História Meus 15 anos - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lesbicas
Visualizações 75
Palavras 914
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yuri

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi, meus bebês lindos e gigantes ❤❤❤

Capítulo 10 - Nove


Fanfic / Fanfiction Meus 15 anos - Capítulo 10 - Nove

Gabriela - Uma semana depois

Meu celular começou a vibrar em cima do criado-mudo e eu o peguei, era uma ligação de um número desconhecido.

Ligação? De número desconhecido?

Com muito receio, atendi a ligação e coloquei o celular no ouvido, ainda com medo e confusão rolando pela minha corrente sanguínea.

- Alô? 

- Gaby?

- Lua?

- Oi, amor

- Que susto que você me deu! Por que, diabos, está me ligando de outro celular?

- Meu celular acabou os créditos e aqui na casa do meu amigo não tem Wi-Fi para eu mandar mensagem

- O que aconteceu? Por que está me ligando? Você está bem?

- Sim, sim. Eu estou ótima, amor. Sério mesmo, só estou com... Saudades

- Saudades? Tenho as minhas dúvidas, já que você anda me evitando

- Por que está dizendo isso?

- Porque eu percebi claramente que você está faltando a escola por minha causa, Luana

- Claro que não!

- Então é por quê?

- E-Eu tô com uns "corre" aqui em casa

- Ue, você não tava na casa do seu amigo?

- Estou, estou! Eu quis dizer que estava com uns "corre" lá em casa

- O que houve?

- Nada demais. Sério, nada do qual você queira saber

- Oh! Okay então, se você diz 

- E você, amor? Está bem?

- Tô sim, melhor agora que estou ouvindo sua voz

- Não faz assim comigo, Gabriela. Não tira a minha sanidade desse jeito porque depois você não vai conseguir me controlar

- Quem te disse que eu não vou?

- Gaby, por favor, agora não

- Tudo bem então, amor. Estou com saudades

- Também estou com saudades, nenê

- Você não me ligou só para jogar conversas foras, né? O que houve?

- Não. Bom, eu só liguei para te pedir pra fazer uma promessa para mim

- Que promessa?

- Amor não tô a fim de perder nada contigo, se algo acontecer prometa ficar aqui?

- Luana, por que tá falando isso?

- Você é uma pessoa incrível, sério, minha bebê

- Não tô te entendendo, Lua

- Me promete que independente do que acontecer, você vai permanecer aqui, por favor

- Não vou prometer o que eu não vou cumprir

- Por que diz isso?

- Porque você com certeza aprontou alguma merda e agora tá com um puta medo de me perder por conta dessa merda. Eu sinto muito lhe dizer, amor, mas eu guardo rancor. Então, independente do que você tenha aprontado comigo, eu não vou conseguir te perdoar, portanto, não vou conseguir permanecer

- Isso é sério?

- Sim, Luana

- Mas...

- Nada de "mas". Você tem algo importante para me contar?

- Não!

- Certeza? Tô te dando a chance de confessar agora, Luana

- Eu não tenho nada pra confessar pra você, Gabriela

- Tá bom, então. Mas saiba que mais cedo ou mais tarde eu vou descobrir o que quer que seja o seu "segredo"

- Isso é pra me deixar com medo?

- Não, foi só um aviso mesmo

- Então, você não vai me prometer mesmo?

- Não. Tenho que ir, minha mãe ta me chamando. Tchau, Luana

- Tchau, a...

Desliguei o celular antes mesmo de ouvir ela me chamando de amor.

Eu sentia que havia algo de errado, Luana parecia estar estranha comigo, o sentimento que ela sentia por mim parecia ter se esvaido, ela nem demonstrava mais o sentimento que tinha por mim, estava fria, como se eu tivesse feito algo de ruim para ela.

- Filha? - chamou minha mãe, batendo em minha porta e abrindo a mesma - Posso entrar? - assenti e ela entrou, fechando a porta novamente e se sentando em minha cama, próxima aos meus pés - Aconteceu algo entre você e a Luana? 

Franzi o cenho e encarei ela, confusa.

- O quê? Não, claro que não. Por que está perguntando isso? - perguntei

Hoje tiraram o dia para me fazer perguntas estranhas.

- Porque vocês estão mais distantes, ela não veio mais aqui em casa e você não fala mais dela para mim - explicou

- Luana tem a vida dela, mãe. Já é maior de idade e não pode ficar na minha casa sempre - retruquei, irritada

- Eu sei, eu sei, Gabriela. Mas achei estranho, antes ela não saia dessa casa e agora nem passa mais pela nossa rua 

- Mãe, eu não quero falar sobre a Luana - pedi

- Por quê não? 

- Porque eu não a conheço mais!!! - gritei, ele me olhou assustada e eu respirei fundo - Mãe, me deixa sozinha, por favor - pedi

- Esta bem, meu amor - ela se levantou e se inclinou, deixando um beijinho em minha testa - Se cuida, não quero que você saia machucada nesse relacionamento - falou e em seguida saiu do meu quarto

Assim que ela saiu do cômodo, eu fechei os olhos e respirei fundo.

- Não existe um relacionamento, mãe - sussurrei 

Meu celular vibrou ao meu lado e eu o desbloqueei para ler a mensagem de uma amiga.

"Gabrielle, acho que você precisa ver isso [imagem]."

Assim que a foto carregou e eu a vi, foi como se tivesse levado um soco em meu estômago de uma pessoa que eu considerava mega importante.

É bizarro dizer isso, mas assim que eu olhei a foto, pude ouvir claramente meu coração se quebrando mais uma vez.

Era uma foto.

Uma foto da Luana com a Maria Eduarda.

Na legenda havia: "Nessa foto podemos ver claramente quem é a mais bonita dessa relação, obviamente que é a minha namorada 😻❤"

As duas sorriam felizes e havia um gato nos braços da Luana.

Coloquei o celular ao meu lado e fechei os olhos, sentindo uma lágrima escorrer pela minha bochecha.

- Eu estava certa o tempo todo - sussurrei, soluçando enquanto lágrimas inundava meu rosto



Notas Finais


Gostaram? Perdoem o capítulo pequeno
Vocês já sabem o que fazer para me deixar feliz, né? Comentem, meus bebês ❤
Até breve, amorzinhos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...