História Meus amigos não me amam como você. - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Armin, Maegi
Exibições 29
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 21 - Está nervosa?


Fanfic / Fanfiction Meus amigos não me amam como você. - Capítulo 21 - Está nervosa?


POV: Maegi

Sábado, 16h.
Chegamos na casa do Armin, estacionamos o carro e subimos até o apartamento dele, lá nos esperavam Lety e Alexy, que por sinal estava super empolgado. Por sorte os pais deles não estavam em casa, o que contribuiria ainda mais pro nosso segredo dar certo. Em seguida fui pra casa com a Lety, estava cansada da “viagem”. No meio do caminho tive que aguentar o questionamento dela:
- Então, rolou? - ela perguntou.
- Não, Lety! - revirei os olhos - Apenas dormimos!
- Ora, não acredito que o Armin seja tão lento assim! - ela se mostrou indignada.
- Não foi por falta de atitude dele… - falei sem pensar.
- O que? Maegi… Como assim? - ela arregalou os olhos - Não me diz que você ainda não esqueceu aquele idiota do Dake? 
- Claro que esqueci! - me alterei - Mas não consigo me doar por inteiro pra alguém depois do que ele me fez!
Maegi, você tem que parar de ter medo de viver. Enquanto você ta ai com medo, ele ta lá, curtindo tudo e todas. Pare de se martirizar, o que quer que tenha acontecido entre vocês, a culpa não é sua, ele foi o babaca da história.
Permaneci calada. Eu sei que ela tem razão mas não queria mais falar desse assunto. Ela suspirou e entendeu o recado. Chegamos em casa, minha mãe não perguntou nada, pareceu não suspeitar de nada, ufa! Subimos até meu quarto e ficamos lá até a hora do jantar, depois disso assistimos filme na sala com meus pais.

Segunda-feira, 7h.

Estou a caminho da escola junto da Lety, não sei por que acordamos tão cedo hoje, senti um pressentimento ruim que me fez ficar ansiosa, o que significa que não consigo dormir direito. Fizemos o caminho em silêncio até chegarmos ao pátio da escola, onde Lety se juntou ao Castiel, Lysandre e Anna, acenei pra eles e segui até o corredor principal da escola, onde estavam Kentin e Ambre, eca! Ela parecia desesperada e ele parecia irritado, ela tentava tocar seu rosto mas ele afastava as mãos dela sempre que podia, ela me viu encará-los e o puxou para beijá-lo, nessa hora fiz uma careta e parei de olhar. 
Segui até o grêmio, olhei pelo vidro pra ver se o Nath estava lá, e ele está, mas não sozinho, tem outro aluno com ele, loiro, alto, forte, oh não… É o Dake. Ele se virou e me viu olhando-o, deu um sorriso cínico e virou-se novamente para o Nath, que fez um sinal positivo e acenou, vi que Dake ia sair da sala e sai correndo pra bem longe da sala. Corri até o corredor da escadaria e sentei em um dos degraus da escada, ofegante. Abaixei meu rosto por uns segundos e senti uma mão levantá-lo.
- Ora, ora. Olá, Maegi. - encarei a pessoa que me falou isso, era Dake. - Parece que seremos colegas de novo. Como vai?
- Sai fora, Dake! - afastei a mão dele do meu rosto e levantei.
- Calma, mocinha. Estou aqui na paz.  - ele levantou os braços em sinal de paz.
- O que faz aqui? Com tanta escola nessa cidade, por que aqui?
- Bem, Sweet Amoris foi a escola mais interessante que achei. - ele sorri maliciosamente e se aproxima de mim. - Ainda mais que aqui tem pessoas bem interessantes - se aproximou mais ainda enquanto eu me afastava, andando pra trás, até atingir um dos armários. - O que foi, Maegi? Está nervosa? - ele aproximou o rosto do meu, pude sentir a respiração dele nas minhas bochechas. Fiquei encarando-o por uns segundos e então visualizei o banheiro feminino com a porta aberta, sem pensar duas vezes, corri pra lá e me tranquei em um dos boxes.
Mandei sms pra Lety me ajudar, em alguns minutos ela estava lá.
- O que houve, amiga? - ela entrou no banheiro já gritando - Cadê você?
- Aqui. - falei saindo do box. - Lety, ele tá aqui! - falei morrendo de raiva.
- Quem? - ela me olhou confusa.
- Dake! Esse infeliz ta aqui! - ela me abraçou e eu comecei a chorar nos ombros dela - não acredito que ele continua a me importunar mesmo depois de todo esse tempo! - me debatia no abraço dela, que a cada momento ficava mais forte.
- Calma, ele te falou alguma coisa agora? Te fez algo? - ela acariciava minha cabeça.
- Não, quer dizer, não sei… - sai do abraço e enxuguei minhas lágrimas. - ele se aproximou muito de mim, por um momento achei que ele iria me beijar, sei lá… Não acredito nisso, até aqui ele vai me perseguir agora! - gritei frustrada.
- Até aqui? Como assim, Maegi?
- Eu o vi uma vez no shopping, na verdade não sei se ele tava me seguindo, mas eu o vi. Já foi o suficiente pra me aborrecer.
- Hum. - ela se aproximou de mim - Tira essa cara feia do rosto, vamos! Não deixa ele te vencer, ele não tem o direito de te deixar pra baixo assim. Ninguém tem. Vamos - ela abriu a torneira pra eu lavar meu rosto. - Toma aqui esse corretivo e esse pó, toma esse rímel também. Lembre-se que você tem amigos, pode contar conosco a qualquer hora. Tenho certeza disso. - peguei a maquiagem que ela ofereceu e passei levemente no rosto para amenizar o inchaço que o choro proporcionou. Olhei no espelho, gostei do que vi e passei um batom cor de boca que deixo guardado na bolsa para emergências.
Saímos juntas do banheiro, combinamos de assistir ao treino do time de futebol hoje para nos divertirmos, fomos para nossas aulas e graças a Deus não tive nenhuma junto do Dake.
Na hora do intervalo fiquei com meus amigos no refeitório, menos Nathaniel, Castiel estava nos contando sobre o show que fizeram no final de semana, no mesmo pub que os contratou, ele parece super empolgado com o sucesso da banda, Anna também, e pelo visto Lysandre parece empolgado também, mas não só pela banda, pude perceber os olhares entre ele e Anna, pelo visto não é só química vocal que existe entre eles.
Senti falta do Nathaniel na nossa roda de amigos, desde que ele começou a se envolver com a Emma, ele se distanciou da gente, e desde a festa na piscina, ela também não falou mais com a gente. Acho isso muito estranho, afinal, não lembro de ninguém tratando-a mal na piscina.
Depois das aulas, me despedi do Armin e segui com Lety até o ginásio. Lá encontramos o Kentin, que estava fazendo o aquecimento, junto dos demais jogadores.
Do outro lado da quadra estavam as líderes de torcida, Ambre cochichava algo no ouvido da Emma, e em seguida olhou pra mim, fuzilando-me.
- Kentin, posso saber por que sua namorada me odeia tanto? - me aproximei da quadra e perguntei a ele.
Namorada?
- Sim, a barbie loira líder de torcida ali. - apontei a boca em direção a Ambre, que nos olhava.
- Ah, Ambre. Ela não é minha namorada. - ele parou para ajeitar o cadarço do tênis - Por que?
- Bem, depois de ver os amassos de vocês e também depois da briga de hoje cedo, não é… Pareciam namorados.
- Não, eu terminei o que tinha com ela mas ela continua insistindo, mal aguentei ficar uma semana com ela. É um saco! - ele sorriu pra mim. - Tenho que ir, tem gente nova no grupo então temos táticas novas pra treinar. - ele acenou e foi para o meio da quadra.
Voltei a sentar ao lado da Lety e começamos a assistir ao treino. Todo o grupo estava jogando bem. No meio do treino o treinador apitou e deu a entrada do novo jogador, e logo reconheci aquele porte físico, era Dake. Ao notar, Kentin me olhou espantado, olhei-o de volta e lancei um olhar de que estava tudo bem, enquanto a Lety apertava minhas mão para me dar conforto.
É realmente muito ruim ver que ele tá voltando assim pra minha vida assim do nada e sem pedir permissão. Mas não vou deixar isso me abalar, estou em um novo relacionamento e estou feliz, tenho muitos amigos pra me apoiar e me ajudar quando preciso e, ainda por cima, tenho um futuro para decidir. Por enquanto, quero apenas aproveitar o momento que tenho com minha amiga de infância agora assistindo meu outro amigo de infância ter sucesso no colégio. Estou sem tempo pra pensar nas pessoas que não me querem bem.


Notas Finais


Playlist da fanfic no Spotify ~ https://open.spotify.com/user/12162803183/playlist/2ASYzZIgLdw0q8vS9asWgT

Espero que estejam gostando! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...