História Meus Maiores Heróis - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Colegial, Comedia, Drama, Humor, Morte, Poderes, Revelaçoes, Romance, Sobrenatural, Suspense
Exibições 9
Palavras 3.200
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Capitulo 3


Fanfic / Fanfiction Meus Maiores Heróis - Capítulo 3 - Capitulo 3

faltam 155 dias

-Ei, ei, acorda,você vai se atrazar.

-Hum? — diz Katerin sonolenta — Que...Espera Psi...O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO AQUI? — Indaga Katerin surpresa em me ver em seu quarto.

-Eu?Vim te acordar ou você iria acabar se atrazando pra aula — fala Psi.

-O que!?que horas são? — katerin olha no seu despertador — são 5:40, 5:40!!! Como eu poderia me atrasar!!?

-Vai por mim, você iria se atrasar, a partir de agora é melhor você acordar sempre nesse horário para poder se arrumar.

-Como assim? — pergunta Katerin confusa.

-Vista o seu melhor traje princesa!impressione o príncipe...uma dica use verde! — exclama Psi

-Do que você está falando?Eii aonde vai? — Pergunta Katerin enquanto vê Psi indo em direção a porta.

-Tenho que ir, está na hora do café, até mais — Psi abre a porta da frente da casa de Katerin e vai embora.

-Como essa garota faz isso?a porta estava trancada, além do mais o que ela quis dizer com príncipe, e verde?Enfim, agora que ela me acordou é melhor eu ir me vestir.

Katerin primeiro arrumou sua mochila, em seguida tomou seu café e foi tomar banho.

Ao sair, ela amarra seus cabelos pega em seu guarda-roupa, uma regata branca, um short preto, um casaco vinho e calçou uma bota preta de cano médio.

-Isso!Tá ótimo! - Exclamou ela enquanto se olhava no espelho.

É então que o que a garotinha disse começa a ressoar em seus ouvidos, as palavras "Príncipe" e "verde" não saiam de seus pensamentos.

-Eu não acredito que eu vou cair nessa.

Ela tira toda a roupa que estava usando, e troca por um vestido verde frouxo, no qual ela colocou um cinto fino branco, soltou seus cabelos e nele colocou uma tiara com perolas brancas, e calçou uma sapatilha bege.

-Eu devieria ter acreditado no Frank, quando ele disse que ela era boa em persuadir alguém.

Katerin pega sua mochila, e vai até o ponto, para pegar o ônibus para ir a escola.

                          ****

Katerin chega a escola, e havia uma faixa enorme na faixada escrito "Bem-Vindos de volta campeões", mas ela não se importou com isso, estava mais preocupada com o Psi tinha lhe dito.

Ao entrar na escola, ela percebeu que a mesma estava uma bagunça! Havia milhares de alunos com malas grandes, que abraçavam outros alunos, como se não se vissem a muito tempo.Katerin então ao longe avistou, Lilan, frank e Jack que estavam nitidamente procurando alguém com seus olhos.

-Eae pessoal!! Como vão? Procurando por alguém? - Perguntou ela a eles.

-Sim,mais ele... — fala Lilan que é interrompida por Frank.

-Ele sumiu! Droga! se tivesse uma garota solteira e bonita aqui, certeza que ele apareceria! — disse Frank nervoso.

-Ei! — disse Katerin irritada.

-Verdade!!tem você, daqui a pouco ele chega então! — disse Frank

-Olha ele lá! — dizendo isso, Lilan saiu correndo indo de encontro com o amigo.

O garoto em questão é Yan, ele é alto forte tem os cabelos aparado dos lados, e sempre areumaca seus cabelos para o lado, também tinha olhos verdes, que ficavam mais claros ou escuros com a mudança de clima, e dois anéis de ouro branco com rubis verdes, um tinha somente uma pedra o outro já continha mais, ele carregava todos na mão esquerda, um no dedo indicador e outro no anular.

-Yannn!!! — exclamou enquanto abraçava o amigo.

-A quanto tempooo doidinha, como você tá?? — disse Yan enquanto abraçava Lilan.

-Muito bem, e você... Por acaso cresceu?? — pergunta Lilan.

-Talvez.

-Bom te ver Yan. — Fala Frank enquanto estende a mão comprimentando o amigo.

-Digo o mesmo Frank — Yan estendeu a mão e apertou a mão de Frank.

-Fiquei sabendo que vocês ganharam — disse Jack.

-Sim, de lavada 12×5 — Disse Yan se gabando.

-Aeeee, é assim que se faz Yann!!! — exclamou Jack.

-Valeu pessoal — Nessa hora os olhos de Yan se voltam para Katerin — E você é?

-Eu sou Katerin prazer em te conhecer.

-O prazer é todo meu...Verde — disse Yan olhando para o vestido de Katerin e sorrindo — gostei de você.

Yan adorava a cor verde, talvez por se orgulhar da cor de seus olhos. Por isso, ele sempre se atraia mais por uma garota se a visse com essa cor.

Parece algo simples, e é exatamente como se parece.

-Obrigada? — perguntou Katerin confusa, ela não entendia a situação muito bem ainda.Apesar disso ela corou.

-Eita, tô sentindo um clima! — exclamou Jack.

-Jack!! — disse Lilan irritada — Nem vem Yan, eu não vou te entregar a Katerin — disse Lilan abraçando Katerin.

-Lilan, tá me sufocando.

-Lilan, deixa ela — disse Yan puxando Katerin pelo braço levemente — não assusta a garota.

Katerin cora.

-Afz — Frank puxa Katerin e a entrega para lilan — Katerin não se apaixona por ele, ele não vale a pena.

-A ter você como amigo é melhor ter um inimigo Frank! — disse Yan irritado pelo comentário do amigo.

-Só falo a verdade, se não quisesse ouvir não agia do jeito que age, se é homem pra fazer, também é homem pra sentar e escutar.

-Gente, alguém me explica o que está acontecendo por favor! — Exclamou Katerin — a começar — Ela olhou para Yan — quem é você?!

-Ele é o Yan, ele é nosso amigo, ele voltou de viagem hoje, ele e seu time estavam particpando de um campeonato de futebol, o campeonato acabou semana passada, nós ganhamos a taça por isso eles voltaram — disse Lilan a Katerin.

-Sim ele detona!! — exclamou Jack.

-Principalmente o coração das garotas - Retrucou Frank.

-Como assim?

-O Yan é o astro do time futebol, então as garotas caem matando em cima dele, resumindo ele é mais rodado que pneu de trem — Disse Frank.

-Mais trem não tem pneu — Disse Katerin.

-Pois é o nível dele de rodado é irreal — Disse frank sarcasticamente.

-Ei, não é be... — Yan não pôde terminar sua frase, ele foi interrompido pelo sinal.

O sinal toca, e a inspetora aparece mandando que todos fossem para sua sala, e que os membros do time de futebol guardassem suas malas no vestiário deles.

-Bom, é isso ai! Vamos Kate —

Lilan segurou no braço de Katerin.

Lilan começa a arrastar Katerin para a sala de aula, a garota olha para trás por um momento e vê Yan a olhando partir.

                             ****

Yan, Lilan, Frank e Katerin, vão para a aula de química, a professora decidiu que não começaria sua aula enquanto o resto dos alunos não chegassem.

Depois de passados 13 minutos os alunos que chegaram de viagem chegam a sala.

-Bom alunos, vocês chegaram agora da viagem, e por isso perderam muito da minha matéria, então vou organizá-los em duplas para que possam recuperar os estudos — Disse a Professora.

A professora organiza todos os alunos até que chega em Yan

-Yan, você vai sentar com a Katerin.

-Claro professora — fala Yan enquanto sorri, logo em seguida ele pega sua mochila e senta com Katerin.

-Isso tá estranho — disse Lilan a Frank.

-É concordo, tem alguma coisa errada aqui.É bem estranho a Katerin vir de verde, que por acaso é a cor preferida do Yan no dia que ele chega, e logo após isso os dois se sentam juntos — Disse Frank.

-É, coincidência demais.


•• MEU PRÍNCIPE É UM SAPO •••

Yan se senta ao lado de Katerin.Por causa do acontecimento anterior,o clima entre eles fica estranho.

-Sabe, desculpa — Disse Yan a ela.

-Pelo quê?

-Sabe, toda aquela bagunça de antes... Me desculpe.

-Tudo bem, eu já me acostumei com eles, eles sempre exageram no que falam.

-Sim, é que... Eles não exageraram dessa vez.

-Você quer dizer que você...

-É, eu sou o que chamam de playboy.

Eu sei que com isso você já deve estar pensando mal de mim.

-Não sou do tipo que julga sem conhecer, todo mundo tem motivos para fazer as coisas, qual o seu?

-Eu acho que... Por vingança.

-Vingança? — Perguntou Katerin confusa.

-É, pode não parecer mais eu sou bolsista também, eu vim para cá com a esperança de poder ter um estudo melhor, para sustentar minha família, e também poder ter a chance de viver uma vida melhor, já que eu sofria bullying na minha outra escola, mas... Eu não imaginava que, os ataques contra mim, seriam piores, as garotas riam de mim e os garotos faziam piadas de como eu era feio.No final eu decidi parar de me importar com isso, e então fui atrás de algo que me considerava bom, o futebol, fui treinando, indo em jogos, até que um olheiro me viu, e me fez uma proposta, dali pra frente minha vida mudou, e as garotas começaram a dar em cima de mim.Não é como se eu gostasse delas eu só... Gosto de sentir o prazer se saber que o "esquisito"que um dia elas zoaram hoje é o que elas ficam.

Katerin ficou perplexa com o que Yan havia lhe dito, mas antes que pudesse dizer alguma coisa, um aluno chegou na sala dizendo que tinha alguém a esperando na sala de música.

                       ****

Katerin vai até a sala de música, aonde encontra Psi sentada na mesa da professora tomando um chá.

-Katerin! Demorou!Eai, tudo bem? anda se senta, quer beber uma chicara de chá? Está muito bom!

-É ele?

-Ele o quê? — pergunta Pis

-O príncipe que você falou?

-Não sei me diga você, ele é o príncipe do qual sonhou? — retruca Pis

-Eu nunca sonhei em ter um príncipe.

-Então essa é a chance de ter um.

-Por que ele!? Ele é um mal caráter, cafajeste, de todos no mundo ele seria o ultimo que eu iria querer pra mim.

-Meio rude suas palavras, fala como se tivesse tido uma vida perfeita.

-Você...

-Se eu sei? Sim sei de tudo, quem você acha que colocou você aqui? Ou você acha que eles colocariam uma pessoa com o seu passado aqui?

-Não, não acho.

-Olha...eu não estou te forçando a ficar com ele, se quiser isso é de você, mas... Posso te garantir que ele pode não ser o seu príncipe, mas muitas garotas gostariam que fosse o delas.

-Pois por mim que levem!

-Entendi — Fala Psi colocando a xícara de lado — Você gostou dele.

-Você por acaso meu escutou?

-Sim, eu escutei você mentindo pra mim, engane todos Katerin, mas você NUNCA vai me enganar, é como disse, se quiser ficar com ele fica, não é como se eu realmente me importasse com isso, então... Faça o que quiser —  Psi pega a xícara que estava ao seu lado, e a leva a sua boca.

Katerin se retira da sala furiosa, e volta para a sua.


•• ELA NÃO GOSTA DE MIM ••

¢Yan ON

Depois de Katerin ser chamada, Yan continua a copiar a lição.

-Foi você que chamou ela não foi? — pergunta Yan.

-Sim — diz Psi que estava sentada no lugar de Katerin — ela é meio...

-Meio decidida?

-Sim, bem isso.

-Então sobre o que você está falando com ela? — Pergunta Yan curioso.

-Sobre você, bem... Ela acabou de te chamar de cafajeste, e disse que você seria o último cara com quem ela ficaria.

-Imaginei, uma garota como ela pensaria assim.

-Isso te machuca?

-Um pouco, mas pode ir me dizendo o que o ela está falando sobre mim.

-Você não acha estranho?

-O que? O fato de você estar aqui e lá ao mesmo tempo? Sim acho, mas não tem nada que eu possa fazer sobre isso.

-Hahaha, é por isso que gosto de você Yan, mas deixa eu te dizer, apesar de ela estar falando tudo isso, ela não pensa realmente assim, ela só está falando isso para me contrariar, ela não te acha tão ruim assim.

-Serio?

-É, ela não é do tipo apressada, ela precisa conhecer para falar algo.

-Sim, já percebi isso, também percebi que você tá tentando me juntar com ela.

-Só estou fazendo as coisas fluírem como deveriam.

-Claro, claro, afinal esse é o seu trabalho.

-Um deles, mas isso na verdade não importa.Bom... A minha conversa com ela está acabando, sugiro que copie mais devagar — falando isso Psi se levanta.

-Psi espera! — Diz Yan para ela.

-O que foi?

-Você acha que eu poderia fazer alguma garota feliz?

-Acho sim, mesmo que você nunca tenha tido um relacionamento sério, você tem experiência com mulheres mais do que ninguém, além do que, te conhecendo como conheço, se você realmente se apaixona-se, você conseguiria fazer qualquer mulher feliz.

-Valeu!

Psi vai embora e com isso Katerin entra na sala.


•• É BRINCADEIRA ••

Katerin volta para sua sala, aonde Yan estava copiando as matérias que perdeu.

-Oi, você voltou, copiei muitas coisas enquanto estava fora, apesar de não entender nada — Yan ri.

-Que bom — Diz Katerin que observa Yan enquanto ele copia a lição.

-O que foi?

-Você já sonhou em ter uma princesa?

-Você...Tá me cantando?sabe te chamam de princesa e tals.

Só os garotos a chamam assim.

-Não, não, não, não é isso, só queria saber se já sonhou em ter uma.

-Eu entendi, tava brincando.Na verdade, eu nunca sonhei com uma garota ideal, assim como eu disse, eu não tinha uma boa visão das garotas, além do mais, eu moro com meu pai e me irmão, então nunca tive como ter uma garota como base ideal.

-E a sua mãe?

-Também gostaria de saber.

-Como assim?

-Ela sumiu!Ela fugiu do hospital quando eu nasci, e de lá, ninguém mais sabe dela.

-Eu...

-Tudo bem princesa, não precisa tentar me consolar, eu não tenho raiva da minha mãe, ela apenas deve ter percebido que não era boa o bastante para cuidar de uma criança, então deixou pro meu pai cuidar, se não tivesse ele, ela provavelmente teria me mandado para a adoção, ela só devia querer o melhor pra mim.

-Você... É alguém interessante.

-Hum?

-Prestem atenção alunos, a aula de hoje acabou, quero que a lição esteja no caderno de todos vocês pra próxima aula, e que também já saibam o conteúdo, não vou atrasar mais uma aula por vocês!

-Poxa, professora!

-A gente acabou de chegar.

Reclamam alguns dos alunos do time de futebol.

-Não me importo se chegaram ou se irão de novo, quero a lição no caderno de vocês amanhã!

-Ah não! Katerin eu não terminei, me empresta seu caderno por favor?

-Não precisa, vai até a minha casa que você termina de copiar.

-Sério? — Pergunta Yan surpreso.

-Sim, eu também aproveito e te explico a lição.

-É...Você quem sabe, então tá combinado, agora eu tenho aula de Sociologia, a gente se vê na frente da escola, perto da fonte.

-Ok.

Os dois se despendem.

                           ****

Os dois se encontram no lugar marcado.

Quando chegam na casa de Katerin, ela abre a porta e pede para que Yan entre, ele o faz.

-Uau, que casa arrumada, nada menos a se esperar da princesa! — Diz Yan enquanto entra na casa de Katerin.

-Valeu — fala Katerin fechando a porta.

-Mais bom, aonde a gente vai estudar?

-Pode ser no meu quarto, lá tem uma mesa, então vai facilitar.

-Ok! — Diz Yan que vai até o quarto de Katerin e tira seus materiais da bolsa.

-Humm, e agora?

-Agora o que?

-Tipo...você não vai me ensinar?

-Sim, só me deixa trocar de roupa.

-Espera!!na minha frente? — pergunta ele.

-Lógico que não!pervertido!

-Então explica melhor! do jeito que falou qualquer um entenderia errado.

-Não mesmo — Katerin pega um vestido na gaveta e vai para o banheiro se trocar.

-Por que eu vim?vou sair daqui com um atestado de óbito pronto!A Lilan vai me cozinhar vivo!

Katerin sai do banheiro, e se depara com Yan, que estava sentado em sua cama.

-Hum...por que você...?

-Por que eu mudei de lugar?é só porque aqui é mais confortável.

-Mal chegou e já se acha o dono da casa!

-Foi mal, não sabia que iria se importar, eu volto pro chão então.

-Não tudo bem, eu não me importo tava de zoas.

-Desculpe mesmo assim, deveria ter te perguntado antes.

-Que formalidade.

-Garotas normais não gostam de Playboys sentados em sua cama.

-Eu não sou um playboy — Disse Yan sarcasticamente.

Katerin ficou em silêncio.

-O que foi?Não me diz que só agora foi lembrar sobre essa parte?

-É.

-Deixa eu adivinhar, se sensibilizou pelo momento que eu estava abrindo meu coração, e no calor do momento me convidou esquecendo dessa parte.

-É, esqueci que você é safado.

-E com diploma! — diz ele sarcasticamente. Porém se decepciona ao ver que isso só fez o clima ficar mais pesado — desculpa era uma piada.

O clima entre eles ficou pesado, e Yan percebeu que Katerin se sentia incomodada, e por isso, olhava se seu vestido não tinha levantado de minutos em minutos.

Yan vendo isso, se levantou da cama de Katerin e foi em direção a ela, Katerin foi cada vez se afastando mais até chegar a parede.

-Yan o que você tá fazendo?para!

Mas o garoto não escutava ela, ela olhou nos olhos dele e viu que seu olhar tinha mudado, Katerin se encostou na parede, ela estava sem saída.Yan chegou perto de Katerin colocou uma de suas mãos na parede, ficou frente e frente com Katerin e...

-Fu! — assopro

Katerin foi pega de surpresa, ela não sabia como reagir, porém seu rosto claramente demonstrava a sua surpresa.

-Hahahaha, calma princesa — disse Yan enquanto se afastava de Katerin — posso ser safado, mas só pego uma garota se ela me der permissão, além do que, você é uma pessoa séria, se fosse pra eu ter algo com você não seria por brincadeira.

-Ahh — Katerin cora — você me assustou, você parecia um animal, e ai...ai...você assoprou na minha cara.

-Calma, sobre o olhar, foi de propósito — Ele riu alto — não fica com raiva não.

-Seu...seu... — Katerin estava tão confusa e irritada, que não conseguia completar uma frase.

-Lembra?Eu vim aqui estudar, então agora que você me odeia, podemos prosseguir?

-Sim — diz Katerin depois de perceber aonde Yan queria chegar.

                               ****

Como Yan precisava ir para a escola já sabendo o conteúdo, Katerin explicou para ele até que ficasse muito tarde.

-Se você fosse uma garota eu te deixaria dormir aqui — Disse ela levando Yan até a porta.

-É uma pena mesmo, enfim, vou indo se não perco o ônibus, e o próximo só passa daqui a 30 minutos. Tenha uma boa noite princesa.

-Você também.

Yan vai embora.Katerin o observou até que ele cruzar a rua.

-É, ele não é má pessoa — Fala Katerin que se vira e vê Psi sentada no chão de seu quarto.

-Viu? eu disse, o Yan pode ter a fama de pegador, mais ele na verdade, sempre quis um relacionamento sério, mas nenhuma garota nunca quis isso, além de ele não ter se apaixonado por nenhuma delas, ele na verdade é bem carinhoso, Enfim, o Yan se foi e eu também vou — Psi se levanta e vai em direção a porta.

-Nananinanão!Volta por onde veio.

-Como? — Perguntou Psi surpresa.

-Você não veio da janela? então volta por ela também!

-Janela? Do que você está falando?

-E por qual outro meio sem ser a porta você entraria?

-Eu tenho outros meios — diz Psi com um meio sorriso em seu rosto.

Então no piscar de olhos de Katerin Psi some.

-Mais o que!??ela...se teletransportou?Eu desisto!Vou dormir, chega por hoje.


Notas Finais


Espero que tenha gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...