História Meus colegas de quarto. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Comedia, Confusão, Dança, Drama, Irmãos Uchiha, Itachi, Karin, Musica, Sakura, Sasuke, Triângulo Amoroso
Exibições 65
Palavras 3.501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Sei que demorei....peço perdão por isso, eu estava sem net acreditem rs
Mais aqui estais outro capitulo da fic...espero que curtam
Boa leitura.

Capítulo 3 - Esse cara drogou a Sakura


Meus colegas de quarto.

 

 

 

 

 

 

 

Esse cara drogou a Sakura.

 

 

 

 

 

 

 

Line_Santtos.

 

 

 

°•√~*.*.*.*.*.*~√•°

 

 

 

 

Sakura estava deitada em sua cama, olhando para o teto do quarto.

 

Ela pensava em seus pais, onde eles estavam agora? Por que não tinham ligado para ela?

 

-SAKURAAAAAAAA -Gritou Naruto entrando no quarto dos irmãos Uchihas.

 

-QUE É?

 

-O QUE FOI QUE VOCÊ DISSE PRA MINHA PRIMA?

 

-N-nada.

 

-VOCÊ CONTOU PRA ELA O QUE EU APRONTEI COM VOCÊ.

 

-Ai, eu nem sabia que ela é sua prima, chega de drama, ok?

 

-Não senhorita...

 

-Hey, sabia que eu já fui no Brasil?

 

-E daí?Espera, não muda de assun....

 

-Lá eu aprendi uma música que me lembra muito você.

 

-Qual?

 

"-Meu pintinho amarelinho, cabe aqui na minha mão, na minha mão, quando quer comer bichinhos, com seus pezinhos ele cisca o chão, ele bate as asas, ele faz piu, piu, mas tem muito medo é do gavião".

 

Sakura cantava enquanto batia palmas e andava ao redor de Naruto, o loiro já estava vermelho de tanta raiva, parecia uma bexiga preste a estourar.

 

-QUE MERDA DE MÚSICA É ESSA?!

 

Gritou eufórico fazendo Sakura dar um pulo para trás de susto.

 

-Hey, olha como fala, essa música marcou minha infância.

 

-DANE-SE.

 

-VEM CÁ ÔH PROJETO DE PESSOA, VOCÊ NÃO TEVE INFÂNCIA NÃO?!

 

-SAKURA, EU TÔ TE AVISANDO, NÃO ME PROVOCA.

 

Logo a porta foi aberta, Sakura e Naruto pararam de gritar e olharam para Sasuke que estava com a face séria... Como sempre.

 

O moreno de olhos negros olhou para Sakura e logo depois para Naruto, suspirou e então disse:

 

-O que você pensa que está fazendo aqui?- Perguntou olhando diretamente para Naruto.

 

-Eu vim falar com ela.

 

Apontou para Sakura.

 

-Já falou?

 

-Sim.

 

-Ótimo, você já sabe onde fica a porta.

 

-Eu já vou, e Sakura.

 

-Eu.

 

-Você já está avisada.

 

Naruto saiu do quarto, e Sasuke começou a encarar Sakura com um olhar ameaçador, parecia que ele queria que ela explodisse naquele exato momento.

 

-Mal chegou e já se meteu em confusão, qual é o seu problema garota?

 

-Nenhum, mais tipo assim, acho que alguém me jogou uma praga, então fica longe de mim, vai que essa praga pega em você - Sorriu.

 

Sasuke revirou os olhos, ele sem dúvida achava ela muito irritante.

 

-Acho que você é drogada. 

 

Ele disse sorrindo de canto.

 

-O único drogado aqui é o meu cupido...Nem queira saber como era o meu antigo namorado.

 

-Se ele for tão problemático quanto você, então não vou querer ficar sabendo mesmo.

 

Sakura encarou a face agora serena de Sasuke, ele já estava com o olhar mais calmo, com a face mais amigável.

 

-Você gosta muito de cantar? - Ele perguntou tentado mudar de assunto, afinal de contas, ele e seu cupido não eram melhores amigos há muito tempo.

 

-Sim -Mentiu.

 

-Hm.

 

Murmurou enquanto olhava uns papéis em sua mão.

 

-Eu...você pode me desculpar?

 

Sakura perguntou na esperança de que eles virassem amigos, a rosada não queria mais inimigos do que já tinha.

 

Mais quem disse que Sasuke Uchiha iris virar seu amigo tão rápido assim?

 

-Pelo o que? -Sasuke se sentou em sua cama.

 

-Por eu ser tão explosiva com você, e com o seu irmão. É que...Eu nunca estive em uma escola de música antes. É tudo muito novo pra mim.

 

-Hm.

 

Hm ... Como isso irritava Sakura.

 

-"Hm", é só isso que você sabe dizer?

 

-O que você quer que eu diga? -Levantou uma sobrancelha - Que eu te amo? Ou o quê?

 

-Quer saber?Esquece que eu pedi desculpas.

 

-Ok, com todo o prazer senhorita.

 

-Você é um idiota.

 

-Sério? Nossa, estou tão magoado com isso que você disse, acho que vou até morrer de tanta dor - Ironizou - Dane-se o que você pensa de mim. Não vivo das opiniões de ninguém, muito menos das suas.

 

- Por que você é tão frio?

 

- Está incomodada?

 

-Claro.

 

-Então reclama com Deus, porque foi ele quem me fez assim.

 

Sakura saiu do quarto irritada. Como Sasuke Uchiha podia ser tão idiota assim? Vai saber né.

 

-Hey, olha por onde anda garota. -Reclamou Hinata após Sakura esbarrar na mesma.

 

-Foi mal.

 

A garota olhou para Sakura com uma cara de nojo, e um olhar de reprovação.

 

Essa daí com certeza era uma das patricinhas que alí reinava.

 

-Foi péssimo né minha querida.

 

Pronto, aquilo já fez com que o sangue de Sakura começasse a ferver, mais ela não ia se meter em mais confusão.

 

Mais que sua mão tava coçando, ah tava.

 

-Olha, eu já pedi desculpas, se você não quer aceitar, problema seu -Sakura começou a andar mais parou e olhou para trás -Querida. 

 

Hinata fez uma cara feia e Sakura lhe mostrou o dedo do meio.

 

-Vem cá garota, você é idiota?

 

-Não, por que?

 

-Porque parece.

 

-Aah, e você é puta?

 

-Não, por que?

 

-PORQUE PARECE!

 

Sakura gritou, então se virou para frente e continuou andando até chegar em um jardim, cheio de flores, rosas vermelhas, rosas brancas, rosas amarelas, e outras.

 

-Ah -Suspirou -Como eu vou sair desse inferno?

 

Seu celular começou a tocar, no segundo toque Sakura atendeu.

 

-Alô.

 

-Sakura?

 

-Eu.

 

-Santa Madona seja louvada, tem noção de quantas vezes eu tentei te ligar e não deu certo?

 

-Deixa eu ver... Ah, lembrei, deixei minha bola de cristal na minha antiga casa.

 

-Sendo sarcástica com sua melhor friend?Isso não é coisa que se faça.

 

-Aconteceu algo?

 

-Nada, eu só te liguei pra ouvir sua doce voz, mais é claro que aconteceu algo!

 

-Sendo sarcástica com sua melhor friend?Isso não é coisa que se faça.- Imitou a voz de Karin.

 

-Okay, bom, só pra começar a escola é legal, e tem vários gatinhos, eu disse gatinhos?eu quis dizer gatões, boys magias, pedaços de mal caminhos, eu tô até com vontade de jogar mel nos peitos deles e depois lamber.

 

-Eca - Falou imaginando a cena.

 

Karin era sempre tão exagerada, mais Sakura gostava disse, era até engraçado.

 

-É sério, e as bundas deles? Menina, eles tem mais bunda do que eu.

 

-Todo mundo tem mais bunda do que você, Karin.

 

-Isso, joga na cara mesmo.

 

-Hahaha.

 

-Engraçadinha, hey, eu tenho uma piada nova...

 

-Lá vem.

 

-Quer ouvir?

 

-Fala.

 

-Qual é o carro que prevê o tempo?

 

-Sei lá. Qual?

 

-CELTA PRETO, HAHAHA, ENTENDEU?O CARRO QUE PREVÊ O TEMPO É O CELTA PRETO, HAHAHA.

 

Sakura suspirou. Karin estava se divertido, ou era apenas uma impressão?

 

-Karin, estão te drogando nessa escola, ou o que?

 

-Hahaha, mais essa piada aí foi boa vai.

 

-Nossa, eu morri de rir -Falou Sakura revirando os olhos -Hey, e o Suigetsu?

 

-O que tem o baiacu? -A voz de Karin pareceu séria.

 

-Você pegaria ele?

 

-Nem no escuro.

 

-HAHAHAHAHA.

 

-É sério. Ele é insuportável.

 

-Combina com outra insuportável que eu conheço...Quem será?

 

-...

 

-Biip, temos uma vencedora, Karin Uzumaki.

 

-Prefiro não opinar.

 

-Ah, fala sério vai.

 

-E você hein safadenha.

 

-Eu o que?

 

-Pegaria o Naruto?

 

-Pegaria, mais BEM no escuro sabe.

 

Karin riu.

 

-Escuro tentador hein.

 

Dessa vez foi Sakura quem riu.

 

-Olha, deixa de ser maliciosa.

 

-Olha, estou com medo.

 

-Não se preocupe, acho que aí não tem baratas voadoras.

 

-Não seja idiota, estou falando de dançar.

 

Sakura olhou para o lado e viu Naruto se aproximando.

 

-Também estou com um pouco de medo. Karin, agora eu tenho que desligar, até mais.

 

-Até...Me liga.

 

-Pode deixar.

 

-Saku...

 

-Morreu!

 

-Espera...

 

-Que é?!

 

-O que acha da gente ir dar uma volta?

 

-Naruto...Você é demente?

 

-Não...Por que?

 

-Você...Ah, esquece.

 

-Vamos dar uma volta ou não?

 

-Não.

 

O que esse loiro tinha na cabeça? Havia praticamente engolido a Sakura no quarto, e agora estava todo carinhoso.

 

-Okay, okay - Suspirou - Vamos começar de novo, só que dessa vez sem os Uchiha por perto para atrapalhar - Se virou para Sakura - Olá, me chamo Naruto Uzumaki, e sou seu vizinho de quarto - Estendeu a mão para Sakura.

 

Sakura sorriu vendo aquela cena, olhou para o lado e mordeu o lábio inferior.

 

Aquele parecia ser outro Naruto, não um Naruto chato e idiota, e sim um Naruto maduro e divertido.

 

-Sou Sakura Haruno - Apertou a mão de Naruto e o mesmo deu um sorriso meigo.

 

-E então Sakura, quer dar uma volta comigo pelo internato?

 

Pelo visto Naruto era bem insistente, tão insistente quanto Karin, isso sim é genética.

 

-Podemos deixar isso pra depois?

 

-Como quiser - Sorriu -Desde quando você canta?

 

Sakura gelou, não sabia o que responder, ela não cantava, tudo o que sabia era dançar e compôr músicas, mais cantar, isso não. Isso nunca.

 

-Desde sempre - Mentiu, mesmo Naruto sendo legal com ela, não podia confiar nele.

 

-Tem certeza? 

 

Sakura tremeu, sentiu que Naruto desconfiava dela.

 

-Por que está desconfiando de mim?

 

-Não estou desconfiando - Ele olhou para ela, e por um momento seus olhos eram tão azuis que Sakura chegou a compará-los com o oceano - Existe algum motivo para eu desconfiar?

 

Sakura tinha colocado a corda no próprio pescoço, e só tinha um jeito de tirará-la do pescoço da mesma.

 

-Itachi - Sakura chamou o Uchiha mais velho que passava por alí.

 

-Algum problema? - Perguntou o moreno.

 

-Preciso da sua ajuda, vem comigo.

 

-Pra onde?

 

-Acho que vi um Panda gigante no corredor. Vem.

 

Sakura puxou Itachi pelo braço e o levou para dentro da escola.

 

-O que ele te fez?Te machucou?

 

-Não, ele não me fez nada - Falou.

 

-E então...

 

-Eu só não queria continuar conversando com ele, só isso.

 

Itachi levantou uma sobrancelha, e murmurou um "Hm", então ele se virou e foi embora.

 

Sakura suspirou e balançou a cabeça.

 

- Sakura - Chamou Shikamaru.

Sakura deu um pulo com o susto que levou.

 

-O-oi.

 

-Desculpa, eu não queria te assustar.

 

-Esquece isso -sorriu.

 

-Você está perdida?

 

-Não... Eu só - Olhou para os lados - É, eu estou perdida.

 

-Deu pra notar.

 

-Como?

 

-Você está no corredor masculino, que leva ao banheiro masculino, onde só os garotos podem andar.

 

-Desculpa, eu...

 

Sakura notou que Shikamaru estava sem camisa e corou.

 

-Vem, vou te mostrar como sair daqui.

 

***

 

-Karin - Suigetsu a chamou.

 

-Por que você não bate logo a cabeça em uma pedra e esquece o meu nome?

 

-Porque sei que você não iria sobreviver sem mim. A propósito, você está tão cheirosa, o que é isso? Novo perfume?

 

-Isso se chama banho, sabe, sabonete e água.

 

Suigetsu riu.

 

- Hey você se depila durante o banho?

 

-Qual é o seu problema?

 

-Acho que...Ah, eu não tenho problemas.

 

-Pois eu tenho, e um deles é você.

-Bom saber que faço parte da sua vida.

 

-Eu juro que vou entrar no seu quarto a noite e vou te estrangular.

 

-Tem certeza que vai entrar no meu quarto a noite só pra me estrangular? - Deu um sorriso malicioso e chegou mais perto de Karin.

 

- Você é definitivamente um idiota.

 

Karin se levantou da cadeira onde estava sentada, e começou a andar pelo corredor da biblioteca.

 

- Gosta de livros sobre anjos caídos?

 

- Sim.

 

- Hm.

 

Suigetsu murmurou algo e saiu.

Karin só estava aqui há mais ou menos 5 horas e já estava balançada pelo idiota do vizinho de quarto.

 

- Assim não dá - Disse Karin - Nenhum desses tem um bom contexto.

 

- Leia este. 

 

Disse um rapaz de cabelos castanhos, olhos castanhos, um belo sorriso e uma pele clara. 

 

- E você é...?

 

-Me chama de Kiba. Este livro conta a história de um anjo que foi banido do céu por se apaixonar por uma humana, que consequentemente estava apaixonada por um demônio.

 

- E o que mais?

 

Ele deu um sorriso.

 

- Ele luta pelo amor dela, embora ela sempre o ignore, ela tenta mostrar para ela qual caminho realmente deve seguir. Acho que você vai gostar.

 

- Parece uma bela história de amor e suspense. Me chamo Karin. 

 

Kiba estendeu o livro para Karin, a ruiva o pegou e olhou a capa, na mesma tinha uma garota no meio com um vestido azul bebê, do seu lado direito um garoto com asas brancas e um acro e flecha dourado nas mãos, e um garoto com asa negras do lado esquerdo segurando um tridente negro. 

 

- A capa chama muito a atenção - Mencionou Kiba - Leia, você vai gostar.

 

Disse ele saindo.

Karin abriu o livro, nas primeiras páginas estava o nome do Autor "Kiba Inuzuka". Não podia ser o mesmo Kiba, a página de número 5 estava amassada, karin abriu a mesma e nela contia um recado.

"Você e eu, hoje à noite, no jardim da escola, e sim, esse recado é pra você ruiva, beijos Kiba"

 

Karin riu.

 

- O que é tão engraçado? 

 

- Suigetsu.

 

- Não, o homem aranha vindo de salvar e depois ficar de ponta cabeça pra você tirar um pouco a máscara dele e depois beijá-lo - Zombou - Claro que sou eu. 

 

- Achei que você tivesse ido embora.

 

- Esqueci meu celular aqui. Eu conheço esse livro.

 

- Já leu?

 

- Claro...que não, eu não gosto de livros.

 

- Então como conhece este?

-Um garoto daqui escreveu ele, o Inuzuka.

 

- Quem?

 

- Kiba Inuzuka, um cara popular...Ele é o autor deste livro. 

 

-Ai minha santa Madona, o autor é o mesmo cara do convite.

 

-O que você disse?

 

- N-nada, até mais.

 

Karin saiu correndo da biblioteca, e Suigetsu apenas revirou os olhos procurando o seu celular.

 

-"O mesmo cara do convite"? O que ela quis dizer com isso? - Se perguntou - Mulher é bicho estranho, eu hein.

 

***

 

Sakura estava em "seu quarto" - se é que podia ser chamado de "Seu" - A rosada estava cansada, mal sabia como seria dalí pra frente, só sabia que ia dar merda.

 

-Às vezes eu acho que o mundo quer me dar um recado, tipo :Se mate logo-Sasuke disse.

 

- Você é depressivo -Sakura disse.

 

Sasuke soltou uma risada abafada. 

 

- Calma, só estou compondo uma música...Não estou falando sobre mim.

 

-Ok, então essa música é depressiva.

 

O moreno soltou uma outra risada abafada...Uma risada que fez a rosada se arrepiar, ela já havia escuto essa risada antes... Mais onde?

 

Sasuke rolou em sua cama, até encontrar uma posição mais confortável.

 

- Não odeia o seu cabelo?

 

-Por ele ser rosa?- ela perguntou.

 

-Por ele parecer com um algodão doce ambulante.

 

-Vai se ferrar - Sakura se sentou em sua cama. 

 

-Ui, calma...Só fiz uma pergunta. 

 

-Onde Itachi está? - Perguntou terminando de beber o suco que Sasori havia deixado no quarto para ela.

 

-Por acaso está escrito na minha testa "Dr. Sabe tudo"?

 

-Não, está escrito "Dr. Idiota"

 

-Mais não está escrito Dr. Sabe tudo, então dane-se.

 

-Ai, agora imita uma borboleta porque como cavalo me dando coice você foi ótimo.

 

-Quer calar a boca, estou tentando compôr uma música aqui. 

 

-Vou dar uma volta.

 

-Isso, boa ideia vá prejudicar o andamento do universo lá fora.

 

Sakura revirou os olhos, se levantou da cama, e se sentiu tonta, calçou suas chinelas e saiu do quarto, por um momento sentiu tudo girar em torno dela. Já era noite, o céu estava com muitas estrelas.

 

Sakura seguiu pelo corredor vazio até chegar no pátio da escola, lá tinha alguns alunos, bem poucos, mais pelo menos tinha. 

 

Sakura estava com a respiração um pouco ofegante, se sentia tonta, podia jurar que estava vendo o Batman.

 

-Sasori está procurando por você.

 

-Ai Naruto - Cambaleou para trás.

 

-Nossa, sou tão feio assim? -Sorriu - Ele disse que você fez um acordo com ele. Tenho que dizer que isso foi burrice.

 

-Por que?

 

-Você fez um acordo praticamente com o diabo.

 

-Ótimo - Zombou de si mesma - Oh, Deus onde foi que eu errei? Por que está me castigando assim?Eu sempre ia à igreja aos domingos, sempre - Ela não sabia porque diabos estava dizendo essas coisas.

 

-É...Sakura, você tá bem?

 

- Eu até escrevi aquela cartinha e mandei meu gato ir lhe entregar Deus, ta certo que ele foi atropelado por um caminhão - Naruto fez uma careta - Mais senhor...

 

-Sakura, menos ok?bem menos.

 

-Eu preciso falar com Deus - Disse já com a voz falha.

 

-Você precisa de um psiquiatra isso sim.

 

-Naruto, tá tudo rodando. Merda, tá parecendo que eu tô em uma montanha russa. Pior, acho que eu tô num carrossel. Só falta os cavalos e a música irritante.

 

-O que você bebeu? -Perguntou rindo.

 

-Eu?N-nada..Bom, Sasori deixou uma garrafa de suco no meu quarto depois que eu voltei do jardim - Naruto parou de rir e ficou completamente sério.

 

-Aposto dez dólares que ele colocou alguma droga nesse suco. Sakura, vou te levar pra enfermaria.

 

-Acho que tô vendo o Batman fazendo  quadradinho junto com o coringa. Que da hora, alguém filma iss... Ai meu Deus, que unicórnio lindo, pega ele pra mim Naru...

 

Sakura caiu lentamente nos braços de Naruto, o mesmo ficou apavorado sem saber o que fazer.

 

-SOCORRO!

 

A galera que tava no pátio saiu correndo ao encontro de Naruto.

 

-O que você fez com ela? -Perguntou Chouji.

 

-Não fui eu. Sasori deixou um suco no quarto dela e ela bebeu.

 

-Magina se fosse loira - Disse Shikamaru.

 

-Vamos levar ela pra enfermaria e avisar à direção - Disse Ino - E o que você quis dizer com "Magina se fosse loira" Shikamaru? - Perguntou brava.

 

-Levem ela, eu tenho que fazer uma coisa.

 

Naruto entregou Sakura à Shikamaru.

 

Então ele foi até o quarto dos irmãos Uchiha.

 

Entrou sem bater, logo viu Sasuke em cima de sua cama segurando um vilão, Itachi saindo do banho, e Sasori que estava em pé perto de uma pilha de livros.

 

-Você não sabe bater não? -Perguntou Sasuke.

 

-Claro que sei - Naruto entrou no quarto e acertou um soco no rosto de Sasori, fazendo o mesmo cair em cima da pilha de livros.

 

-Ficou maluco? -Perguntou Itachi.

 

-ESSE CARA DROGOU A SAKURA!

 

-O que? -Perguntou Sasori - Que mentira, eu não fiz isso.

 

-É CLARO QUE FEZ! ELA MESMA ME DISSE QUE VOCÊ TINHA DEIXADO UMA GARRAFA DE SUCO AQUI NO QUARTO PRA ELA!

 

-Isso é verdade -Disse Sasuke - Você mesmo me entregou a garrafa de suco e me disse para entregar a Sakura. Você drogou a garota Sasori.

 

- E-eu...

 

Naruto deu mais um soco na cara de Sasori, e Itachi entrou na frente.

 

-Chega... Sasori vai sofrer as consequências Naruto.

 

-Está defendendo ele?

 

-Estou dizendo para você agir como uma pessoa civilizada.

 

-A garota mal chegou e já foi drogada por esse aí - Naruto disse entre os dentes.

 

-Exatamente, ela mal chegou, então por que se importa?

 

-Por causa da minha prima, ela e Sakura são melhores amigas, ela me pediu pra tomar conta da Sakura, tem noção da ameaça que minha prima me fez se eu não virasse amigo da Sakura?!

 

-Sakura já é bem grandinha.

 

-Mais não conhece quase ninguém daqui. E enquanto ela não conhecer eu vou está por perto para que idiotices como essas não voltem a acontecer, e também para que EU não pague o parto - Naruto foi até a porta mais parou - Vocês são os colegas de quarto dela, deveriam fazer alguma coisa útil ao invés de ficarem se preocupando com o próprio umbigo. E depois dizem que eu sou o imaturo - Naruto bateu a porta com tanta força que os livros que estava na prateleira caíram no chão.

Itachi mordeu os lábios.

 

-Desculpa- Disse Sasori.

 

Itachi se virou, sorriu de canto e deu um soco no ruivo fazendo o mesmo desmaiar.

 

-Essa garota só trás problemas - Sasuke resmungou.

 

-E esse aqui também...Ele tem muita culpa no cartório.

 

-Eu também tenho uma parcela de culpa, deveria ter notado que Sasori havia colocado algo no suco - Sasuke disse - Vamos resolver isso do nosso jeito.

 

-Vai ligar pro nosso pai?

 

Sasuke engoloiu o seco, não gostava nenhum pouco de seu pai, mais era ele quem bancava a escola e as despesas... Era ele quem cuidava para que ninguém soubesse das macadas que os dois irmãos davam quando estavam bêbados, então infelizmente era para ele que Sasuke tinha que ligar.

 

-Acho melhor você ligar.

 

-Sasuke, ele vai querer falar com você... O que eu digo?

 

-Diz que estou na enfermaria com a Sakura e que não vou sair do lado dela - Itachi olhou para o irmão mais novo e logo deu um largo sorriso e ao mesmo tempo balançava a cabeça positivamente - Não é nada disso que você está pensando...E só vou ficar lá com ela pro caso de que ele resolva ligar pra alguém da enfermaria pra confirmar. Vou esperar pra vê o que o pessoal vai falar, aí eu...

 

-Sasuke...Acho melhor você falar com ele, os médicos daqui não são tão bons..lembra do que aconteceu no começo desse Ano com a Hinata? Ela quase morreu pelo mesmo motivo que a Sakura desmaiou.

 

-Você está certo, eu vou falar com nosso pai, mais primeiro vamos na direção... Vamos dar um jeito nessa merda toda antes que tudo piore.

 

 

°•√~*.*.*.*.*.*~√•°


Notas Finais


Espero que ganham gostado. Comentem please rsrs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...