História Meus irmãos Bangtan - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Park Jimin
Exibições 367
Palavras 2.921
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente avisinho importante:
Como alguns sabem, minha internet tá uma merda, e do nada resolveram de cortar.
Então... Vocês vão ficar por algum tempo sem capítulo.
Por sorte, minhas amigas leem a minha fic e como elas tem um kore e uma internet super maravilhosos. Elas vão me deixar escrever na casa delas ( AQUELA AMIGA INTERESSEIRA)
Mentira gente olha eu amo vocês galerão.
Eu vou dar meu jeito pra tentar postar capítulos sempre que conseguir...
Me desculpem de verdade! Eu amo vocês <3 150 FAVORITOS PORRA! *-*

Capítulo 35 - Eu estou começando a te amar...


LEIAM AS NOTAS DO AUTOR!!!

" É bom? A sensação de que tem uma vida se formando dentro de você? - Mi perguntou sorrindo.

- É ótimo... - disse sorrindo.''

 Conversa vai e conversa vem, demos muitas risadas, como iria ser o nome do bebê, aonde iria se o quarto. Yoongi se irritou e foi pro seu quarto, eu já morrendo de raiva fui atrás.

- Eu preciso falar com ele - disse correndo escada a cima.

 Ele entrou em seu quarto, quando ele iria fechar a porta, coloquei meu pé, empurrei a porta, entrei no quarto e tranquei a mesma.

- Vai embora.

- Não enquanto você não falar o que eu fiz pra você me tratar assim. - respondi. - Por favor... - disse com os olhos cheios de lágrimas.

- Eu não quero te machucar ______ S/N, você já sofreu muito por minha causa... - ele disse olhando pra mim.

- Mas realmente. Foi culpa minha... - eu disse - Yoongi, por favor, eu preciso de você aqui, comigo. Do meu lado! Cadê aquele Yoongi que não me deixava sair de casa com ciúmes? Cadê aquele Yoongi que brigava comigo quando eu pulava em cima dele? Cadê aquele Yoongi que me obrigava a tomar os remédios quando eu não estava bem? Cadê aquele Yoongi que me amava? Aquele Yoongi que se entregou totalmente pra mim? - disse e deixei uma lágrima solitária escorrer.

- M-me desculpa! - ele correu pra me abraçar. - E-eu vou cancelar essa viagem... Me perdoa! Eu só não queria que você sofresse comigo aqui. - ele disse chorando

- Você me faz feliz quando está por perto Yoongi, não pensa nisso, eu preciso de você... - disse subindo no colo dele.

- Eu ainda te amo... - ele segredou em eu ouvido.

- Eu estou começando a te amar! - disse e ele sorriu.

 Me desceu de seu colo, foi até a cômoda do lado de sua cama, abriu a gaveta, pegou uma caixinha vermelha e veio até mim.

- Faz um tempo que eu queria te dar isso, mas não achava o momento certo. Eu só quero que você me prometa uma coisa: Nunca tire esse anel do seu dedo... Promete? - ele perguntou.

- Prometo.

 Ele retirou um anel dourado, havia um coração em cima dele. Yoongi colocou aquele anel no meu dedo anelar.

- Você prometeu ein! - ele disse em seguida me abraçou.

- Eu já prometi, agora é sua vez.

- Manda - ele disse.

- Você não vai pra lugar nenhum, vai permanecer do meu lado, me apoiando, brigando comigo, sendo chato, irritante e metido que nem você sempre foi. Promete?

- Você passou dos limites na parte do chato, irritante e metido. Mas eu prometo. - ele disse dando risada.

 Saímos do quarto dele e chegamos na sala.

- Gente, eu não vou mais pro Japão. - ele se pronunciou.

*~ Yoongi ON ~*

 Dei aquele anel pra ______ S/N, prometi pra mim mesmo que: eu sempre estaria perto dela, eu vou proteger ela aonde ela esteja. Coloquei um rastreador naquele anel. Simples né? Agora aonde quer que ela esteja, eu vou saber.

 Minha pequena... Eu nunca vou deixar nada e nem ninguém, tirar você de perto de mim novamente...

*~ Yoongi OFF ~*

 Estava cansada, já eram 22:47.

- Caralho que sono. - disse passando as mãos no rosto.

 Subi as escadas e entrei no meu quarto. Em cima da cama havia um bilhete:

" Você ainda vai ser minha"

 A janela do meu quarto estava aberta, o vento batia e as cortinas brancas balançavam. Olhei pra fora da janela e havia um homem, totalmente encapuzado, olhando para minha figura. A única coisa visível era uma correntinha que ele usava. Um pingente de pena simplesmente balançava conforme o vento. Num piscar de olhos aquele homem desapareceu e eu me desesperei.

 Desci as escadas e cheguei na sala, todos estavam presentes.

- Quem foi? - perguntei mostrando o bilhete.

 Todos negaram, e agora a dúvida ficava em minha cabeça: Mark? Jay Park? ou Sehun? eram os três idiotas que estavam me pertubando. Meu tio? Não entra em questão, ele está preso, na melhor prisão da Coréia, segurança máxima, quem tentou sair? Não saiu vivo pra contar a história.

- Algum de vocês sabem de alguém que tem uma corrente com um pingente de pena?

 Todos negaram.

- Tá, eu não vou dormir no meu quarto hoje! Muito menos tomar banho lá. - disse desesperada.

- Mas por que? - Kook perguntou.

- Quando cheguei no meu quarto, a janela estava aberta e o bilhete em cima da cama, olhei pela janela e tinha um homem encapuzado, me observando e do nada ele sumiu. A única coisa que era visível nele era um colar, e tinha um pingente de pena pendurado.

 Disse e todos se assustaram.

- Você dorme no meu quarto hoje. - Yoongi disse. - Vai tomar banho lá também e sem mais.

- Obrigado maninho... - disse sorrindo e ele retribuiu. - Puta que pariu!

 Um enjoo prevaleceu em mim, corri pro banheiro e vomitei. 

- Jin! - gritei. E em pouco tempo ele estava no meu quarto. - Pelo amor do meu bebê, me dá um remédio pra enjoo. - disse ficando de pé.

 Ele me deu o remédio e disse.

- Toma um banho, relaxa, você precisa ficar bem... - ele disse me dando um beijo na bochecha.

 Puxei ele pra um abraço e ele retribuiu.

- Jin, fica aqui pelo menos pra mim pegar minhas coisas. Eu realmente fiquei com medo... - disse apontando pra janela.

 Peguei algumas coisas tipo :roupa íntima, pijama e tals.

 Fui pro quarto do Yoongi e entrei no chuveiro, a água quente caia sobre meu corpo, relaxando totalmente meus músculos. Lágrimas insistiam em cair junto com a água. Me apoiei na parede e comecei a chorar descontroladamente. Depois de um tempo no chuveiro. Me sequei e coloquei uma lingerie, me enrolei na toalha e fui pro closet do Yoongi. Peguei uma camisa preta, que ficava um vestido em mim, sequei meus cabelos e desci as escadas.

- Opa opa opa! TUDO TEM LIMITE! - Yoongi disse - Quem te deu permissão pra pegar minhas roupas?

- Euzinha aqui. - disse dando língua. - Tenho camisa de todos vocês no meu quarto. - Disse rindo.

- Por acaso a minha camisa que tu pegou é vermelha? - Jimin perguntou e eu assenti - Por isso eu tava sentindo falta dessa camisa. Safada! Me devolve.

- Non, tudo que entra no meu quarto é meu sabia disso? Nada sai de lá sem minha permissão. - disse sorrindo quando a campainha toca.

 Olhei pelo olho mágico e vi que era o Mark.

- O que você quer. - perguntei ríspida.

- Eu quero sua resposta. - ele disse sorrindo - Você fica tão sexy com camisetas masculinas... - ele disse mordendo o lábio.

 Namjoon e Jin estavam vindo em minha direção quando escutaram a voz do Mark. Estendi o braço abrindo a mão, um gesto pra pararem. Os dois voltaram pro sofá e Mi veio em disparada pra porta.

- Você já fez ela sofrer de mais Tuan! - Mi disse.

- Minha resposta é não. - respondi

- Você ainda vai ser minha de novo _____ S/N! - ele falou, deu meia volta entrou no carro e saiu.

 Fechei a porta e olhei pra Mi, abri um sorriso e sem querer deixei uma lágrima cair.

- Obrigado... - disse sorrindo.

- Shhh, vai ficar tudo bem, agora para de chorar por que ele não merece suas lágrimas - ela disse secando o meu rosto.

- Eu te amo sua idiota - disse abraçando ela.

- Conta comigo pra tudo garota! - ela disse em meu ouvido.

- Por que Mi? Por que ele fez isso? - perguntei e desabei totalmente.

 Quando ela iria me dizer algo Yoongi me puxou e me abraçou.

- Não é justo! Não é justo! Não é justo! - repetia milhares de vezes segurando a camisa do Yoongi - Eu amo ele! Não é justo! - disse.

- Shhhhhh... Ele não te ama de verdade. Eu te amo de verdade. - Yoongi respondeu e me pegou no colo - Vai ficar tudo bem minha princesa... 

Minhas pernas estavam entrelaçadas em sua cintura. Minha cabeça afundada em seu pescoço. Eu apenas molhava sua camisa com minhas lágrimas.

- Eu preciso dele! - sussurrei - Por que ele fez isso comigo? - me sentia uma criança, os soluços tomavam conta de mim. Um nó se formou em minha garganta. A minha dor, meu sofrimento... Realmente, eram as piores coisas que permaneciam perto de mim.

- Vamos dormir... - Yoongi disse me apertando ainda mais.

 Ele entrou no seu quarto, me deitou em sua cama e me cobriu, ele se deitou ao meu lado. Em apenas um segundo, segurou minha cintura e me puxou ainda pra mais perto dele. Sua respiração se encontrava com a minha. Seu cheiro doce e drogava. É errado? Eu realmente estou sentindo alguma coisa a mais por Min Yoongi? 

 Em um piscar de olhos senti seus lábios macios se chocarem contra os meus, minha barriga estava cheia de borboletas, minhas pernas tremiam. É... Eu realmente estava amando meu próprio irmão. Isso seria errado? Afinal, não somos irmãos de sangue!

 Eu sem demoras cedi a passagem que ele pediu. Seus lábios eram doces, seu gosto era de morango. Minhas mãos brincavam com os fios de cabelo de sua nuca. Ele estava completamente agarrado em minha cintura. Pouco a pouco sua mão desceu em minha coxa, passou minha perna por cima da sua. Nos separamos pela ~maldita~ falta de ar.

- Eu te amo! - ele segredou em meu ouvido.

- Eu te amo... - disse abraçando ele.

 Dormimos um agarrado ao corpo do outro. 

Meu celular tocou. O barulho da merda do despertador me acordou. 6:00.

- Aish! - disse pegando o celular e desligando o despertador.

 Yoongi ainda estava agarrado em meu corpo. Aquele anjo estava no seu 10° sono. Seus cabelos dessa vez platinados caiam em seu rosto, o deixando cada vez mais lindo. Passei lentamente a mão em seu rosto, arrumei seus cabelos e ele me abraçou ainda mais. Comecei a fazer cafuné nele.

- Acorda anjinho.

- Só mais cinco minutinhos Omma! - ele resmungou e afundou sua cabeça em meu pescoço.

- Vamos cubinho de açúcar... - implorei.

 Ele levantou a cabeça e me olhou.

- Bom dia - disse e dei um selinho nele.

- Oi Noona. - ele disse passando a mão em minha barriga. - Não vejo a hora de poder sentir ele chutar... - Yoongi disse sorrindo.

- E se for ela?

- Vai ser amada do mesmo jeito! - ele disse. - Vou te levar pra escola ok?! Não é um pedido.

- Claro - disse rindo. - Agora eu preciso me arrumar.

- Ahh só mais um pouquinho... Fica vaii - ele disse fazendo bico.

- Tá só por que você é fofin. - disse passando a mão em seus cabelos.

- Estamos namorando? - ele perguntou.

- Não tenho certeza... Mas eu acho que não está na hora sabe... Mal acabei com Mark, descobri que tô grávida... Não me sinto totalmente ''livre'' digamos assim.

- Entendo.

- Mas, será que iriam aceitar? - perguntei.

- Com certeza, não somos irmãos de verdade sabe... Não seria considerado ''incesto''.

 Nos encaramos por um tempo e ele me beijou. Dessa vez eu pedi passagem e ele cedeu. Foi um beijo calmo e totalmente maravilhoso.

- Será que eu posso ir me arrumar agora?

- Aigoo tá bom. Te espero lá em baixo.

 Fui pro meu quarto e me troquei. Dessa vez, queria que parecesse que eu estou bem, me arrumei e tal. O uniforme mudou de cor, de vermelho, foi para preto, havia duas listras brancas na parte de baixo da saia, a camisa era branca de botões e o casaco também era preto.

 Coloquei um tênis branco da Adidas e uma gravata borboleta que vinha junto com o uniforme. Maquiagem? Um pouco de nada e tá bom. Sou linda naturalmente (aquela né) mentira, um pouco de rimel e é nois.

 Desci as escadas e não conseguia arrumar a bendita gravata. Joguei a minha mochila no sofá e fui pra cozinha.

- Omma Jin arruma aqui pra mim - pedi.

Todos estavam na cozinha e começaram a me olhar.

- Oo que f-foi? T-tem alguma coisa errada? - perguntei.

- Sim. Os meninos vão ficar dando em cima de você! - Hoseok disse fazendo bico.

- Problema nenhum Hobi. Não dou nenhuma moral pra esses garotos. - disse - Agora alguém me ajuda aqui por favor!

- Vem aqui. - Tae disse e arrumou a minha gravata - Pronto! Perfeito!

- Nossa. Você tá linda. - Kook disse e eu abaixei a cabeça e sorri.

- Bom filhotes, vamos comer - Jin disse.

 Comemos e Yoongi ficou de me levar pra escola.

- Eu vou junto. - Jimin disse.

- Não você não vai. - disse.

- Por favor... - ele disse.

- Tá Jimin, mas se eu te ver de MIMIMI com a Sunny tu apanha.

- Cuida bem desse bebê! - Nam disse.

- Pode deixar. - disse sorrindo.

 Chegamos na escola e Sunny estava se pegando com Jay Park na entrada. A camisa dela estava quase toda desabotoada. Mi tapou a visão dele e disse:

- Jimin, seja forte.

- Sim Mi... Eu vou conseguir superar. - ele disse. 

Todos nos despedimos com um Beijo e um abraço.

- Eu te amo. - Yoongi disse.

- Eu também te amo. - responde e ele me deu um selinho. - Vai vim me buscar? A chave do carro tá na bancada da cozinha.

- Claro. Boa aula minha linda. - ele disse arrumando meu cabelo.

- Cuida do Jimin ein. - eu disse.

- E você... Cuida desse bebê! - ele sussurrou em meu ouvido.

- Claro - disse e ele me deu mais um selinho.

 Entrei na escola com Mi e Kook. Todos os olhares estavam voltados para mim. '' Me pega _____ S/N! Cê tá solteira mesmo'' e vários comentários do tipo eram lançados no ar.

- É, parece que todo mundo te quer - Mi disse gargalhando.

- Claro, por que EU SOU FODA - Respondi.

 Ainda estava triste? Com certeza. Estava superando? Com certeza. Eu amo Yoongi? Com certeza de novo!

 O sinal bateu e entramos na sala, e adivinha a primeira pessoa que veio me pertubar? Sehun.

- É, parece que seu ex namorado é um idiota, como ele pode te perder? - Sehun disse olhando pra mim...

- É uma boa pergunta... Disse bem EX namorado. - disse

- Você tá linda. - Sehun disse chegando perto.

- Obrigado - respondi seca.

 Primeira aula? EDUCAÇÃO FÍSICA OBRIGADO G-DEUS!

 Fomos pra quadra, havia um uniforme específico pra educação física. Os meninos ganhavam um calção e uma regata. E as meninas? Um TOP e um SHORTINHO. Porra! haviam duas opções: Preto ou Cinza. Escolhi preto, havia uma listra branca do lado do short, me troquei, coloquei meu tênis de educação física e fui pra quadra. Não podíamos colocar camisa fiquei puta da cara. Sunny? Dobrou o top, fazendo com que seus peitos ficassem quase completamente a mostra. Seu short? Completamente no útero. Conseguia ver a alma dela por aquele short.

- Bom, Sunny ajeita esse uniforme se não vou te mandar pra diretoria, a aula de hoje será vôlei. Gostaria de saber quem é a capitã do time da escola. - A professora disse.

- Sou eu - levantei a mão.

 A professora começou a separar os times e ficaram assim:

Eu, Sehun, Mi, Kook, xxxxx, e xxxxx. 

Time adversário: Sunny, Jay Park, Hyuna, xxxxx, xxxxx e xxxxx.

 - _________ S/N, você vai ser a capitã do seu time e Sunny a capitã daquele time.

- Só queria avisar que você fica muito gostosa nesse uniforme - Sehun sussurrou em meu ouvido me fazendo arrepiar.

As posições ficaram.

Eu: Ataque. Sehun: levantador. Mi: Ataque. Kook: Meio. Xxxxx fundo e Xxxxx: fundo também.

 Sunny e Jay Park no ataque, Hyuna levantadora. Xxxxx fundo, Xxxxx fundo e Xxxxx meio.

Começamos a jogar, minha passada ficava cada vez mais perfeita, eu metia toda raiva que eu tinha naquela bola. Ataquei na cara da Sunny duas vezes. Ganhamos o jogo.

- Você joga muito bem - Jay Park me disse.

- Claro que jogo.

- Você também fica muito gostosa nesse uniforme - ele me disse de novo.

- Tá tá, se você tá dizendo - disse impaciente.

 Estava muito cansada, o suor escorria pelo meu pescoço, peguei uma garrafinha de água e uma toalhinha que a professora ofereceu, agradeci e depois me sequei. Virei aquela garrafinha em um gole só. Senti alguém segurar minha cintura. Era Kook.

- Você tá muito suada - ele disse rindo.

- Faz tempo que eu não jogo.

- Mas você ainda não perdeu o jeito - ele disse e foi pro vestiário.

- Mi eu vou me arrumar!

 Ela concordou e veio junto. Tomei um banho por que ninguém merece ficar todo suado, me vesti e voltamos pra sala. Quando estávamos indo em direção a sala, alguém me puxa pelo braço pra uma sala. 

- Eu estou apaixonado por você ________ S/N. - depois do garoto dizes isso ele me beijou.

 Quem era? Por que eu cedi? E agora? O que eu vou fazer?

*~Continua...~*

 

 


Notas Finais


E agora? Quem vocês acham que é?
Obrigado por lerem *-* Obrigado pelo carinho.
LEIAM AS NOTAS DO AUTOR!!!
Comentem! Isso me deixa muito feliz!!!
Saranghae Neides *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...