História Meus colegas de quarto. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Comedia, Confusão, Dança, Drama, Irmãos Uchiha, Itachi, Karin, Musica, Sakura, Sasuke, Triângulo Amoroso
Exibições 44
Palavras 5.325
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá galera. Resolvi postar este capítulo logo hoje por causa dos pedidos dos meus leitores, pediram para eu postar rápido, então decidi postar agora.
Palmas para mim.
Gente...Eu quero e preciso informar que mudei um pouco a história. Continua com o mesmo contexto mais mudei algumas coisas.
1: A história agora vai se passar no Brasil.

2: Karin está estudando agora no Rio de Janeiro e Sakura em São Paulo.

3: Antes o Kiba estudava em São Paulo, nas mudei isso e agora ele estuda no Rio. Ou seja, quem esta no lugar dele na historia é o Sai.

4: Sasuke e Itachi NÃO são brasileiros, eles vieram de Atlanta (EUA ), mais falam português, claro que eles tem aquele "sotaque" e tals.

5 : Tem gente achando que a "estrela" é a Hinata, eu tenho que esclarecer que não é a Hina, e nem a Ino.

6 : Sim, Gaara vai aparecer nesta minha história.

7: Mudei a capa.

8: Mudei a sinopse.


9: Editei o capítulo 1, por isso peço que por favor olhem e leiam o capítulo 1 novamente.


10: Boa leitura!

Capítulo 4 - Fim da amizade?


Meus colegas de quarto.

 

 

 

 

Fim da amizade?

 

 

 

Line_Santtos. 

 

 

 

°•√~*.*.*.*.*.*~√•°

 

Sakura abriu os olhos lentamente, e a primeira coisa que viu foi o teto branco do quarto onde estava, o teto do "seu" quarto.

 

Tinha tido um sonho maluco...Muito maluco.

 

-Finalmente acordou - Disse Itachi que estava sentado em uma cadeira ao lado da cama onde Sakura estava deitada.

 

-O que foi que aconteceu? 

 

Sakura olhou para o lado e seus olhos verdes encontraram os olhos negros do Uchiha mais velho.

 

-Sasori drogou você, e você apagou.

 

Então aquilo tudo não tinha sido um sonho maluco, tinha realmente acontecido.

 

-Quando foi isso?

 

-Isso aconteceu ontem na parte da noite e você só veio acordar agora, confesso que fiquei um pouco preocupado.

 

-Eu não sabia que o Sasori era tão...

 

-Idiota..? - Sugeriu Itachi.

 

Sakura fechou os olhos e assentiu.

 

-Droga.

 

- Como se sente?

 

-Péssima, agora me lembrei de tudo. Como eu fui burra, não devia ter tomado aquele suco e...

 

-E não tinha como você saber, não conhece quase ninguém aqui. 

 

Os olhos negro do Uchiha mais velho pareciam sinceros e calmos.

 

-Você não devia está em alguma aula agora?

 

-Sim, aula de violão. Mais eu preferi ficar aqui.

 

-Por que?

 

-Como eu disse antes, eu fiquei preocupado com você. 

 

-E o que aconteceu depois que eu apaguei?

 

-Bom, primeiro Naruto veio aqui, ele estava muito bravo, gritava feito um louco e deu um soco no rosto do Sasori, depois saiu, aí eu também dei um soco no Sasori e ele desmaiou, depois Sasuke eu fomos na direção e no conselho da escola tentar resolver isso, suspenderam o Sasori por duas semanas, tentaram ligar para seus pais mais não deu certo, Sasuke ligou para o nosso pai e pediu para contratar um médico particular pra cuidar de você, o médico saiu agora a pouco, disse que você ia acordar logo.

 

Isso tudo havia acontecido enquanto ela estava inconsciente, não dava para acreditar em até que ponto ia a loucura de Sasori Akasuna.

 

Mas espera, ela ouviu bem? Sasuke tinha feito o quê?

 

-Sasuke contratou um médico particular pra me atender?

 

Perguntou piscando sem entender muito bem, por que Sasuke havia feito aquilo se nem sequer vai com a cara dela?

 

-Sim...

 

-Mais por que?

 

- Ele meio que se sentiu na obrigação, já que foi ele quem te entregou o suco sem ao menos desconfiar de nada.

 

Agora estava explicado, Sasuke se sentiu culpado por não ter prestado atenção.

 

-E onde ele está agora?Na aula de violão?

 

-Não, ele não precisa dessa aula, já que ele sabe tocar violão muito bem. 

 

-Então onde ele está?

 

- Ele está na aula de canto. Hey, em qual aulas você vai entrar?

 

-Nem sei. 

 

-Mais como não sabe? Olha, aqui tem aula de violão, violino, guitarra, piano, teclado, flauta, bateria, trombone, canto, e várias outras coisas, você pode entrar em cinco aulas no máximo, e em três no mínimo.

 

-Tá, acho que vou entrar na aula de violino, piano, teclado e...

 

-Canto.

 

-NÃO.

 

-Sakura, essa é uma de música, aulas de canto são oficialmente obrigatórias.

 

Claro, como ela não havia pensado nisso? E Karin? Como será que ela estava?

 

-Ah..C-claro.

 

Mordeu o lábio inferior, aquele não era o seu lugar, o canto não era seu melhor amigo.

 

-Olha, agora vai começar a aula de teatro musical, tenho que ir, pode ficar sozinha?

 

-Claro.

 

-Certo.

 

Itachi se levantou, tirou sua camisa branca, foi até sua cama, pegou uma camisa cinza com a gola no formato de "V" e vestiu a mesma. Jogou sua camisa branca em sua cama, e foi em direção a porta.

 

-Itachi.

 

-Hm?

 

-Desculpa.

 

Itachi balançou a cabeça, olhou o relógio que estava em seu pulso aquela conversa estava demorando mais do que devia.

Itachi estava sendo legal com ela, mais isso não significava que ela podia tomar seu tempo...Ele foi até onde Sakura estava.

 

-Pelo o que? - Perguntou seco.

 

-Por ter te tratado meio mal, é que rolou aquela confusão quando eu pisei nesse quarto e...

 

E Itachi já sabia do resto da história, mesmo ficando já um pouco irritado resolveu se acalmar por dentro.

 

Ela tinha trago mais problemas à ele e à seu Irmão, mas isso não era culpa dela, ela não sabia que Sasori era tão pirado ao ponto de drogá-la.

 

Alguma coisa nos olhos esmeraldinos de Sakura lhe chamava a atenção e lhe dava tranquilidade, mesmo ele não admitindo.

 

-Eu também te devo desculpas, não te tratei muito bem também - Disse ele rindo, dentro dele a raiva havia passado - Então, estamos de boa né?

 

-Sim, e obrigada por se preocupar comigo e por ficar aqui e me explicar o que rolou.

 

-De nada - Olhou novamente o relógio em seu pulso.

 

-Acho melhor você ir, não quero que você se atrase por minha culpa.

 

-Certo, mais você vai ficar bem não é? Não quero que traga nais problemas.

 

Ela riu.

 

-Eu vou ficar bem...Sei que vou.

 

Ela olhou para ele e alguma coisa no olhar do Uchiha mais velho chamou a sua atenção. Ela já tinha visto aqueles olhos, mas onde?

 

-Okay, já vou indo.

 

Itachi sorriu e deu um beijo na testa de Sakura, nem mesmo ele soube dizer o porquê de ter feito aquilo, logo depois saiu de seu quarto e fechou a porta.

 

Sakura não conseguia entender como os irmãos Uchiha podiam ser tão diferentes e ao mesmo tempo tão iguais.

 

Por um lado Itachi parecia ser social, já Sasuke parecia ser divertido mesmo com seu sarcasmo,  mas por outro lado Itachi e Sasuke eram duas pedras de gelo, só que Sasuke era mais frio do que Itachi. A tal garota com certeza tinha mexido muito com ele. Mais quem era essa tal garota?

 

Por que ela brincou com o coração de Itachi, Sasuke e Naruto? O que foi que ela ganhou com isso?

 

Sakura escutou a porta ser aberta, logo virou sua cabeça para o lado e viu Naruto entrando.

 

-Que bom que acordou.

 

Ele disse sorridente... Nem parecia o Naruto idiota de antes, ele parecia incrivelmente...Legal.

 

-Naruto, eu definitivamente preciso muito da sua ajuda.

 

-Hm..Continue.

 

-Preciso olhar a ficha dos irmãos Uchiha.

 

Naruto a olhou seriamente, depois fez uma cara de ponto de interrogação, e então começou a rir.

 

-HAHAHAHAHA ai Sakura, você é hilária.

 

-Estou falando sério.

 

Ele parou de rir e fez uma cara assustada como se estivesse assistindo ao um filme de terror.

 

-Espera aí, você está realmente falando sério?

 

-Sim, quero descobrir mais sobre esses dois.

 

-Sakura, os arquivos pessoais dos alunos são confidenciais, e não podem ser visto por alunos, isso é contra a regra de número 127, do artigo 3 do livro de regras do campus.

 

Agora sim ele parecia bem diferente...Falar daquele jeito lembrava o pai de Sakura.

 

Naruto era um nerd?

 

-Você lê e decora todas as regras?

 

-Bom, é que eu acabei derrubando várias estantes cheias de livro da biblioteca, e como castigo eu tive que ler o livro de regras todinho umas dez vezes, e preciso dizer que foi legal.

 

É, ele era um nerd.

 

-Ah, mais enfim, você vai ou não vai me ajudar?

 

-Se eu disser que não, você vai insistir mais ainda, não é?

 

-Exatamente.

 

-Okay, eu te ajudo, mais agora eu tenho aula de bateria...

 

-Nananinanão, você vai ter que matar aula. Vamos procurar esses arquivos agora.

 

-Tá maluca? Esse é exatamente o horário em que todos os alunos estão na aula. Se alguém me ver andando pela direção eu tô morto, sabe o que é morto? Então!

 

-Eu tenho um plano.

 

-De saúde?

 

Sakura revirou os olhos, pelo visto o Naruto Nerd havia ido embora.

 

***

 

Karin estava em sua primeira aula de dança, sua professora, Kurenai estava dançando uma música lenta junto com Asuma, um outro professor, ela estava mostrando como deveria ser a postura da dama, e o jeito correto de se dançar. Aquilo era incrivelmente chato e aquela música lhe dava sono, muito sono.

 

Karin não parava de olhar para tela de seu celular, havia ligado para Sakura mais de vinte vezes e ela não tinha atendido, também havia ligado para Naruto, mais o mesmo também não atendeu. 

 

O que tinha acontecido com ela? Será que sua amiga fora descoberta?

 

-Senhorita Uzumaki.

 

-Presente.

 

-Pare de olhar seu celular.

 

-Eu não estava olhando meu celular.

 

-Então você prestou atenção na aula? - Asuma.

 

-Mais ou menos.

 

Os outros alunos riram, Karin não queria causar logo no primeiro dia oficial de aula de dança.

 

-Hm, atenção alunos, quero que vocês formem pares, garotos com garotas, e também quero que os pares formados comecem a dançar. Vamos o que estão esperando? Dancem meus amores - Disse Kurenai com um doce sorriso no rosto.

 

Karin revirou os olhos, sentia falta de cantar tocando violão enquanto via Sakura improvisando uma coreografia pra música, aquilo sim era divertido.

 

Todos os alunos estavam sentados no chão formando um círculo em volta da sala.

 

Karin olhou para Suigetsu e viu  uma garota de cabelos castanhos e olhos cor de mel puxando o garoto para dançar, os dois foram rindo até o meio do círculo e começaram a dançar conforme a música lenta, depois vários pares começaram a ir pro meio do círculo. 

 

Que coisa brega, será que ninguém conhecia alguma coisa que não fosse tão... Clichê?

 

-Oi.

 

Uma voz tirou Karin de seus pensamentos, a ruiva olhou para o lado e viu os olhos castanhos. No mesmo instante ela voltou sua atenção para os pares formados.

 

-Ah, Oi..Kiba.

 

Disse seca, ela estava irritada com ele, isso se notava à distância.

 

-Olha, desculpa por eu não ter aparecido ontem, eu acabei ficando com problemas e...

 

-Tanto faz, agora já foi.

 

Ele a olhou confuso, depois abaixou a cabeça e suspirou, logo depois levantou a cabeça com um sorriso de canto.

 

-Desculpa mesmo.

 

-Hm.

 

-Quer dançar comigo?

 

Ela voltou sua atenção para Kiba, seu sorriso era lindo, não tinha como negar.

 

-Não sei dançar músicas lentas.

 

-Você pode aprender.

 

-Não tô afim.

 

A verdade dói, mais tem que ser dita...Era isso que seu primo, Naruto, sempre dizia.

 

-Eu não dispensei quatro garotas por nada - Disse sorrindo.

 

- Você dispensou?

 

-Sim.

 

-Por que?

 

-Por que a única garota com quem eu quero dançar é você. Vai, diz que sim.

 

Tá legal, aquilo estava começando a ficar esquisito, e por incrível que pareça, no fundo Karin gostava de coisas esquisitas. Então ela riu olhando para ele.

 

-E se eu pisar no seu pé?

 

Ele fez uma careta e Karin riu novamente, ele parecia ser divertido tinha que admitir.

 

-Vai doer um pouco - Disse ele sorrindo - Mais é com os erros que a gente aprende, não acha?

 

-Sim, eu acho.

 

- Então vamos lá.

 

- Olha, vou logo avisando que   não sou a melhor dançarina daqui.

 

-Pois você tem sorte por eu ser uns dos melhores, você não vai se arrepender.

 

-Convencido - Cantarolou e ele riu.

 

***

 

Sakura e Naruto andavam pelo corredor das salas de pianos. Onde os alunos tocavam somente piano nada mais que isso.

 

Os toques dos pianos invadiam os ouvidos da rosada, deixando-a deslumbrada, aquilo era muito bonito, isso lhe lembrava balé, há quantos dias a rosada havia parado de dançar balé? 

 

Ela olhava para todos os lados e então ela o viu, em uma sala onde todas as paredes eram feitas de vidro.

 

Sasuke estava sentado à frente do piano com um homem, seu professor, Sasuke tocava piano como se já nascesse sabendo.

 

Sakura já havia ouvido aquela melódia antes, seu coração bateu mais forte, ele tocava cada nota muito bem, parecia bem concentrado e caramba, como ele ficava lindo daquele jeito.

 

Sakura por sua vez se deixou levar, começou a ficar na ponta dos pés, já que estava usando suas sapatilhas de bailarina, pois fora as únicas que encontrou no meio de sua mala. 

 

A rosada começou a rodopiar pelo corredor ouvindo a doce melódia.

 

***

 

Karin ouvira aquela música mais de mil vezes, e já tinha decorado a letra. Seu coração pulsava dentro do peito, então ela começou a cantar bem baixinho enquanto dançava com Kiba.

 

"Eu sou uma fênix na água, um peixe que não aprendeu a voar, e eu sempre fui uma filha, mas penas foram feitas para o céu, então eu estou desejando, desejando algo além pela empolgação chegar".

 

Karin parou de dançar e começou a cantar mais alto com os olhos fechados enquanto ouvira e acompanhava a música Home de Gabrielle Aplin.

 

Não, a música não estava completa, faltava a voz da cantora, por tanto só o que estava alí era a melódia, a melódia e a voz de Karin.

 

"E só que eu prefiro estar causando o caos a viver na ponta afiada dessa faca, com cada pequeno desastre eu vou deixar às águas paradas, leve-me para algum lugar real porque dizem que lar é onde seu coração está gravado em pedra".

 

Todos pararam de dançar e começaram a olhar para Karin que cantava sem se importar com nada, cantar lhe trazia paz.

 

"É onde você vai quando está sozinho, é onde você vai para descansar seus ossos, não é apenas onde você deita sua cabeça, não é apenas onde você arruma sua cama, enquanto nós estivermos juntos, realmente importa para onde vamos? Lar, lar".

 

Kiba deu um largo sorriso, e então começou a bater palmas, e assim todos começaram a bater palmas acompanhando o ritmo da música e incentivando Karin a continuar cantando.

 

***

 

Sakura girava na ponta dos pés enquanto ouvia Sasuke tocar, ela deu um giro, e em seguida mais um, e assim levantou sua perna direita para o alto, depois abaixou a mesma e rodopiou novamente. 

 

Aquilo deixava seu coração alegre, fazia dias que ela havia parado de dançar balé, e agora estava matando a saudade.

 

Todos os alunos que estavam na outra sala pararam de tocar e ficaram observando Sakura dançar já que todas as paredes das salas daquele corredor eram de vidro, todos menos Sasuke que estava virado de lado para Sakura e estava tão concentrado que nem havia notado nada, os outros alunos a observavam fazer passos de balé ao som de Sasuke tocando piano.

 

Sasuke sentia que estava errando algumas notas, mais alguma coisa dentro dele não o deixava parar de tocar.

 

***

 

Karin continuava cantando com aquela bela voz que era puxada pro agudo. Uma voz doce e boa de se ouvir.

 

Suigetsu a olhava desconfiado, onde ela havia aprendido a cantar tão bem ?

 

"Então quando eu estiver pronta para ser mais corajosa, e minhas feridas curarem com o tempo, conforto irá descansar em meus ombros, e vou enterrar meu futuro para trás, e eu sempre vou guardar você comigo, você estará sempre na minha mente, mas num brilho das sombras que eu nunca conhecerei se não tentar".

 

Continuava cantando, Sakura iria matá-la quando soubesse que ela estava cantando ao invés de está dançando, mais agora a ruiva não conseguia mais parar.

 

"Com cada pequeno de sorte eu vou deixar às águas paradas, leve-me para algum lugar real porque dizem que lar é onde seu coração está gravado em pedra".

 

Kiba começou a cantar a música no mesmo tom em que Karin cantava, então ela o puxou e eles começaram a cantar juntos um olhando nos olhos do outro, cantavam como se fosse um dueto.

 

"É onde você vai quando está sozinho, é onde você vai para descansar seus ossos, não é apenas onde você deita sua cabeça, não é apenas onde você arruma sua cama, enquanto nós estivermos juntos, realmente importa para onde vamos? Lar, lar, lar, lar"

 

***

 

Sakura sorria como se fosse uma criança, sentia falta de dançar balé, e agora finalmente estava dançando.

 

Naruto a olhava com um brilho nos olhos, nunca havia visto antes alguém dançar tão bem quanto Sakura estava dançando.

 

Ela parecia voar, ela girava várias e várias vezes e não ficava zonza. Parecia uma verdadeira bailarina, uma hora dançando na ponta dos pés, outra hora fazendo passos difíceis. Tudo isso ao som de um piano.

 

Mais...Karin não exagerou quando contou a verdade à Naruto, Sakura era realmente uma ótima dançarina.

 

Mas alguém da direção podia vê-la e aí poderiam descobrir que ela não deveria está alí.

 

Sim, Karin havia contado toda a verdade para seu primo, caso o contrário Sakura estaria mais perdida do que cego no meio de um tiroteio.

 

***

 

Então em cerca de minutos todos começaram a cantar e bater palma junto com Karin e Kiba, ninguém mais dançava só cantava e curtia o momento, todos com um sorriso no rosto.

 

Aquilo sim era diversão.

 

"porque dizem que lar é onde seu coração está gravado em pedra, é onde você vai para descansar seus ossos, não é apenas onde você deita sua cabeça, não é onde você arruma sua cama, enquanto nós estivermos juntos realmente importa para onde vamos? Lar, lar, lar, lar"

 

No fim da música todos aplaudiram Karin, alguns riam para ela, outros apenas assobiavam.

 

-Onde você aprendeu a cantar assim? -Kiba perguntou rindo - Agora eu já sei qual é o seu talento ruivinha.

 

***

 

Sakura parou de dançar quando se virou e viu os outros alunos observando-a na outra sala, ela sorriu totalmente corada e  foi em direção à Naruto.

 

-O que foi isso?-Perguntou o loiro com a boca aberta.

 

-Eu não sei, me deixei levar.

 

-Você estava perfeita Sakura, eu..Eu fiquei muito impressionado. Você vai me ensinar a dançar.

 

-Depois a gente fala disso, agora temos que ir.

 

***

 

-Isso era pra ser uma aula de dança, e não de canto senhorita Uzumaki -Advertiu Asuma.

 

-Desculpa, eu não sei o que houve, quando me dei conta já estava cantando e...

 

-E foi desapropriado - Disse Kurenai - Mais ao mesmo tempo foi impressionante.

 

-O que?

 

-Vocês todos ficaram super alinhados, vocês realmente se conectaram uns com os outros - Disse Asuma. - Eu e Kurenai simplesmente amamos.

 

-Mas não significa que  isso voltará a se repetir - Kurenai disse - Estamos entendidos?

 

-Sim - Responderam todos.

 

-Estão dispensados.

 

Karin tinha causado uma boa impressão em seus dois professores, bom, pelo menos ela ia ter um motivo pra não ser morta por Sakura.

 

***

 

-Naruto, eu preciso que você tire o mediador da direção.

 

-E como diabos eu vou fazer isso?

 

-Sei lá, diz que tem dois alunos brigando na cantina.

 

-E o que você vai fazer?

 

-Vou entrar na sala dos arquivos e vou pegar o arquivo dos irmãos Uchiha. A gente se encontra...

 

-No meu quarto.

 

-Por que no seu?

 

-Porque você dorme no mesmo quarto que os irmãos Uchiha, eles podem descobrir que você roubou a ficha deles, dã.

 

-Tudo bem, agora vai.

 

-Pode deixar, agente 007 em ação.

 

***

 

Karin andava pelo corredor enorme enquanto cantarolava baixinho.

 

-Karin - Suigetsu apareceu em sua frente, a ruiva deu um pulo de susto mais logo se recompôs.

 

-O que você quer?

 

-Dizer que você tem uma bela voz.

 

-Grata.

 

-Espera.

 

-Hm?

 

- Onde você aprendeu a cantar desse jeito?

 

-Em lugar nenhum, eu sempre cantei, desde pequena. Cantar é minha paixão.

 

-Se cantar é realmente a sua paixão, por que está em uma escola de dança?

 

-Porque...Dança é minha paixão também, e porque eu quero aprender mais, e quero me ocupar esse ano todo enquanto penso em que faculdade vou entrar.

 

-Não quer se formar na área da dança?

 

-Pra falar a verdade não, eu quero ser...- Karin não podia falar que queria ser cantora, Suigetsu poderia e iria achar estranho - Médica.

 

-Em que área iria atuar na medicina?

 

-Cardiologista. 

 

-Legal, já eu penso em me tornar um grande coreógrafo.

 

Sakura também queria ser uma grande coreógrafa.

 

-Que bom para você.

 

-Acho que pela primeira vez estamos nos dando bem.

 

-Tenho que concordar.

 

-Quer comer alguma coisa?

 

-Ai, eu quero, estou morrendo de fome.

 

-Então vamos.

 

-Vamos?Eu e você?

 

-Sim, não me diga que a ruivinha fica sem graça perto de mim.

 

-Vai se achando - Karin riu - Vamos logo.

 

***

 

Sakura observou atrás de uma planta Naruto e o mediador saírem de dentro da sala, aquela era sua chance, era pegar ou largar.

 

Sakura correu até a sala e entrou na mesma, a sala era enorme, toda decorada, e era muito séria.

 

-Se eu fosse os arquivos dos alunos, onde eu estaria? - Se perguntou. - Claro.

 

Foi até a mesa e olhou em todas as gavetas, olhou em cima da mesa, e olhou em alguma caixas, e nada dos arquivos. Foi quando ela viu uma caixa em cima de uma prateleira. Sakura pegou a caixa e colocou em cima da mesa. Ficou procurando pelos arquivos dos irmãos Uchiha, até que finalmente os encontrou, e logo viu o arquivo de Naruto, a curiosidade falou mais alta e Sakura também o pegou. 

 

Colocou a caixa no mesmo lugar onde estava antes e então a rosada saiu da sala, olhou para o corredor vazio e saiu correndo.

 

- Sakura. O que você está fazendo aqui? Achei que você estivesse descansando - Sasuke disse cruzado os braços. 

 

Sakura engoliu o seco, e então se virou devagarinho para Sasuke, e colocou a mão que segurava os arquivos atrás de suas costas.

 

-Olá Sasuke, boa tarde. Como pode ver eu já estou melhor.

 

-O médico disse que você deveria ficar de repouso pelo dia todo.

 

-O médico particular que você contratou?

 

-Itachi já abriu a boca pelo visto.

 

-Você não precisava ter contratado um médico, Sasuke.

 

-Era minha obrigação.

 

Disse seco, e Sakura sentiu como se tivesse levado um tapa na cara.

 

-Não, não era - Retrucou.

 

-Vai deitar, precisa descansar não quero que você fique passando mal depois e me dê mais trabalho.

 

Sakura revirou os olhos, ele era tão... Idiota.

 

-Sasuke, eu te vi tocando piano.

 

-E daí?

 

Outro tapa na cara da rosada, a cada palavra que ela dizia Sasuke agia com mais ignorância.

 

-Você tem muito talento, estava...Perfeito.

 

-Perfeito? Sabe quantas notas eu errei? Claro que não sabe - Revirou os olhos - Estou longe de ter sido perfeito no piano. Tenho que treinar mais.

 

-Pra mim você foi ótimo.

 

-Mais não pro meu professor, segundo ele tenho que melhorar muito ainda, e eu concordo.

 

Agora eles pareciam falar a mesma língua.

 

-Hm. Eu acho que você está levando isso muito a sério.

 

-Diz isso pro senhor governador.

 

Dessa vez ele não parecia zombar de Sakura, ele parecia que estava realmente falando sério.

 

-O que tem ele?

 

Sasuke revirou os olhos, aquela garota realmente era irritante.

 

-Além de ser meu pai? Nada.

 

Sakura fez uma cara de ponto de interrogação,  e então a ficha caiu.

 

-Você é filho de um governador? - Perguntou boquiaberta.

 

-Não, imagina.

 

-Mais  achei que talvez o governador mandasse você sei lá, entrar em uma escola mais séria, e não em uma instituição de...música.

 

-Ele não queria que eu viessem pra cá, mas eu resolvi vir, ele só deixou com a condição de que eu tocasse piano, e que ano que vem eu curse a faculdade de direito. 

 

-Deixe-me adivinhar... Você não quer se formar em direito, certo?

 

-Sim. Quero me tornar um cantor famoso.

 

-Já eu quero ser coreógra...Psicologa.

 

-Então por que entrou em uma escola de música?

 

-Porque...Cantar é minha paixão.

 

-E o que você está escondendo aí atrás?

 

-Nada.

 

-Sakura, me mostra o que você está escondendo.

 

-Já falei que não estou escondendo nada.

 

Naruto vinha pelo corredor e encontrou Sasuke e Sakura conversando, Sasuke estava de costas para Naruto e nem ouviu os paços do loiro.

 

-Sakura, eu sei que você está escondendo algo aí atrás.

 

-Claro que não.

 

-Ah é?

 

-É.

 

-Sakura...- Sasuke deu um passo para frente e então Sakura o abraçou - O que você está fazendo? - Sasuke não retribuiu ao abraço.

 

-Eu... - Naruto se aproximou e pegou os papéis das mãos de Sakura, o loiro deu meia volta e saiu correndo - Eu queria agradecer por ter contratado aquele médico - Sakura se soltou de Sasuke - Eu vou indo.

 

-Hm.

 

A rosada se virou e saiu praticamente correndo pelo corredor.

 

Sasuke colocou suas mãos nos bolsos de sua calça jeans enquanto observava Sakura andando rápido.

 

-Ela é bonita, não é? - Hinata perguntou chegando perto de Sasuke.

 

-Tanto faz.

 

- Ah, claro, pra você tudo é "tanto faz". 

 

-Já a conheceu?

 

-Mais ou menos, não gostei muito dela.

 

-Ela só dá problema.

 

- Quando vai parar de falar essa frase?

 

-Não sei, talvez quando você deixar de ser fofoqueira e curiosa - Sasuke piscou para Hinata e saiu.

 

Hinata riu alto.

 

***

 

-Suigetsu - Chamou a garota que estava dançando com Suigetsu antes - Quero te mostrar uma coreografia que eu mesma fiz - A garota puxou Suigetsu pra fora da cantina, deixando Karin sozinha.

 

-Filho da mãe - Karin disse enquanto via Suigetsu saindo da cantina.

 

-Karin, ainda bem que te encontrei, quero te mostrar uma coisa.

 

-O que?

 

-Vem comigo e eu te mostro.

 

-Mais ir com você exatamente pra onde ?

 

-Pro porão da academia.

 

-Fazer o quê?

 

-Karin, confia em mim, eu não sou nenhum psicopata -Disse rindo.

 

-Ok, eu vou. 

 

-Ótimo.

 

-Só espero não me arrepender.

 

-E você não vai, pode acreditar.

 

***

 

Sakura andava pelo corredor que dava acesso aos quartos masculinos, estava pensando em Sasuke, em como ele era sério e sarcástico, no fundo a Haruno ficou feliz por Sasuke contar sobre um assunto tão pessoal, talvez ele nem fosse tão idiota assim.

 

-Finalmente, achei que o Sasuke tinha te matado -Disse Naruto segurando as fichas em sua mão - E pelo visto você quer saber sobre mim também, já que pegou minha ficha.

 

-Naruto...

 

-Toma, faz o que você quiser.

 

Naruto entregou as fichas para Sakura e então entrou em seu quarto. 

 

Sakura ficou parada olhando para os papéis em sua mão, então entrou em seu quarto. 

 

A rosada tirou suas sapatilhas e sentou em sua cama. A primeira ficha que ela abriu foi a de Itachi.

 

-Preso por desacato à autoridade. - Leu.

 

-Sakura, eu acho que esq...O que é isso? -Perguntou Itachi.

 

-Isso o quê?

 

-Esses papéis, o que são?

 

-São só papéis.

 

-Sakura...Por que você está com a minha ficha de inscrição? 

 

Sakura engoliu o seco, agora sim ela estava totalmente ferrada.

 

***

 

Naruto estava em seu quarto, deitado e pensativo.

 

Sakura queria saber sobre a vida dele, mais por quê?

 

- Naruto, finalmente te encontrei - Disse Shikamaru entrando no quarto - Você faltou na aula de bateria, por que?

 

-Tive que ajudar a Sakura com uma coisa.

 

-Mais tinha que ser justo na hora da sua aula preferida?

 

-Sim.

 

-E por que você resolveu ajudá-la?

 

-Porque ela pediu.

 

-Só por isso?

 

-Onde você quer chegar com essas perguntas idiotas?

 

-Em lugar nenhum, só achei esquisito você faltar na sua aula preferida só pra ajudar a Sakura, e também achei esquisito o jeito que você ficou ontem quando ela desmaiou...

 

- Já te expliquei, minha prima pediu pra eu ficar de olho na Sakura, e pra ajudá-la no que ela precisar.

 

-Hm. E como Karin está?

 

-Bem.

 

-Que bom, eu fico feliz por ela.

 

-Ainda gosta dela, não é?

 

-Talvez.

 

-Talvez?

 

-Ela é problemática.

 

-A sua problemática.

 

-Corrigindo: minha ex problemática.

 

-Ex, porque você quer.

 

-Não vim até aqui pra falarmos do meu ex relacionamento com sua prima, eu vim porque está na hora da aula de canto. Vamos.

 

-Vai na frente, daqui a pouco eu te acompanho.

 

-Okay.

 

***

Karin chegou no porão da acadêmia de dança junto com Kiba.

 

O lugar era escuro, mais logo uma lâmpada florescente foi acesa.

 

O lugar era enorme, lindo, bem arrumado, tinha um espelho enorme que cobria toda uma parede.

 

Em uma outra parede tinha algumas peças de roupas.

 

As paredes eram pintadas de azul celestial, o teto era todo branco, o chão era feito de madeira. 

 

-Uau.

 

-Lindo, não?

 

-Esse lugar é espetacular...

 

-É uma sala de dança que foi esquecida há muito tempo.

 

-Mais ela está tão limpa e organizada que nem parece que foi abandonada.

 

-Eu e uns amigos a encontramos sem querer, então decidimos adotar essa sala como um tipo de clube de dança só nosso, sem algumas danças chatas e vulgares.

 

-Nossa, essa foi uma ótima ideia.

 

-Karin, aconteceu uma coisa.

 

- O quê?

 

Karin estava olhando as roupas brilhantes que alí estavam.

 

- Eu sei que você não deveria está aqui.

 

Karin gelou, parou de mexer na roupas e se virou para olhar para Kiba.

 

-C-como?

 

-Você não sabe dançar nenhum tipo de música, mais sabe cantar muito bem. Eu dei uma olhada na internet e descobri que você iria para uma acadêmia de música, e não de dança.

 

-Olha...

 

-Não precisa mentir pra mim. Eu juro que não vou contar à ninguém.

 

Ele não iria contar à ninguém? Era isso mesmo que ela tinha escutado?

 

-Sério?

 

-Claro, só que tem um problema.

 

-Qual?

 

-Minha irmã descobriu tudo.

 

-O quê? Mais como?

 

-A culpa meio que foi minha, eu acabei deixando o site aberto e ela viu.

 

-Eu vou matar você!

 

-Espera, ela não vai contar pra ninguém, mais primeiro ela quer que você aceite o desafio dela. 

 

-Estou escutando.

 

- Vai ter uma competição de dança, a nossa turma contra a turma dela, acontece que a nossa turma sempre perde, não temos tanta coordenação motora...

 

-Como não? Você mesmo disse que é um dos melhores...

 

-Não estou falando desse tipo de dança, estou falando das danças de líderes de torcida.

 

- O QUÊ?

 

-Ela disse que quer que você entre nessa competição, no meu time, ela quer ver se você pode fazer a nossa turma melhorar e parar de brigar. 

 

- Nunca que eu vou virar líder de torcida, vai que eu me arrebento.

 

- Está com medo de se arrebentar, ou com medo do desafio?

 

Ele provocou, Karin o olhou com uma cara de cachorro raivoso, Kiba sorriu, sabia que provocar Karin traria resultados.

 

-Eu topo o desafio.

 

-Beleza, mais você vai ter que ser a capitã.

 

-O QUÊ? POR QUE EU?

 

-Porque minha irmã é a capitã da turma dela, e ela quer competir diretamente com você, ela meio que não vai com sua cara por você cantar bem melhor que ela.

 

-Pois avisa pra sua irmã, que ela vai comer poeira nessa competição. Só tenho que fazer uma ligação primeiro.

 

***

-Desculpa.

 

- SE VOCÊ QUERIA SABER SOBRE MIM DEVIA TER PERGUNTADO DIRETAMENTE À MIM, CARAMBA!

 

-EU JÁ PEDI DESCULPAS.

 

-SINCERAMENTE SAKURA, ISSO QUE VOCÊ FEZ FOI MACADA. MALDITO SEJA O DIA EM QUE EU TE CONHECI, SASUKE TEM RAZÃO, VOCÊ SÓ DÁ PROBLEMA GAROTA.

 

Itachi pegou as três fichas, e saiu batendo a porta do quarto com força.

 

-ISSO QUEBRA A PORTA MESMO SEU...SEU..BABACA.

 

Que merda ela tinha feito? Itachi fora tão legal com ela, e ela foi logo querendo saber sobre a vida pessoal dele.

 

O celular da Haruno começou a tocar, era Karin, ela atendeu no segundo toque.

 

-Oi.

 

-Sakura, preciso que você aguente firme aí.

 

- Por que?

 

-Entrei em uma competição e não vou sair, então você precisa ficar aí por um tempo.

 

-Karin, eu também tenho uma vida sabia? 

 

-...

 

-Eu não vou ficar aqui.

 

-Sakura, por favor.

 

-NÃO.

 

-Mais...

 

-PORRA KARIN, ESSES ÚLTIMOS DOIS DIAS FORAM OS PIORES DA MINHA VIDA, VOCÊ DEVE ESTÁ ADORANDO A ACADÊMIA EM QUE EU DEVIA ESTÁ, ADIVINHA SÓ? EU ODEIO ESSA ESCOLA DE MÚSICA, ENTÃO PARA DE PENSAR SÓ EM VOCÊ, DROGA.

 

-Não precisa gritar.

 

-CLARO QUE PRECISO, PRA VER SE ASSIM VOCÊ SE DÁ CONTA DE QUE EU TAMBÉM TENHO PROBLEMAS, NÃO DOU A MÍNIMA PRA ESSA SUA BOSTA DE COMPETIÇÃO. DANE-SE. E QUER SABER? VAI SE FERRAR COM ESSA COMPETIÇÃO IDIOTA E VÊ SE PARA DE PENSAR SÓ NO SEU PRÓPRIO UMBIGO!

 

Sakura desligou e jogou seu celular na parede, o mesmo se partiu em pedaços.

 

***

 

Karin tentou ligar novamente mais só dizia que estava desligado.

 

-O que houve? Eu escutei ela gritando.

 

-Acho...Acho que perdi uma amiga - Os olhos de Karin se encheram de água - Minha melhor amiga.

 

°•√~*.*.*.*.*.*~√•°


Notas Finais


Será o fim da amizade entre a Saky e a Kah?

Gente...eu peço que por favor olhem a sinopse desta fanfic pq eu mudei.
Tbm peço que leiam novamente o capitulo 1 pq coloquei umas novas partes da vida de Sakura. Assim vcs podem entender melhor a história.
E peço que comentem, please rsrs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...