História Meus Namorados(Imagine Exo) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Exibições 120
Palavras 1.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!! 📖🦄💞💞

Capítulo 11 - Velório...


Fanfic / Fanfiction Meus Namorados(Imagine Exo) - Capítulo 11 - Velório...

Acordei 03:00, pois o vôo seria 04:00. Me despi e vesti uma blusa de manga cumprida preta com desenho de unicórnio, uma calça jeans escura e um vans preto e por fim penteei meu cabelo e o deixei solto. Já estava tudo pronto, em uma mochilinha eu pus meu celular, carregador portátil, fones e um livro. Desci com minhas malas, mas antes de ir, eu escrevi um bilhetinho dizendo que eu já tinha ido, deixei em uma mesinha e fui pedir um táxi. 10 minutos depois o táxi ja estava na porta, entrei e fui direto pro aeroporto.

~~ Quebra de Tempo~~

Cheguei no aeroporto e fui comer alguma coisa em alguma. Depois de comer fiz todos aqueles bagulhos antes de embarcar no avião. 

Finalmente eu estava na poltrona para decolar. Ao meu lado se sentou uma velhinha muito fofa que dormiu e roncou a viajem toda. 

Eu comecei a escutar algumas músicas, mas logo comecei a ler. Depois de escutar música e ler varias vezes, eu decidi ir dormir, pois eu estava muito cansada.


**13 Horas depois**

Acordei com alguém me cutucando, abri meus olhos e vi que era a aeromoça.

- Senhorita...

- Hm?- Respondi me ajeitando na poltrona.

- O avião já pousou.- Ela deu um simpático sorriso é saiu.

Me levantei e sai do avião. Já no aeroporto, eu andava tentando procurar algum rosto familiar, de longe eu pude ver a minha mãe acenando, corri até ela é Abracei a mesma.

- Que saudades filha...- Ela falou distribuindo beijos em todas as partes do meu rosto, bochecha, nariz, testa e por fim na ponta da minha cabeça.

- Eu também senti mamãe.... Como a senhora está?

- Ainda não estou 100% bem, mas eu estou feliz em te ver de volta.- Ela sorriu e eu fiz o mesmo.

~~ Quebra de tempo~~

Depois daquele reencontro, pegamos um táxi e fomos para casa, onde estaria alguns parentes próximos.

Quando chegamos, eu comprimento todos, mesmo com aquele clima desagradável, mas uma pessoa em particular me chamou atenção, era um rosto familiar, mas eu não fazia a mínima ideia de quem seria. Era um garoto muito bonito, que aparentava ter a mesma idade que eu, seu cabelo era castanho e ele tinha traços coreanos. Fui até a minha mãe, que estava sentada no sofá vendo algumas fotos.

- Mamãe?- Falei me sentando no sofá ao seu lado.

- Sim filha?- Falou enxugando algumas lágrimas que caiam, e se virou para me encarar.

- Quem é aquele garoto?- Perguntei apontando discretamente para ele, e logo ela sorriu.

- Tem certeza que não se lembra?- Neguei com a cabeça.- Taehyung!!- Ela falou, aquele garoto se virou em direção de nós, então o nome dele e Taehyung, esse nome é muito familiar.- Pode vir aqui?- Ele acentiu e veio até nos.

- Sim tia?- Ele chamou ela de tia, deve ter muita intimidade.

- Se lembra da (S/N)?- Ele direcionou seu olhar para mim e fez uma cara confusa e logo negou.- Sério que vocês não se lembram?- Ela perguntou meio indignada, e negamos novamente.- A avó de vocês eram muito amigas, e por isso voces eram muito amigos... Se lembram agora?- Demorei ainda para assimilar aquilo.

Tae- (S/N)!!? / - Tae!!? - Falamos ao mesmo tempo.

- Aleluia... Se me dão licença.- Depois que falou aquilo ela saiu.

- Faz tanto tempo que a gente não se vê TaeTae.- Eu falei indo abraçar ele.

- Me desculpa por ter ido embora (S/A)!- Ele falou retribuindo o abraço.

Para quem não está entendendo nada, eu vou explicar... Como minha mãe disse, éramos muito amigos por causa da amizade das nossas avós, passei minha infância inteira com ele, porém quando tínhamos 6 anos, a família dele precisou voltar para a Coreia do Sul, desde então eu nunca mais o vi, mas ele está aqui na minha frente.

Ficamos um tempão conversando, ele me contou que em breve irá se mudar para Seul, poderemos nos ver mais vezes. A vó dele também estava lá então eu fui cumprimentar ela.

- Oi vó Min!!- Eu falei é dei um abraço na mesma.

- Oi minha querida.- Ela retribuiu o abraço.- Nem te reconheci, está tão linda.- Corei.

- Obrigada...

Eu não contei antes, mas minha Vovó era herdeira de uma grande quantia de dinheiro, tanto que na gravidez da minha mãe, ela queria ajudar, mas minha mãe não queria ficar nas custas dela. Então essa herança da minha vó vai ser dividida para a minha mãe e para a minha tia de Busan. 

[...]

Quando o velório acabou, todos ja estavam se despedindo para irem embora, até que minha mãe ate mim e fala:

- Filha... Depois eu preciso te contar algo...- Eu apenas acento e ela saiu para se despedir dos parentes e eu fiz o mesmo.

Depois disso eu me sentei no sofá e fiquei mexendo no meu celular.

- Vem filha... Vamos para o parque.- Ela me chamou e eu a segui. 

Fomos andando até o parque andando. Aquele parque era cheio de flores era muito lindo, e o tempo estava um pouco chuvoso, então dava para sentir leves pingos de chuva. Nos sentamos em um banco e ficamos esperando alguma coisa que eu não sei, até que um homem se aproximou.

- Na verdade eu queria te apresentar alguém.- Ela se levantou e ficou ao lado do homem misterioso, ele sorria para mim.- Filha... Esse é o seu pai..

- O QUE?!!- Me levantei ainda surpresa com a notícia inesperada.- Esse homem e o mesmo pai qie te abandonou quando a senhora estava grávida de mim??!- Eu ainda estava assimilando as coisas.

- Filha ele mudou.- Ela estava um pouco triste, deve ser por causa da minha Vovó.

- Oh filinha... Já está tão crescida.- Ele ia tentar me abraçar, mas eu me afaste e sua expressão mudou para seria.

- Não me chame de filha, você não é o meu pai.

- Não trate o seu pai assim.- Ela parecia um robô falando... O que está acontecendo??

- Mãe?? O que deu na senhora para perdoar esse ser?

- Queira ou não, você é minha filha e é bom você me obedecer.

- Te obedecer e o caral- Fui interrompida pela minha mãe.

- Para de agir assim (S/N)! Ele é o seu pai e agora vamos ser uma família.

- Isso não está certo!! Minha avó não oa admitir isso!!

- SUA AVÓ MORREU!!- Deixei uma lágrima cair.

- Quem é você? O que fez com a minha mãe?..... E você- apontei para aquele ser.- Não e é nunca será o meu pai!!- Sai de lá e voltei para casa, me tranquei no meu quarto e me joguei na minha cama.

- Isso não está certo....



Continua...




Notas Finais


Espero que tenham gostado!!! 📖🦄💞

*i* Me desculpe por qualquer erro *!*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...