História Meus irmãos Bangtan - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Park Jimin
Exibições 379
Palavras 1.941
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii *-*
Gente, uma autora de uma fanfic que eu leio, estava desaparecida. Se vocês sabem de quem eu estou falando e se vocês oraram por ela, eu só tenho a agradecer.
Ela é uma pessoa muito boa, nunca fez mal nenhum a ninguém.
Obrigado mesmo!

Capítulo 39 - Não toque em mim.


''- Minha ______ S/N não! PORRA! - Ele gritava no meio da rua.''

 Eu estava em pânico, nem pensei em apartar a briga, eu só queria sair dali o mais rápido o possível. Por mim? Yoongi poderia matar Sehun. 

 Me levantei e senti alguém me puxar, era Mark, Jay Park e Sunny.  última coisa que eu vi foi Sunny com uma seringa na mão. Apaguei total depois que senti injetarem alguma coisa em mim.

 Mermão eu só vi escuro.

*~ Quebra de Tempo ~*

 Acordei com barulhos. Sentia um incômodo nos pulsos. Eu estava amarrada com arame farpado na cabeceira de uma cama.

- Eu falei pra vocês não machucarem ela! - Era Mark.

- Cara a gente combinou que se você quisesse ela de novo iria ter que aceitar. - Jay Park retrucou.

 Pisquei algumas vezes, meu corpo pesava, deveria ser efeito da droga. Depois de algum tempo me acostumei e já conseguia me mover.

- Parece que alguém acordou... - Jay Park disse vindo em minha direção e se sentando na cama. 

- Me tira daqui seu imbecil - retruquei.

- Pede com carinho - ele disse com um sorriso cínico no rosto.

- Você pode me desamarrar por favor?! - perguntei tentando manter a calma.

 Só depois de minha fala, percebi que estava com uma outra roupa. Um pijama creio eu. Short rosa com uma camisa soltinha preta.

- Tá, quem me trocou? - perguntei.

- Eu - Mark disse sério.

- Ah toma no cu - resmunguei.

 Percebi que eu ainda usava o anel que Yoongi me deu, isso me deu um pouco de alegria. Não sabia quando iria o ver de novo.

 Jay Park me soltou, meus pulsos sangravam. Olhei pra Mark e o outro com raiva, além da dor insuportável que eu estava sentindo, meus olhos ardiam, a minha raiva transbordava pelo meu olhar, eu tampava meus pulsos com a intensão de fazer o pouco sangue que escorria parar. 

- Vem, vamos cuidar desses machucados - Mark disse.

- Cara não toca em mim - disse firme.

 Saímos daquele quarto escuro aonde eu estaria presa, olhava para os lados, na tentativa de achar um lugar para sair dali.

 Chegamos a cozinha, estava claro, as janelas fechadas. Sehun estava sentado em uma mesa, junto a Sunny.

- Só pode estar de brincadeira - sussurrei.

- Oi pra você também cunhadinha - Sunny disse rindo.

- Você não é mais minha cunhada, sério. O que vocês querem de mim mano? Só me deixem em paz - reclamei.

- Eu disse que seria minha não disse? - Sehun disse.

- Você é um psicopata - resmunguei.

- Vem aqui - Jay Park me puxou e me jogou em uma cadeira.

- Não machuca ela - Sehun empurrou Jay Park.

 Sehun puxou uma cadeira e se sentou em minha frente.

- O que? Perdeu alguma coisa aqui? - disse cruzando os braços.

  Ele não me respondeu, apenas passou a mão sobre meu rosto. Se aproximou ainda mais. Quando ele iria me beijar eu levantei.

- Me erra cara. - disse alto. 

- Acha que está traindo seu namorado? Pois saiba que não, você nunca mais vai ver ele. Vai ser minha pra sempre! - Sehun gritou.

  Eu não respondi. Apenas já havia decorado o caminho para o quarto em que eu estava. Segui o caminho, entrei no quarto e me deitei. Apenas comecei a chorar. Abracei o único travesseiro que tinha na cama. 

 Flashs passavam por minha cabeça, desde o primeiro até o último dia em que eu vi os meninos. Lágrimas começaram a escorrer.  Meu choro era silencioso. Eu apenas queria sair daquele lugar. Eu prometo, eu ainda vou matar todos vocês!

*~ Sehun ON ~*

 Desde que eu vi a ________ S/N no primeiro dia de aula, me apaixonei. Foi tipo... Amor a primeira vista talvez? 

 Acompanho cada passo dela, tenho ciúmes doentio pelos seus irmãos. Será que eu estou ficando... Obcecado por ela? Não... Não posso ser assim. Eu apenas quero ela do meu lado, por bem ou por mal, aonde tem _____ S/n eu já tô.

 Eu precisava pegar ela, eu preciso dela, só pra mim. É pro bem dela. Ela vai ficar melhor comigo...

*~Sehun OFF ~*

 Escutei alguém entrar no quarto, nem liguei, continuei como eu estava na bad. Senti alguém passar a mão sobre minha perna descoberta, me arrepiando. Não me importava. Eu só queria ficar sozinha.

- Quem quer que seja, me deixa sozinha por favor - disse.

- Me desculpa, eu não queria te magoar - Era Sehun.

- Me deixa sozinha cara, já não basta fazer a minha vida um inferno não? Vocês já conseguiram o que queriam, todos vocês. Agora parem. Isso tá afetando todo mundo! Por favor! - implorei.

- Shhh vai ficar tudo bem - ele disse me abraçando.

- SAI! ME DEIXA EM PAZ! - Gritei - SEU IDIOTA NUNCA MAIS ENCOSTA EM MIM! VOCÊ AINDA NÃO PERCEBEU O ESTRAGO QUE ESTA FAZENDO? Cara para! Eu quero ir embora. Por favor! Vocês já me destruíram demais. - Disse me soltando dele.

 Comecei a andar de um lado ao outro. Sehun levantou da cama e me prensou contra a parede. Não me rebati, apenas me entreguei. Estava me sentindo fraca.

- Por favor me perdoa! - ele disse me abraçando. - Eu só quero o melhor para você. Eu vou cuidar de você, eu prometo. - ele disse me abraçando ainda mais forte.

 Apenas me deixei levar pelo momento. Não retribuí, eu estava com as pernas trêmulas. Eu iria cair. Sehun me segurou.

- Você deve estar com fome... Vem - ele me pegou no colo e me levou até a cozinha.

- O QUE FOI QUE VOCÊ FEZ?! - Mark gritou e me pegou do colo dele.

- Ela está mal. - Sehun disse pegando algumas coisas pra mim comer. - Toma - ele me deu um copo de suco com um sanduíche. 

- Come primeiro - disse rindo.

- Por? - ele perguntou desconfiado.

- Só come - respondi séria e ele comeu - agora toma o suco - ele tomou.

 Precisava saber se ele havia colocado alguma coisa naquele lanche. O que? Ele poderia ter me envenenado! Só estou me prevenindo. Comi aquele sanduíche e tomei aquele suco. 

- Seus pulsos - Mark disse pegando em meus braços.

- Eu já falei pra não tocar em mim! - disse ríspida. 

 Sehun pegou uma caixinha com remédios e coisas pra ferimentos.

- Posso? -ele perguntou apontando pros meus pulsos.

 Estendi os braços e ele cuidou de meus ferimentos. 

- Arde - sussurrei apenas pra mim escutar.

 Mordia o lábio pra não falar nada. Ele acabou e olhou pra mim.

- Olha, a gente não vai fazer nada se você se comportar. 

- Como assim '' A GENTE'' ? - Perguntei.

 Ele não me respondeu.

- Apenas se comporte ok? - ele pediu.

 Fui pro quarto e comecei a pensar, tudo o que eu passei. Por que? O que eu fiz de tão errado? 

 Me virei e dormi. Acordei com alguém acariciando meus cabelos.

- Acorda princesa - era Sehun.

- AIGOO! Só mais cinco minutinhos! - sussurrei ainda com os olhos fechados - Omma me deixa dormir! - pedi.

- Vamos! Vamos tomar sorvete! - Sehun pediu.

- Vou de pijama? - perguntei sarcasticamente.

- Não, apenas levante que eu mostro seu novo quarto! - ele pediu e eu me levantei.

 Ele me guiou para um quarto. Abriu a porta e o quarto era simples, mas era bonito. Cama de casal, closet, banheiro, cômoda e alguns quadros nas paredes.

 Apenas olhei pra cama e pulei em cima dela. Sehun veio atrás de mim e se deitou ao meu lado.

- É tão difícil assim? Ser minha? - ele perguntou.

- Sim, meu coração já pertence a outro. - disse grossa.

- Não! Você é minha! Seu coração tem que ser meu também! - ele gritou ficando por cima de mim.

 Nos encaramos por alguns segundos e ele me beijou, bom, tentou pelo menos, eu nem respondia, ficava parada. 

- É BOM VOCÊ CORRESPONDER A MIM! - Ele gritou puxando meus cabelos.

 Eu não fazia nada. Não pretendia fazer tão cedo. Não iria trair Yoongi, nem que eu tivesse que morrer, eu não iria corresponder a nenhum toque daquele nojento.

 - Você vai fazer por bem ou por mal! - ele sussurrou em meu ouvido.

- Hmmmm. Acho que vai ter que ser por mal então. Gosto de caras malvados! - disse invertendo as posições. - É bom trancar a porta, não quero ninguém atrapalhando - sussurrei no ouvido dele.

 Ele tirou a chave do bolso e me entregou. Coloquei em cima da cômoda e o beijei. Eu retirei minha roupa e a roupa dele. Em pouco tempo eu havia prendido ele na cabeceira da cama. Agradeço por ter feito parte do grupo dos escoteiros. Dei um nó bem forte em cada camisa que prendia ele.

- Ahhh qual é! - ele resmungou quando sai de cima dele.

 Tranquei a porta e tampei os olhos dele com um pano que estava na beira da cama.

- Surpresa... - disse no ouvido dele.

 Passei a mão pelo seu corpo o fazendo arrepiar. Enquanto isso analisava o lugar em um jeito de tentar sair dali. A JANELA DO BANHEIRO! Corri pro banheiro.

- Eu já volto. Só vou me preparar - disse a Sehun.

 Olhei a janela e sim, eu conseguia passar. Voltei e olhei a janela do quarto, havia uma grade impedindo a passagem. Merda.

 E agora? Não iria sair. Iriam me encontrar antes do tempo. Pelo jeito eu terei que ficar aqui por mais um tempo! 

 Voltei pro lugar que Sehun estava amarrado, eu estava apensa de lingerie. Pera, lingeire? Tá tá enfim. 

- A gente não pode deixar pra depois não? - pedi manhosa. - Você disse que iria me dar sorvete! - disse tirando a venda.

- Ahhh, vai me deixar assim? - ele perguntou e olhou pra baixo - você me deixou de PD!

- PD? - perguntei.

- Pau Duro! - ele disse me olhando maliciosamente.

- Você tem mão! - respondi.

 Soltei ele e ele me olhou.

- O que? - perguntei - Você continua com cara de psicopata. - sussurrei indo pro closet.

  - YAAAHHH! - Ele reclamou.

- Tá, você não vai me levar né? - ele negou. - Se fode então 

 Me deitei na cama e me cobri. Ele me abraçou por trás, eu nem me importei.

- Cara sai, desencosta - disse tirando a mão dele de mim.

 Eu adormeci pensando no que eu vou fazer amanhã...

*~ Yoongi ON ~*

 Depois que a ______ S/N foi sequestrada, eu não paro de pensar no que vou fazer, sempre vou a praia, pra pensar.

- Cara relaxa, a gente vai achar ela, aposto que ela já vai ter matado todo mundo, ou pelo menos torturado - Nam disse.

- É bem a cara dela mesmo - Mi disse. - Sehun é um psicopata! - Mi disse e começou a chorar - ela é minha melhor amiga! Eu não posso deixar nada acontecer com ela! - Mi disse se culpando.

- Por que? O que ela fez de tão errado pra passar por tudo isso? - perguntei chorando.

- A gente vai achar ela cara - Jimin disse me abraçando.

- Relaxa cara, ela vai voltar pra gente, por bem ou por mal - Kook disse.

EU VOU ACHAR ELA! ELA É MINHA! EU PROMETI QUE IRIA FICAR DO LADO DELA! EU NÃO VOU DEIXAR ELA PASSAR POR ISSO DE NOVO!

Eu amo muito ela...

*~ Continua... ~*


Notas Finais


Obrigado por lerem *-* Obrigado pelo carinho *-*
Comentem! Isso me deixa muito feliiz *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...