sarcástico – Quem dera fosse desse jeito. – abaixou o tom de voz e recostou a cabeça contra o vidro do veículo – Estamos no meio do ano letivo... Há essa hora, todos os alunos da minha sala já formaram os seus grupinhos. Eu vou ficar sozinho... – reclamou cabisbaixo.

Yuuichirou Hyakuya, apesar de ter 16 anos, e ser sempre um pouco temperamental, esquentado, tem uma parte frágil e morre de medo de ficar sozinho, sem ninguém. Guren, seu pai, acredita que seja por causa de algum trauma de infância, mas nunca se recordou de nada que pudesse justiçar o medo do filho.

Guren Ichinose é um vendedor de imóveis, na faixa dos 30 anos. É pai solteiro e criou Yuuichirou sozinho. A mãe de Yuu? Um mistério! Guren sempre se recusou a falar sobre ela com o filho, e Yuu com o tempo aprendeu a aceitar essa resistência do pai.

- Bem, vamos mudar esse seu humor. Olha! Nós chegamos! – Guren afirmou sorrindo e apontando pro lado de fora a casa onde iriam morar.

Guren estacionou o carro em frente à casa, e foi ajudar o pessoal do caminhão de mudanças a descarregar a mobília.

Yuu saiu do carro e parou de pé em frente a sua nova e nada “desejável” casa. Se ele pudesse, ficava morando na sua antiga cidade com seus avós se fosse preciso. Tudo pra ficar perto do que conhecia. Mas, como era menor de idade, não tinha escolha. Ele também não queria deixar seu pai sozinho. Ambos só tinham um ao outro pra se ajudar.

- Hey, Yuu! Venham ajudar a descarregar a mobília. – Guren chamou.

Yuu suspirou cansado, e foi até o caminhão ajudar o pessoal da mudança a descarregar as coisas da casa. A casa em questão, era apenas de um andar, simples e com quatro cômodos, um banheiro, e um quintal de tamanho razoável.

 

 

Depois de quase o dia inteiro, Yuu e Guren já haviam terminado de arrumar as coisas na casa. Ambos decidiram juntos onde seria a sala, a cozinha, e escolheram seus quartos. Ao meio dia, já estava tudo pronto, e acabaram almoçando uma pizza que encomendaram.

Yuu passou o resto da tarde arrumando seu quarto, o decorando do seu jeito pra ficar com “cara de Yuu”. Ele mexeu e remexeu tudo até escolher onde cada pertence seu ficaria. Assim que terminou de arrumar tudo em seu devido lugar, o garoto de olhos esverdeados percebeu que já estava quase escurecendo.

- Yuu, venha aqui na sala! – Guren o chamou.

Yuu suspirou enquanto imaginava o que o mais velho pudesse querer.

Ele foi até a sala, e assim que chegou lá, se deparou com seu pai e mais duas pessoas, uma mulher baixinha e um garoto loiro que parecia ter a sua idade.

- Yuu, esses são os nossos vizinhos, Krul e seu filho MiKaela. – Guren disse, apontando para cada um dos visitantes, e puxou o filho para perto de si – Krul, Micaela, esse é meu filho, Yuuichirou! Eles virem nos dar as boas-vindas.

- Prazer em conhece-los. – Yuu disse sorrindo minimamente e analisou ambas as figuras em sua sala.

Krul provavelmente era uma mulher adulta, mas com certeza estava conservada. Se Yuu não tivesse escutado que ela era mãe do loiro, poderia jurar que seria irmã mais nova do garoto. E, ela tinha exóticos cabelos rosa.

- Olá, Yuuichirou, prazer em conhece-lo! – Krul disse sorrindo largo.

- Ah, apenas Yuu já está bom. – o moreno disse – Yuuichirou é muito grande pra ficar falando toda hora.

- Ok! Pode deixar, Yuu! – a rosada afirmou – Ah, como o seu pai já disse, esse aqui é o meu filho, Mika. – falou enquanto colocava a mão no ombro do loiro – Ele estuda na mesma escola que você. Se precisar de qualquer coisa lá na escola, é só pedir pra ele. E se ele não ajudar, é só me avisar que eu dou uma cossa nele! – falou autoritária.

- Ah... Prazer, Mikaela... – Yuu disse meio receoso. Se sentia mal pelo garoto ser obrigado a ajudar ele na escola nova.

- Apenas Mika! – o loiro finalmente se pronunciou – Igual a você, Mikaela é um nome muito grande. – disse sorrindo.

- Ah, certo... – Yuu disse meio sem jeito – E, não precisa se preocupar. Eu posso me virar bem na escola sozinho.

- Não tem problema. Eu faço questão de ser o seu guia lá na escola. – o loiro disse sorrindo de forma sexy, o que fez Yuu ficar meio sem jeito perante aquele sorriso.

- Viu? O Mika não se importa. Então, está tudo decidido! – Krul disse sorridente – Bem, agora temos que ir. Sejam bem-vindos, novos vizinhos! – disse ao se levantar com o loiro.

Quando Mika se levantou do sofá, Yuu deu uma olhada discreta no rapaz. O loiro parecia ser um pouco mais alto que o moreno, e tinha olhos azuis que pareciam safiras, uma pele clara e cabelos loiros um pouco bagunçado. Ele estava vestindo uma camiseta regata, e assim Yuu pode ver que o garoto possuía tatuagens nos dois braços. No direito, era um dragão todo em preto, e no outro, uma rosa, um pouco discreta a olhos distraídos.

Ao notar o olhar que Yuu dava em cima de si, Mika sorriu de forma presunçosa, como se estivesse dizendo ao moreno “Não precisa ficar me secando, eu sei que sou bonito!”

Yuu virou o rosto na hora, tanto por causa do sorriso presunçoso, quanto por vergonha por ser pego “analisando” o loiro.

Assim que chegaram na porta, Guren abriu a porta para seus dois novos vizinhos passarem.

- Obrigado pela visita, e até mais! – Guren disse sorrindo amigavelmente.

- Ah que isso, não precisa agradecer. Eu que fico feliz por finalmente ter vizinhos! – Krul disse animada – A casa que vocês compraram estava a venda a meses e eu ficava me perguntando quando que os meus vizinhos iriam chegar.

- Mãe, menos... Muito menos... – Mika disse entediado.

- Tchau Guren, Tchau Yuu! – Krul disse animada e acenando para ambos os morenos.

- Tchau... – Yuu disse acenando.

- Tchau senhor Guren e... Tchau, “Yuu-chan”! – Mika dissse sorrindo ao passar pela porta com sua mãe e rem embora.

- Yuu-chan? – Yuu se questionou encarando seu pai de forma confusa.

- Deve ser apenas um apelido, Yuu. Vem, vamos comer o resto da pizza do almoço. – Guren disse, afagando os cabelos do filho.

Ambos jantaram e logo foram se deitar. Tinha sido um dia cheio. Dia de mudança sempre é cansativo.

Ao seu deitar em sua cama nova, Yuu se sentiu meio desconfortável. Ainda não tinha aceitado aquela ideia de terem mudado de casa. Yuu apenas queria voltar pra sua antiga cidade e, quem sabe, saber sobre sua mãe. Ele realmente não entedia porque Guren se recusava a falar dela.

Yuu se remexeu, virou para todo os lados, mas não conseguia dormir. Muitas coisas tinham acontecidos em apenas um dia em sua vida. Mudança, casa nova, vizinhos novos...

Nessa hora, Yuu se recordou de Mika. De seu sorriso, seu olhar presunçoso, seus olhos safiras, mas principalmente do “carinhoso” apelido que recebera do loiro.

- Yuu-chan... – o moreno repetiu a si mesmo num sussurro – Espero que esse Mika não fique no meu pé me zoando... – disse a si mesmo, se virou de lado e fechou os olhos, finalmente conseguindo dormir.

...


Notas Finais


Bem, foi isso... Espero que tenham gostado. Se gostaram, não deixem de favoritar, e se não for muito, comentem o que acharam da história.

Bem, não tenho data certa pra postar o próximo cap, mas prometo tentar postar o mais rápido possível!

Bjos e até a próxima! ^_^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...