História Meus irmãos Bangtan - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Park Jimin
Exibições 365
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiiieeeeee *-*

Capítulo 40 - Me aguardem!


" Eu amo muito ela... "

 

 Acordei com alguém me abraçando.

- Ah cara, vai toma no cu sai criança! - disse me levantando.

 Fui em direção ao closet, peguei uma lingerie rosa que tinha por lá, um short preto e uma camisa branca, fui em direção ao banheiro e Sehun ainda estava na cama.

- Sai, vou tomar banho - disse entrando no banheiro.

- Me dei... Meu 100 or - ele disse me olhando.

- Que foi? - perguntei e olhei pro meu corpo - Merda.

- Depois precisamos conversar, quero você lá na sala em quinze minutos - ele disse colocando a camisa.

  Fui pro banheiro e tomei um banho rápido, vesti a roupa e fui pro lugar aonde pediram. Parei do lado do sofá e encarei Sehun. Mark me olhava e sorria de lado.

- Você por acaso tá vendo algum palhaço aqui pra estar rindo? - perguntei.

- Você... Não mudou nada - ele disse.

- Ahhh eu mudei... Muito mais do que você imagina Mark Tuan. - retruquei.

- Bom, vamos lá. - Sehun disse. - Você vai ter que nos obedecer, caso contrario tomará um tipo de punição. Terá que fazer tudo quando e aonde quisermos. Não pegaremos leve. Não teremos dó nem piedade. - ele disse olhando pra mim.

- Parece que eu vou ser muito punida. - disse baixinho.

- Bom, eu quero um copo da água garota - Sunny disse se sentando no sofá.

- Pega então. - disse indo pro meu quarto.

 Fui pro meu quarto e me deitei na cama. Pouco tempo depois Sunny entrou.

- Eu vou te punir. Agora levanta sua puta mal comida - ela disse rindo.

- Acha que isso vai me ofender? - disse rindo e ficando de pé.

 Ela retirou uma faca de baixo da camisa e começou a cortar meus braços. Dor? Eu sentia. Me render? Nunca! Meu orgulho é bem maior do que eu.

- Não vai falar nada? - ela perguntou limpando a faca em minha camisa.

- O que você quer que eu fale? - perguntei.

 A dor, era demais. Minha vontade? Matar ela de uma vez, sem dó nem piedade. O sangue escorria pelos meus braços. 

- Toma - ela me deu a faca - Agora, prova do teu sangue - ela disse rindo.

 Passei a faca pela minha língua, minha boca ficou totalmente manchada.

- É só isso? - perguntei - Agora já pode ir embora - disse me virando.

 Ela saiu com a faca na mão, fechou a porta. Eu fui imediatamente para o banheiro, felizmente havia algodão e álcool por perto. 

 Passei o álcool no meu machucado, ardia pra caralho. Essa vagabunda ainda vai me pagar. Minha inocência? Nunca tive. Minha vontade? Apenas um facão, sair correndo desse quarto e meter a lâmina na cabeça de todo mundo. Agressiva? Talvez.

 Cuidei de meus ferimentos e troquei de camisa, estava com fome então fui pra cozinha.

- Quem te deu permissão pra sair do quarto? - Jay Park perguntou.

- Bom, ninguém me falou nada sobre sair do quarto Jay. - respondi olhando a geladeira.

 Peguei uma maçã e joguei ela pra cima.

- É... não mudou nada mesmo. Sempre com esse costume de jogar as coisas pro ar... - Mark disse rindo.

- Bom, podemos mudar, mas algumas coisas sempre permanecem... - disse piscando pra ele - Vou pro meu quarto. 

- Eaew? Doeu minha querida? - Sunny disse rindo.

- Não. - disse seca.

- Vem aqui ______ S/N. - Sehun me chamou.

- Hm - disse de boca cheia.

- Bom, você quer alguma coisa? - ele perguntou.

- Doce doce e mais doce - Mark disse.

- Tirou as palavras da minha boca - disse apontando pra Mark.

- Ela sempre foi doceira. - Mark disse rindo.

 Sorri ao pensar que Mark ainda me conhecia muito bem.

- Deixa eu ver - Sehun disse puxando o meu braço. - Bom, eu disse que não iriamos ter dó nem piedade - ele disse passando os dedos sobra meu pulso.

- Não me importo - disse dando ombros.

 Sehun levantou e se aproximou de mim. Eu apenas olhei em seus olhos.

- Não tá com medo? - ele perguntou com um sorriso cínico no rosto.

- Não. Por que eu teria? - perguntei sarcástica.

 Ele apenas me beijou, não queria ser punida novamente, então, como uma boa atriz correspondi. Não era igual ao Yoongi, ele não tinha ''o toque''.

- Por que correspondeu? - ele perguntou.

- Sei lá, tô carente - disse indo em direção ao quarto.

 Sim, eu estava sendo ''boazinha'', teria que fingir ser assim se eu quisesse sair daquele lugar. Ser punida? Eu iria ser, mas isso iria demorar. Sentei na cama e comecei a olhar minhas unhas, estavam puta compridas. Porém frágeis. 

 Fazia apenas 2 dias que eu estaria nessa casa, mas ainda sim, a minha saudade dos meninos era enorme. Não vejo a hora de sair desse lugar, pular nos braços do Yoongi, eu só quero ver ele de novo, quero receber conselhos da Omma Jin, quero que o Nam me zoe como ele sempre me zuou. Quero que o ChimChim me chame pra fazer exercícios com ele, quero que o Kook divida seus toddynhos de novo, quero que o Hobi me deixe contar tudo pra ele, quero que o Tae me faça rir com suas palhaçadas novamente. Quero que o Yoongi continue dormindo e dormindo, pra que eu sempre possa ir acordar ele, pra que eu sempre veja aquela carinha de sono... Eu quero todos de volta.

 Lembrando de tudo isso comecei a deixar lágrimas e mais lágrimas caírem.

 - Por que choras? - Mark disse entrando no quarto.

- Por que vocês fizeram minha vida um inferno - disse rindo.

- Não, você fez da sua vida um inferno... Olha, eu só quero o seu bem, então se comporte, eu não quero sofrer vendo você machucada. Eu ainda te amo sabia? - ele perguntou passando a mão pelo meu rosto.

- É claro que me ama. - disse saindo do quarto - Sehun podemos conversar? - perguntei.

 Saímos daquele lugar e fomos pro quarto dele.

- Por quê? - perguntei. - Por quê vocês querem tanto fuder com a minha vida?

- Não, não queremos, nós queremos alguma coisa que você tem, Sunny quer o Jimin, e ela vai fazer de tudo pra ter ele de volta. Eu quero o Yoongi, pra que ele fique longe de você. Jay quer o Namjoon pra que ele fique longe da Mi, sim o Jay gosta da Mi desde o ano passado. E Mark, ele te quer de volta, mas eu não vou dar esse gostinho pra ele. - Sehun me explicou.

- Vocês são psicopatas! - disse e sai chorando daquele quarto.

 

 VOCÊS VÃO SE ARREPENDER! É UMA PROMESSA! VOCÊS VÃO IMPLORAR PRA MORRER! Minha vingança está próxima, apenas... Me aguardem!

*~ Continua... ~*

 


Notas Finais


Obrigado por lerem *-*
Comentem! Isso me deixa muito feliiizzz!
Desculpa pela demora pra responder vocês ok?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...