História Mi Chica Ideal - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Gastina, Jico, Lutteo, Pelfina, Simbar, Yamiro
Visualizações 680
Palavras 1.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vamos para mais um Capítulo.

Capítulo 22 - "Invasor de Quartos"


Fanfic / Fanfiction Mi Chica Ideal - Capítulo 22 - "Invasor de Quartos"

Pov Yam.

Yam: espera aí, quer dizer que você e Nico transaram? - pergunto incrédula para Jim enquanto caminhávamos a caminho do Blake.

Jim: é... - ela cora.

Yam: espera aí, mas como vão ficar?

Jim: Vamos ser somente amigos. Como sempre foi. Nada de namoro! 

Yam: isso quer dizer que ele pode namorar Ada agora.

Jim: claro, a vida é dele. - dá de ombros, mas percebo que ela estava triste.

Yam: Mas não ficará triste por causa disso?

Jim: eu preciso viver minha vida, e ele a dele. Certo? 

Yam: Mas...

Jim: Chega de falar de mim, vamos falar sobre você amiga.

Yam: o que quer saber de mim?

Jim: Quem estava com você e o que faziam? 

Yam: estava com meu primo. O Bruno! - minto.

Jim: Ah, e estava gemendo por quê? Tá pegando seu primo? Até onde sei, ele gosta de Âmbar. 

Yam: ok, eu te conto.

Jim: Ótimo! 

Yam: Sabe que o Ramiro?

Jim: Você fez sexo com ele?

Yam: o quê? Não, Jimena. Não sou você que, ao invés de terminar, transa com o cara. 

Jim: Então...?

Yam: ele foi até a janela do meu quarto e entrou nele.

Jim: tenho certeza que não aconteceu somente isso.

Yam: aí, a gente se beijou! - ela fica boquiaberta.

Jim: Não? Sério? - assenti - aí vocês transaram?

Yam: Não, Jim. Só pensa nisso agora? Abaixa teu fogo.

Jim: Ok, Então por que gemeu no celular?

Yam: quando você ligou, eu parei o Beijo. Por isso demorei para ligar novamente. Durante a ligação, ele beijou meu pescoço, e você sabe que esse é meu ponto fraco, aí saiu o gemido.

Jim: Então sem sexo? - pergunta desanimada.

Yam: Sim. Sem sexo! - reviro os olhos.

...

Intervalo.

Estava na biblioteca do Blake, procurando um livro que precisava usar para o trabalho de Literatura para a próxima aula.

Estava focada,até que alguém sussurra no meu ouvido.

--: Loira Marrenta! - era Ramiro. Fecho os olhos ao sentir minha pele arrepiar, mas logo abro-os novamente.

Yam: o que quer? - continuo procurando o livro. 

Ramiro: Nada, só... - ele me vira e mexe prensa na prateleira - ... Queria terminar o que sua amiga atrapalhou.

Yam: ela não atrapalhou nada. Você que me beijou! 

Ramiro: E você retribuiu. Até onde sei, não posso beijar sozinho! 

Yam: Olha só, Garoto Metido. Foi a única vez que isso aconteceu. Ok? - iria me virar novamente, mas ele impede e me beija. 

Sua língua pediu por passagem e eu cedi. Minha boca estava em sintonia com a sua, parecia que formos feitos para beijar um ao outro. Começo a me entregar por completo ao Beijo e estava pouco me lixando se iríamos ser pegos ou não. 

Nós paramos o Beijo por falta de ar de ambas as partes. Estava ofegante. Muito ofegante.

Ramiro: último? É mesmo? - pergunta debochando. Ele queria me provocar? Porque se for, conseguiu.

Yam: Olha só, vai procurar seus amigos, vai!

Ramiro: eu vou. Aproveito e vejo se algum deles tem o telefone do hospício.

Yam: para que quer isso? - franzi as sobrancelhas confusas.

Ramiro: Você disse que quando estivesse apaixonada por mim, mandou que eu lhe jogasse no hospício. Você já tá caixinha por mim, falta pouco pra se apaixonar por completo. - rouba um selinho meu e sai. 

Ok. Eu estava mesmo precisando do hospício.

...

Yam: Nico. - chamo-o.

Nico: Oi Yam.

Yam: Então você e Jim decidiram parar com o falso namoro.

Nico: ela disse que não queria mais continuar. Não posso obrigar ela a nada, então concordei.

Yam: soube também que vocês... Você sabe bem o que é! - ele mostra um sorriso.

Nico: foi. Aconteceu.

Yam: como está em relação a isso? 

Nico: normal. Como deveria está? - franze as sobrancelhas confuso.

Yam: de jeito nenhum. Agora vou até ates garotas.

Nico: Tchau Yam.

Yam: Tchau. - digo e saio. Caminho até a mesa das meninas - voltei! 

Luna: percebemos! - elas pareciam preocupadas.

Nina: Onde estava?

Yam: Não é um lugar muito importante! - minto. - O que aconteceu e cadê Âmbar e Delfina?

Luna: Âmbar estava com as enxaquecas que ela tem esse Delfi acompanhou-a até o banheiro para que ela lavasse o rosto.

Yam: Âmbar tem que cuidar dessas enxaquecas dela. 

Jim: Nós sabemos. Até avisamos a ela, só que ela não nos escuta.

Delfina: Já estamos nós novamente aqui. - chega acompanhada de Âmbar.

Nina: como está a cabeça?

Âmbar: melhorou um pouco, mas ainda dói. 

Luna: por que não vai para casa?

Âmbar: e escutar as reclamações da minha madrinha no meu ouvido o tempo todo? Obrigada, mas não. 

Luna: quer um remédio para dor de cabeça?

Âmbar: Sim. Acho que irá melhorar. 

Luna: Vou pedir. - ela olha ao redor do Roller - Simon! - chama ele e o mesmo se aproxima.

Simon: Opa,podem falar! 

Luna: Tem remédio para dor de cabeça aqui? 

Simon: Acho que sim. Quem está com dor de cabeça?

Delfina: Âmbar. Ela tem essas enxaquecas as vezes. - ele olha para ela, que estava com a cabeça abaixada.

Simon: vou ver o que posso trazer. - Diz saindo. 

Yam: Está muito forte essa dor de cabeça? - ela assente - devia ir ao médico.

Âmbar: Não, Obrigada. Detesto médicos. 

Yam: mas você precisa se cuidar.

Âmbar: Fica tranquila,Yam. É só uma enxaqueca como qualquer outra que tive. Com remédio passa! 

Jim: e se não tiver?

Âmbar: Vocês compram para mim e fim. Farmácia não falta aqui.

Simon: achei o remédio e trouxe um copo d'água. - Âmbar levanta a cabeça.

Âmbar: Obrigada, Garçom Guitarrista. - ela engole o comprimido e bebe a água.

Simon: Você devia ir ao médico por causa dessas dores que sempre tem.

Âmbar: Não, Simon. Obrigada,mas não! 

Simon: por que a Loirinha é tão teimosa, Meninas?

Meninaa: Vai saber!

...

Estava saindo do banheiro, já com meu pijama. Estava preparada para dormir. 

Entro no meu quarto, e Ramiro estava lá, sentado na minha cama.

Yam: aí meu Deus. - fecho a porta - Além de garoto metido, é Invasor de Quartos também?

Ramiro: Eu sei que você gosta de mim. - solto uma risada irônica.

Yam: Sonha, Garoto Metido. 

Ramiro: Loira Marrenta, - ele se levanta - Sua boca diz não, - coloca sua mão esquerda na minha nuca e sua mão direita na minha cintura - mas seus olhos e seu corpo dizem exatamente o contrário.

Yam: Não, não dizem.

Ramiro: quer apostar que eles dizem? 

Yam: eu não digo isso.

Ramiro: pode negar, mas é que verdade. - se aproxima de mim - Você gosta de mim. - sussurra e me beija logo em seguida. 

O Beijo era calmo e suave. Ele me deitou na minha cama e ficou por cima de mim. O Beijo estava cada vez mais intenso e quente. Sua mão foi percorrendo pelo meu corpo de forma desesperada.

Yam: Ramiro. - me separo dele - podemos ir com calma? Podemos ficar somente com os beijos?

Ramiro: claro, podemos sim. - Diz e voltamos a nos beijar.

Estávamos deitados, ainda nos beijando. Mas sem nenhuma malicia. De repente, escuto batidas na minha porta.

--: Yam. Posso entrar?

Yam: minha mãe, se esconde. - sussurro para ele e ele vai para debaixo da minha cama. Arrumo meu cabelo rapidamente. - entra, Mãe! 

Alice(Mãe de Yam): Só vir te dar boa noite, meu amor!

Yam: Boa noite, Mãe! - ela sorri e fecha a porta. - Pode sair, Ramiro.

Ramiro: Aqui estou eu. - ele se deita ao meu lado - vive somente com sua mãe?

Yam: Sim!

Ramiro: E seu pai?

Yam: morreu quando eu tinha meus nove anos.

Ramiro: Ah... sinto muito! 

Yam: Não tem problemas. 

Ramiro: Podemos continuar com o Beijo? 

Yam: Sabe que isso não vai fazer eu me apaixonar por você não sabe?

Ramiro: Sim, eu sei. 

Yam: Ah Bom...

Ramiro: até porque, você já está apaixonada por mim. - se aproxima do meu rosto e me beija mais uma vez.

Ficamos mais uns minutos nos beijando, até que tomo juízo e me separo dele.

Yam: Já chega. Vai invadir o quarto de outra garota, vai! - me levanto e puxo-o da cama.

Ramiro: Mas você é mais divertida!

Yam: Não, não sou. Então Tchau. 

Ramiro: só mais um beijinho! 

Yam: nem um, nem dois e nem mais nenhum número. 

Ramiro: só um, vai! 

Yam: Não. - ele faz uma carinha de cachorrinho abandonado. - Ok. - dou um selinho demorado nele. - Pronto, agora Tchau!

Ramiro: Ok. Tchau! - ele sai pela minha janela. 

Deito na minha cama e começo a sorrir lembrando dos Beijos.

Talvez estivesse mesmo gostando dele.

.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Yamiro estão evoluindo.
Beijooooooooooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...